A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

31/07/2013

O “Glorioso” Por Terras de Espanha

31/07/2013 + 5 Comentários API
O EDB estará de luto uma semana (fumo negro sobre o glorioso emblema) entre 29 de Julho e 3 de Agosto de 2013, em respeito pela memória de Fernando Martins, 27.º presidente da Direcção do Sport Lisboa e Benfica

OPINIÃO

História do SLB 1904-1954 de Mário Oliveira e Rebelo Silva; página 207

Os jogos em Espanha confundem-se com a própria história do Benfica. Foram inúmeras as digressões por todo o território espanhol, com destaque para a Galiza.

História do SLB 1904-1954 de Mário Oliveira e Rebelo Silva; página 208


Proximidade, facilidade (comboio) e competitividade
Os dirigentes do "Glorioso" bem como os responsáveis do futebol, com destaque para Cosme Damião, sempre entenderam que "ir a Espanha jogar à bola" era ir aprender, para vir mais forte para Portugal. O futebol espanhol sempre foi mais evoluído que o português, com contactos frequentes com o francês. As equipas de clubes espanhóis deslocavam-se a França e as equipas de clubes franceses deslocavam-se frequentemente a Espanha. As delegações do Benfica chegavam a Portugal, vindas de Espanha, "carregadas" de ilusões, pois viam outras formas mais avançadas de jogar a modalidade, com cambiantes a todos os níveis: técnicos, tácticos, físicos e emocionais. Perceber o modo como "se montavam os onzes" era uma delícia para Cosme Damião e restantes elementos das comitivas, incluindo os futebolistas.


História do SLB 1904-1954 de Mário Oliveira e Rebelo Silva; página 207

Digressões e torneios
O Benfica correu Espanha de "fio a pavio". Primeiro foram as digressões de comboio e depois os torneios de Verão. Digressões, nos anos 10 e 20, pela Galiza, Madrid, País Basco, Madrid, Galiza, Madrid, Galiza, Catalunha e Andaluzia. Depois deslocações a Barcelona (1930/31 e 1940/41).  Seguiram-se as participações em inúmeros torneios, de norte (Teresa Herrera, na Corunha) a sul (Ramon Carranza, em Cádis). Mas, também no País Basco, em Málaga, Madrid, Barcelona, Badajoz ou Salamanca, por exemplo. Em Sevilha, o "Glorioso" está imortalizado - através do emblema - no painel artístico do estádio Ramon Sanchez Pizjuan! 

 
Fachada principal. O "galhardete" do BENFICA é o vermelho, mais próximo do solo, do lado esquerdo para quem olha


Não se assustem com as cores dos vizinhos. Não estão lá! O "Glorioso" sempre bem acompanhado

O Benfica deve ser o clube estrangeiro (para Espanha) com mais jogos nesse país ibérico. São 111, passarão logo à noite a 112!



Estreia, absoluta, em Elche e com o Elche CF
O Benfica nunca jogou em Elche, nem com o maior (e mais representativo) emblema da cidade, o Elche CF. Para quem gosta de números (e neste caso) de superstições, este será o adversário n.º 666 do Benfica! Ui! Ui!


Entre 5 de Dezembro de 2012 (Nou Camp "Novo Campo", em Barcelona/ Catalunha) e 2 de Junho de 1912 (Campo de la Gaiteira, na Corunha/ Galiza) distam mais de cem anos. Hoje, em Elche, mais de 101

Ir a Espanha e voltar
Logo ao segundo jogo em Espanha uma vitória de excelência, por 1-0 - primeira vitória no estrangeiro - facto muito raro nos primeiros tempos do futebol português. Jogar em Espanha, conseguindo vencer, era dificílimo. E continua a ser! Os resultados ilustram essa dificuldade, que se manteve no tempo, com 30 vitórias, 15 empates e 46 derrotas, em 91 jogos, marcando 134 golos e sofrendo 187 tentos.

Em 1971, no Torneio Ramon Carranza, em Cádis

Há mais jogos em Espanha
Num país com inúmeros torneios de Verão, além dos 91 encontros frente a equipas de clubes do país vizinho, o Benfica regista ainda 20 jogos (com nove vitórias, três empates e oito derrotas, marcando 36 golos e sofrendo 29 tentos) frente a equipas de 20 clubes/ selecções nacionais de onze países: Inglaterra (4), Itália (2), Uruguai (2), Brasil (2), Bélgica (2), URSS (2), Hungria (2), França (1), Jugoslávia (1), Alemanha/ RFA (1) e Chile (1). Há poucos clubes de futebol como o "Glorioso"!

JOGOS DO BENFICA EM ESPANHA frente a equipas de clubes espanhóis
Época
Cp.
Cidade
Adversário
St
V
E
D

11/12
Par
Corunha
RC Corunha
F


1-2
Par
Corunha
RC Corunha
F
1-0


Par
Corunha
RC Corunha
F


1-2

12/13
Par
Madrid
Real Madrid CF
F


1-2
Par
Madrid
SG Esgrima
F
2-1


Par
Madrid
Misto RMCF/SGE
F
2-0





14/15
Par
Bilbau
Athletic Club
F


0-6
Par
Bilbau
Athletic Club
F

0-0

Par
S. Sebastian
Real Sociedad F.
F


1-4
Par
S. Sebastian
Real Sociedad F.
F


0-4
Par
Madrid
Real Madrid CF
F
5-4


Par
Madrid
Real Madrid CF
F
4-1


Par
Vigo
Real Vigo FC
F

2-2

Par
Vigo
Real Vigo FC
F
2-1





19/20
Par
Madrid
Real Madrid CF
F


1-4
Par
Madrid
C. Atlético Madrid
F
2-1


Par
Madrid
Real Madrid CF
F
5-1


Par
Vigo
Real Vigo FC
F


1-3
Par
Vigo
Real Vigo FC
F


0-2
Par
Pontevedra
Pontevedra AC
F
5-2


Par
Pontevedra
Pontevedra AC
F
7-3


­


21/22
Par
Barcelona
FC Barcelona
F


0-5
Par
Barcelona
FC Barcelona
F


2­­­­-5
Par
Tarrassa
CF Tarrassa
F

2-2

Par
Tarrassa
CF Tarrassa
F

4-4

Par
Sevilha
Sevilha FC
F


0-7
Par
Sevilha
Sevilha FC
F


0-3
Par
Madrid
Misto CAM/RMFC
F


0-1
Par
Madrid
Real Madrid CF
N


1-4
26/27
Par
Badajoz
Selecção Extremadura
F
2-1


28/29
Par
Ayamonte
Real Bétis Balompié
N


1-3
Par
Ayamonte
Real Bétis Balompié
N


2-4
30/31
Par
Barcelona
FC Barcelona
F


1-5
40/41
Par
Barcelona
FC Barcelona
F


2-4
48/49
Par
Madrid
Real Madrid CF
F


0-5
Par
Vigo
Misto de Vigo
F


1-2
56/57
T.L.
Madrid
Real Madrid CF
F


0-1
57/58
TCE
Sevilha
Sevilha FC
F


1-3
61/62
Par
Barcelona
FC Barcelona
F

1-1

62/63
Tor
Corunha
RC Deportivo
F


2-4
63/64
Tor
Cádis
FC Barcelona
N
3-2


64/65
Tor
Cádis
Real Madrid CF
N
2-1


Tor
Cádis
Real Bétis Balompié
N


0-2
TCE
Madrid
Real Madrid CF
F


1-2
65/66
Tor
Cádis
Real Bétis Balompié
N
2-1


Tor
Cádis
Real Saragoça Club
N


2-3
66/67
Tor
Málaga
C. Atlético Madrid
N
2-0


Par
Barcelona
FC Barcelona
F

1-1

67/68
Par
Madrid
C. Atlético Madrid
F
2-1


68/69
Tor
Badajoz
Real Sociedad F.
N
1-0


Tor
Badajoz
C. Atlético Madrid
N
4-1


71/72
Tor
Cádis
C. Atlético Madrid
N

1-1

72/73
Tor
Cádis
Athletic Club (Bilbau)
N


1-2
Par
Madrid
C. Atlético Madrid
F

0-0

Tor
Salamanca
UD Salamanca
F
2-1


Tor
Badajoz
CD Málaga
N
7-1


73/74
Tor
Madrid
C. Atlético Madrid
F


1-2
74/75
Tor
Sevilha
Sevilha FC
F
2-1


Tor
Sevilha
Real Bétis Balompié
N

0-0

Tor
Badajoz
Badajoz CF
F

1-1

75/76
Tor
Bilbau
Real Sociedad F.
N
2-0


76/77
Tor
Vigo
RC Deportivo
N
3-0


Tor
Vigo
RC Celta Vigo
F


0-1
Tor
Badajoz
Badajoz CF
F
2-1


77/78
Tor
Sevilha
Sevilha FC
F


0-3
78/79
Par
Salamanca
UD Salamanca
F
2-0


Tor
Badajoz
Real Bétis Balompié
N
5-1


Tor
Badajoz
Real Sporting Gijón
N


2-4
80/81
Tor
Madrid
Real Madrid CF
F

2-2

82/83
TUE
Sevilha
Real Bétis Balompié
F
2-1


83/84
T.I.
Bilbau
Athletic Club
F


1-2
87/88
Tor
Corunha
RC Deportivo
F

1-1

Tor
Huelva
RCD Espanhol
N
2-1


Tor
Huelva
CD Huelva
F


1-2
89/90
Tor
Vigo
RC Celta Vigo
F
2-1


Tor
Vigo
C. Atlético Madrid
N
1-0


90/91
Tor
Corunha
FC Barcelona
N


0-2
91/92
Tor
Marbelha
C. Atlético Madrid
N


2-3
TCE
Barcelona
FC Barcelona
F


1-2
95/96
Tor
Corunha
Real Madrid CF
N


0-2
96/97
Tor
Madrid
Real Madrid CF
F


0-4
98/99
Tor
Vigo
RC Celta Vigo
F


0-3
Tor
Levante
Valencia CF "B"
N


0-2
Tor
Levante
Levante UD
F

0-0

99/00
TUE
Vigo
RC Celta Vigo
F


0-7
04/05
Tor
Ayamonte
Real Bétis Balompié
N


0-3
05/06
LC
Villarreal
Villarreal CF
F

1-1

LC
Barcelona
FC Barcelona
F


0-2
06/07
LE
Barcelona
RCD Espanhol
F


2-3
07/08
LE
Getafe
Getafe CF
F


0-1
12/13
LC
Barcelona
FC Barcelona
F

0-0

13/14
Par
Elche
Elche CF
F



TOTAIS ………….
91 J – 30 V15 E46 D    (134/187)

Honrem essas camisolas de excelência!

Alberto Miguéns

Próximos seis dias no EDB (previsões)
Quinta-feira (1 de Agosto): O Benfica em Elche
Sexta-feira (2 de Agosto): A formação campeã do "Glorioso"
Sábado (3 de Agosto): O Benfica e o São Paulo FC
Domingo (4 de Agosto): A Taça "EusébioCup"
Segunda-feira (5 de Agosto): Cosme Damião não aceita ser eleito presidente
Terça-feira (6 de Agosto): O Benfica em Agosto

5 comentários
comentários
  1. BOM DIA, HOUVE UM TORNEIO EM HUELVA, ACHO EU QUE JOGAMOS CONTRA SELECÇOES? PODIA FAZER UM QUADRO COM OS JOGOS REALIZADOS EM PORTUGAL COM EQUIPAS ESPANHOLAS. OBRIGADO


    SAUDAÇOES BENFIQUISTAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Carlos Lima

      Houve. Em 1992 no "Colombino" com um 2.º lugar. Nas 1/2 com a selecção uruguaia (V 1-0, golo de William, defesa-central) e na final com a selecção chilena (D 0-2).

      Quando jogarmos em Portugal frente a um clube espanhol faço esse quadro. Bem faço se conseguir tempo (penso - só consultando a Basa de Dados - haver mais jogos em Portugal frente a equipas de Espanha que os 91 do SLB em Espanha)e lembrar-me - quando houver esse jogo - que nunca fiz esse quadro, por que já houve jogos em Portugal frente ao FC Barcelona, por exemplo - já existia o EDB - e eu não devo ter tido tempo para fazer o quadro.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      NOTA: Ajude-me, lembrando-me, quando souber que há um jogo frente a espanhóis, seja em competições oficiais ou não. Com quanto mais tempo de antecedência, melhor!

      Eliminar
  2. Na retina ficam-me dois jogos disputados em Espanha, a estreia do nosso clube nas competições europeias em Sevilha, ante o vice-campeão espanhol, a 19 de Setembro de 1957. Palmeiro marcou o primeiro golo Benfiquista nas competições europeias, mas o Sevilha marcaria posteriormente 3 e a derrota aconteceria. Mal podiam os Benfiquistas imaginar que na próxima participação na prova trariam o caneco para a Luz, repetindo a façanha logo no ano seguinte e terminando a década de 60 como o mais bem sucedido clube dessa década na máxima competição europeia de clubes. Nesse célebre jogo entrámos em campo com todos os nossos jogadores a estenderem uma bandeira gigante do Sevilha.
    Outro jogo que me fica na retina foi disputado na mesma cidade mas ante o Bétis, a 29 de Setembro de 1982, na 2ª mão da 1º eliminatória da Taça UEFA. depois de um 2-1 caseiro, perante uma enorme e ruidosa falange de apoio Benfiquista, fomos para o intervalo a perder 1-0, mas na 2ª parte Carlos Manuel e Nené deram a volta e seguimos em frente na prova. O primeiro passo rumo à final, que perderiamos ante o Anderlecht.

    Claro, a vitória sobre o Barcelona no Ramon Carranza a 31 de Agosto de 1963 é também inolvidável. Repetindo o resultado da final de Berna, apurámo-nos para a final do torneio que venceriamos por 7-3 ante a Fiorentina, após prolongamento com 4 golos de Torres. Acabámos por ser o 1º clube estrangeiro a vencer o prestigiado e prestigiante torneio e ao voltarmos a Portugal a Guardia Civil não queria deixar entrar em Portugal o troféu que nunca tinha saído de Espanha. Inesquecível.

    ResponderEliminar
  3. BOA NOITE, OBRIGADO POR RESPONDER...
    VOU PEDIR MAIS 2 COISAS, SE PODER FAZER UM QUADRO COM OS JOGOS DO BENFICA EM PORTUGAL COM EQUIPAS BRASILEIRAS, E OS NOSSOS JOGOS EM ITÁLIA.
    DESCULPE ESTAR SEMPRE A FAZER ESTES PEDIDOS, EU ADORO TODA A HISTÓRIA DO NOSSO BENFICA.
    MAIS UMA VEZ OBRIGADO

    SAUDAÇOES BENFIQUISTAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Carlos Lima

      Não precisa pedir desculpa. Eu posso é não ter tempo para fazer os quadros. Em relação aos dois pedidos, estão previstos os dois, um para o dia do jogo com o São Paulo FC e outro na ida a Nápoles.

      Dificilmente não serão feitos. Mesmo de férias (no caso do Nápoles) vou deixá-lo programado.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail