Dêem As Voltas Que Quiserem Dar - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

29/12/2017

Dêem As Voltas Que Quiserem Dar

29/12/2017 + 5 Comentários
A PROPÓSITO DE UM COMENTÁRIO DE UM LEITOR A UM TEXTO ANTIGO AQUI NO BLOGUE.



Se querem comparar o que se passou em Portugal, em 1938, com a mudança de designação das competições é com Espanha. O que é lógico.

Em Espanha chamou-se "Campeonato de Espanha" a uma competição organizada, a partir de 1903, para apurar o campeão de Espanha na qual participavam os campeões regionais. Até que em 1928/29 foi decidido organizar a Liga - competição a pontuar no sistema de todos contra todos a duas voltas - e a Real Federação Espanhola de Futebol fez o que devia ser feito. esta passou a ser a competição que apurava o campeão nacional e a "anterior" passou a ser a "Taça de Espanha" ainda com várias designações mas isso é secundário pois os campeonatos nacionais também têm tido várias designações ao longo do tempo.




Em Portugal copiou-se Espanha embora sempre mais tarde. 

O Campeonato de Espanha (a eliminar campeões regionais) iniciou-se em 1903. Em Portugal foi em 1922.

O Campeonato Nacional de Espanha (Liga) iniciou-se em 1928/29 e em Portugal em 1934/35. O "Campeonato de Espanha" anterior a 1928/29 passou a ser designado como "Taça de Espanha", tal como o "Campeonato de Portugal" anterior a 1934/35 passou a ser "Taça de Portugal".

Jornais de Espanha para o Campeonato de Espanha em 1903 depois Taça de Espanha (clicar)

Para o Campeonato Nacional de Espanha 1928/29 (clicar)

Com mais tempo, embora seja perder tempo, é fácil encontrar hemerotecas em Espanha com periódicos a explicar o que se passou.

Tudo isto é tão evidente que não é preciso quererem atirar areia para os olhos.

Alberto Miguéns

NOTA: Este texto surgiu após o seguinte comentário (clicar)








5 comentários
comentários
  1. Estes Tó Manés Chonés até podem ter sido considerados à época os campeões (da Taça). É lógico, a competição chamava-se "Campeonato de Portugal", era a primeira da hierarquia, mas era a única prova (de carácter nacional). Quando apareceu uma nova prova, a hierarquia mudou. Quem é campeão da Taça nunca pode adicionar esse número de títulos à contagem de campeão de Liga, só um burro não vê isto. É uma idiotice pegada, uma criancice de puto birrento.
    No fundo o núcleo duro de apoiantes sportinguistas desta criança de nome Bruno Miguel infantilizaram-se na mesma medida com as atitudes do seu grande líder.

    Eu só queria era compreender porque razão no nosso clube continua-se a considerar o Campeonato de Portugal como uma competição à parte.

    Vamos ao 37! Bi-18 + 1

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curioso... Pergunto então quando é que, na sua magnífica interpretação, o Benfica deixou de se poder considerar campeão europeu? Quando mudaram o troféu para o actual(a "orelhuda")? Quando passaram a haver fases de grupos? Quando a competição mudou de nome para Liga dos Campeões? Espero que mantenha a sua rigorosíssima posição.

      Eliminar
    2. Ó Tó Mané, não tinha tido o conhecimento de que tenha surgido uma nova competição cuja hierarquia tenha suplantado a designação de Campeão Europeu. Estamos sempre a aprender com estes chonés e as suas argumentações à Bruno Miguel (que é o mesmo que dizer à criançola).

      Eliminar
  2. Já que não há documentos em Portugal que sustentem esta teimosia de negar a importância do Campeonato de Portugal, vamos lá ver usar documentos de Espanha... Vá lá não foram a Itália, França ou Alemanha, onde os campeões foram decididos por eliminatórias durante décadas...

    ResponderEliminar
  3. Os lagartos a par dos tripeiros,agora deram em revisionistas da história.
    Tenham competência e ganhem no campo e assim encherão as vossas vitrines com titulos

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue