O Que Ficou Por Dizer | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

27/04/2020

O Que Ficou Por Dizer

27/04/2020 2 Comentários
QUANDO SE PUBLICOU AQUELE TEXTO ACERCA DAS DATAS DAS ÚLTIMAS 85 JORNADAS.



Como há sempre uma profusão de números entre épocas, datas, golos, minutos, etecetra susceptíveis de poderem ser trocados, gosto de comparar a minha informação com a de outros para rectificar ou ratificar. 

Como o que tinha mais à mão
Era a terceira edição (Maio de 2014) do «Almanaque do Benfica» de Rui Miguel Tovar, fui comparar até porque há vários leitores deste blogue que colocam questões acerca de diferenças que encontram, entre a primeira edição (Novembro de 2003) e esta (até agora) última. Até o "pacífico" Benfiquista Mário Pais, de vez em quando, telefona indignado: «Francamente! Já viu esta...» E por vezes como ainda não tinha dado por ela ou elas lá risco eu o Almanaque que devia ser imaculado. Há sempre erros, mas entre a primeira edição e esta terceira eles aumentaram em vez de diminuírem, o que é uma incongruência, pois entre edições deve-se aproveitar para os "caçar e anular".



Além disso como o autor vai continuando a escrever acerca do Benfica
Vai propagando os erros para outros livros. Foi o que ocorreu, em Novembro de 2019 aquando da publicação do livro «Benfica: 365 Dias de Glória». Como há um jogo citado de uma última jornada nesse dia 8, o Glorioso Iaúca não marcou dois golos, pois o jogo, em Guimarães, foi no dia seguinte, domingo, 9 de Maio de 1965 (clicar para o jornal «Diário de Lisboa» página 16 da edição de 8 de Maio de 1965.



Há ainda três notas acerca desta página, uma é eu começar a gostar de Salazar
Quando antes do 25 de Abril de 1974... antes pelo contrário. Mas tenho de reconhecer que o Presidente do Conselho nem devia dormir. Actualmente qualquer coisa do antigamente era ele que ordenava, desde ser obrigatório usar licença para isqueiros, as cuecas de banho das senhoras terem de ter perna, autorizar transmissões de televisão, proibir isto, aquilo e o outro. Salazar nem devia dormir, tendo em conta que Portugal nesse tempo ia do Minho a Timor! Muito papel e audiências devia ele ter que fazer 24 sobre 24 horas.


Guilherme Espírito Santo marcou o último golo... sim senhor
Tal como o antes-do-anterior-ao-penúltimo, o anterior-ao-penúltimo, o penúltimo e lá está o último pois marcou quatro, dos nove golos do «Glorioso».

Avanço civilizacional
Pelo menos, entre Maio de 2014 e Novembro de 2019 já escreve bem o nome de Iaúca, como o Benfiquista Mário Pais explica no seu blogue, que é mais "antigo blogue" (clicar).


Como há leitores que perguntam mais acerca destes assuntos
Mas não havendo possibilidade de fazer deste blogue errata, deixam-se mais dois exemplos.



Em 1973/74, o Benfica não terminou o campeonato a uma quarta-feira (16 de Maio)
Mas sim a um lógico domingo, ou seja a 19 de Maio de 1974 (clicar para o jornal «Diário de Lisboa» página 20 da edição de 18 de Maio de 1974.



Em 1976/77, o Benfica não terminou o campeonato a uma segunda-feira (30 de Maio)
Mas sim a mais um lógico domingo, ou seja, a 29 de Maio de 1977 (clicar para o jornal «Diário de Lisboa» página 20 da edição de 30 de Maio de 1977.


Há mais, bem mais... mas ficamos por aqui
Entre os vários elementos que constituem uma ficha de jogo, o dia até é das mais fáceis de acertar. Ainda mais fácil só o país, a localidade, o estádio, o ano e o mês. Se isto é assim para uma mini-amostra de oito dezenas de jogos então nem quero pensar que o Benfica já "utilizou" 2 388 datas tantas quantas as jornadas que disputou no campeonato nacional. E ainda ficam de fora outras competições - Taça de Portugal, campeonato Regional e competições Europeias - nas quais isto das datas certas ainda atrapalham mais a quem se deixa atrapalhar por elas! 


Obrigado, Rui Miguel Tovar
Há que ver sempre o lado positivo disto tudo...

Assim permite que haja assuntos para textos aqui no blogue...

Alberto Miguéns

2 comentários
  1. Porque não fazer uma enciclopédia do Benfica, com dados irrefutaveis? E certificado pelo clube como unica publicação oficial com dados do clube?

    Porque deixar na mão de outros autores a transmissão de dados, errados muitas das vezes, acerca da nossa história?

    Viva o Benfica

    ResponderEliminar
  2. Generosidade Benfiquista... Quase apetece dizer que é ajudar lagartos a melhorar os livros. Infelizmente parece que o autor insiste em não aproveitar estas oportunidades. Seja como for vale sempre a pena dizer a verdade. Para que os Benfiquistas conheçam a sua História.

    ResponderEliminar

Apoio de: