A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

25/06/2013

Equipa B de Bilhar: Honraram o Manto Sagrado

25/06/2013 + 0 Comentários
OPINIÃO

Os Gloriosos das Boas Tacadas: Porfírio Silva, João Marinho, Joaquim Monteiro e Rui Vasconcelos

Começo tal como ontem com a ideia de Cosme Damião, mas não vou desviar-me do assunto.

Vou seguir um dos princípios de Cosme Damião. No Benfica não há equipas principais. Há o 1.º team, o 2.º team, o 3.º team, o 4.º team e o "grupo infantil". Mas são todas equipas principais. Todos estes cinco teams. Por que todas as equipas devem tentar vencer todos os jogos e conquistar todas as provas onde competem. Foi assim, com este espírito (mesmo sabendo que sendo um ideal é uma impossibilidade) que o Benfica, de pequeno (igual aos outros) se fez grande (maior do que os outros).

A equipa B do "Glorioso Bilhar" ascendeu à I Divisão onde irá ter como adversário, na zona sul, a equipa A
Infelizmente não foi possível conquistar o título de campeão nacional da II Divisão, mas a classificação no 2.º lugar da zona sul permitiu, desde logo, saber que a competição, em 2013/14, será no primeiro escalão do bilhar português.
A época até nem começou "bem". 

TORNEIO DE ABERTURA// Série 4
(15 de Outubro de 2012 e 11 de Dezembro de 2012)
Adversário
1.ª volta
2.ª volta
J.
S.
Res
Res
S.
J.
Ginásio C. Sul - B
1
C
D 1-3
D 1-4
F
4
CBA-3
2
F
D 2,5-1,5
V 3-1
C
5
ALAB - A
3
F
D 0-4
D 1-3
C
6
4.º lugar: 6 jogos; 1 vitória; 5 derrotas; parciais (ganhos: 6,5 - perdidos: 17,5); Média: 0.515; 8 pontos
 
Último lugar na série 4 Torneio de Abertura
A equipa foi crescendo ao longo da competição, com uma primeira volta sofrível, mas uma vitória na segunda volta frente a um adversário do "mesmo campeonato". O primeiro objectivo estava alcançado: tínhamos equipa.


CAMPEONATO NACIONAL DA II DIVISÃO// Zona sul
(7 de Janeiro de 2013 e 3 de Junho de 2013)
Adversário
1.ª volta
2.ª volta
J.
S.
Res
Res
S.
J.
CBA - 2
1
C
V 3-1
V 3-1
F
12
Real SC - 2
2
F
V 4-0
V 3-1
C
13
Real SC - 1
3
F
V 3,5-0,5
V 3-1
C
14
CBA - 4
4
C
V 4-0
V 3,5-0,5
F
15
ALAB - 2
5
C
V 3-1
V 3-1
F
16
Casa Tomar
6
F
V 3-1
V 3-1
C
17
Liga Algés - 1
7
C
D 1-3
E 2-2
F
18
Ginásio C. Sul -C
8
F
E 2-2
E 2-2
C
19
CBA - 3
9
C
V 3-1
D 1,5-2,5
F
20
Descanso
10
--
------------
-------
--
21
CB Eborense - B
11
F
E 2-2
V FC(4-0)
C
22
2.º lugar: 20 jogos; 14 vitórias; 4 empates; 2 derrotas; parciais (ganhos: 56,5 - perdidos: 23,5); Média: 0.551; 52 pontos

Uma excelente competição na zona sul da II Divisão
Foi com expectativa, percebendo que a equipa estava em ascensão que se realizaram as 20 jornadas da fase zonal do segundo escalão do bilhar português. E foi assim que o "Glorioso" terminou a competição em 2.º lugar, mas em igualdade pontual (52 pontos) com o primeiro classificado. O segundo objectivo estava alcançado: a promoção à I Divisão.


CAMPEONATO NACIONAL DA II DIVISÃO// Fase final
(8 e 9 de Junho de 2013, em Massamá, no Real SC)
Adversário
Jogo
Res.
 Famalicense AC
1
D 1-3
 Casa FC Porto Espinho
2
D 1-3
 Liga de Algés
3
V 3-1
3.º lugar: 3 jogos; 1 vitória; 2 derrotas; parciais (ganhos: 5 - perdidos: 7); Média: 0.658; 5 pontos 


Sempre a subir
Foi uma fase final "dura de roer", frente a dois emblemas fortíssimos da zona norte. Vencemos pelo menos um parcial (D 1-3 nos dois jogos) e o jogo (V 3-1) frente ao 1.º classificado da "nossa" zona sul. O terceiro objectivo estava alcançado: ser a melhor equipa da zona sul. Ficou o quarto objectivo por realizar: ser campeão da II Divisão Nacional

Os Gloriosos das Boas Tacadas: Joaquim Monteiro, António Rodrigues, Rui Vasconcelos e Rui Edgar
Por fim, uma simples homenagem a dez gloriosos que honraram o "Manto Sagrado"

BILHARISTAS DO "GLORIOSO"
(01)   Rui Vasconcelos (27 J - 21 V - 1E - 5 D)
(02)  Joaquim Monteiro (23 J - 10 V - 3E - 10 D)
(03)  João Marinho (13 J - 6 V - 7 D)
(04)  Carlos Marques (11 J - 6 V - 5 D)
(05)  António Rodrigues (9 J - 4 V - 1E - 4 D)
(06)  Ernesto Barbeiro (8 J - 3 V - 5 D)
(07)  Porfírio Silva (8 J - 3 V - 5 D)
(08)  Rui Edgar (8 J - 6 V - 1E - 1 D)
(09)  Eduardo Paixão (3 J - 2 V - 1 D)  
(10)   Tiago Pedro (2 J - 2 D)

Cmp
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
TA1
36/32
26/27
21/38
----
----
----
----
----
----
14/40
TA2
35/24
26/26
----
----
----
24/39
27/38
----
----
----
TA3
36/40
----
----
37/38
20/40
----
----
----
25/26
----
TA4
35/40
----
----
27/36
----
33/40
17/31
----
----
----
TA5
40/25
----
34/20
----
27/25
30/37
----
----
----
----
TA6
32/40
----
29/40
18/40
----
----
----
----
33/22
----
CN1
40/23
37/26
35/33
----
----
----
----
----
----
29/39
CN2
40/29
36/25
24/15
35/21
----
----
----
----
----
----
CN3
29/24
35/35
40/39
36/33
----
----
----
----
----
----
CN4
40/22
35/24
----
18/14
----
39/20
----
----
----
----
CN5
40/07
----
----
----
26/37
25/17
28/18
----
----
----
CN6
40/23
30/28
----
23/40
----
----
24/21
----
----
----
CN7
39/40
40/26
18/40
----
----
----
19/21
----
----
----
CN8
40/32
39/23
31/38
----
----
30/35
----
----
----
----
CN9
40/25
22/32
----
----
23/21
----
22/15
----
----
----
CN11
----
40/17
----
17/36
----
30/22
18/25
----
----
----
CN12
32/23
14/40
40/28
----
----
----
----
40/23
----
----
CN13
40/15
19/26
33/24
30/14
----
----
----
----
----
----
CN14
40/11
40/33
30/33
----
----
----
----
40/27
----
----
CN15
40/19
23/23
----
26/19
----
----
----
----
28/25
----
CN16
32/30
33/27
----
----
38/27
----
23/25
----
----
----
CN17
40/18
20/34
----
----
40/20
----
----
40/27
----
----
CN18
40/28
24/29
----
----
18/18
----
----
29/29
----
----
CN19
39/35
29/34
23/36
----
----
----
----
40/17
----
----
CN20
34/34
28/29
----
28/27
25/26
----
----
----
----
----
CN22
Vitória por falta de comparência
FF1
36/40
28/31
----
----
28/36
----
----
40/23
----
----
FF2
40/18
26/40
24/40
----
----
----
----
36/40
----
----
FF3
40/27
36/33
----
----
----
27/29
----
40/24
----
----

A Equipa A não conseguiu melhor que o 3.º lugar na Final a Seis do campeonato nacional da I Divisão, mas...
Foi a melhor das equipas sem estrangeiros. É bom perceber que o FC Porto conta com Dick Jaspers e Torbjorn Blomdahl e o Leça FC com Eddy Merckx e Jozef Philipoom.

OS GLORIOSOS DAS TACADAS NA FINAL A SEIS
(todos venceram, pelo menos, um parcial)
Bilharista
Leça FC
FC Porto
SCP
CBA
BC Porto
D 1-3
D 0-4
E 2-2
V 3-1
V 4-0
João Silva
50-44
36-50
48-50
37-35
50/47
Joaquim Torres
24-50
46-50
50-32
50-32
50/30
Fernando Tomás
29-50
33-50
31-50
37-50
50/34
Vasco Gomes
13-50
30-50
50-31
50-31
50/27



Que para a próxima época uma equipa seja campeã nacional - 9.º e último título em 1994/95 - e outra consiga a manutenção



Alberto Miguéns
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail