A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

12/07/2016

Quando Julho era Fim. Agora é Início

12/07/2016 + 6 Comentários
AINDA NÃO FOI HÁ MUITO TEMPO QUE POR ESTE...TEMPO SE ESTAVA A CHEGAR AO FINAL DAS TEMPORADAS!


Em 1958/59, há 57 anos, o Benfica estagiava no Lar do Jogador (se estivesse a acontecer normalidade) para defrontar o Sporting CP no dia seguinte (13 de Julho) à noite (por ser segunda-feira) na perspectiva de anular a derrota, por 1-2, que trazia da 1.ª mão disputada em 8 de Julho no estádio do adversário. A "Saudosa Luz" preparava-se para mais uma noite de glória ( V 3-1, com 3-0 aos 39 minutos) e "passaporte" para a final frente ao FC Porto. Uma final que seria histórica - e mantém-se assim passados 57 anos - a completar dia 19 deste mês. A final da Taça de Portugal com o golo decisivo marcado mais cedo. Aos 14 segundos, embora fazendo média. Há jornais que registam 12 segundos e outros 16 segundos. O repórter do "Diário de Lisboa" tinha uma "cebola" ou ficou tempo a confirmar o golo. Meio minuto! Será que incrédulo?! Seja como for foi mesmo o mais rápido e decisivo pois o resultado final ficou neste um-a-zero. Talvez em 19 de Julho volte a este assunto, pois devo ter para aí uma dúzia de crónicas de outros tantos jornais!



Simples como se pode ver. José Águas (9/ avançado-centro) dá a bola de saída para Coluna (8/ interior-direito). Este com a paciência e destreza habitual levou a bola o máximo que pode, tabela com Santana (10/ interior-esquerdo) recebe, progride e perante um buraco na defesa portista desfere o remate que Cavém (11/ extremo esquerdo) soube aproveitar para - numa recarga - fazer, com eficácia, o golo histórico! 12, 13, 14 segundos. Estava conseguida a vitória. José Águas bem foi buscar o esférico mas a loja do Mestre Valdivielso tinha fechado! Do outro lado Béla Guttmann a caminho do Benfica e por isso Otto Glória já tinha dito adeus. Até para a década seguinte!

(clicar em cima da imagem para visualizar com mais qualidade)



Os Benfiquistas, em 1959, à espera do último jogo da época. Outros, em 2016, à espera do primeiro da temporada.

Alberto Miguéns


6 comentários
comentários
  1. Respostas
    1. Artur Santos.

      Que se tem jogado nas finais de 1960/61 e 1961/62 da TCCE seria ele a receber o troféu.

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. É muito bom recordar os nossos heróis.
    Artur Santos (com quem já falei vária vezes, ele e o Bastos, suplente do Costa Pereira, andam sempre juntos) tem um neto guarda-redes do Glorioso na equipa B

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      Um Viriato à beira-mar fica malmequer, bem-mequer, nada, pouco, muito.

      Essa brisa do suão vinda do barlavento está a amolecê-lo. Até já se desculpa com «o» orelha direita!

      Saudosismos.

      Saudações TRigloriosas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Interessante! Mais tarde Coluna passaria a jogar à esquerda e Santana à direita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com Béla Guttmann e o ingresso e José Augusto para extremo-direito!

      A Gloriosa História é do mais simples que há.

      O difícil é conseguir quem não seja aldrabão a troco de uns euros.

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail