Após Um Empate Só a Vitória Conta!
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

03/12/2019

Após Um Empate Só a Vitória Conta!

03/12/2019 + 2 Comentários
JOGAR PARA A LIDERANÇA.


Depois do empate na «Catedral» (único jogo em terreno próprio) resta ao Benfica vencer na Covilhã e depois em Setúbal. Não há volta a dar!



Escolhido todos os 24 futebolistas disponíveis no plantel
De fora fica Gabriel a cumprir um jogo de suspensão devido à dupla admoestação com cartão amarelo no último encontro para a Liga NOS.

Resta saber quem serão os dezoito que vão a jogo
De fora devem ficar Odysseas, Conti, Fejsa, Zivkovic e Pizzi.

Numa de aposta para o 11 + 7 + 5
Aqui vai:



Nesta "altura do campeonato"
Há que gerir bem pois o Benfica terá dois jogos em terreno alheio (Covilhã - Taça da Liga; e Porto/Bessa - campeonato nacional) seguindo-se três na «Catedral» (FC Zenít, FC Famalicão e SC Braga, para três competições diferentes, respectivamente, Liga dos Campeões, Liga NOS e Taça de Portugal). Antes do Natal a deslocação a Setúbal, para defrontar o Vitória FC para a última jornada da Taça da Liga.

         ASSIM VAI O PLANTEL DE 30 GLORIOSOS
NOTAS: Minutos jogados; TitularSuplente utilizadoSuplente não utilizadoConvocado não utilizado; L - Lesionado; S - Suspenso (acumulação de cartões amarelos); A – Assistências para goloG – Golos; Jogaram pela equipa B (LigaPro) ou sub-23 (Liga Revelação); LJ - Liga Jovem da UEFA 


É grande a vantagem do Benfica nos confrontos com o SC Covilhã
Em 44 jogos, 30 vitórias (mais 25 que as 5 derrotas) e 135 golos marcados (mais 88 que os 47 sofridos). Vai sr estreia para a Taça da Liga.

JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO com SC Covilhã
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
44
30
9
5
135
47
Campeonato Nacional
30
22
5
3
90
30
Taça de Portugal
11
8
3
-
43
13
Particulares
3
-
1
2
2
4

A estreia dos encontros entre Benfica e SC Covilhã ocorreu na Taça de Portugal mas com o clube serrano a assegurar presenças consecutivas na I Divisão depressa passou a ser um dos jogos mais frequentes em Portugal. Ora em Lisboa, ora no estádio Santos Pinto, os jogos em "altitude" à portuguesa depressa ficaram célebres. Então se fossem no Inverno, entre gelo e nave, alguém havia de sobreviver ao frio e à patinagem.

JOGOS COMO VISITANTE POR COMPETIÇÃO com SC Covilhã
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
21
12
6
3
55
29
 Campeonato Nacional
15
9
3
3
31
18
 Taça de Portugal
5
3
2
-
22
9
 Taça da Liga
-
-
-
-
-
-
 Particulares
1
-
1
-
2
2

As idas do Benfica ao terreno do SC Covilhã começaram por ser complicadas, mas depois tudo passo a normal. Nos primeiros nove jogos: 4 vitórias para cinco insucessos (três empates e duas derrotas) com 26/14 em golos. Entre os empates está o mais expressivo na “Gloriosa História” com cinco golos para cada lado na Taça de Portugal. Nos doze jogos seguintes: oito vitórias para quatro insucessos (três empates consecutivos e uma derrota). Em golos: 29/15! É o Benfica!

Anos 50: 1948/49 - 1961/62
Durante 14 temporadas consecutivas, entre 1948/49 e 1961/62, apenas numa - 1957/58 - o SC Covilhã foi parar episodicamente à II Divisão. O período áureo do clube do sopé da serra da Estrela foi nos anos 50. Depois tudo mudou. Mas em 1961/62 ficaram célebres os dois resultados negativos do "Glorioso". Houve quem dissesse que o Bicampeão Europeu sucumbiu internamente quedando-se por um 3.º lugar no campeonato nacional da I Divisão porque foi incapaz de derrotar o clube serrano que até foi... despromovido. Um empate a dois golos na Saudosa Catedral e uma derrota na Covilhã foram insucessos a mais para um clube como o Benfica. O futebol tem, teve e sempre terá, situações destas!

Festa de homenagem a Fernando Cabrita
No início da temporada de 1956/57 o Benfica aceitou o convite para participar, na Covilhã, na Festa de Homenagem ao internacional português Fernando Cabrita.

Anos 80: 1985/86 e 1987/88
O clube covilhanense conseguiu em meados da década de oitenta ascender ao primeiro escalão. Em duas épocas quatro jogos e outras tantas vitórias do "Glorioso". Em três jogos que o Benfica não sofreu golos com nove marcados. 

Em 2014/15
O regresso à Covilhã para a Taça de Portugal no jogo que há-de ser sempre recordado como o da estreia de Jonas logo a fazer um “hat-trick”! 

Em 2019/20
Quem se candidata a herói?

OS 44 SLB vs SC Covilhã
Jogo
N.º
Época
Comp
Sit
V
E
D
01
1940/41
TP
F
5-0
02
TP
C
8-0
03
1948/49
CN
F
0-1
04
CN
C
6-1
05
1949/50
CN
C
7-1
06
CN
F
4-3
07

1950/51
CN
C
3-2
08
CN
F
2-3
09
TP
C
4-1
10
TP
F
5-5
11

1951/52
CN
C
4-1
12
CN
F
1-0
13
TP
F
7-0
14
TP
C
2-2
15
1952/53
CN
C
5-0
16
CN
F
0-0
17
1953/54
CN
C
5-1
18
CN
F
2-2
19
1954/55
CN
C
2-1
20
CN
F
1-0
21
1955/56
CN
C
2-2
22
CN
F
4-2
23

1956/57
Par
N
0-1
24
CN
F
3-1
25
CN
C
6-0
26
TP
N
3-1
27


1958/59
Par
F
2-2
28
CN
F
1-1
29
CN
C
2-1
30
TP
F
2-2
31
TP
C
2-0
32
1959/60
CN
C
2-1
33
CN
F
4-1
34
1960/61
CN
F
3-1
35
CN
C
8-0
36
1961/62
CN
C
1-1
37
CN
F
1-2
38
1984/85
TP
C
2-0
39

1985/86
Par
N
0-1
40
CN
F
2-1
41
CN
C
2-0
42
1987/88
CN
F
3-0
43
CN
C
4-0
44
2014/15
TP
F
3-2
45
2019/20
TL
F



TOTAIS
44 J - 30 - 9 - 5 (135/47)
NOTA: Em destaque jogos como visitante


O SC Covilhã já foi um clube que fez história no primeiro escalão do futebol português, apoiado nas fábricas de lacticínios e lanifícios da Covilhã. Até tinha futebolistas argentinos e espanhóis, além de alguns dos melhores valores do futebol português, recrutados por todo o País, como os irmãos Cavém (de Vila Real de Santo António) e Cabrita (de Lagos). Depois tudo mudou.

Carrega Benfica

Alberto Miguéns

2 comentários blogger
comentários facebook
  1. Sr.Alberto,no jogo com o Celtic em 2009,quem entrou para o lugar de Ruben Amorim?Foi o Tiago Ramos ou Tiago Ribeiro?É que já vi as duas versões e queria ter a certeza de qual está certa.
    OBRIGADO!!!!
    SAUDAÇÕES GLORIOSAS!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista Amaral

      Foi o TIAGO Manuel Fernandes RIBEIRO no último minuto.

      Gloriosas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Subscrever este blogue