A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

16/04/2013

Venha a Final

16/04/2013 + 3 Comentários
OPINIÃO



CARDOZÃO N.º 183


POIS É... CARDOZO
Confesso que fiquei surpreendido. Esperava a titularidade de Paulo Lopes, Jardel, André Gomes e Aimar, com Luisinho e Urreta no banco de suplentes. Não porque haja dificuldades físicas e emocionais, face às distâncias em tempo entre os três jogos consecutivos - da Liga Europa (em 11 de Abril) ao campeonato nacional (em 21 de Abril), mas porque, mais que "tirar minutos" a alguns futebolistas há que "dá-los" a outros. Apesar de ter confiança TOTAL – pela qualidade e “quantidade” de bons jogos – em Jorge Jesus e equipa técnica, como adepto cá tenho as minhas “preocupações”!

Pode haver desgaste desde o jogo da Liga Europa...
DIFERENÇA HORÁRIA ENTRE LIGA EUROPA
E TAÇA DE PORTUGAL
QUI
SEX
SÁB
DOM
SEG
Total
2 h
24 h
24 h
24 h
20 h
94 h

DIFERENÇA HORÁRIA ENTRE TAÇA DE PORTUGAL
E CAMPEONATO NACIONAL
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB
DOM
Total
2 h
24 h
24 h
24 h
24 h
24 h
20 h
142 h

Faltam muitos jogos decisivos para os “Gloriosos” Benfiquistas ficarem felizes
O final de temporada prevê-se frenético. Não sabemos o que vai acontecer, mas como sabemos o que a "casa gasta" há que estar preparado para ausências por expulsões (vermelhos ou "duplo amarelo"), suspensão por acumulação de cartões ou lesões (face às entradas que vamos assistindo), ainda ontem, algumas nem sequer punidas pelos árbitros com falta quando mais com advertências disciplinares. Necessitamos de ter mais futebolistas com mais minutos, ou seja, com "mais ritmo competitivo".

Muitos futebolistas com muitos minutos
Se contabilizarmos "apenas" os 25 jogos realizados desde que teve início este ano de 2013, há oito futebolistas - retirando o guarda-redes que em sentido restito nem poderá ser considerado futebolista - com mais de 1500 minutos, variando desde Lima (1544') a Matic (1754'). Ou seja, desde 69 por cento a 78 por cento, do tempo total (2250') jogado pelo "Glorioso". É "obra"! São 25 jogos em 104 dias, entre 2 de Janeiro e 15 de Abril de 2013. Média: 4, 2 dias entre cada jogo.

Alguns futebolistas com poucos minutos
No plantel há jogadores com pouco tempo de utilização desde que o ano de 2013 começou: Jardel, André Gomes, Luisinho, Aimar e Urreta, têm entre 42 e 9 por cento, respectivamente. Nos nove jogos que faltam, se nos qualificarmos para a final da Liga Europa, dificilmente estes cinco futebolistas não vão ser chamados, pelo menos num jogo, à titularidade. Tendo este jogo, com o FC Paços Ferreira como “rebuçado” não vai haver outra oportunidade. O que vier vai ser por “obrigação”. Em Istambul já vamos ter alternativas a André Almeida e Enzo Perez, que estão suspensos por acumulação de admoestações com cartão amarelo.

TEMPO DE UTILIZAÇÃO DO PLANTEL
DESDE JANEIRO DE 2013
(25 JOGOS/ 2250 MINUTOS)
* Em 20 de Abril de 2013
Nome
Cv
Minutos
Jogos
SnU
CvnU
Sus
Les
NC
1
Artur
24
2 160
24
-
-
-
-
1
21
Matic
20
1 754
20
-
-
3
-
2
24
Garay
20
1 710
19
1
-
-
4
1
25
Melgarejo
22
1 709
19
1
2
1
-
2
18
Salvio
23
1 688
23
-
-
-
1
1
35
Enzo Perez
24
1 655
22
1
1
-
-
1
4
Luisão
21
1 620
18
-
3
-
1
3
20
Gaitán
25
1 596
24
1
-
-
-
-
11
Lima
24
1 544
23
1
-
-
-
1
14
Maxi Pereira
24
1 369
18
6
-
1
-
-
15
Ola John
24
1 257
23
1
-
-
1
-
7
Cardozo
21
1 169
20
-
1
1
3
-
34
André Almeida
25
1 080
15
8
2
-
-
-
33
Jardel
23
947
13
10
-
-
-
2
19
Rodrigo
22
892
16
5
1
-
-
3
89
André Gomes
15
463
6
4
5
-
1
9
5
Luisinho
11
450
5
-
6
-
3
11
17
Carlos Martins
13
389
11
2
-
-
6
6
   3
Roderick
13
360
4
6
3
-
-
12
10
Aimar
20
276
12
8
-
-
-
5
23
Urreta
14
193
5
6
3
-
-
11
9
Nolito
3
152
2
1
-
-
-
4
8
Bruno César
5
147
2
3
-
-
-
1
13
Paulo Lopes
25
90
1
24
-
-
-
-
31
Kardec
11
78
5
6
-
-
-
14
27
Miguel Vítor
5
-
-
5
-


20
52
Bruno Varela
3
-
-
-
3
-
-
22
39
Mika
1
-
-
1
-
-
-
24
Cv – Convocados; SnU – Suplentes não utilizados;
CvnU – Convocados não utilizados como suplentes:
CvnU – Convocados não utilizados como suplentes:
Sus      - Suspensos por motivos disciplinares;
Les      - Não convocados por motivos físicos;
NC      - Não convocados por motivos técnicos
Vermelho encarnado  – Futebolistas titulares com FC Paços de Ferreira
Vermelho azulado       - Suplentes não utilizados com FC Paços de Ferreira
Amarelo                        - Convocados não utilizados com FC Paços de Ferreira
Castanho                       - Jogadores não convocados (Lesionados)
Preto                              - Jogadores não convocados (Suspensos)
Preto                              - Jogadores não convocados
Violeta                          - Jogadores que já não fazem parte do plantel

Empate com sabor a vitória
Com uma primeira mão bem resolvida, com 2-0, em terreno alheio o encontro da segunda mão “apenas” necessitava de ser (bem) controlado. E foi isso que aconteceu. Com a utilização dos futebolistas com mais minutos jogados desde o início de 2013 – apenas Cardozo e Rodrigo foram titulares, em vez de Lima e Ola John – adivinhava-se um encontro, mais táctico e menos físico. E assim foi. Esperemos que tenha sido uma vantagem, já que o nosso próximo adversário não jogou. E nisto do futebol de alta competição é tão mau “fazer muitos jogos em pouco tempo” como “fazer poucos jogos num espaço de tempo longo”, por quebra de ritmo.

Não gosto deste tipo de futebol do Paços
Ao contrário da generalidade dos adeptos, e principalmente dos comentadores do "Futeluso", não gosto deste tipo de futebol. Sem dúvida que o FC Paços Ferreira joga de modo mais agradável que a maioria das equipas dos clubes que disputam a Liga Zon Sagres. Mas não é um futebol de bom nível. Os outros é que são muito fracos. O treinador do FC Paços Ferreira impõe um futebol que apenas tem mais equilíbrio que a maioria dos restantes clubes (excepto SLB, FCP e SC Braga, que quanto a mim são superiores ao clube pacense) porque tem um meio-campo muito dinâmico que forma um bloco defensivo e permite "desdobramentos rápidos" no contra-ataque. Mas é um futebol defensivo cheio de subterfúgios. Por isso, o treinador do FC Paços Ferreira escolheu uma equipa - tendo que anular, fora, uma desvantagem de dois golos a zero - como se estivesse a disputar um jogo do campeonato nacional.

O melhor avançado esteve como suplente. Uma equipa a jogar no erro do "Glorioso"
Foi o habitual. Uma equipa adversária à espera que o Benfica domine o jogo e à procura de aproveitar um erro individual ou colectivo para marcar primeiro. Se isso tem ocorrido e esteve quase, depois era continuar a jogar da mesma forma (estar 0-0 ou 0-1 para "eles é igual") esperar pelos 20 minutos finais para fazer entrar o melhor avançado, para "fresco" procurar criar instabilidade junto da defesa do Benfica, entretanto desgastada por 70 minutos de futebol de apoio aos centrocampistas e avançados do "Glorioso".

O que é um bom treinador?
Ser "bom treinador" é conseguir colocar as equipas equilibradas a jogar para ganhar. Se um treinador consegue equilibrar uma equipa com futebolistas mais débeis, quando o contratarem para treinar um plantel mais valioso, esse treinador irá potenciar as equipas que formará a partir de um plantel. Ora, eu não estou a imaginar como é que um treinador que tem sucesso a organizar equipas com "tracção atrás" pode depois conseguir sucesso com equipas de "tracção à frente". Não vai dar. E se der não é pelo que fez na sua carreira, mas porque conseguiu adaptar-se... Mas, a contratação de um treinador deste "calibre" para um clube mais poderoso, não deixa de ser um "tiro no escuro"! A incerteza é muito grande!
No que resta da temporada, espero que o FC Paços Ferreira (porque é um dos clubes mais "independentes") fique em 3.º lugar. Mas terá que "suar" pois vai receber o Sporting CP (28.ª jornada) e FC Porto (30.ª jornada).

Venha a final
A qualificação para a final permite ao Benfica o regresso ao estádio Nacional para jogar a decisão da competição nacional mais antiga do futebol português, cujo início remonta a 1921/22, ainda com o nome de Campeonato de Portugal, tal como nas 17 edições iniciais, até 1937/38. Será o encerramento de um ciclo de insucesso com sete temporadas, pois desde 2002/03 que não conquistamos o troféu, mas data da temporada seguinte (2004/05) a ausência do Jamor para discutir a posse do troféu.

MAIORES PERÍODOS
SEM SER FINALISTA NA TAÇA DE PORTUGAL
7
6
4
3
3
2004/05
1996/97
1974/75
1988/89
1964/65
2005/06
1/4
1997/98
1/2
1975/76
1/16
1989/90
1/16
1965/66
1/4
2006/07
1/8
1998/99
1/16
1976/77
1/8
1990/91
1/4
1966/67
1/4
2007/08
1/2
1999/00
1/8
1977/78
1/4
1991/92
1/2
1967/68
1/2
2008/09
1/8
2000/01
1/8
1978/79
1/16

1992/93

1968/69
2009/10
1/16
2001/02
1/16

1979/80
2010/11
1/2
2002/03
1/32
2011/12
1/8
2003/04
2012/13





Nunca o "Glorioso" esteve tanto tempo à espera
Na última temporada o Benfica "elevou" para oito o número de temporadas consecutivas sem conquistar o título na principal competição, a eliminar, do futebol português. Esta passagem à final e a conquista do troféu impossibilitará acrescentar mais uma época a esta série de insucesso.

MAIORES PERÍODOS
SEM CONQUISTAR A TAÇA DE PORTUGAL
8
7
7
5
4
2003/04
1971/72
1995/96
1986/87
1963/64
2004/05
F
1972/73
1/8
1996/97
F
1987/88
1/2
1964/65
F
2005/06
1/4
1973/74
F
1997/98
1/2
1988/89
F
1965/66
1/4
2006/07
1/8
1974/75
F
1998/99
1/16
1989/90
1/16
1966/67
1/4
2007/08
1/2
1975/76
1/16
1999/00
1/8
1990/91
1/4
1967/68
1/2
2008/09
1/8
1976/77
1/8
2000/01
1/8
1991/92
1/2

1968/69
2009/10
1/16
1977/78
1/4
2001/02
1/16

1992/93
2010/11
1/2
1978/79
1/16
2002/03
1/32
2011/12
1/8
1979/80
2003/04







Venha a imperial com o tremoço e atrás o pica-pau...

Alberto Miguéns (até à próxima, ou seja, até à meia-noite de 17 para 18 de Abril de 2013)

NOTA: Cardozo com o 183.º golo com o "Manto Sagrado" igualou Nuno Gomes, colocando-se a 16 tentos de igualar Guilherme Espírito Santo, com 199. E a poder ser o 11.º jogador com o "Manto Sagrado" a chegar aos 200 golos. A caminho dos 30 anos (20 de Maio de 2013) é possível. Mas Cardozo necessita, urgentemente, cada vez mais, de fazer um "grande golo". O de ontem foi um "bom golo" mas queremos um daqueles... "À Cardozo"! Um "Made" in Cardozo!

ELEVADOR DA GLÓRIA
MELHORES MARCADORES DE “MANTO SAGRADO” POR COMPETIÇÃO
NO
JOGOS
TOTAIS
COMP.
OFICIAIS
CAMPEONATO
NACIONAL
COMP.
UEFA
LIGA
CAMPEÕES
LIGA EUROPA
1.º
Eusébio
638
Eusébio
482
Eusébio
317
Eusébio
57
Eusébio
46
Cardozo
19
2.º
J.Águas
483
J.Águas
378
J.Águas
289
Cardozo
30
J.Augusto
24
N.Gomes
12
3.º
Nené
473
Nené
369
Nené
264
Nené
28
J.Torres
19
Simão
9
4.º
Arsénio
350
J.Torres
240
Arsénio
152
J.Augusto
25
J.Águas
18
Filipovic
8
5.º
Rogério
287
Arsénio
233
Julinho
152
N.Gomes
23
Nené
15
Saviola
7
6.º
J.Torres
284
Rogério
208
J.Torres
152
J.Torres
20
Coluna
11
Nené
6
7.º
Julinho
272
Julinho
203
Rogério
127
J.Águas
18
N.Gomes
11
Di Maria
6
8.º
Valadas
218
J.Augusto
177
N.Gomes
125
Isaías
13
Cardozo
11
Isaías
5
9.º
J.Augusto
205
N.Gomes
166
J.Augusto
113
J. Pinto
12
Simões
8
Eusébio
4
10.º
V. Silva
202
Valadas
162
Cardozo
104
Simão
12
Santana
7
V. Paneira
4
11.º
E. Santo
199
Cardozo
157
Valadas
89
Coluna
11
Iúran
7
Chalana
3
12.º
N.Gomes
183
E. Santo
155
Coluna
88
Jordão
10
Jordão
7
Valdo
3
13.º
Cardozo
183
Coluna
129
E. Santo
78
Filipovic
10
C. Brito
6
Maxi
3
14.º
A. Jorge
152
V. Silva
120
Cavém
78
Iúran
10
Isaías
6
Luisão
3
15.º
Coluna
150
J.Teixeira
119
R. Águas
77
Simões
8
Magnusson
5
Aimar
2
NOTAS:
1.    Na Taça da Liga, Cardozo é o melhor marcador do “Glorioso”, quarto na competição (7 golos), com mais 2 golos de Rodrigo (2.º com 5 golos);
2.  Na Taça de Portugal, Cardozo é o 21.º melhor marcador com 16 golos (a par de quatro futebolistas e a um golo dos 19.ºs Humberto Coelho e Magnusson), mas longe do melhor do Benfica e de Portugal: Eusébio com 98 tentos. Fica reservado para a final mais um, dois ou três golos de Cardozo na Taça de Portugal. Para "entrar" nos "15 mais": Joaquim Teixeira com 19!
3 comentários
comentários
  1. Jonny8Forever16/4/13 12:16

    Também fiquei um pouco desiludido com a ausência de rotação do plantel. Imagino que o nosso treinador tivesse pensado neste jogo como um treino competitivo para o derby mas foi um risco desnecessário. Lembrando outras épocas dá a ideia de que certos jogadores já não contam para ele e que só por obrigação os irá utilizar. Parece-me evidente que Luisinho e Urreta já foram riscados, à semelhança de outras birras de JJ no passado. No caso do Aimar parece ser outro Nuno Gomes que entra só para fazer 5 minutos e André Gomes não arranjo explicação para tal eclipse na utilização, alguma cláusula no contrato talvez.
    Sem querer estar a contestar opções do nosso líder do balneário apenas acho que o jogador que for ocupar o lugar do Enzo no jogo na Turquia deveria ser um atleta com ritmo alto para a equipa não se ressentir e não vejo nenhum dos que são pouco utilizados, preparados competitivamente para tal, e viu-se com André Gomes contra o Newcastle. Para as alas pode acontecer a falta de algum dos titulares e o mesmo ocorre quanto a opções de substituição. Oxalá corra tudo sempre bem.

    Cumprimentos benfiquistas

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde Sr Alberto Miguéns.

    Fiz referência ao seu excelente blog no meu último post (nomeadamente acerca dos incríveis números de Oscar Cardozo) e queria enviar-lhe um abraço de agradecimento perante o magnífico trabalho que o senhor faz em prol do Benfica. Este é um blog de referência que visito amiúde.

    Um bem-haja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado

      Use o blogue sempre que quiser. Se pretender alguma informação disponha.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail