A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

01/01/2012

Porto! Porto! Porto! Porto! Porto! Porto! Porto! Porto! (8x)

01/01/2012 + 5 Comentários
HISTÓRIA

HÁ 62 ANOS, NO PORTO, INAUGURAÇÃO 
DA PRIMEIRA CASA DO BENFICA 
(mas... há mais....) 

HOMENAGEM AOS MILHARES E MILHARES
DE BENFIQUISTAS TRIPEIROS, DA INVICTA, 
ARREDORES E TODO O NORTE "GLORIOSO"




              

          
Neste primeiro dia do novo ano, mas há 62 anos, em 1950, foi inaugurada a primeira Casa do Benfica, aproveitando a deslocação à cidade do Porto da nossa equipa de futebol, para disputar a 12.ª jornada do Campeonato Nacional em 1949/50, numa vitória, por 1-0, com um golo, aos 25 minutos, por Julinho, avançado centro benfiquista e dedicado portuense de Ramalde.


O objectivo era fazer da Casa um local de apoio às inúmeras “embaixadas benfiquistas” que nas várias modalidades, e escalões etários, se deslocavam regularmente ao Porto para defrontar equipas de clubes locais ou da periferia da Nobre Cidade Invicta. Havia mesmo camas para possibilitar dormidas dos atletas mais novos, evitando gastos elevados em residenciais, pensões e hotéis.




Depois, nos anos 60, com a evolução das vias e meios de transporte a Casa do Porto entrou em desuso, num tempo em que o convívio e confraternização Benfiquista não tinha a dimensão de hoje. Apesar dos inúmeros Benfiquistas portuenses que existiam (e existem) no concelho do Porto, em paridade com os andróides, as frágeis condições sociais e económicas de Portugal não permitiram manter uma estrutura física na cidade, mantendo-se o Benfiquismo activo e sublime, em locais públicos, nos cafés e tascas portuenses.

Maria José Rosa Lima - Uma Benfiquista Portuense de dedicação ilimitada ao "Glorioso". Bem Haja



Felizmente em 19 de Novembro de 1988 reactivou-se a Casa, mas infelizmente não se deu o número que devia ter… o n.º 1, porque foi a primeira, em 1 de Janeiro de 1950. Seguiu-se, quase três anos depois, em 26 de Novembro de 1952, a actual Casa n.º 2 em Caldas da Rainha.

A história do Benfiquismo portuense é uma epopeia digna do melhor da nossa história. E tudo começou em… 28 de Abril de 1912, quando jogámos, com duas equipas, pela primeira vez, na cidade frente ao… FC Porto.

Neste ano de 2012 completa-se o “Centenário da nossa estreia no Porto”, facto que será devidamente assinalado no EDB (em 28 de Abril de 2012) nesse fantástico dia 28 de Abril de 1912, homenageando esse deslocação à cidade, contando os pormenores que envolveram a ideia da deslocação, registo de despesas, relatos da estadia e descrições dos dois jogos, um da 2.ª categoria (V 2-1) e outro da 1.ª categoria (V 8-2), com descrições retiradas da História do SL Benfica (1904-1954) e da História do FC Porto (1906-1956).

O Benfica teve sempre grande popularidade na cidade portuense (por isso não foi difícil inaugurar a primeira Casa do Benfica no Porto) e isso ficou a dever-se, a duas situações: aos retumbantes êxitos desportivos do"Glorioso" e ao modo como o maior emblema desportivo sediado na cidade, o FC Porto estigmatizava e achincalhava os pequenos clubes, tanto que os adeptos desses pequenos clubes passavam a simpatizar com o Benfica, o único clube que punha os “andrades” em sentido. Mas, se os portuenses são benfiquistas por escolha deliberada e desejo, há uma história curiosa, quase um acaso, que envolve a nossa estreia no Porto e a organização de um clube local, o Salgueiros. O SC Salgueiros tem as cores vermelha e branca, à Benfica, por um episódio que ocorreu há quase 100 anos.

O Benfica no Porto e as histórias dos Benfiquistas portuenses são um dos capítulos mais inauditos na gloriosa história do SL Benfica.

Alberto Miguéns

5 comentários
comentários
  1. E eis que um clube ímpar é tratado como é tratado por aqueles ...... ANDRADES, com atuardas de toda a espécie, violência e tudo o resto no qual são mestres!
    Cada vez mais benfiquista!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo1/1/12 01:51

    Um grande abraço de um sócio benfiquista nascido em Massarelos e residente em Matosinhos.


    Tripeiro e Benfiquista com muito orgulho.


    Não podemos desistir!


    Até me vieram as lágrimas aos olhos.


    Obrigado.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo1/1/12 10:15

    ja sabia da historia, mas gostei de ler este artigo que mostra pk o nosso clube tem assim tantos adeptos espalhados pelo portugal e mundo fora..
    2012..ano d viragem, de mudança radical diziam os maias...
    espero bem que aconteça uma revoluçao no futebol corupto..
    bom ano 2012

    ResponderEliminar
  4. Grandioso comentário!
    Obrigada Miguéns por nos ensinar tanto sobre o nosso Benfica.
    Tenha um ano 2012 com saúde e que o nosso Benfica seja CAMPEÃO1
    Abraço
    maria/marley

    ResponderEliminar
  5. Obrigado pela história que vou guardar e registar no meu blog, nos post a recordar. Eu sou um desses e a nossa casa do Benfica na minha cidade do Porto, tem sido como um resistente da grande guerra. Por muitos ataques que lhe façam, mantem-se por cá.
    Muito obrigado pelo post.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail