A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

19/05/2014

Obrigado! Querido! Benfica!

19/05/2014 + 5 Comentários API
GRANDE VITÓRIA, MAIS UMA

1-0 por Gaitán (Golo-rioso n.º 12 655)




Valeu um grande golo de Gaitán. Valeu por muitos, valeu pela conquista do troféu.

Tanto esforço com futebolistas extenuados
Foram Enormes no Sacrifício, na Lisura, na Benquerença, na Vontade e por isso tiveram Glória. Gaitán marcou pela 2.ª vez em finais da Taça de Portugal. Na época passada, na baliza do topo norte, pode não ter chegado. Em 2013/14 na do topo sul... sobrou.

Um grande plantel tri-vencedor (campeonato nacional, Taça da Liga e Taça de Portugal) e finalista da Liga Europa. Eis o suporte de um Clube Mítico. É assim desde 1904. Nascimento. É assim desde 1950 (Taça da Latina). Reconhecimento internacional. É assim desde 1962 (Bicampeonato Europeu). Há 52 anos, a expressão máxima e apogeu de todo o futebol português. Nem a selecção conseguiu, até agora, fazer mais e melhor!
"Onzes titulares" em 2013/14: 56 equipas para 68 jogos
Ao 68.º jogo a 56.ª equipa titular. Jorge Jesus repetiu oito vezes onze futebolistas titulares (seis duas vezes, um em três jogos e um onze repetido em cinco jogos). 48 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 3 + 5 = 68.
OS 68 RESULTADOS EM 2013/14
Competições
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
68
47
13
8
123
51
Campeonato Nacional
30
23
5
2
58
18
Liga Europa
9
6
3
-
14
4
Taça de Portugal
7
6
-
1
15
5
Liga dos Campeões
6
3
1
2
8
8
Taça da Liga
5
4
1
-
6
0
Taça de Honra de Lisboa
2
-
1
1
1
2
Troféus
3
1
-
2
4
5
Particulares*
6
4
2
-
17
9
NOTA: * Todos jogos internacionais




Silêncio que a fotografia é de pluricampeões. De cima para baixo. Da esquerda para a direita. Oblak, Garay, André Almeida, Ruben Amorim e Luisão (capitão); Gaitán, Enzo Perez, Maxi Pereira, Lima, Salvio e Rodrigo. Um plantel valiosíssimo, pois ao jogo n.º 68 da temporada... André Almeida, Ruben Amorim e Salvio jogaram pela primeira vez juntos como titulares!!!!

Com Carlos Xistra (e a sua equipa de arbitragem) 1-0 é goleada
Se na primeira parte deixou os vilacondenses agredir os Gloriosos com o Manto Sagrado, nos segundos 45 minutos percebendo que o Benfica estava extenuado decidiu não marcar faltas a favor do "Glorioso" e punir qualquer "corte" dos futebolistas do Benfica com uma bola parada para que o Rio Ave FC conseguisse o empate e depois conquistasse a Taça no prolongamento.

Adversário com pouca classe, sem jogar para marcar golos, ou seja, típico do "Futeluso" 
Encolheram-se na 1.ª parte, aumentando o desgaste físico dos futebolistas do Benfica com constantes encostos e entradas, para depois procurarem os golos da vitória. Tiveram azar com o "golão" de Gaitán ainda na primeira parte. E mais azar com a bola na base do poste de Oblak. Já ao "cair do pano" até uma pantufada valeu para tentar tirar nos três minutos de compensação o guarda-redes do jogo, reduzindo o Benfica a dez jogadores e com um a improvisar como guarda-redes. Podem não saber como se marcam golos (por isso marcaram, no campeonato nacional, apenas 21 golos em 30 jornadas), mas sabem muito de "Futeluso". É que este é o clube, melhor, a equipa de um dos homens mais poderosos do futebol mundial, o empresário Jorge Mendes.



Campeão das "dobradinhas"
E vão dez temporadas a conquistar o campeonato nacional e a Taça de Portugal na mesma temporada. Tudo começou em 1942/43 "igualando" a proeza do Sporting CP da temporada de 1940/41. Quando o FC Porto, em 1955/56, conseguiu estrear-se com campeonato e Taça já o Benfica conseguira duas e o Sporting CP andava pela terceira. Depois nos anos 60 foi sempre a andar. Em 78 épocas onde a dobradinha foi possível, o Benfica conta com dez, o FC Porto com sete e o Sporting CP com seis.

AS "DOBRADINHAS"
      QUEM TEM
(E QUANTAS TEM)

N.º
Campeonato e Taça na mesma época
1
1940/41
1
1942/43
2
1947/48
3
1953/54
2
1954/55
1
1955/56
3
1956/57
4
1963/64
5
1968/69
6
1971/72
4
1973/74
7
1980/81
5
1981/82
8
1982/83
9
1986/87
2
1987/88
3
1997/98
6
2001/02
4
2002/03
5
2005/06
6
2008/09
7
2010/11
10
2013/14

28.ª conquista em 39 finais
Tudo começou em 1929/30 ainda a competição se denominava Campeonato de Portugal, prosseguiu no século XX, pelos anos 30 (3), anos 40 (3), anos 50 (6), anos 60 (4), anos 70 (2), anos 80 (5), anos 90 (2), e depois pelo século XXI: primeira década (1) e anos 10 (1).

TODAS AS GLORIOSAS FINAIS
Res.
Época
Adversário
8-0
1943/44
GD Estoril Praia
5-0
1952/53
FC Porto
6-2
1963/64
FC Porto
5-1
1942/43
Vitória FC Setúbal
5-1
1950/51
As. Académica Coimbra
5-2
1992/93
Boavista FC
3-0
1930/31
FC Porto
3-0
1961/62
Vitória FC Setúbal
3-1
1929/30
FC Barreirense
3-1
1939/40
CF "Os Belenenses"
3-1
1956/57
SC Covilhã
3-1
1969/70
Sporting CP
3-1
1980/81
FC Porto
3-1
1984/85
FC Porto
3-1
1995/96
Sporting CP
2-0
1985/86
CF "Os Belenenses"
5-4
1951/52
Sporting CP
3-2
1971/72
Sporting CP
2-1
1934/35
Sporting CP
2-1
1948/49
Atlético CP
2-1
1954/55
Sporting CP
2-1
1968/69
As. Académica Coimbra
2-1
1986/87
Sporting CP
2-1
2003/04
FC Porto
1-0
1958/59
FC Porto
1-0
1979/80
FC Porto
1-0
1982/83
FC Porto
1-0
2013/14
Rio Ave FC
3-4
1938/39
As. Académica Coimbra
2-3
1996/97
Boavista FC
1-2
1973/74
Sporting CP
1-2
1974/75
Boavista FC
1-2
1988/89
CF "Os Belenenses"
1-2
2004/05
Vitória FC Setúbal
1-2
2012/13
Vitória SC Guimarães
0-1
1957/58
FC Porto
1-3
1937/38
Sporting CP
1-3
1964/65
Vitória FC Setúbal
1-4
1970/71
Sporting CP

O "povo" tem de perceber
Que apesar dos "comes e bebes" na Mata do Jamor serem muito apetitosos  é preciso ir entrando no Estádio assim que as portas forem abertas. E não contribuir para quem não tem bilhete ir incomodar dentro no estádio, nas bancadas, quem tem bilhete e até ocupa o seu lugar dentro do tempo certo. E "pior do que isso". Dar motivos aos pintos-dos-abutres que querem a final fora do Estádio Nacional pelo facto do recinto não ter segurança. E não tem se... "meia-casa" insistir em entrar meia-hora antes do apito inicial para a bola rolar na final. 

Quero ver outra vez o Golãoaitan





Amanhã o EDB publicará a lista de todos os futebolistas...
... que contribuíram para as 28 conquistas. Nesta temporada de 2013/14 foram 29 os Grandes Campeões! Apenas Luisão repetiu a "dose", depois de 2003/04.

E vão 287 os Gloriosos Futebolistas vencedores...

Alberto Miguéns

Plano para Maio
(Previsão sempre à meia-noite):
De 19 para 20: A Maior Fábrica de Campeões (III);
De 20 para 21: Ainda a Taça (Do 1.º ao 28.º título);
De 21 para 22: Próximo Desafio;
De 22 para 23: Almanacada;
De 23 para 24: Tanta e Tanta Glória (O golo cinco mil);
De 24 para 25: Tanta e Tanta Glória (O golo onze mil);
De 25 para 26: O que têm em comum UEFA, FC Porto e Sevilha FC?;
De 26 para 27: Álvaro Gaspar (1913 - O Brasil);
De 27 para 28: Álvaro Gaspar (1913/14 - A Glória Final);
De 28 para 29: Centenário da Gloriosa Natação;
De 29 para 30: O Calendário sem nexo ou talvez não...;
De 30 para 31: Atenção ao "Futeluso-versão 2015";
De 31 para 01: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 01 para 02: Gostava Tanto Que..
5 comentários
comentários
  1. Aqui está a festaque deveria ter sido a quarta.
    Um dia lindo, um cenário lindo e o nosso querido Benfica a dar-nos mais uma alegria.
    O Jamor tem uma aura mítica inigualável. Quem não percebe isso é porque tem ideias desviantes para o futebol Português. Temi hoje pela integridade de muitas pessoas. Temi na altura, felizmente depois lá se resolveu. Presumo que alguma comunicação social não vai deixar de aproveitar esse acontecimento.

    A nossa equipa estava extenuada mas foi forte.
    É preciso perceber que estes calendários desportivos estão a tornar-se um factor que desvirtua a qualidade do jogo, reduz as hipóteses de que os melhores efectivamente ganhem e ameaçam os orçamentos dos grandes clubes. E ainda mais importante estão a ser um motivo de desgaste dos melhores jogadores. Foi muito bom termos ganho as 3 competições. No entanto, e é uma opinião pessoal, para mim a Taça da Liga pura e simplesmente não devia existir. Para o anos temos um campeonato alargado, ainda mais desgastante. A ganância e a falta de senso, entre outras situações, estão a ameaçar o futebol.

    E como última nota, a estreia da camisola da próxima época, por sinal lindíssima na sua simplicidade. Bela, como só um vermelho à Benfica pode ser. Terá a muito justa adição do escudo de campeão. E espero que seja mais um elemento que nos fique na memória para uma época 2014-2015 cheia de conquistas.

    Saudações Benfiquistas

    VJ

    ResponderEliminar
  2. obrigado a todos os campeõessssss ...... forçaaaaaaa.....Benficaaaaa contra tudo e contra todos ,somos campeões

    ResponderEliminar
  3. "Na primeira parte respeitamos demais o Benfica", Pois é, miúdo, apenas começaram a jogar na segunda parte porque o Benfica estava de rastos! Em Portugal, quase nunca se dá os parabéns ao adversário que foi superior.

    ResponderEliminar
  4. Alberto, não tem razão em relação à entrada no Jamor. Cheguei à confusão a 75 minutos do início da partida. Entrei passada quase uma hora e foi porque pararam de revistar a malta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João Tomaz

      Eu vi de dentro, por isso não tenho uma visão correcta no local. Mas o estádio esteve às moscas desde as 14.15 até às 15.15. Numa hora. Quase ninguém.

      Mas se esteve no epicentro da confusão está melhor habilitado para falar do assunto.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail