Benfica de Amesterdão | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

23/10/2018

Benfica de Amesterdão

23/10/2018 + 2 Comentários
PARA VENCER POIS TEM MAIS 48 HORAS DE DESCANSO DEPOIS DE UM JOGO EM COIMBRA A BAIXA INTENSIDADE.


O "Glorioso" tem tudo para vencer. E se Rui Vitória/André Almeida admitiram têm de o provar em campo. é possível. Tem que ser mesmo sabendo que o adversário tem o nível do "Glorioso" e jogue no seu ambiente.

Escolhidos os 22 resta saber quem serão os dezoito que vão a jogo
De fora devem ficar Bruno Varela (terceiro guarda-redes), Ferro (com Conti e Jardel mais Alfa Semedo foi fazer número espero que não seja em turismo), Yuri Ribeiro (Rui Vitória com 4.5.1 não necessita de laterais pois pode adaptar um médio-ala) e Ferreyra (ainda não percebe a função do «1» na táctica de Rui Vitória).

Numa de aposta para o 11 + 7 + 4
Aqui vai:


Todo o plantel está activo
Foram 22 convocados, para dois não inscritos (Samaris e Ebuehi) e um castigado (Rúben Dias).

     ASSIM VAI O PLANTEL DE 31 GLORIOSOS
 NOTAS: Minutos jogados; TitularSuplente utilizado; Suplente utilizado substituído;  Suplente não utilizadoConvocado não utilizado; L - Lesionado; S - Suspenso (expulsão no México, pelo anterior clube);  A – Assistências para goloG – Golos; NI – Não inscrito na Liga dos Campeões

Em 28 jogos...
Apenas sete jogos em "branco". Seis jogos com um golo marcado. Seis encontros com dois golos marcados. Dois jogos com três golos marcados. E sete jogos com quatro ou mais golos: 4 (1x), 5 (2x), 6 (2x), 7 (1x) e 8 (1x). É o Benfica. Por isso é um Clube Mítico do Futebol Mundial.

JOGOS DO BENFICA NA HOLANDA
Época
Cmp
Adversário
Estádio
Local
V
E
D
61/62
TCE
Real Madrid CF
Olímpico
Amesterdão
5-3
62/63
TCE
SC Feyenoord
De Kuip*
Roterdão
0-0
64/65
Par
AFC Ajax
Olímpico
Amesterdão
1-2
68/69
TCE
AFC Ajax
Olímpico
Amesterdão
3-1
71/72
TCE
SC Feyenoord
De Kuip
Roterdão
0-1
AFC Ajax
Olímpico
Amesterdão
0-1
74/75
TVT
PSV Eindhoven
Philips
Eindhoven
0-0
78/79
TRT
SC Feyenoord
De Kuip
Roterdão
0-2
FC Brugge
6-0

88/89
Par
VV Excelsior
Sportpark
Maassluis
0-0
TAM
UC Sampdoria
Olímpico
Amesterdão
1-5
CR Flamengo
0-2

89/90
Par
SC Unitas 30
Lage Banken
Ette Leur
6-1
TRT
Fluminense FC
De Kuip
Roterdão
1-1
SC Feyenoord
2-4
Par
NSVV
Sportpark
Numansdorp
4-0
95/96
TUE
SV Roda JC
Kaalheide
Kerkrade
2-2

97/98
Par
Alphense Boys
Sportpark
Alphen Rijn
8-0
Par
RKSV Taxandria
Gemullehoek
Oisterwijk
7-0
Par
FC Den Bosch
Vliert
S'Hertogen.
1-0
Par
RKSV Halsteren
Beek
Halsteren
5-0
98/99
LC
PSV Eindhoven
Philips
Eindhoven
2-2
09/10
TAM
Sunderland AFC
Arena
Amesterdão
2-0
AFC Ajax
Arena
Amesterdão
3-2
10/11
LE
PSV Eindhoven
Philips
Eindhoven
2-2
11/12
LC
FC Twente
De Grolsch V.
Enschede
2-2
12/13
LE
Chelsea FC
Arena
Amesterdão
1-2
13/14
LE
AZ Alkmaar
AFAS
Alkmaar
1-0
18/19
LC
AFC Ajax
Arena
Amesterdão
?
?
?
28 J - 12 V - 8 E - 8 D (65/35)
12
8
8
NOTAS: A azul (sete) adversários "não-holandeses";
TUE - Taça UEFA, na actualidade Liga Europa;
TVT - Taça dos Vencedores das Taças (extinta);
TCE - Taça dos Clubes Campeões Europeus, na actualidade Liga dos Campeões (LC);
Par. - Jogos em competições não-oficiais;
TRT - Torneio de Roterdão;
TAM - Torneio de Amesterdão

* De Kuip (A Banheira) é o nome popular para o nome oficial Estádio do Feyenoord

Um grande Clássico Europeu
Os dois melhores clubes europeus de final dos Anos 60 e início da década de 70 (o clube de Amesterdão sucedeu ao SLB) encontraram-se seis vezes com aquela eliminatória «dramática» que fez a UEFA acabar com o desempate num terceiro jogo passando a "moeda ao ar". Mais duas derrotas e menos um golo. Os treze golos foram obtidos por sete Gloriosos (doze pois houve um autogolo). Entre os dois clubes há a extraordinária proeza de Néné a marcar cinco golos no jogo para atribuir o 3.º lugar no prestigiado Torneio Internacional de Paris. Muito superior a uma qualquer Taça da Liga e ainda mais que as Supertaças.

JOGOS DO BENFICA COM O AFC AJAX (301)
Época
Com
Estádio
Cidade
S
Res
Marcadores (Min)
64/65
Par
Olímpico
Amesterdão
F
D 1-2
(19) José Augusto


68/69


TCE
1/4

Olímpico

Amesterdão

F

V 3-1
(30) Jacinto
(35) José Torres
(58) José Augusto
Luz
Lisboa
C
D 1-3
(71) José Torres
Colombes *
Paris
N
D 0-3
-----------------------
71/72

TCE
1/2
Olímpico
Amesterdão
F
D 0-1
-----------------------
Luz
Lisboa
C
E 0-0
79/80

TPS
3.º

Parque dos
Príncipes


Paris


N
V 5-1
(18) Néné
(36) Néné
(63) Néné
(65) Néné
(76) Néné
02/03

Par
Luz
Lisboa
C
E 1-1
(72) Ricardo Rocha
09/10

TAM
Fin

Arena

Amesterdão

F
V 3-2
(08) Autogolo
(30) Di María
(55) David Luiz
14/15
TEC
SLB
Lisboa
C
D 0-1
-----------------------
18/19
LCE
FG
Arena
Amesterdão
F
?
SLB
Lisboa
C
?
         TOTAIS ………
10 J - 3 V - 2 E - 5 D   (14/15)
NOTA: * Jogo de desempate com zero-a-zero aos 90 minutos; TCE/LCE - Taça dos Clubes Campeões Europeus/Liga dos Campeões; TPS - Torneio Internacional de Paris; TAM - Torneio de Amesterdão; TEC - Troféu Eusébio  Cup

Os doze anti-Amesterdão
Com nove jogos em Amesterdão foram marcados quinze golos por doze futebolistas e mais um autogolo. No estádio onde o "Glorioso" vai jogar hoje já houve três jogos com seis golos, marcados por Cardozo (Sunderland AFC e Chelsea FC), Maxi Pereira (Sunderland AFC), o autogolo, Di María e David Luiz, ou seja, três golos ao AFC Ajax.

MARCADORES DOS 16 GOLOS EM AMESTERDÃO (DEZ NO OLÍMPICO E SEIS NO ARENA)
N.º
Golos
Futebolistas
(12)
Fora *
(7)
Neutro
(9)
2
Eusébio
2
2
José Augusto
2
2
Cardozo
2 **
1
José Águas
1
1
Cavém
1
1
Coluna
1
1
Jacinto
1
1
José Torres
1
1
Mozer
1
1
Maxi Pereira
1 **
1
Di María
1 **
1
David Luiz
1 **
1
Autogolo
1 **
NOTA: * Golos marcados ao AFC Ajax; ** No estádio Arena

Se a estreia em Amesterdão foi de Glória
Com a conquista da "Segunda" frente ao real Madrid CF no final da temporada de 1961/62 o primeiro jogo com o clube mais popular da Holanda realizou-se em 9 de Maio de 1965 no mesmo estádio do Bicampeonato Europeu e a "ensaiar" a final de 1964/65 frente ao FC Inter Milão, em...Milão. No dia anterior (8 de Maio de 1965) a "Reserva" jogava em Guimarães, frente ao Vitória SC, a última jornada do Campeomato Nacional da I Divisão, vencendo por 2-1 para desespero do adversário que considerou ser achincalhado pelo Benfica. Nos Anos 60 até a Reserva do Benfica ia vencer a principal equipa do Vitória SC! 


Nos quartos-de-final da Taça dos Clubes Campeões Europeus
O Benfica conseguiu um magnífico resultado frente ao futuro TRIcampeão Europeu, em 1970/71, 1971/72 e 1972/73. O "pior" foi na segunda mão na "Saudosa Catedral". Foi necessário um terceiro jogo, em Paris, no estádio Colombes, com o "Glorioso" a ser apenas eliminado no prolongamento depois de um empate sem golos aos 90 minutos. 


O derradeiro "canto da Águia" só com portugueses
Foi nas meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1971/72, quando Benfica discutiu a passagem à final frente ao Campeão Europeu em título que depois de vencer o Benfica em Amesterdão, por 1-0 (golo de Swart, aos 64 minutos, na sequência de um livre lateral junto da grande-área do Benfica). Na segunda mão (o zero-a-zero, na minha estreia na "Saudosa Catedral") eliminou o Benfica e abriu "as portas" ao Bicampeonato Europeu da adversário de logo à tarde/noite.


Estreia no estádio Arena
Com a conquista do Torneio de Amesterdão. O Benfica arrasou nos dois jogos com exibições categóricas. Nas meias-finais o clube inglês Sunderland AFC e na final o AFC Ajax.



O melhor é ir brincando com os ajaxianos designando-os por anas:



Carrega Benfica

Alberto Miguéns

  1. Sr.Alberto,desculpe estar a incomodar,mas na ficha do jogo com o Ajax em 1965 está o nome de JOSÉ ÁGUAS.Suponho que o certo seja JOSÉ TORRES!?E o guarda-redes Melo não substituiu COSTA PEREIRA?
    SAUDAÇÕES GLORIOSAS!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista Amaral

      Agradeço a sua pergunta pois permitiu corrigir o erro. Como é evidente em 1964/65 o nosso Zé Águas já não jogava.

      Nesse dia, em Guimarães, Melo substituiu Benje ao intervalo daí não ter podido substituir Costa Pereira em Amesterdão pois os jogos realizaram-se no mesmo dia.

      http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=06559.097.19547#!20

      Em Amesterdão jogou a equipa de Honra e em Guimarães a Reserva, mas como se trata de uma competição para equipas de Honra, a Reserva "fez de equipa de Honra" o que na História do Benfica tem ocorrido em alguns jogos, no Regional de Lisboa, nesse para o Campeonato Nacional e em jogos para a Taça de Portugal.

      Gloriosíssimas Saudações

      Disponha sempre

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Subscrever este blogue

Apoio de: