A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

24/08/2017

Tiro ao Varela

24/08/2017 + 5 Comentários API
EIS O DIA DO SORTEIO DA FASE DE GRUPOS DA LIGA DOS CAMPEÕES.

Depois dos 32 clubes saberem quais os três adversários para cada um, nas seis jornadas dos grupos, vai dar-se a verdadeira "dança das transferências". De 24 a 31 de Agosto muitos futebolistas vão ficar excedentários nos respectivos plantéis, outros desejados, outros oferecidos a troco de milhões e outros envolvidos em transferências de "terceiros".


Há grupos que podem ser muito equilibrados e outros muito desequilibrados
Pelo facto do pote 2 ser (teoricamente) mais forte que o pote 1 devido à inerência deste contar com os campeões nacionais da Rússia e da Ucrânia. Para que não aconteça, que "falhe em toda a linha" no sorteio, vou fazer os sorteios de três grupos:
Grupo X: SL Benfica, FC Barcelona, Liverpul FC e RB Lípsia (Leipzig)
Grupo Y: FC Spartak Moscovo, FC Porto, FC Basileia e FC Qarabag;
Grupo Z: FC Shakhtar Donetsk, Sevilha FC, Besiktas JK e Sporting CP. 
Para saber mais..."nada como estar" com a UEFA (clicar).


Após a pré-época e os quatro jogos para competições oficiais
Tenho ideia que o "núcleo duro" para 2017/18 é, neste momento, constituído por 24 futebolistas. Mas há quem possa sair, por isso espero entradas várias, para os substituir ou para colmatar dificuldades visíveis no actual "núcleo duro".


Em 29 adversários...só dois serão novidade
Somos mesmo Míticos! Só haverá estreia com o NK Maribor (Eslovénia) e FC Qarabag (Azerbaijão). Que em azeri ou azerbaijanês (clicar), ao que parece, pronuncia-se "guarabárrá". Era bom que um deles passasse a fazer parte do Glorioso Cardápio!

Quem não tiver mais nada para fazer
Pode entreter-se a fazer de UEFA (clicar)

Muita sorte Benfica!

Alberto Miguéns

NOTA: Por formação académica sinto-me obrigado a escrever - embora custe escrever Liverpul (por exemplo) - os nomes das localidades em português se eles existirem, como já expliquei em 26 de Julho de 2017 (clicar). Que inveja tenho dos Geólogos e dos Biólogos. A Imprensa/media não faz confusão, pelo facto de não serem adversários do "Glorioso", entre Sienito, Granito e Diorito. Ou entre o Quercus faginea, robur ou suber.



5 comentários
comentários
  1. Compreendo a sua opção respeitante aos nomes das localidades. São nomes cuja origem se perde no tempo e que variam de língua para língua.

    No entanto considero um erro tratar os clubes da mesma forma. Tratam-se de nomes próprios que marcam a identidade do clube e que nem sempre coincidem com a língua do país de origem. O Milan é o caso mais flagrante. Não acho que se deva confundir nomes de clubes e cidades, mesmo quando os clubes adoptam a designação da cidade. Por isso existem casos como a Juventus, que é de Turim, e o Torino, que também é de Turim.

    Não gosto de ver o "Benfica Lissabon" na Alemanha, o "Benfica FC" em Inglaterra e nem sequer o "Oporto" por essa Europa fora e como tal trato os restantes clubes como gostaria de ser tratado. A única excepção para mim é o Estrela Vermelha de Belgrado e só porque já é demasiado tarde para corrigir o erro histórico, que provavelmente tem origem na dificuldade em escrever e pronunciar Crvena Zvezda.

    Nome de clube é nome de clube e não se mexe. Convenhamos que não passa pela cabeça de ninguém referir-se a um Young Boys x Grasshoppers na liga suíça como um jogo entre os Rapazes Novos e os Gafanhotos...

    Abraço e continuação de bom trabalho,

    Bruno Sousa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Bruno Sousa

      Mas isso é outro assunto. O nome dos clubes nunca pode ser mudado ou traduzido. Benfica é sempre Benfica mesmo que pudesse ser traduzido como Staygood. Aliás FC Estrela Vermelha devia ser FC Crvena Zvezda.

      AC Milan é AC Milan porque não é AC Milano. Assim seria AC Milão. Como Internazionale Milano é Inter de Milão.

      Par exemplo. Não faz sentido é dizer que vai a Londres e está a ver o Arsenal London. Ou que vai a Colónia e está a visitar o museu do Koln. Ou que pensa viajar até Florença e comprar uma camisola do AC Firenze Fiorentina.

      Claro que respeito a sua opinião. A minha é de que o nome das localidades que por vezes nem petrtence ao nome do clube como Rangers FC, Celtic FC ou SL Benfica deverá ser pronunciado na língua local porque é o nome da localidade. Nunca me incomodou, anos e anos durante toda a década de 80 pela Europa, a viajar e ouvir, (até ler o nome nos jornais locais) com gosto:

      Benfica Lisbon:
      Benfica Lisbonne;
      Benfica Lissabon;
      Benfica Lisbona;
      Benfica Lisabon;
      Benfica Lisszabon;
      Benfica Lisabona;
      Benfica Lizbona;
      Benfica Lizbon;
      Benfica Liospóin (como li num jornal em Galway, na Republica da Irlanda)

      Era sempre o mesmo Benfica da capital de Portugal. Era preferível a ensinar-lhes a pronunciar L-I-S-B-O-A. Acabava tudo na galhofa. A sorte é que havia sempre uma cerveja para acalmar a garganta!

      Saudações (e compreendo perfeitamente o seu ponto de vista).

      TETRAsaudações Gloriosíssimas

      Alberto Miguéns


      Eliminar
    2. E em adenda (para quem está em férias que é o meu caso e tenho tempo para divagações)

      Que dizer do FC Basileia que nas línguas faladas na Suíça pode ser FC Basel ou FC Bâle

      E do KV Mechelen que pode ser, também, FC Malinois! Em português será FC Malinas!

      AM

      Eliminar
  2. Compreendo-o perfeitamente. É daquelas discussões onde dificilmente se gera um consenso porque a máxima adoptada foi ver a coisa caso a caso.

    No meu caso tento respeitar ao máximo a designação oficial, o que não quer dizer que esteja correcto e por vezes admito que soa estranho. Mas o Arsenal nunca seria de London porque o nome do clube é Arsenal Football Club. O "de Londres" já é nosso.

    Quando o clube é conhecido por outro nome que não o da cidade mas por acaso até o tem na designação oficial (Bayern München, Firenze Fiorentina, Internazionale Milano...) ou me limito ao nome propriamente dito (Bayern, Fiorentina, Inter...) ou acrescento o nome da cidade em português, devidamente separado com uma vírgula (o Bayern, de Munique; a Fiorentina, de Florença; o Inter, de Milão...). Um preciosismo, é certo, mas que permite preservar o nome original do clube.

    De resto, se o Milan é sempre Milan porque a designação original é em inglês, o que dizer do Genoa? Também foi fundado por ingleses e o nome nem deixa grande margem para dúvidas (Genoa Cricket and Football Club), dá-se é o caso da designação ser a mesma nas duas línguas. Traduz-se ou não?

    Isto de ver as coisas caso a caso é tramado...

    Abraço,

    Bruno Sousa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Bruno Sousa

      A maior parte dos clubes são indexados a um nome de localidade sem o terem. Em Portugal é Vitória FC e Vitória SC. Mas depois não é. Ou Lusitano GC e Juventude SC. E depois levam com Évora. Ou BVB 09 que depois leva com Dortmund em cima sem o ter! Há milhares de exemplos.

      Genoa CFC deverá ser (até para os italianos é) Genoa (nome italiano/português de Genova/Génova). É como com o AC Milan. Mesmo para os italianos é AC Milan e não AC Milano. O que não pode é ser - como já ouvi na Sport TV - dizer: UC Sampdoria Genoa. É UC Sampdoria (Génova)


      Glorioso abraço,

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail