A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

07/09/2013

Olá, Retoma e Pedido

07/09/2013 + 5 Comentários
OPINIÃO


De regresso após muito tempo "de fora" numas férias que já justifiquei, eis-me de volta à Gloriososfera. Ao contrário do que pensava as férias terminaram, não em 1 de Setembro mas em 5 de Setembro, mais concretamente às 10.15 horas (em vez das 7.30 horas indicadas no horário) que foi o tempo exacto da chegada do "Expresso do Sul" a Lisboa-Santa Apolónia, vindo de Paris-Montparnasse (de onde saíra às 12.27 horas).




Viajar
Por motivos vários e variados tive oportunidade de voltar a viajar, em 2013, como o fazia em finais dos anos 70 (desde 1979) e meados (até 1986). Ou seja, de mochila às costas, só (nunca se viaja sozinho) com um plano delineado de viagem (que apenas serve de rascunho e intenção) tentando contactar com o maior número de pessoas, para perceber, de facto e na realidade, o que é viver num determinado país ou região. Por isso escolho viajar, essencialmente, em comboio, dormir em albergues e "alimentar-me" em supermercados. Com excepções.

Restrições
Ao contrário do passado, nesta viagem, impus duas condições que na pratica foi uma: não levar telemóvel ou computador (nos anos 70/80 também não existiam) e aquando dos contactos telefónicos (via rede fixa local) com a família não obter informações, nem do Benfica ou de Portugal. Se houvesse informações relevantes, sabê-las-ia, na comunicação local. Houve ainda uma outra condição. Estar a 9 de Agosto, em Nápoles, para ver o "Glorioso". E assim foi. Quanto a "informações relevantes" a única vez que ouvi/li/vi falar de Portugal ou do Benfica, foi aquando do sorteio da Liga dos Campeões. Na "Europa" - media e pessoas - ignora-se por completo Portugal. É como se não existisse! Portugal não tem relevância política, social e em termos económicos considera-se que depende de Espanha, tal como consideram que a Irlanda (Eire), em termos económicos, depende do Reino Unido.

Em Riga, capital da Letónia, "assumem". Portugal enquanto entidade geográfica está fora!

Houve ainda uma excepção "à regra". Em 1 de Setembro estava em Berlim, quando telefonei, pensando que a minha filha - que foi colocando os golos, aqui no EDB, apesar de só os ter visto quando cheguei a Portugal - se preparava para assistir ao "Dérbi de Lisboa" e afinal tinha "sido ontem". Quis saber o resultado (1 a 1) mas continuei a querer ignorar as duas primeiras jornadas. Foi o António Melo (na tarde de 5 de Setembro) a dar-me os pormenores das duas jornadas iniciais.

"Embaixador n.º 1"
No passado mês (5 de Agosto a 5 de Setembro) fiz o que faço sempre quando estou no estrangeiro. Procuro saber a nacionalidade de quem está presente, o que pensam de Portugal e do... Benfica. Falei (tirando as "falas de circunstância": reserva/compra de bilhetes de viagem, compras em lojas, transportes urbanos, selos de correio, lojas de turismo ou alojamento) com mais de 100 pessoas. Destas com mais de 50 pessoas acerca do Benfica (falar do Benfica com norte-americanos ou australianos, por exemplo, é indiferente). Uma conclusão (triste!). A ideia (e o valor) que as gerações abaixo dos 40 anos - no centro, leste e norte da Europa - dão ao Benfica é completamente diferente (para pior!) daquilo que ouvia nos anos 70/80. Não vale a pena enfiar a cabeça na areia, como a avestruz.  E fico-me por aqui!


"Embaixadores n.º 2"
O melhor embaixador do Benfica é o próprio Benfica, ou seja, o seu futebol: jogado e visto nas televisões. Mas, sempre pensei (e continuo a pensar) que nós, os adeptos, também podemos fazer de embaixadores, falando do Clube. E assim fiz, mais uma vez. Foram 51 viagens (ainda que algumas, de ligações, com escassas horas, até três com meia dúzia de minutos). Foram 26 noites dormidas em 21 cidades: Barcelona, Toulouse, Nice, Nápoles, Florença, Viena, Praga, Cracóvia, Varsóvia, Vilnius, Riga, Talin, Kaunas, Bratislava, Budapeste, Wroclaw, Poznan, Gdansk, Szczecin, Berlim e Paris, de 12 países: Espanha, França, Itália, Áustria, República Checa, Polónia, Lituânia, Letónia, Estónia, Eslováquia, Hungria e Alemanha. Mais cinco viagens em comboios nocturnos: Lisboa-Valladolid-Barcelona, Florença-Viena, Varsóvia-Katowice-Bratislava, Berlim-Paris e Paris-Hendaya-Irún-Lisboa. Tudo isto para dizer que falei, falei e falei do Benfica. Sempre. Tanto que por lá deixei - em "amizades" de circunstância - o que levei para Nápoles: cachecol (da Casa do Benfica no Porto ficou na Polónia, em Trakiszki), boné (da final da Liga Europa ficou na Estónia, em Talin) e camisola (vermelha de mangas compridas ficou Szczecin, na Polónia). E ainda duas "recordações de viagem" que deixaram de o ser porque "fiquei sem as ditas": um "benficoska" de Praga e um "glorioso-cachecol" de Budapeste.

Nápoles
Foi com dificuldade que consegui ver o Benfica em Nápoles. Saí de Nice às 9.00 horas e cheguei a Nápoles às 19.55, depois de duas mudanças de comboio, em Ventimiglia (às 10.58 horas) e Milão (às 15.15 horas). Sem bilhete para o jogo. Chego à estação ferroviária de Nápoles-Centale e eis um "stand do SSC Nápoles". Que sorte! Bilhetes? O jogo? Está esgotado! Que azar! 


Sorte no alojamento. Sem perceber "essa sorte"! O certo é que o dono do estabelecimento vendo a "minha aflição: tantos quilómetros de Lisboa a Nápoles para nada" telefonou a alguém. e passados 20/25 minutos eis um bilhete de 15 euros com o nome de "Ribecco Francesco" na minha mão. Rapidamente e em força (no metropolitano) rumo ao mítico San Paolo, equipado da cabeça (boné, cachecol e camisola) à Benfica. Dei-me conta, no estádio, antes, durante e depois do jogo que devo ter sido o único Benfiquista. Pelo menos eu estava identificado (e bem) e ninguém - a não ser tifosi-napoli" - se dirigiu, perguntando pelo Benfica. Quanto ao jogo - o último que vi (ao vivo ou... não) do "Glorioso" - já não vale a pena falar! Por último - que deveria ter sido o início - um agradecimento ao Ribecco Francesco. Sem ele tinha ficado à porta! Três ou quatro mil quilómetros depois! Estávamos em 9 de Agosto!


Praga
Seria na capital da República Checa que voltaria a "ver o Benfica". Estávamos na noite de 13 de Agosto. Numa loja do centro da capital checa eis um boneco, melhor cinco bonecos do Benfica "dentro uns dos outros" (do maior para o menor): Cardozo, Maxi, Rodrigo, Gaitán e Lima. Fica uma imagem - o "benficoska" ficou em Paris - do Benfica de Praga junto a uma cerveja - pivo, em checo - da boémia.



Budapeste
Na tarde de 26 de Agosto, na principal avenida de Budapeste, a "aparição" numa montra de uma loja chinesa da capital da Hungria. 




Já cá canta! Pensei eu quando o comprei e tirei esta fotografia. Só "cantou" até 1 de Setembro, em Berlim. Por lá ficou, ao pescoço de um "desiludido de Portugal", "adepto" do FC Porto, filho de pai japonês (de Kyoto) e mãe belga (de Gent).

Em Praga, na Supertaça Europeia, era o Benfica que devia estar escarrapachado neste cartaz. Ainda não acredito que o Chelsea FC mereceu ganhar a Liga Europa em Amesterdão. Aquele golo invalidado ao Cardozo. Se ele fosse do Abramovitc Team...

Sorteio
Não demorou muito a "ver Benfica". Perdi a noção do tempo. Pensei que o sorteio da Liga dos Campeões fosse na manhã de 30 de Agosto (dia da Supertaça Europeia). Só que logo nessa manhã, num daqueles jornais diários gratuitos, em Poznan (Polónia), fico surpreendido com uma notícia em rodapé. Afinal o sorteio fora "ontem"!


Muita conversa
Depois de 30 de Agosto não voltei a ver Benfica. Mas muita conversa houve com estrangeiros acerca do Benfica. Repito! Falei com mais de 100 pessoas. Destas com mais de 50 acerca do Benfica. Não vou repetir - por ser fastidioso e redundante - as viagens, cidades e países onde falei do "Glorioso"! Repito no entanto a conclusão (triste!). A ideia (e o valor) que as gerações abaixo dos 40 anos - no centro, leste e norte da Europa - dão ao Benfica é completamente diferente (para pior!) daquilo que ouvia nos anos 70/80. Não vale a pena enfiar a cabeça na areia, como a avestruz.  E fico-me por aqui!


Pedido
Vou aproveitar o tempo que falta até ao próximo jogo do "Glorioso" (em 14 de Setembro) para actualizar a "Base de Dados" do futebol - rever o jogo em Nápoles e ver as três jornadas do 80.º campeonato nacional - pois não acredito na coerência das estatísticas (minutos dos golos e substituições, para além das assistências e, por vezes, até dos golos) que são publicadas na comunicação social em Portugal. Além disso há que actualizar as informações dos jogos das pré-épocas nas modalidades (equipas seniores masculinas e femininas). De relevante, penso que apenas há a registar entre 5 de Agosto e 5 de Setembro de 2013 - além dos quatro jogos de futebol e jogos das pré-temporadas nas modalidades - uma entrevista do presidente Luís Filipe Vieira à Benfica TV. Se houver "outras coisas" relevantes, relacionadas com o "Glorioso", além destas gostaria que os leitores do EDB me informassem! Para eu "pesquisar"! Para além disso vou remoendo um mês de conversas acerca do Benfica, pela Europa!

Ou o Benfica muda de vida. Ou a vida muda de Benfica



Alberto Miguéns

NOTA: Espero ter tempo - mesmo tendo que "recuperar informação como atrás indiquei" - para continuar a publicar com regularidade textos no EDB. Digamos que o blogue, no que me diz respeito, voltará à "normalidade" pela meia-noite de 13 para 14 de Setembro, fazendo a antevisão dos jogos com o adversário desse dia. Até lá não tenho a certeza se conseguirei publicar com regularidade. Mas... espero conseguir escrever acerca do Benfica e Auschwitz, do Benfica e Fehér, para além do Museu do Benfica. Há muito para dizer. E opinar - ou não fosse o EDB um blogue! - acerca do futebol (três jornadas disputadas) do Benfica, planeamento das modalidades e acerca da entrevista.
5 comentários
comentários
  1. João Soares7/9/13 01:33

    SEJA BEM VINDO!!!!

    ResponderEliminar
  2. sejas benvindo amigo Alberto!!

    ResponderEliminar
  3. Que inveja este post me faz com tanta e tanta viagem!!!
    O relato delas está perfeito.
    Parabéns Miguens. Muita saúde para outras repetições.

    ResponderEliminar
  4. Jonny8Forever9/9/13 12:48

    Essa de ficar sem informação de computador ou telefone é que não está com nada meu amigo. Eu não conseguia abdicar de saber notícias fresquinhas.
    É com agrado que vou voltar a ler os seus textos. Viva o Benfica!!

    ResponderEliminar
  5. Bruno Paiva9/9/13 14:21

    Mas que grande viagem!
    Devo confessar que a decisão de partir desta feita sem computadores ou telemóveis foi arrojada. Não sei se seria capaz.

    Sei que a inveja é coisa feia e não fica nada bem numa pessoa, mas confesso que sinto um pouco de inveja do sr Miguéns. Tenho a certeza que foi outra viagem inesquecível.

    Bem-vindo de volta, porque o povo benfiquista já sentia saudades dos seus posts.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail