Um Benfiquista Condenado a Ser Livre - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

03/05/2018

Um Benfiquista Condenado a Ser Livre

03/05/2018 + 3 Comentários API
EM SEMANA DE DÉRBI DECISIVO PARA APURAR O CLUBE PARA JOGAR AS DUAS ÚLTIMAS PRÉ-ELIMINATÓRIAS PARA ENTRAR NA FASE DE GRUPOS DA LIGA DOS CAMPEÕES.


Nem me apetecia estar a escrever acerca deste assunto. Mas o Benfiquista por ser dum Clube Democrático e Universalista como o Benfica sente-se obrigado a ser livre.

O Benfica obriga-nos a ser independentes 
Não é por acaso que mesmo que nos queiram transformar em "mais um" cada Benfiquista é Um, embora Todos Por Um!



Foi um poeta Benfiquista - Manuel Alegre - quem melhor definiu os Benfiquistas
Interpretado por um voleibolista do Benfica: Adriano Maria Correia Gomes de Oliveira, campeão regional de Lisboa, em 1968/69, mesmo sendo natural de Avintes (Vila Nova de Gaia).


Extracto da página 48 do Relatório e Contas; Parecer do Conselho Fiscal; Sport Lisboa e Benfica; 1969

Trova do Vento que Passa

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais? Ninguém diz.

Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.

Pergunto à gente que passa
por que vai de olhos no chão.
Silêncio - é tudo o que tem
quem vive na servidão.

Vi florir os verdes ramos
direitos e ao céu voltados.
E a quem gosta de ter amos
vi sempre os ombros curvados.

E o vento não me diz nada
ninguém diz nada de novo.
Vi minha pátria pregada
nos braços em cruz do povo.

Vi meu poema na margem
dos rios que vão pró mar
como quem ama a viagem
mas tem sempre de ficar.

Vi navios a partir
(Portugal à flor das águas)
vi minha trova florir
(verdes folhas verdes mágoas).

Há quem te queira ignorada
e fale pátria em teu nome.
Eu vi-te crucificada
nos braços negros da fome.

E o vento não me diz nada
só o silêncio persiste.
Vi minha pátria parada
à beira de um rio triste.

Ninguém diz nada de novo
se notícias vou pedindo
nas mãos vazias do povo
vi minha pátria florindo.

E a noite cresce por dentro
dos homens do meu país.
Peço notícias ao vento
e o vento nada me diz.

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.


Manuel Alegre, in 'Praça da Canção'

O presidente do Sporting CP pode ter 999 999 defeitos (parte I)
Mas tem, pelo menos, uma virtude. Gosta muito do seu clube. e não é por interesse. É porque foi adepto de bancada a sofrer. Por isso quando o SCP ganha "até à carica e berlinde" gosta. Quando são modalidades a sério exulta. Os media não dão destaque às conquistas do SCP por serem sportinguistas (antes pelo contrário, quem conhece sabe que os Benfiquistas estão em maioria em todas as profissões e actividades em Portugal (todo o território no global). Quem disser o contrário é ignorante ou anda distraído. O que é mais fácil em Portugal é ser do Benfica. tem tantos adeptos como o FCP e SCP juntos. E estão em cargos e profissões dos de maior responsabilidade em todos os sectores, sociais, políticos e financeiros, porque é um clube transversal não elitista nem preconceituoso. por isso é um clube tão apetecido para dirigentes encontrarem nele um bom «esconderijo».

O presidente do Sporting CP pode ter 999 999 defeitos (parte II)
Mas tem, pelo menos, uma virtude. O gostar tanto do Sporting CP que estando presente nas competições de qualquer modalidade dá-lhes visibilidade. Por isso fazem primeiras páginas de Jornais, capas de Revistas e tempo de antena na Rádio e Televisão. Os Benfiquistas que se deixem de teorias da conspiração. As conquistas do SCP têm mais visibilidade que as do Benfica por «culpa» dos seus dirigentes que lhes dão importância. 

Obrigado aos quatro Benfiquistas
António Pedro-Vasconcelos (pela usurpação do título) José Jorge Letria (pela magnífica entrevista que deu origem a um livro com um título À Benfica) Manuel Alegre (pela utilização da letra) Adriano Correia de Oliveira (pela utilização da interpretação).

Obrigado ao Benfica. Obrigado pelo Benfica

Alberto Miguéns


NOTA: Como este blogue se vai transformando na SAT secção autónoma do Tenstubo, eis o Benfiquista JJL em 1973 agora em 2018 ainda na ressaca dos 44 anos do 25 de Abril e primeiro 1.º de Maio: 
3 comentários
comentários
  1. ...........eis a verdade nua e crua............O GLORIOSO precisa de UM PRESIDENTE, não precisa de um ADMINISTRADOR...........neste momento o Benfica tem um Administrador............

    ResponderEliminar
  2. Estou farto de comunices!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    A democracia e a liberdade não é de ninguém é de todos.
    Não me agradam nada estes elogios ao badocha. Um energumeno que tanto mal tem feito ao futebol em geral e ao Benfica em particular, não merece minimamente ser referido.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail
Apoio de:

ranking