A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

20/07/2017

Primeiro Troféu (de Vários)

20/07/2017 + 0 Comentários API
TERCEIRO JOGO, SEGUNDA VITÓRIA.

1-0 por Seferovic. Golo-rioso 13 026


2-0 por Seferovic. Golo-rioso 13 027



Muito trabalho pela frente. Daqui a uma semana, em Londres, vai perceber-se os contornos para o início de 2017/18.

Primeira parte (1-1)
Típico jogo de pré-época entre duas equipas de clubes ibéricos. Muito calculismo e cautelas. Meio-campo "engarrafado". Golos só com erros defensivos e pouco mais...

Segunda parte
O Benfica foi mais estável nas substituições durante os primeiros minutos e foi recompensado. Marcou e depois foi aguentando. Mais um erro defensivo podia ter dado o empate numa bola ao poste. A vitória assenta bem ao melhor plantel.

Um Real Betis muito limitado
E mesmo assim conseguiu o melhor jogo desta pré-temporada, depois de uma derrota e um empate frente a equipas de clubes dos escalões secundários de Espanha. Andam a pôr-se a jeito de regressar ao segundo escalão. Em 2016/17 foi por pouco.

Arbitragem
Nada a apontar.


Deve, Haver e a Ver
Ao terceiro jogo nada de extraordinário. Se a estes 28 futebolistas que estão no Algarve juntarmos os quatro lesionados e os dois ainda de férias temos 34 jogadores. Mesmo que não haja mais contratações este plantel tem de ser reduzido em nove ou oito, passando para 25 ou 26 Gloriosos Futebolistas para a temporada 114.º, em 2017/18.

A defesa parece revelar as mesmas condicionantes. Os guarda-redes não parecem suficientes para uma temporada que se quer longa com mais de 60 jogos. Júlio César está mais velho e tem um crónico problema dorsal que não dá garantias de poder fazer muitos jogos. Paulo Lopes já só é guarda-redes de balneário. Bruno Varela cumpre mas não parece ser daqueles jogadores que garante defesas que parecem impossíveis de realizar. As que dão pontos e passagens de eliminatórias.

O sector defensivo preocupa ainda mais. André Almeida cumpre na direita mas não deslumbra. Pedro Pereira e Buta parecem curtos em experiência e qualidade nesta fase da sua idade. Nem todos têm de (e podem) ser precoces. Na lateral esquerda mantém-se a qualidade: Grimaldo (com as habituais lesões) e Eliseu capaz de o compensar. Hermes é incógnita. Como centrais Luisão está um ano mais velho (tal como todos, mas quando se entra nos 30 num futebolista a passagem das épocas conta a dobrar). Jardel está há muito tempo pouco activo, tal como Lisandro. «Kalaíça» e Rúben Dias são incógnitas. Mas Lindelöf chegou a estar dispensado, em Janeiro de 2016, para Inglaterra... (clicar)

Os centro campistas são às catadupas. No agora chamado em futebolês "corredor central" o indispensável Fejsa que está geralmente meia-época lesionado. Samaris estará castigado quatro jogos e André Almeida é inferior nesta posição que como defesa-direito. Filipe Augusto, André Horta, Chrien e Krovinovic, entre certezas e incógnitas alguém terá de sair. Pizzi tornou-se ele e mais dez! Na ala esquerda (no início do Futebol, asa e agora corredor esquerdo) Cervi, Zivkovic e Rafa chegam para ser P3N7A. Do outro lado, Salvio, Diogo Gonçalves, Carrillo e Willock parecem estar alguns em excesso.

No sector avançado (que só será verdadeiramente testado frente a defesas compactas e de classe no Torneio de Londres) há Jonas (velhote com os tais anos a passar que pesam a dobrar), Mitroglou, Raúl, Seferovic, João Carvalho e Arango. Demasiados para dois lugares no onze titular.

Sábado há mais...
Mesmo tendo em conta que o valor dos plantéis mudam de uma época para outra, pois se tal não acontecesse os clubes classificavam-se eternamente nos mesmos lugares, o próximo adversário não parece capaz de causar mossa. Assim o "Glorioso" vai podendo fazer evoluir mais os futebolistas, com vantagens para o entrosamento da equipa e definições da equipa técnica que terá de fazer exclusões. O tempo das decisões vai escoando.


Terceiro jogo, segunda vitória
Numa temporada que se pretende com mais jogos que a anterior que teve 61 encontros pois isso significará juntar à Taça de Portugal a conquista da Taça da Liga e a Liga dos Campeões.

TEMPORADA 2017/18
Competições
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
3 (63)
2
-
1
5
6
Primeira Liga
- (34)
-
-
-
-
-
Liga dos Campeões
- (13)
-
-
-
-
-
Taça de Portugal
- (7)
-
-
-
-
-
Taça da Liga
- (5)
-
-
-
-
-
Supertaça
- (1)
-
-
-
-
-
Torneios
2 (2)
1
-
1
3
5
Troféus
1
1
-
-
2
1
Particulares
- (1)
-
-
-
-
-
NOTA: Entre parêntesis os jogos que faltam disputar em 2017/18 contando que o "Glorioso" atinge as finais das competições a eliminar

Recomeçar a conquistar troféus
Para dar o mote para 2017/18.

CALENDÁRIO DE JOGOS (PRÉ-TEMPORADA)
Mês
Dia
Adversário
Competição
Local



J
U
L
H
O
02
DOM
05
QUA
09
DOM
13
QUI
V 2-0
LIII Torneio "Taça Uhren".1
Grenchen/Suíça/N
14
SEX
15
SÁB
D 1-5
LIII Torneio "Taça Uhren".2
Biel/Suíça/N
19
QUA
20
QUI
V 2-1
II Troféu "Futebol Algarve"
Algarve/Neutro
21
SEX
22
SÁB
Hull City AFC
Jogo particular
Algarve/Neutro
26
QUA
29
SÁB
Arsenal FC
IX Torneio "Taça Emirados".1
Londres/Fora
30
DOM
RB Lípsia (Alem)
IX Torneio "Taça Emirados".2
Londres/Neutro

Glória ao Benfica!
                           
Alberto Miguéns
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail