A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

02/08/2015

Sete + Um Troféu Eusébio

02/08/2015 + 3 Comentários
ERA UMA VEZ UM JOGO EM 2001 QUE FOI A MAIS BRILHANTE EUSÉBIO CUP ANTES DE O SER.


O Benfica organizou logo no início do século XXI um troféu para homenagear o Melhor Futebolista Português de Todos os Tempos. E que grande festa foi esse jogo, com cerca de 85 mil pessoas nas bancadas. Não sei se alguma vez será possível disputar um troféu Eusébio Cup com tamanha assistência! Além do ambiente! Mas com a primeira edição, em 2008, o Benfica através da presidência de Luís Filipe Vieira foi-se organizando um troféu, cada vez mais consistente e digno, que certamente fez as delícias de Eusébio e que será perpétuo. Como é a classe invulgar do homenageado e sempre lembrado Eusébio da Silva Ferreira. Lá no "Quarto Anel" já está em estágio para amanhã!


Um troféu com muita classe que honra o ás que nos honrou o passado

Primeiro troféu longe da "Catedral"
A 8.ª edição será a primeira disputada fora do Estádio. Até fora da Europa pois será jogada no México, o país mais meridional da América do Norte. Este jogo foi anunciado, em 12 de Maio de 2015, como um jogo para inaugurar o novo estádio do CF Monterrey, clube para o qual foi transferido o avançado Funes Mori que conquistou com o "Manto Sagrado" um campeonato nacional, uma Taça de Portugal e uma Taça da Liga. Quando se pensava que o motivo do jogo seria este, em 23 de Junho (mês e meio depois) foi anunciado que seria disputada o VIII Troféu Eusébio Cup. Teria dado mais dignidade ao jogo ser logo anunciado a disputa do troféu. Assim ficou.se com a ideia que o Benfica aproveitou para "despachar" o assunto em 2015. Se Eusébio fosse vivo iria gostar?


Em 2001
Foi um encontro entre dois grandes clubes, num tempo em que a AC Fiorentina era possante. O que também não será mentira é que a sua força não estando, financeiramente, sustentada levou ao descalabro, falência, alteração da designação (Fiorentina 1926 Florentia) embora na actualidade esteja aligeirado: ACF (de Florença) Fiorentina.

Jornal "A Bola"; página 20; 4 de Agosto de 2001


Bons 90 minutos
Foi agradável ver o Benfica jogar e depois ler a crónica do Chefe de Redacção Vieira de Carvalho que viria a falecer pouco tempo depois vítima de cancro no fígado. Entre muitas estórias com ele tenho uma - colaborava obsequiosamente com "O Benfica" e o "Glorioso" um jornal vendido nas bancadas da Saudosa Luz - hilariante passada em 1998, na suburbana Alverca quando Luís Filipe Vieira ainda presidia ao FC Alverca!

Jornal "O Benfica"; página 13; 8 de Agosto de 2001

Gloriosa Vitória
Como não podia deixar de ser o troféu ficou em Lisboa. O clube da inigualável Florença (para mim a mais bela cidade do Mundo) regressou a Itália a perceber o que era o Benfica e o estádio da Luz. Afinal não era só fama!




TOTAL DAS EDIÇÕES DO TROFÉU "EUSÉBIO CUP"
Ed.
Data
Adversário
Res
Marcadores
0
05.Agosto.2001
AC Fiorentina
ITÁ
V 1-0
(07) Argel
1
15.Agosto.2008
FC Inter Milão
ITÁ
E 0-0
(Dgp 4-5)
----------------
2
08.Agosto.2009
AC Milan
ITÁ
E 1-1
(Vgp
5-4)
(58) Cardozo
3
03.Agosto.2010
Tottenham HFC
ING
D 0-1
---------------
4
06.Agosto.2011
Arsenal FC
ING
V 2-1
(49) Aimar
(60) Nolito
5
27.Julho.2012
Real Madrid CF
ESP
V 5-2
(04) Javi Garcia
(22) Witsel
(52) Enzo Perez
(58) Carlos Martins
(84) Enzo Perez
6
03.Agosto.2013
São Paulo FC
BRA
D 0-2
---------------
7
26.Julho.2014
AFC Ajax
HOL
D 0-1
---------------
8
03.Agosto.2015
CF Monterrey
MÉX
?
?

94 futebolistas em oito presenças (sete troféus "Eusébio Cup")
A realização do jogo para o troféu "Eusébio Cup" permite que sejam vários os futebolistas que têm honrado Eusébio jogando com o "Manto Sagrado". São 94 e certamente que amanhã a centena será ultrapassada. Luisão jogou seis troféus com um total de 512 minutos. Com seis presenças mais dois Gloriosos: Ruben Amorim (358 minutos) e Cardozo (311 minutos). Prevê-se mais uns quantos minutos do capitão (aproximação aos 600) e Gaitán a caminho dos 200 minutos.

TODOS OS FUTEBOLISTAS QUE JOGARAM O TROFÉU "EUSÉBIO CUP"
Futebolistas
Total
0
1
2
3
4
5
6
7
Luisão
512 

90
90
63
89
90
90

R. Amorim
358

45
90
63
85

30
45
Cardozo
311

68
63
45
45
45

45
Maxi Pereira
307

68



90
87
62
Javi Garcia
295


71
45
89
90


Carlos Martins
266

67
45
90

64


Aimar
254

90
64
55
45



Garay
225




45
90
90

Artur
212




45
90

77
Sidnei
207


90
27



90
Gaitán
191




/41/
45
60
45
Quim
180

90
90





Saviola
172


62
56
/41/
13


Enzo Perez
150




45
45
60

David Luiz
145

23
51
71




Lima
135






90
45
Jara
135



45
45


45
Matic
135




45

90

Witsel
122




45
77


Ola John
120





45
30
45
Paulo Lopes
103






90
13
Yebda
100

81
19





Enke
90
90







Cabral
90
90







Meira
90
90







Léo
90

90






Roberto
90



90




Nolito
90




45
45


Cortez
90






90

César
90







90
Pesaresi
89
89







Melgarejo
88





88


Katsouranis
85

85






F. Coentrão
81


18
63




Argel
79
79







Mantorras
79
79







Kardec
78



35

/43/


Talisca
75







75
Di María
72


72





Bruno César
71




45
26


Salvio
68







68
Zahovic
63
63







Simão Sabrosa
63
63







Drulovic
63
63







Benito
63







63
Weldon
61


27
34




Markovic
60






60

Urreta
49

45


/4



Júlio César
45
45







Ednilson
45
45







Caneira
45
45







Andersson
45
45







Balboa
45

45






Reyes
45

45






Ramires
45


45





Airton
45



45




César Peixoto
45



45




Eduardo
45




45



Emerson
45




45



Capedvila
45




45



Jardel
45




45



Djuricic
45






45

Rodrigo
45






45

João Teixeira
45







45
Derley
45







45
Shaffer
39


39





F. Menezes
35



35




Sulejmani
30






30

Keirrison
28


28





Fábio Faria
28



27
1



Cancelo
28







28
Miguel
27
27







Porfírio
27
27







Sokota
27
27







Luís Filipe
27



27




Eliseu
27







27
Patric
26


26





Moreira
26



/26/




Nélson
22

22






Nuno Gomes
22

22






Tiago(ex-Bebé)
22







22
Júlio César
19



/19




Roderick
19



19




João M. Pinto
11
11







João Tomás
11
11







Felipe Bastos
9

9






Binya
5

5






Rúben Pinto
5




5



Mora
4




/4



André Almeida
3






3
15
Michel
2





/2


Luisinho
2





2


Diogo Luís
1
1







David Simão
1




1



NOTA: Titulares; Suplentes utilizados

Taça Eusébio Cepsa
No início da temporada de 2001/02, na presidência de Manuel Vilarinho, o Benfica organizou um jogo para homenagear Eusébio. A ideia era fazê-lo todas as temporadas, num encontro dotado com a taça "Eusébio". Em 2001/02 foi a Cepsa a patrocinar o jogo de homenagem ao "melhor futebolista português de todos os tempos" e um dos dez melhores avançados do Mundo. Como convidado a equipa da AS Fiorentina que contava com Nuno Gomes. O Benfica ganhou o jogo e Eusébio viu o troféu ficar em "casa".


1.ª Eusébio Cup
Ao sétimo jogo da temporada de 2008/09 - e segundo na "Catedral" - o Benfica recebeu o FC Inter Milão treinado pelo português José Mourinho, empatando sem golos. No desempate por pontapés da marca de grande penalidade os transalpinos conseguiram concretizar cinco pontapés e o Benfica quatro. O troféu rumou a Milão. Eusébio jogou frente ao FC Inter Milão na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, num jogo disputado em... Milão. Uma final de vergonha, pois o FC Inter Milão era campeão europeu e teve que "traficar influências" após as meias-finais - nesse tempo o local da final não estava definido previamente como na actualidade - para manter a final da competição em "casa".


2.ª Eusébio Cup
Em 2009/10 mais um emblema italiano no troféu de homenagem a Eusébio. Na 2.ª edição o emblema da final da 8.ª Taça dos Clubes Campeões Europeus, disputada em Inglaterra, no estádio londrino de Wembley. O AC Milan conseguiu, em 1962/63, recuperar de 0-1 para 2-1, mas na "Catedral" apenas conseguiu empatar o jogo a um golo, depois de Cardozo ter marcado o golo do "Glorioso". No desempate por pontapés da marca de grande penalidade o Benfica conseguiu concretizar cinco pontapés e o popular clube milanês quatro. O troféu ficou em "casa" ao 10.º encontro (segundo na "Catedral") da temporada.


3.ª Eusébio Cup
Depois de dois emblemas transalpinos - três se contabilizarmos a edição da Taça Eusébio Cepsa - seguiu-se o Tottenham HFC que se cruzou com Eusébio nas meias-finais da segunda campanha europeia em 1961/62, na qual o "Glorioso" sagrou-se Bicampeão Europeu (dois títulos consecutivos), o único emblema português a consegui-lo. O clube que se classificara em 4.º lugar no principal campeonato inglês, na temporada anterior (2009/10) venceu o jogo e levou para Londres, a edição de 2010/11 do Troféu "Eusébio Cup". O troféu foi disputado ao 10.º encontro (segundo na "Catedral") da temporada.


4.ª Eusébio Cup
Na edição que confirmou este jogo de pré-época como um clássico de início de temporada, ao 9.º encontro de 2011/12 (terceiro na "Catedral"), veio de Londres o adversário do Benfica para discutir a posse do troféu de homenagem a Eusébio. O Arsenal FC perdeu por 1-2 e o troféu ficou no "Glorioso" pela 2.ª vez em quatro edições. Intervaladas: 2.ª e 4.ª edição. Eusébio e o Arsenal FC cruzaram-se duas vezes, em 1971/72, em dois jogos particulares consecutivos a abrir a temporada. Na festa de homenagem a José Torres, Eusébio marcou um golo, na vitória por 2-0. Uma semana depois em Londres, apenas jogou a primeira parte, que terminou com 0-3. No final 2-6.


5.ª Eusébio Cup
Em 2012/13, correspondente também à apresentação aos Benfiquistas, chegou de Espanha o adversário do Benfica. Treinado pelo português José Mourinho (2.º presença no troféu)  a equipa do Real Madrid CF perdeu por 2-5, com o Benfica a conseguir manter em Lisboa o troféu, conquistando-o, de forma inédita, pela segunda vez consecutiva. Juntar Eusébio, Benfica e Real Madrid é recordar a final da 7.ª edição da Taça dos Clubes Campeões Europeus, conquistada pelo "Glorioso" após uma vitória, por 5-3.


6.ª Eusébio Cup
Pela primeira vez um clube sul-americano (e não europeu), São Paulo FC, participou no troféu dedicado a Eusébio, conseguindo levar para a grande metrópole do Brasil o 6.º troféu. Eusébio defrontou o popular clube brasileiro  num jogo em São Paulo no dia do 26.º aniversário de Eusébio, em 25 de Janeiro de 1968. Marcou os dois golos na derrota por 2-3.


7.ª Eusébio Cup
Foi a primeira edição sem a presença do homenageado. O emblema holandês AFC Ajax recebeu da viúva de Eusébio o respectivo troféu. O clube holandês cruzou-se com Eusébio em seis jogos (um com 120 minutos) sem qualquer golo de Eusébio. Uma raridade.


Tragam a Oitava (+ Uma) para o Imperador dos Futebolistas: Eusébio

Alberto Miguéns

PLANO PARA AS EDIÇÕES DURANTE  JULHO/AGOSTO
(provisório como é evidente)
De 3 a 18 de Agosto de 2015 (Sempre pela meia-noite)
Segunda-feira (de 2 para 3): O "Glorioso" frente ao CF Monterrey;
Terça-feira (de 3 para 4): Quanto vale uma pré-época na época?;
Quarta-feira (de 4 para 5): Terminou a pré-época;
Quinta-feira (de 5 para 6): Uma modalidade por semana: Andebol;
Sexta-feira (de 6 para 7): Estreia internacional do Glorioso Basquetebol;
Sábado (de 7 para 8): O "Glorioso" na Supertaça;
Domingo (de 8 para 9): O Dérbi de Lisboa;
Segunda-feira (de 9 para 10): E depois da Algaraviada?
Terça-feira (de 10 para 11): Sinto-me tão portista;
Quarta-feira (de 11 para 12): Uma modalidade por semana: Atletismo;
Quinta-feira (de 12 para 13): O Mais Belo e Inigualável 138;
Sexta-feira (de 13 para 14): Mentiras Oficiais Made in SLB;
Sábado (de 14 para 15): O "Glorioso" nas Primeiras 82 Jornadas;
Domingo (de 15 para 16): O "Glorioso" frente ao GD Estoril Praia;
Segunda-feira (de 16 para 17): E depois da Primeira?;

Terça-feira (de 17 para 18): Benfica tão brilhante que se vê no escuro
3 comentários
comentários
  1. Anónimo2/8/15 01:01

    o que é que está a azedar no Rui Vitória?

    diluir/destruir os automatismos do JJ sem conseguir criar um Benfica novo. Isto não é só pedir jogadores novos à direção...

    e depois estas conversas não ajudam. «Quando chegarmos a Lisboa vamos tomar decisões.» Começo a ter a terrível sensação que o Benfica é grande demais para o atual treinador.

    o que vale é que Monterrey e Faro estão separados por 3 ou 4 graus de temperatura ambiente. A onda de calor é a mesma portanto é melhor pararem as conversetas do clima e do calor.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo2/8/15 11:35

    Caro anónimo das 01:01, incompreensível essa sua má vontade para com Rui Vitória, um treinador que chegou ao Benfica há um mês, que se vê a competir na ICC, sem ter tido tempo sequer de "criar um Benfica novo". Quanto ao discurso, está a ser correto - não tem de divulgar o que quer que seja acerca de possíveis reforços. Ou não crê que já se anda a trabalhar nesse aspeto? RV não é "tolinho", embora esteja na moda embirrar com tudo que o treinador é, faz ou diz! Quanto à temperatura, não confunda um clima semiárido com um clima temperado. Continuo é a não compreender que adeptos de um clube como o Benfica tenham endeusado JJ (implícita ou explicitamente) de tal modo que parece que o clube não tem futuro sem ele! Mas tivesse ele tido, num dos grandes clubes europeus, alguns dos comportamentos que teve no nosso e teria sido logo despedido. Portanto, deixemo-nos de prestar vassalagem a um ex-funcionário do clube, e apoiemos os nossos, não contribuindo para criar instabilidade e insegurança - é que parece que o verdadeiro inimigo está dentro de portas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo2/8/15 16:52

      o Benfica já não é do JJ mas ainda não consegui alcançar no Benfica do Vitória. Isto não é má vontade, é necessidade de dar corda aos sapatos. Sem isso bem pode pedir os jogadores que quiser que eles não vão chegar. Os jogadores por lá parecem meio perdidos na nova estratégia, repetem frases automaticamente.

      Repare que o JJ cortou a direito, bom ou mau apagou tudo o que vinha do MS. Porque é que o Vitória não cortou a direito. Afinal havia toda a margem de manobra suficiente lá nos resultados do ICC pra inventar a sua própria equipa.

      Não vou despedir nem assobiar ninguém mas escrevo de novo. Benfica, treinador, estrutura, direção... convém dar corda aos sapatos no novo figurino do Benfica do Rui Vitória. Queremos ver mais.

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail