E Vão Três...
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

22/08/2017

E Vão Três...

22/08/2017 + 0 Comentários
MAIS UMA OFERTA DE UM LIVRO DO PRESIDENTE BENTO MÂNTUA.



Mesmo em férias (embora não apareça) para aproveitar a ausência prolongada do "Glorioso" da "Catedral" (só lá para 14/15 de Setembro) eis que hoje pelas 18 horas recebo uma prenda, em terrenos da minha infância! A recolha feita em 1913 das duas obras do presidente (1917 -1926) da Direcção do Glorioso, Bento Mântua (Belém, 1878 - Lisboa/freguesia dos Anjos, 1932). São duas peças de teatro: «O Álcool» (1913) e «Gente Moça» (1912).

Bento Mântua ainda é o presidente mais vezes eleito - oito mandatos anuais - na Gloriosa História:

22 de Julho de 1917;
28 de Julho de 1918;
19 de Setembro de 1919;
22 de Setembro de 1920;
10 de Setembro de 1921;
4 de Fevereiro de 1923;
27 de Julho de 1924;
27 de Setembro de 1925;
8 de Agosto de 1926 (derrotado pela outra lista com Cosme Damião candidato a presidente, que depois de eleito, recusou, não tomando posse) 

O livro (com duas peças de teatro) foi uma gentil oferta de um Notável Benfiquista, Mário Ferreira. Por contraponto aos benfiquistas notáveis. Que são de mais. Os Notáveis Benfiquistas são de menos. E não digo/escrevo assim para agradar a quem ofereceu. Seria demasiado rebuscado e interesseiro. É por que é (ou sinto que é) verdade!

Obrigado Mário Ferreira

Alberto Miguéns (que assina mas texto ditado pelo telefone e foto enviada por correio electrónico)

NOTA: Agora vou Benficar mais um poucochinho. Descobrir notícias de jornais com a estreia das duas peças que foram "estreias anunciadas em grande" na Imprensa da época, pois Bento Mântua era, enquanto escreveu, um dos dramaturgos mais populares em Lisboa/Portugal. E acrescentarei no blogue toda a obra dele discriminada por ordem cronológica. Em breve terei uma Biblioteca Bento Mântua! 


NOTAS (às 19:37 horas): Ainda vou propor ao António Melo encenar uma delas...ou as duas!

O Álcool é uma peça em um acto, com oito personagens. Foi representado pela primeira vez no Teatro Nacional  "Almeida Garrett" na noite de 14 de Julho de 1912, pelos alunos da Escola da Arte de Representar. A encenação foi do professor da mesma Escola e artista societário do Teatro Nacional, António Pinheiro. Para o original (clicar)




Gente Moça é uma peça em três actos, com sete personagens: o primeiro acto decorre em Lisboa (fins de Maio) e os restantes, em Sintra (mês de Agosto). Foi representada pela primeira vez no Teatro Nacional  "Almeida Garrett" na noite de 17 de Janeiro de 1913, pelos alunos da Escola da Arte de Representar. A encenação foi do professor da mesma Escola e artista societário do Teatro Nacional, António Pinheiro. Para o original (clicar)



0 comentários blogger
comentários facebook

Enviar um comentário

Subscrever este blogue