Vencer | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

06/05/2021

Vencer

06/05/2021 + 1 Comentários

PARA AINDA "SONHAR" COM O SEGUNDO LUGAR COM ACESSO DIRECTO À FASE DE GRUPOS DA LIGA DOS CAMPEÕES.



O Benfica só tem dois lugares disponíveis. Será segundo ou terceiro classificado.

 


A vitória do Sporting CP, em Vila do Conde,  "fechou" ontem o título ao Benfica

Embora há muito (desde a derrota com o Gil Vicente FC) estivesse praticamente definido que o Benfica não conseguiria ser Campeão Nacional em 2020/2021.




«Clássico de Portugal» a viver de "ssess"

1. Se o Benfica vencer (tem que ser...já chega de insucessos) o FC Porto continua a ser o favorito ao segundo lugar mas apenas com um ponto de vantagem. E ficará a nove do Sporting CP, ou seja, este clube tem que empatar um dos três jogos que lhe faltam: Boavista FC (casa), SL BENFICA («Catedral») e CS Marítimo (casa);

2. Se o resultado for um empate, Benfica a quatro pontos do FC Porto e este a oito do Sporting CP. Para o Sporting CP "vai dar quase ao mesmo";

3. Se o FC Porto vencer o Benfica, serão sete os pontos de vantagem para o «Glorioso» e mantém os seis pontos para o líder (o FCP tem vantagem no confronto directo). 




O FC Porto tem um jogo decisivo na «Catedral» 

Só a vitória no jogo de hoje permitirá "pressionar" o Sporting CP no jogo da 33.ª jornada. Que o Benfica derrote o FC Porto (6 de Maio) e termine com a invencibilidade do Sporting CP (15 de Maio).






NOTA: Assim que for divulgada, nesta quinta-feira, a lista dos futebolistas convocados será feita a habitual previsão de um treinador agora sem poder sair do sofá.

 

Com convocatórias no dia do jogo

Permite aos adeptos tentarem adivinhar as mesmas quando o que é hábito é tentar adivinhar o onze inicial. Face às lesões de André Almeida, Jardel e Samaris, os 20 escolhidos devem ser:

 

2 (1)Helton e Odysseas (Fábio Duarte também deve estar convocado embora não seja divulgado);

6 (5): Gilberto, Diogo GonçalvesLucas Veríssimo, Otamendi, Vertonghen e Grimaldo;

9 (4)Weigl, Gabriel, Taarabt, Chiquinho, Waldschmidt e Pizzi; Rafa, Pedrinho e Everton;

3 (1)Seferovic, Darwin, Gonçalo Ramos.

 

       ASSIM VAI O PLANTEL DE 28 GLORIOSOS

NOTAS: Minutos jogados; TitularSuplente utilizado;  Suplente não utilizadoConvocado não utilizado; Convocado dispensado; L - Lesionado; L* - Lesionado durante o aquecimento; S – Convocados para as Seleções Nacionais; NC – Não Convocado (só jogos na pré-temporada); N – Não estava contratado; NI – Não Inscrito na UEFA; V – Suspenso com cartão vermelho directo; A – Suspenso por acumulação de cartões amarelos; A – Assistências para goloG – Golos



Apesar de na principal competição...

A estatística ser desfavorável no Campeonato Nacional (menos dez vitórias) com mais 14 golos o Benfica é superior ao FC Porto em 108 anos de «Clássico de Portugal» o quarto jogo mais disputado em Portugal Continental (297 jogos) depois do «Dérbi de Lisboa» (436) e do «Clássico de Lisboa» frente ao CF "Os Belenenses" (331 jogos). O Sporting CP frente ao CF "Os Belenenses" é o terceiro e o «Clássico das Riscas» é o quinto. Em relação ao FC Porto, mais duas vitórias (114) que as 112 derrotas (mais 71 empates) e mais 87 golos marcados (535) que os sofridos (448). Eis o Benfica com superioridade frente a todos os clubes em Portugal!

 

JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO frente ao FC Porto

Competição

Títulos e troféus

J

V

E

D

GM

GS

TOTAIS

SLB

FCP

297

114

71

112

535

448

Campeonato Nacional

37 (+ 8) *

29

173

57

48

68

268

255

Taça de Portugal

29 (+ 8)

21 **

43

24

5

14

92

62

Supertaça

8 ***

22 (+ 14)

26

5

7

14

16

35

Taça da Liga

7 (+ 7)

0

4

2

1

1

7

5

Torneios

-

-

9

7

1

1

32

17

Particulares

-

-

42

19

9

14

120

74

NOTAS: * As quatro edições iniciais, entre 1934/35 a 1938/39, como «Campeonato da I Liga» (3/1); ** As 17 edições iniciais, entre 1921/22 a 1938/39, como «Campeonato de Portugal» (3/4); *** As duas edições iniciais organizadas pelos clubes (1979/80 conquistada pelo Boavista FC ao FC Porto a uma mão no estádio das Antas/FC Porto; 1980/81 conquistada pelo SL Benfica ao Sporting CP a duas mãos – estádio José Alvalade e «Saudosa Catedral») as edições seguintes organizadas pela FPF com o nome de “Supertaça Cândido de Oliveira»

 


Superioridade em toda a linha

No total mais nove sucessos (67 vitórias) que os 58 insucessos (26 derrotas e 32 empates). Na relação vitórias/derrotas mais 41 vitórias (67/26), ou seja, quase o “triplo” que seriam 78!  Faltam onze. Depois de hoje, certamente, que dez. Em relação aos golos (268/135): mais 133, ou seja, quase o “dobro” (135 + 135 = 270). O Benfica marca, em média, 2.16 e o FC Porto apenas 1.07.

Como é «jogo de campeonato», eis as mesmas contas aplicadas ao campeonato nacional: 43 sucessos (43 vitórias) tantos quantos os 43 insucessos (17 derrotas e 26 empates). Na relação vitórias/derrotas mais 26 vitórias (43/17), ou seja, quase o “triplo” que seriam 51!  Faltam oito. Depois de hoje, certamente, que sete. Em relação aos golos (167/87): mais 80, ou seja, faltam sete para o “dobro” (87 + 87 = 174). O Benfica marca, em média, 1.96 e o FC Porto apenas um (0.9)!

 

                   JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO

como visitados  frente ao FC Porto

Competição

J

V

E

D

GM

GS

TOTAIS

125

67

32

26

268

135

Campeonato Nacional

86

43

26

17

167

87

Taça de Portugal

16

12

2

2

49

14

Taça da Liga

1

1

-

-

3

2

Torneios

1

1

-

-

9

0

Particulares

11

5

3

3

29

18

Supertaça

10

5

1

4

11

14


Desde 1990/91 os resultados são fracos     

É necessário retomar o período da retoma. Vitórias... precisam-se. A começar hoje! Já!

 

ÚLTIMOS 91 SLB vs FC Porto

Jogo

N.º

Época

Comp

Sit

V

E

D

207

1990/91

CN

C

2-2

208

TP

F

1-2

209

CN

F

2-0

210

1991/92

CN

F

0-0

211

SCO

C

2-1

212

SCO

F

0-1

213

CN

C

2-3

214

 

 

1992/93

SCO

N

1-1

Dgp 3-4

215

CN

F

0-1

216

TP

F

1-1

217

TP

C

2-0

218

CN

C

0-0

219

1993/94

SCO

C

1-0

220

SCO

F

0-1

221

CN

F

3-3

222

CN

C

2-0

223

1994/95

SCO

N

2-2

Dgp 3-4

224

SCO

C

1-1

225

SCO

F

0-0

226

CN

C

1-1

227

CN

F

1-2

228

SCO

N

0-1

229

1995/96

CN

F

0-3

230

CN

C

2-1

231

 

 

1996/97

SCO

F

0-1

232

SCO

C

0-5

233

CN

C

1-2

234

TP

C

2-0

235

CN

F

1-3

236

1997/98

CN

F

0-2

237

CN

C

3-0

238

1998/99

CN

F

1-3

239

CN

C

1-1

240

1999/00

CN

F

0-2

241

CN

C

1-0

242

2000/01

CN

F

0-2

243

TP

C

1-1

244

CN

C

2-1

245

TP

F

0-4

246

2001/02

CN

C

0-0

247

CN

F

2-3

248

2002/03

CN

F

1-2

249

CN

C

0-1

250

2003/04

CN

F

0-2

251

CN

C

1-1

252

TP

N

2-1

253

2004/05

SCO

N

0-1

254

CN

C

0-1

255

CN

F

1-1

256

2005/06

CN

F

2-0

257

CN

C

1-0

258

2006/07

CN

F

2-3

259

CN

C

1-1

260

2007/08

CN

C

0-1

261

CN

F

0-2

262

2008/09

CN

C

1-1

263

CN

F

1-1

264

2009/10

CN

C

1-0

265

TL

N

3-0

266

CN

F

1-3

267

2010/11

SCO

N

0-2

268

CN

F

0-5

269

TP

F

2-0

270

CN

C

1-2

271

TP

C

1-3

272

2011/12

CN

F

2-2

273

CN

C

2-3

274

TL

C

3-2

275

2012/13

CN

C

2-2

276

CN

F

1-2

277

 

 

2013/14

CN

C

2-0

278

TP

F

0-1

279

TP

C

3-1

280

TL

F

0-0

Vgp 4-3

281

CN

F

1-2

282

2014/15

CN

F

2-0

283

CN

C

0-0

284

2015/16

CN

F

0-1

285

CN

C

1-2

286

2016/17

CN

F

1-1

287

CN

C

1-1

288

2017/18

CN

F

0-0

289

CN

C

0-1

290

2018/19

CN

C

1-0

291

TL

N

1-3

292

CN

F

2-1

293

2019/20

CN

C

 

 

0-2

294

CN

F

 

 

2-3

295

TP

N

 

 

1-2

296

2020/21

SCO

N

 

 

0-2

297

CN

F

 

1-1

 

298

CN

C

 

 

 

TOTAIS

91 - 22 -  26 43  (92/125)

          NOTAS: Em destaque – Clube campeão nacional

 

Em jeito de conclusão

O «Glorioso» regista valores muito fracos, no seu terreno, depois das duas últimas vitórias consecutivas (1999/2000 e 2000/2001). Nas derradeiras 19 épocas, são apenas quatro sucessos (vitórias) para quinze insucessos (sete empates e oito derrotas). O “dobro” das derrotas mesmo jogando “em casa” é uma situação que teima em não ser resolvida. Que certamente contribuiu para menos quatro títulos de Campeão Nacional: sete para onze (em 2001/2002 o Sporting CP conquistou o seu último título). O Benfica tem que ter um maior equilíbrio entre Sucessos e insucessos (50/50). Não pode ter valores como os da última década (2010/11 a 2019/20): duas vitórias (20 por cento) para 80 por cento de insucessos (três empates e cinco derrotas). Inconcebível. Um dia isto tem que terminar! Não faz sentido estender a “passadeira” ao adversário.

 

87 CAMPEONATOS NACIONAIS

ÉPOCA

Melhor

Pior

CASA

FORA

1934/35

1

3.º

3-0

1-2

1935/36

1

2.º

5-1

2-2

1936/37

2

4.º

6-0

1-2

1937/38

3

2.º

3-1

2-2

1938/39

2

3.º

4-1

3-3

1939/40

3

4.º

2-3

2-4

1940/41

2.º

4.º

3-2

2-5

1941/42

4

4.º

5-1

1-4

1942/43

5

7.º

12-2

4-2

1943/44

2.º

4.º

6-3

2-2

1944/45

6

4.º

7-2

3-4

1945/46

2.º

6.º

4-0

2-0

1946/47

2.º

3.º

4-0

2-3

1947/48

2.º

5.º

4-1

2-0

1948/49

2.º

4.º

1-1

3-4

1949/50

7

5.º

3-2

1-0

1950/51

2.º

3.º

0-2

2-5

1951/52

2.º

3.º

2-0

0-3

1952/53

2.º

4.º

2-1

1-2

1953/54

2.º

3.º

2-2

3-5

1954/55

8

4.º

1-0

0-3

1955/56

4

2.º

1-1

0-3

1956/57

9

2.º

3-2

0-3

1957/58

2.º

3.º

2-3

0-1

1958/59

5

2.º

1-1

0-0

1959/60

10

4.º

2-1

2-2

1960/61

11

3.º

2-0

2-3

1961/62

2.º

3.º

1-1

1-2

1962/63

12

2.º

1-2

2-1

1963/64

13

2.º

2-2

1-1

1964/65

14

2.º

4-0

0-1

1965/66

2.º

3.º

3-1

0-2

1966/67

15

3.º

3-0

1-1

1967/68

16

3.º

3-2

1-1

1968/69

17

2.º

0-0

0-1

1969/70

2.º

9.º

2-0

2-1

1970/71

18

3.º

2-2

0-4

1971/72

19

5.º

1-0

3-1

1972/73

20

4.º

3-2

2-2

1973/74

2.º

4.º

2-1

1-2

1974/75

21

2.º

0-1

3-0

1975/76

22

4.º

2-3

3-2

1976/77

23

3.º

3-1

1-0

1977/78

6

2.º

0-0

1-1

1978/79

7

2.º

1-1

0-1

1979/80

2.º

3.º

0-0

1-2

1980/81

24

2.º

1-0

1-2

1981/82

2.º

3.º

3-1

1-2

1982/83

25

2.º

3-1

0-0

1983/84

26

2.º

1-0

1-3

1984/85

8

3.º

0-1

0-2

1985/86

9

2.º

0-0

0-2

1986/87

27

2.º

3-1

2-2

1987/88

10

2.º

1-1

0-3

1988/89

28

2.º

0-0

0-0

1989/90

11

2.º

0-0

0-1

1990/91

29

2.º

2-2

2-0

1991/92

12

2.º

2-3

0-0

1992/93

13

2.º

0-0

0-1

1993/94

30

2.º

2-0

3-3

1994/95

14

3.º

1-1

1-2

1995/96

15

2.º

2-1

0-3

1996/97

16

2.º

1-2

1-3

1997/98

17

2.º

3-0

0-2

1998/99

18

3.º

1-1

1-3

1999/00

2.º

3.º

1-0

0-2

2000/01

2.º

6.º

2-1

0-2

2001/02

3.º

4.º

0-0

2-3

2002/03

19

2.º

0-1

1-2

2003/04

20

2.º

1-1

0-2

2004/05

31

2.º

0-1

1-1

2005/06

21

3.º

1-0

2-0

2006/07

22

3.º

1-1

2-3

2007/08

23

4.º

0-1

0-2

2008/09

24

3.º

1-1

1-1

2009/10

32

3.º

1-0

1-3

2010/11

25

2.º

1-2

0-5

2011/12

26

2.º

2-3

2-2

2012/13

27

2.º

2-2

1-2

2013/14

33

3.º

2-0

1-2

2014/15

34

2.º

0-0

2-0

2015/16

35

3.º

1-2

0-1

2016/17

36

2.º

1-1

1-1

2017/18

28

2.º

0-1

0-0

2018/19

37

2.º

1-0

2-1

2019/20

29

2.º

0-2

2-3

2020/21

 

 

 

1-1

 

Casa:  086 J – 43 V – 26 E – 17 D     167/087

Fora:  087 J – 14 V – 22 E – 51 D     101/168

Total:  173 J – 57 V – 48 E – 68 D    268/255

                                                    (- 11 V)    (+ 13 G)

 

Carrega Benfica

 

Alberto Miguéns

  1. Faz hoje 21 anos que o Sabry impediu a comemoração do campeonato pelo Sporting.
    (depois de o Lucílio Batista assinalar livres com fartura à entrada da área para ver se o André Cruz acertava. Assim a modos com o Manuel Vicente em 78).
    Pode ser que...
    Mas...
    Rui Licínio é hoje "bandeirinha" e lembro-me de Alvalade e como avar no Moreirense.
    ASD - livres laterais (assim a modos de 17/18). Como referi aqui, para além de todas as malvadezes que nos fez, não me esqueço de Alvalade: terminou a 1a parte aos 45:05 não permitindo um canto favorável ao Benfica.
    (mas suspeito que ande de candeias às avessas com os corruptos depois da final da taça. Hipótese: os SD já lhe lembraram como deve atuar hoje).
    Vamos ver...

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue

Apoio de: