A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

17/08/2015

A Primeira de Muitas

17/08/2015 + 1 Comentários
A LIDERANÇA ESTÁ CONQUISTADA. EM QUINZE MINUTOS À BENFICA!



O resultado construído nos últimos 17 minutos pode parecer lisonjeiro para o futebol jogado durante 90 minutos (mais cinco – 2 + 3 - de compensações) mas premeia uma equipa (de 14) que nunca se encolheu.

De cima para baixo. Da esquerda para a direita:
Júlio César: o melhor em campo. Segurou a baliza inviolável uma, duas, três e quatro vezes antes do "Glorioso" marcar o primeiro;
Mitroglou: a não falhar o momento decisivo (73 minutos);
Fejsa: sempre diligente a ajudar os centrais;
Lisandro: rápido, prático e, por isso, eficaz;
Luisão (capitão): intransponível;
Gaitán: aquela paragem de bola merece Youtube dourado + aquela assistência de pé esquerdo  para a cabeça de Mitroglou como se fosse com a mão;
Jonas: Dois golos e muito trabalho de "sapa";
Ola John: pouca capacidade para desequilibrar;
Eliseu: nunca virou a cara à luta;
Nélson Semedo: muito valor, com velocidade em progressão;
Pizzi: muito perdido no meio-campo, longe de Fejsa

(Fotografia cedida gentilmente por Isabel Cutileiro)

1-0 por Mitroglou (Golo-rioso n.º 12 773)


2-0 por Jonas (Golo-rioso n.º 12 774)




3-0 por Jonas (Golo-rioso n.º 12 775)




4-0 por Semedo (Golo-rioso n.º 12 776)


Um jogo dividido em cinco mini-jogos (90 = +/- 30 + 15 + 15 + 13 + 17) 

Primeiro da primeira parte
O Benfica tentou jogar pelo centro do terreno mas deparou-se com dificuldade em fazer circular a bola com Fejsa e Pizzi muito afastados.

Segunda primeira parte
Com o Glorioso Futebol remetido para os dois corredores, o adversário colocava sempre superioridade (três para dois) frente aos laterais e aos alas. Apesar do esforço de Jonas em tentar fazer compensações de um lado e do outro. O GD Estoril Praia obrigou Júlio César a brilhar com duas intervenções de alto gabarito. Ao intervalo era o melhor jogador em campo. O guarda-redes contrário saía para os balneários sem fazer uma única defesa nem ter de sair a qualquer cruzamento. Luisão teve oportunidade soberana para fazer 1-0 mas atirou à trave. 

Primeira segunda parte
Foi o pior período do Benfica. Um sufoco até aos 60 minutos. O GD Estoril Praia teve três oportunidades. Em duas valeu Júlio César. Os quatro do meio-campo não conseguiam "segurar" os cinco estorilistas e neste período nem as alas impediam o desenvolvimento das jogadas do adversário. 

Segunda terceira parte
Rui Vitória mexe na equipa, entre os 60 e 61 minutos, com efeitos quase de imediato, a dois tempos. Primeiro a estancar o jogo incisivo dos estorilistas e depois a desequilibrar nos corredores. No corredor direito reviveu-se grande parte dos jogos da Equipa B na Segunda Liga, em 2014/15, com Nélson Semedo e Victor Andrade numa dinâmica de grande fulgor e genica À Benfica. As alas passaram a funcionar em pleno, fundamental no 4.4.2. Foi numa delas, à esquerda, que Eliseu solicitou Gaitán para o espaço livre. O jogador que arrisca ser o melhor futebolista da presente temporada a actuar em Portugal "saca o saca-rolhas", ou seja o pé esquerdo, e serve (como se fosse à mão) a cabeça de Mitroglou. Este fez fácil o que às vezes é difícil. Cabeceou de cima para baixo e mais que colocar vantagem no marcador desbloqueou o jogo. A partir dos 73 minutos (e não dos 74 como nos vão querer impingir) tudo mudaria.


Terceira segunda parte
A partir dos 73 minutos foi sempre a marcar. Quatro minutos depois (77') Jonas fez o 2-0 de grande penalidade após um remate de Talisca ser parado com o braço na grande área. Quatro minutos volvidos (81') Jonas de cabeça, de cima para baixo, imita o 1-0 e eleva para 3-0, depois de um bom centro de pé direito de Victor Andrade. Oito minutos depois (89') o 4-0 a premiar os três jovens que saíram do banco. Talisca em drible pelo centro a servir a simulação de Guedes, a intervenção de Andrade, a genialidade do mágico calcanhar esquerdo de Gaitán e o prémio para Nélson Semedo a fazer o quarto golo. Os dois (em onze) que se estrearam com o "Manto Sagrado" no campeonato nacional abriram e fecharam o resultado. Na contabilidade total, quatro golos em 16 minutos! Ufa!

Uma vitória que vai ser a "mãe de todas as vitórias made in 2015/16"!

Adversário
Excelente durante todo o jogo. Muito diferente do habitual em clubes desta dimensão. Jogaram por todo o rectângulo. Obrigaram Júlio César a brilhar. Foram leais. Merecem ser felizes (excepto na primeira jornada da segunda volta). Dá mais gosto vencer adversários que também querem vencer. Neste jogo aplica-se na perfeição a frase laudatória: «Glória aos vencedores, Honra aos vencidos».

Arbitragem
A pior equipa em campo. O Benfica pode queixar-se da dualidade de critérios a nível disciplinar (parecia andar à procura dos estorilistas que ainda não tinham cartão amarelo evitando expulsar algum...) e o GD Estoril Praia da dualidade a nível técnico. Podia ter marcado uma grande penalidade a punir uma desatenção de Luisão quando o resultado estava em branco. Árbitro desajeitado e a ter (por agora) um nível baixo num jogo facílimo de dirigir, com as outras duas equipas só interessadas em chegar à baliza contrária. Tem de melhorar! 

Para o final (esta conversa tão extensa de analisar um jogo do "Glorioso" só ocorre porque as férias tudo permitem) os primeiros, os adeptos!
Cinquenta e três mil e duzentos e oitenta e cinco (53 285) espectadores. Sempre atentos, sempre no apoio À Benfica mesmo preocupados durante grande parte do jogo. Claro que este foi o primeiro jogo em 2015/16 na "Catedral". Claro que não houve jogo de apresentação, nem troféu Eusébio Cup. E em 12 temporadas completas (2004/05 - 2015/16) de "Catedral" foi a primeira vez e em cinco houve até esses dois encontros se realizaram antes da estreia em jogos para competições oficiais. Tudo isto pode ser evocado. Mas são mais de 50 mil. Nem FC Porto ou Sporting CP conseguirão aproximar-se. Ficarão sempre a, pelo menos, quatro mil espectadores. Mesmo que jogassem a final da Liga dos Campeões nos seus estádios.

Quero ver outra vez!



Agora vou repetir o que tenho dito… “redizendo”:
O calendário é fácil até ao jogo frente ao FC Porto. Mas não é! Só será fácil se nos próximos três jogos forem contabilizados nove pontos. O Benfica realizará mais três jogos em casa – dois na “Catedral” e um em Aveiro – frente a clubes talhados para conseguirem realizar um campeonato entre o 6.º e o 16.º lugar. Pelo menos no orçamento - que na jornada 1 (primeira) ainda é o que conta!

CALENDÁRIO DE JOGOS (JULHO / OUTUBRO)
Mês
Dia
Adversário
Competição
Resultado ou Local
J
U
L
H
O
02
QUI
05
DOM
08
QUA
11
SÁB
12
DOM
15
QUA
19
DOM
Paris S-G FC
Torneio Campeões
D 2-3
22
QUA
25
SÁB
AC Fiorentina
Torneio Campeões
E 0-0 Dgp 4-5
27
SEG
Red Bulls Nova Iorque
Torneio Campeões
D 1-2
29
QUA
CF América México
Torneio Campeões
E 0-0 Vgp 4-3
A
G
O
S
T
O
3
SEG
CF Monterrey
VIII Troféu Eusébio
D 0-3
5
QUA
9
DOM
Sporting CP
Supertaça
D 0-1
12
QUA
16
DOM
GD Estoril Praia
Primeira Liga.01
V 4-0
19
QUA
23
DOM
FC Arouca
Primeira Liga.02
Fora/ Aveiro
26
QUA
29
SÁB
Moreirense FC
Primeira Liga.03
Casa/ SLB
S
E
T
E
M
B
R
O
2
QUA
6
DOM
Jogos das Selecções
9
QUA
Jogos das Selecções
13
DOM
CF "Os Belenenses"
Primeira Liga.04
Casa/ SLB
16
QUA
Liga Campeões.01
20
DOM
FC Porto
Primeira Liga.05
Fora/ Dragão
23
QUA
27
DOM
FC Paços Ferreira
Primeira Liga.06
Casa/ SLB
30
QUA
Liga Campeões.02
O
U
T
U
B
R
O
4
DOM
CF União Madeira
Primeira Liga.07
Fora/ Barreiros
7
QUA
Jogos das Selecções
11
DOM
Jogos das Selecções
14
QUA
18
DOM
Taça de Portugal 1/32
21
QUA
Liga Campeões.03
25
DOM
Sporting CP
Primeira Liga.08
Casa/ SLB
28
QUA
NOV
1
DOM
CD Tondela
Primeira Liga.09
Fora/ Tondela

Glorioso Plantel: curto para tanta exigência
Faltam elementos a este plantel para permitir elaborar convocatórias (18 elementos) e equipas (11 escolhas) com consistência. Em 30 (31 com Salvio) há futebolistas que necessitam competir com regularidade num escalão ou escalões abaixo do grau de exigência do “Glorioso”. Serão sete/oito que deixam vaga para três/quatro. Daqueles que fazem a diferença.

Balancete a ler/ver entre o Deve e o Haver

QUEM CONHECER A JUSTIFICAÇÃO PARA OS TRÊS QUADROS SEGUINTES DISPENSA A LEITURA

Declaração de gostos
Eu não faço qualquer distinção entre jovens formados no Seixal ou em qualquer clube do Mundo do Afeganistão ao Zimbabué. Em caso de dois futebolistas iguais, em teoria claro, prefiro que sejam oriundos do Seixal. Mas só neste aspecto! O que quero é que o Benfica pratique bom futebol porque assim, estará mais perto de vencer e conquistar. Que é para mim o que interessa. Entre jogar "bem" e perder e jogar "mal" e conquistar prefiro a segunda hipótese. O que acontece é que, não se sabendo o que acontece no final da época, ver o Benfica jogar "bem" dá mais garantias, mesmo que de percepção, que estará mais perto do sucesso.

Rejuvenescimento do Glorioso Futebol
O aspecto mais interessante em 2015/16 será ter uma equipa em campo com uma média etária mais baixa, pois o Benfica necessita de rejuvenescer o plantel compensando a necessidade de ter futebolistas com mais épocas: experiência e Mística.

Não faço distinções enquanto decorrem as competições
Prefiro ver a época como um todo e fazer as distinções, entre ases e aselhas, no final. Em 2015/16 devido à expectativa da maior utilização da Gloriosa Formação vou semanalmente fazer o "Deve e o Haver" entre três "categorias" embora todos me mereçam respeito, mas para tornar mais fácil a identificação dei-lhes os seguintes nomes
VELHOS
NOVOS
MIÚDOS
A Ordenação dentro de cada categoria será feita com a média apenas com os que têm pelos menos um minuto de utilização para não desvirtuar os valores. Permitirá perceber no total de cada grupo a percentagem de utilização. Curiosos? Eu estou, também, ansioso!


17 VELHOS
(781': Média minutos por jogador: 78.138 por cento)
Futebolista
Minutos
Jogos
Titular
Golos
Ass.
Júlio César
90
1
1
-
-
Luisão
90
1
1
-
-
Lisandro
90
1
1
-
-
Eliseu
90
1
1
-
-
Fejsa
90
1
1
-
-
Gaitán
90
1
1
-
2
Jonas
90
1
1
2
-
Ola John
61
1
1
-
-
Pizzi
60
1
1
-
-
Talisca
30
1
-
-
-
Sílvio
-
-
-
-
-
Samaris
-
-
-
-
-
André Almeida
-
-
-
-
-
Jardel
-
-
-
-
-
Cristante
-
-
-
-
-
Paulo Lopes
-
-
-
-
-
Salvio
Lesionado
NOTAS: A vermelho (titulares); a verde (suplentes utilizados); a preto (suplentes não utilizados); a azul (convocados não utilizados como suplentes); a amarelo (não convocados)

Que galeria!
Os melhores futebolistas do 81.º campeonato nacional: Jonas (melhor jogador), Júlio César (melhor guarda-redes) e melhor capitão (Luisão) se houvesse esta categoria.


Conhecem? Joga (mas joga mesmo) com o "Manto Sagrado"!




9 NOVOS
84':Média minutos por jogador: 84.041 por cento)
Futebolista
Minutos
Jogos
Titular
Golos
Ass.
Mitroglou
84
1
1
1
-
Éderson
-
-
-
-
-
*Jonathan
-
-
-
-
-
Carcela
-
-
-
-
-
Marçal
-
-
-
-
-
** N. Oliveira
-
-
-
-
-
Taarabt
-
-
-
-
-
** Djuricic
-
-
-
-
-
Jiménez
-
-
-
-
-
NOTA: * Devido a terem jogado (e pouco) no final de 2014/15;
** Regressos depois de empréstimos em 2014/15

Expectativa
Incógnitas.

6 MIÚDOS
(125': Média minutos por jogador: 41.721 por cento)
Futebolista
Minutos
Jogos
Titular
Golos
Ass.
N. Semedo
90
1
1
1
-
V. Andrade
29
1
-
-
1
*G. Guedes
6
1
-
-
-
*João Teixeira
-
-
-
-
-
Nuno Santos
-
-
-
-
-
*Lindelof
-
-
-
-
-
NOTA: * Devido a terem jogado, em 2014/15, essencialmente na Equipa B

Gente nova com muita classe
O melhor futebolista da Segunda Liga em 2014/15 (Gonçalo Guedes), um campeão europeu de sub-20 (Lindelof) e três promessas de gabarito: João Teixeira, Nelson Semedo e Nuno Santos. Para arrasar!

Balanço (uma jornada da Liga NOS)
Ainda é muito cedo para perceber padrões mas o equilíbrio é notável. Pouca utilização dos “reforços” (apenas Mitroglou) e excelente utilização dos jovens com um “acrescento”. A chamada de Victor Andrade da Equipa B (tinha jogado os 90 minutos da 1.ª jornada frente ao SC Olhanense… em Olhão). E tinha jogado bem. A Equipa B serve (também para isto). Para reforçar de uma semana para a outra o principal plantel.
  
Bem Benfica!

Alberto Miguéns

PLANO PARA AS EDIÇÕES DURANTE  AGOSTO
(provisório como é evidente)
De 18 a 26 de Agosto de 2015 (Sempre pela meia-noite)
Terça-feira (de 17 para 18): Cosme Damião nunca se alagartou!;
Quarta-feira (de 18 para 19): Uma modalidade por semana: Bilhar;
Quinta-feira (de 19 para 20): O Mais Belo e Inigualável 138;
Sexta-feira (de 20 para 21): Mentiras Oficiais Made in SLB
Sábado (de 21 para 22): O "Glorioso" em Aveiro;
Domingo (de 22 para 23): O "Glorioso" frente ao FC Arouca
Segunda-feira (de 23 para 24): E depois da Segunda?;
Terça-feira (de 24 para 25): Benfica tão brilhante que se vê no escuro;
Quarta-feira (de 25 para 26): Uma modalidade por semana: Ténis de Mesa
1 comentários
comentários
  1. ...SR DR ALBERTO....Excelente cronica (sem espantar ,VINDO DE QUEM VEM),.....ver e ouvir comentários nas tvs ,ler comentários nos jornais.....DE QUEM DEVERIAM SER SÉRIOS E ISENTOS...e ler O SEU comentário/analise.....É COMO DIZ O POVO....diferença da água para o vinho.....SR DR,...deixa-me triste por exemplo, ver e ouvir comentários ao SPORT LISBOA E BENFICA feito por antigos JOGADORES QUE VESTIRAM O NOSSO MANTO SAGRADO...exp; DIAMANTINO, E ALVARO MAGALHAES....e, não, SR DR ,não pretendo que digam AMEN....pretendo que sejam SÉRIOS que não alinhem com os INIMIGOS DO NOSSO QUERIDO CLUBE,(só porque têm pedra no sapato, ou porque recebem um prato de lentilhas...basta serem CORRETOS e que VEJAM AQUI O EXEMPLO QUE O SR DR NOS APRESENTA....(e, fico-me por aqui).....Permita-me ,dar agora a minha modesta opinião, acrescentando, que POR TUDO O QUE AQUI O DR MIGUÉNS NOS APRESENTA.....será fundamental a continuidade do nosso GAITAN.....abraço

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail