Dia 1 do Benfiquismo Foi Há 107 Anos - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/10/2018

Dia 1 do Benfiquismo Foi Há 107 Anos

28/10/2018 + 7 Comentários
COMO É EVIDENTE TRATA-SE DE UMA SIMPLIFICAÇÃO. É IMPOSSÍVEL DATAR O INÍCIO DAQUILO QUE SE FOI IMPLANTANDO COM O DESENVOLVIMENTO DO CLUBE.




O que se trata é do dia (28 de Outubro de 1911) da publicação no jornal "Os Sports Illustrados" de uma entrevista a Cosme Damião onde este traçou os caminhos da modernidade para o Clube. Princípios teóricos, pensados e amadurecidos mas que levou à prática. Grande Cosme Damião. No final umas breves notas de resumo das ideias dele e da consumação de Ideal. O principal é deleitarmo-nos com o modo como ele Benficou pela primeira vez.



Esta que eu conheça é a quinta entrevista a Cosme Damião desde 1904. Em sete anos cinco entrevistas, algumas curtas, mas esta tem uma "espessura" imponente. Depois desta conheço-lhe mais sete com destaque para a última, publicada em 5 de Março de 1945 no jornal "A Bola" n.º 11. Por motivos diferentes são as duas grandes entrevistas - não só em tamanho - ao nosso Pai Benfiquista. A de 1945 é sobejamente conhecida e fez com que o entrevistador, o jornalista Mário de Oliveira, percebesse que estava no tempo certo para pesquisar e escrever a História do Clube. Esta em 1911 é importante a outro nível. Marca a fronteira entre o que era mais um clube e como transformariam os Benfiquistas um clube em "O Clube" de Portugal e dos portugueses. Vejamos as ideias principais e como/quando foram concretizadas. Cosme Damião não era de dizer e não fazer.

NOTA: Só agora é que me apercebi que tinha este texto programado há vários meses mas... incompleto. A derrota irritou-me tanto que fez esquecer esta efeméride. Peço desculpa mas vou terminar. Daqui a uma hora estará concluído. São 00:48 horas da matina. Penso que tendo, pelo menos, 20 notas finais estas estarão concluídas. Boas leituras!

01. O Benfica (Clube) necessitava de deixar um bairro periférico (Benfica) para instalar-se no centro da cidade onde era popular e necessitava de aumentar a acessibilidade à sua Sede;

02. O Benfica (Futebol) projectava viagens ao estrangeiro e colaborar com iniciativas para trazer a Lisboa grandes equipas de clubes afamados para que os futebolistas percebessem as cambiantes tácticas e a importância da forma física para marcar golos, vencer jogos e conquistar títulos e prestígio;

03. O Benfica (Clube) desejava ter delegações nos locais onde tradicionalmente "recrutava" os futebolistas - Belém/Casa Pia de Lisboa e Benfica - e onde continuava a ter um número elevado - e sempre em expansão - de associados;

04. O Benfica (Futebol) era cada vez mais ambicioso não descurando o imediato em detrimento dos projectos para o Futuro;

05. O Benfica (Clube) aproveitava os futebolistas/dirigentes que por motivos essencialmente profissionais (mas também familiares) deixavam Lisboa rumando aos quatro cantos do País para aí instalar as futuras Filiais do Clube;

06. O Benfica (Futebol) tinha a ambição de premiar a assiduidade e capacidade de esforço daqueles que engrandeciam o Clube elevando-os a Sócios de Mérito entre outras distinções;

07. O Benfica (Clube) queria estar na vanguarda do desporto não sendo só um clube de futebol mas sim uma agremiação desportiva a praticar todos os desportos a que os associados quisessem aderir;

08. O Benfica (Instituição) queria ser uma força social organizando actividades muito para lá do âmbito desportivo;

09. O Benfica (Clube) desejava melhorar as suas infraestruturas desportivas para optimizar as condições de excelência para que os futebolistas e demais atletas pudessem evoluir e conseguir honrar cada vez mais e melhor a Instituição;

10. O Benfica (Formação/Futebol) dando importância ao "grupo infantil" sendo pioneiro ao separar os jovens dos veteranos que era o que ocorria muitas vezes na quarta categoria: jogarem miúdos de 16 anos com homens com 45;

11. O Benfica (Instituição) passar para a vanguarda da inovação e desenvolvimento das associações desportivas em Portugal;

12. O Benfica (Formação/Sócios) tentando que os associados revelassem alguma aptidão para determinada modalidade de modo a representarem o clube em competições desportivas;

13. O Benfica (Instituição) dispondo-se mesmo a organizar competições e provas substituindo e complementando as entidades oficiais;

14. O Benfica (Futebol) já tinha efectuado o primeiro jogo internacional, frente ao Stade Bordelais Université Club, em 22 de Maio de 1911;

15. O Benfica (Clube) já tinha uma Filial, organizada em Portalegre pelo valoroso futebolista Leopoldo Mocho, o Sport Lisboa e Portalegre, em 18 de Julho de 1911;

16. O Benfica (Futebol) desloca-se pela primeira vez, em 28 de Abril de 1912, para longe de Lisboa, jogando no campo da rua da Rainha, frente ao FC Porto, com dupla vitória: 8-2 (primeira categoria) e 2-1 (segunda categoria);

17. O Benfica (Futebol) joga pela primeira vez no estrangeiro, na Corunha, em 22 de Junho de 1912;

18. O Benfica (Clube) em 1 de Agosto de 1912 instala-se no segundo andar esquerdo do número 30 do Rossio (Praça D. Pedro IV) onde está na actualidade o Hotel Metrópole. É o quarto n.º 206; 

19. O Benfica (Instituição) teria um jornal "O Sport Lisboa" cujo primeiro número foi publicado em 24 de Agosto de 1913;

20. O Benfica (Clube) inaugura o novo campo de jogos, na Quinta Nova, em Sete Rios, a 12 de Outubro de 1913.


Obrigado, Pai Benfiquista!

Alberto Miguéns
7 comentários
comentários facebook
  1. Obrigado por me ajudar a revigorar o meu Benfiquismo.

    Este texto é todo ele um tratado, é um documento importante do Benfica, e quase se respiram esses tempos.

    O inicio da história do Benfica daria para fazer um grande filme.

    A história do filho de um carroceiro (eu por vezes, em conversas com amigos do SCP, costumo dizer a brincar, que eles são viscondes e nós carroceiros, mas nem percebem o que quero dizer- a diferença entre lutar pelo que se tem, e pelo que se almeja, e ter de mão beijada, oferecido pelo vil metal, o que se inveja).

    Esse filme, se bem feito, seria deslumbrante, os cenários de uma cidade em transformação, a evolução dos "sports" em Portugal, a proliferação de clubes e a implantação do futebol, a dicotomia Benfica-Sporting, o enraizamento popular do Benfica, a luta pela sobrevivência através da garra, do talento, da visão e da resiliencia de grandes Benfiquistas, alguns deles eméritos cidadãos.

    Seria um filme grandioso e épico se bem realizado.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  2. 20 Valores para o Senhor Alberto Miguéns também, Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Carlos

      Muito obrigado

      Mas é facílimo brilhar contando a Gloriosa História. Não por causa de quem a conta mas pelo que ela é. Como é e como tem sido construída a História do Benfica pelos Benfiquistas!

      Gloriosíssimas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Meu caro Miguéns.
    Como sei que o historiador oficial do Benfica não é o Miguéns, mas sim o Serrado (apesar de sportinguista) até porque foi ele quem teve a honra de escrever a história do Glorioso para o Museu, a convite do Ilustre Presidente que nos preside, fico à espera que o Serrado dê o seu aval a esta reportagem que o caro Miguéns nos conta...

    Sei lá se isto tudo não é inventado?

    Se nem o Presidente do Glorioso não acredita em si porque o caríssimo é "mau Benfiquista"...porque carga dágua tenho eu que acreditar?

    No Vieira é que está a verdade. Mainada!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Serrado foi despachado do Benfica e corrido do seu (dele) clube, o Sporting.

      Eliminar
    2. Caro Viriato (de Viseu pois de onde poderia ser Viriato)

      Posso fazer-lhe companhia? Ficamos os dois sentados, ao Sol, à espera.

      Posso contar-lhe um segredo (só entre nós). É que o Serrado é uma espécie versão Guerra na pantomineirice. Não se importam de trocar idoneidade e vértebras em troca de euros. Enquanto um diz que fulano é o melhor presidente da Gloriosa História (mesmo não sabendo quantos houve...) outro escreve: Depois de uma investigação sem precedentes, possibilitada pelo interesse do presidente em esclarecer a Fundação do clube, posso afirmar que o Benfica foi fundado por dez elementos (e não 24) e entre eles não se encontra Júlio Cosme Damião nem a Fundação foi na Farmácia Franco e até nem se pode dizer com rigor que foi em 28 de Fevereiro de 1904 mas foi acontecendo até ser uma realidade, mais ou menos, em Agosto de 1904.

      E há quem não se venda. Que recusam fazer afirmações de propaganda - mesmo que instados a fazê-lo - que não podem provar e comprovar. Uns palermas com mania que são mais do que os outros pois tudo se vende no século XXI. Principalmente nas (e às) SADes. Até a dignidade.

      Gloriosíssimas Saudações

      Alberto Miguéns

      NOTA: Cosme Damião estava (mesmo) 100 anos à frente!

      Eliminar
  4. Obrigado Alberto, isto é serviço público :)
    Um abraço!

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue