A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

25/03/2014

O Fotógrafo Fotografado e "A Foto"

25/03/2014 + 1 Comentários API
OPINIÃO





Roland Carlos de Oliveira completaria hoje, 25 de Março de 2014, 94 anos mas infelizmente faleceu em 7 de Setembro de 2007, aos 87 anos. Uma saudade!

Fotógrafo de “O Benfica”
Foi durante cinco décadas o fotógrafo do Benfica, primeiro em exclusivo – quando havia pouca disponibilidade do jornal em publicar fotografias, pois encareciam as edições – depois partilhando as funções e ensinando outros fotógrafos que foram chegando e partindo à redacção do jornal desportivo mais antigo de Portugal (28 de Novembro de 1942).

Mais que um fotógrafo um Benfiquista
Profissional de elevado gabarito, espírito livre nunca quis ter ordenado fixo, colaborando com várias publicações, entre elas a APR – Agência Portuguesa de Revistas. Por isso quem coleccionava “cromos da bola” e quem tem em casa cadernetas antigas, tem muitas fotografias de Roland Oliveira, pois era ele quem percorria os campos de Portugal atrás do Benfica aproveitando para fotografar os futebolistas de todos os clubes.

Maior fotógrafo de Eusébio
Roland Oliveira acompanhava o Benfica nos jogos do Estádio da Luz, tal como nas jornadas em terreno alheio. Em Portugal raramente falhou um entre os anos 40 e década de 80 do século XX. Ao estrangeiro raramente ia pois o Benfica levava comitivas muito reduzidas. Todo o dinheiro era pouco para permitir ter plantéis com capacidade suficiente para dominarem o futebol português e fazer boas campanhas europeias. Nenhum fotógrafo acompanhou Eusébio em tantos jogos como Roland Oliveira. Eusébio e todos os outros futebolistas, tal como atletas e jogos de outras modalidades, bem como actividades de carácter social e associativo. Muitas delas com a presença de Eusébio. Tirou milhares de "bonecos" como ele descrevia, carinhosamente, cada fotografia que obtinha!

Queda para tirar um boneco na Nova Catedral
Entusiasmado com o crescimento do Estádio era raro o dia em que não procurava um poiso nas vizinhanças dos terrenos da Luz para se empoleirar e conseguir um novo ângulo, uma outra perspectiva da nova "jóia da coroa". Um dia, na Primavera de 2003, decidiu subir a um murete do Centro Comercial Colombo para tirar mais um "boneco". Com 83 anos a queda, resultante de andar de máquina fotográfica diante dos olhos, à procura do melhor enquadramento num espaço de meio-metro de largura e metro-e-meio de altura, limitou-o para sempre. Incapaz de tirar fotografias, a principal razão da sua vida, deixou de ter vontade de continuar a viver.



Deixou-se morrer...

Alberto Miguéns
1 comentários
comentários
  1. Seria pelas suas palavras e pelo que sempre ouvi dizer um homem bom e um grande benfiquista. Paz à sua alma.

    Comprei muitas vezes o jornal do Benfica que estava sempre enriquecido com as suas fotografias.

    Todo o acervo que ele e outros grandes fotógrafos (lembro também o nome de Nuno Ferrari) nos deixaram são testemunhos preciosos. Testemunham sem palavras, poderosamente, perpétuamente, a grandeza do nosso clube. Temos muito a agradecer-lhes.

    Roland de Oliveira foi sem dúvida o fotógrafo mais dedicado ao Benfica. Amou muito o Glorioso e teve concerteza a recompensa de ver muitos momentos de glória. O Benfica nasceu e cresceu assente na paixão de ilustres e de anónimos. No fim somos todos um, um por todos e todos pelo Benfica.

    Uma recordação justa e bonita.

    Saudações Benfiquistas

    Victor João

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail