A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

22/04/2017

Vamos Lá Benfica

22/04/2017 + 0 Comentários API
UMA VITÓRIA HOJE É PASSO DE GIGANTE RUMO AO 36.º TÍTULO.


São estes os “Gloriosos”. Confiança total. Há que escolher os que estiverem em melhores condições para derrotar o Sporting CP. Um jogo que em 1 de Dezembro deste ano assinalará 110 anos de confronto entre os dois emblemas.

Jogar para a vitória garantirá, no pior cenário, o empate. Este permitirá manter o Benfica a depender apenas dos seus resultados. Uma derrota colocará Benfica e FC Porto a desesperarem por marcar golos pois em caso de igualdade pontual o campeão será o que registar melhor diferença entre golos marcados e sofridos.

26 GLORIOSOS DO PLANTEL 2016/17
Previsão pessoal (tendo em conta o que penso ser o critério de Rui Vitória):
TitularesSuplentesConvocados não utilizados
(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)

NOTA: Minutos jogados; TitularSuplente utilizadoSuplente não utilizado;Convocado não utilizado; L - Lesionado; NC – Não convocado; NI – Não inscrito; AA – Suspenso por amostragem de cartão vermelho (duplo amarelo)/expulsão; V – Suspenso por amostragem de cartão vermelho/ expulsão; SA – Suspensão que transitou da temporada anterior; S5 – Suspensão ao 5.º cartão amarelo; A – Assistências para goloG – Golos; Pedro Pereira e Filipe Augusto têm vários jogos efectuados em 2016/17 nos clubes de onde foram transferidos para o “Glorioso”

Vamos “Glorioso”
Os jogos com o FC Porto provocam ansiedade. Os encontros com o Sporting CP envolvem expectativa. Quando é no terreno deles é ansiedade ou expectativa a dobrar. Nas últimas épocas o domínio do Benfica no estádio do Sporting CP é inequívoco. Contando apenas as últimas sete temporadas (desde 2009/2010) são três vitórias, três empates e apenas uma derrota. Mesmo para outras competições regista-se uma vitória (Taça da Liga) e uma derrota, já no prolongamento (Taça de Portugal).

OS ‘ULTIMOS 22 SLB vs Sporting CP
Jogo
N.º
Época
Comp
Sit
V
E
D
404
2009/
2010
CN
F
0-0
405
TL
F
4-1
406
CN
C
2-0
407
2010/
2011
CN
C
2-0
408
CN
F
2-0


409
TL
C
2-1
410
2011/
2012
CN
C
1-0
411
CN
F
0-1
412
2012/
2013
CN
F
3-1
413
CN
C
2-0
414

2013/
2014
TH
N
1-2
415
CN
F
1-1
416
TP
C
4-3
417
CN
C
2-0
418
2014/
2015
TH
N
0-1
419
CN
C
1-1
420
CN
F
1-1
421
2015/
2016
ST
N
0-1
422
CN
C


0-3
423
TP
F


1-2
424
CN
F
1-0
425
2016/
2017
CN
C
2-1


426
CN
F



TOTAIS
22 J - 12 4 - 6 (32/20)
NOTA: Em destaque jogos em terreno alheio para o campeonato nacional

As diferenças no Dérbi de Lisboa
Nos totais o que se espera. Em 425 jogos, mais 15 vitórias (177/162) e mais 27 golos (711/684). A grandeza pode medir-se. Mesmo a caminho de um jogo com 110 anos (1 de Dezembro de 1907-2017).

JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO com Sporting CP
Competição
Títulos e
Troféus
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS*
SLB
SCP
425
177
86
162
711
684
Campeonato Nacional
35 (+17)
18
165
78
41
46
285
224
Taça de Portugal
28 (+ 8)
20
41
17
3
21
72
85
Supertaça
6
(+ 2)
5
1
1
3
4
8
Taça da Liga
(+ 7)
-
3
2
1
-
7
3
Campeonato Regional
10
18 (+ 8)
83
31
15
37
138
140
Taça Honra Lisboa
18 (+ 5)
13
29
13
4
12
42
39
Torneios**
-
-
46
13
10
23
67
78
Particulares
-
-
53
22
11
20
96
107
NOTAS: *Mais três vitórias do "Glorioso" por falta de comparência do Sporting CP; ** Inclui torneios oficiais organizados pela AFL (Taça da AFL, por exemplo) e pela FPF (Taça da Federação em 1976/77, por exemplo)

Nos terrenos do adversário
Em 16 competições, entre seis oficiais, nove torneios e encontros particulares, regionais e nacionais, é o campeonato nacional aquele em que o "Glorioso" consegue os melhores resultados nos vários campos/estádios que o SCP já utilizou para receber o Benfica. Boas notícias...estatísticas!

JOGOS NOS ESTÁDIOS DO ADVERSÁRIO POR COMPETIÇÃO com Sporting CP
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
172
58
34
80
258
303
Campeonato Nacional
82
32
19
31
119
120
Taça de Portugal
17
3
-
14
20
44
Supertaça
2
-
1
1
2
3
Taça da Liga
1
1
-
-
4
1
Campeonato Regional
37
11
9
17
64
67
Taça Honra Lisboa
4
1
-
3
3
6
Torneios (9)
12
2
2
8
12
23
Particulares
17
8
3
6
34
39

35 títulos para 32 vitórias
O "paralelo" é notável. É possível colocar em 33 as vitórias para conquistar 36 títulos de campeão nacional.

83 CAMPEONATOS NACIONAIS
ÉPOCA
Melhor
Pior
CASA
FORA
1934/35
2.º
3.º
1-1
1-3
1935/36
1
3.º
3-1
4-2
1936/37
2
3.º
5-1
4-1
1937/38
3
3.º
3-2
2-2
1938/39
2.º
3.º
1-4
1-0
1939/40
2.º
4.º
1-3
1-3
1940/41
1
4.º
2-4
2-1
1941/42
4
2.º
4-3
4-1
1942/43
5
2.º
2-1
2-3
1943/44
2
2.º
5-4
0-1
1944/45
6
2.º
4-1
2-0
1945/46
2.º
3.º
7-2
3-4
1946/47
3
2.º
3-1
1-6
1947/48
4
2.º
1-4
3-1
1948/49
5
2.º
3-3
1-5
1949/50
7
2.º
2-3
2-1
1950/51
6
3.º
1-3
2-2
1951/52
7
2.º
2-3
3-2
1952/53
8
2.º
2-3
1-3
1953/54
9
3.º
0-2
2-3
1954/55
8
3.º
1-1
1-0
1955/56
2.º
4.º
3-0
3-1
1956/57
9
4.º
1-1
0-1
1957/58
10
3.º
2-0
0-2
1958/59
2.º
4.º
4-0
1-2
1959/60
10
2.º
4-3
1-1
1960/61
11
2.º
1-0
1-1
1961/62
11
3.º
3-3
1-3
1962/63
12
3.º
4-3
3-1
1963/64
13
3.º
2-2
1-3
1964/65
14
5.º
3-0
2-2
1965/66
12
2.º
2-4
2-0
1966/67
15
4.º
3-0
1-1
1967/68
16
2.º
1-0
1-3
1968/69
17
5.º
0-0
0-0
1969/70
13
2.º
1-1
0-1
1970/71
18
2.º
5-1
1-1
1971/72
19
3.º
2-1
3-0
1972/73
20
5.º
4-1
2-1
1973/74
14
2.º
2-0
5-3
1974/75
21
3.º
1-1
1-1
1975/76
22
5.º
0-0
3-0
1976/77
23
2.º
2-1
0-3
1977/78
2.º
3.º
1-0
1-1
1978/79
2.º
3.º
5-0
1-0
1979/80
15
3.º
3-2
1-3
1980/81
24
3.º
1-1
1-1
1981/82
16
2.º
1-1
1-3
1982/83
25
3.º
1-0
0-1
1983/84
26
3.º
1-1
1-0
1984/85
2.º
3.º
3-1
0-1
1985/86
2.º
3.º
1-2
0-0
1986/87
27
4.º
2-1
1-7
1987/88
2.º
4.º
4-1
1-1
1988/89
28
4.º
2-0
2-0
1989/90
2.º
3.º
2-1
1-0
1990/91
29
3.º
1-1
2-0
1991/92
2.º
4.º
 2-0
0-0
1992/93
2.º
3.º
1-0
0-2
1993/94
30
3.º
2-1
6-3
1994/95
2.º
3.º
2-0
0-1
1995/96
2.º
3.º
0-0
0-2
1996/97
2.º
3.º
1-0
0-1
1997/98
2.º
4.º
0-0
4-1
1998/99
3.º
4.º
3-3
2-1
1999/00
17
3.º
0-0
1-0
2000/01
3.º
6.º
3-0
0-3
2001/02
18
4.º
2-2
1-1
2002/03
2.º
3.º
1-2
2-0
2003/04
2.º
3.º
1-3
1-0
2004/05
31
3.º
1-0
1-2
2005/06
2.º
3.º
1-3
1-2
2006/07
2.º
3.º
1-1
2-0
2007/08
2.º
4.º
0-0
1-1
2008/09
2.º
3.º
2-0
2-3
2009/10
32
4.º
2-0
0-0
2010/11
2.º
3.º
2-0
2-0
2011/12
2.º
4.º
1-0
0-1
2012/13
2.º
7.º
2-0
3-1
2013/14
33
2.º
2-0
1-1
2014/15
34
3.º
1-1
1-1
2015/16
35
2.º
0-3
1-0
2016/17


2-1


Casa:  083 J – 46 V 22 E15 D     166/104
Fora:  082 J – 32 V19 E – 31 D     119/120
Total:  165 J – 78 V41 E46 D    285/224
                                   (+ 32 V)                       (+ 61 GM)
NOTAS: Já explicadas nas NOTAS FINAIS de um texto em 5 de Março de 2016 (clicar):
1. Considero o resultado "fora", em 1951/52, como vitória por 3-2 (e não derrota por 2-3);
2. Considero o resultado "em casa", da época de 1994/95, como vitória por 2-0 (e não derrota por 1-3).

Em jeito de conclusão
Chegar primeiro, pensar primeiro, ajudar primeiro, desmarcar-se primeiro, defender primeiro, atacar primeiro e marcar primeiro eis a receita "fácil" para se vencerem os "Derbies"!

Carrega Benfica!

Alberto Miguéns
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail