A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

02/06/2017

O Glorioso: A Primeira Notícia

02/06/2017 + 0 Comentários API
PARA ANUNCIAR O JOGO QUE ESTA FOTOGRAFIA REGISTOU PARA A ETERNIDADE.


Benfica frente ao Sporting CP (vitória por 2-0, golos na segunda parte de Cosme Damião e David José Fonseca) no campo da Quinta da Feiteira, em 25 de Outubro de 1908 (clicar para ler a notícia do encontro na página 13 da revista "Tiro e Sport" n.º 401)

Apareceu pela primeira vez na Imprensa, no jornal "O Século", o nome de "o glorioso" impresso na folha de uma publicação. Que eu saiba é a data mais antiga com tal referência num órgão de imprensa público de âmbito nacional. Não conheço outro jornal ou este (O Século) que o tenha feito antes deste dia 25 de Outubro de 1908. Mas há documentos escritos anteriores com a referência ao "Gloriosíssimo" e a filha de Félix Bermudes (D. Cesina) contou-me, em finais dos anos 90 do século XX (claro!) uma história acerca do assunto que lhe foi contada pelo pai. Mas deixo para amanhã. Pela hora do costume. 



Localização do campo na Feiteira
Há a referência que esperamos eterna da igreja de Benfica, bem como a Vila Ana e Vila Ventura, embora estas actualmente (vivo a cerca de 50/70 metros delas) estejam a levar uma «tareia de um pato-bravo-empreiteiro arrasa-tudo» que talvez as deixe irreconhecíveis. Em 1908 ainda só havia a Vila Ana. A irmã Ventura foi construída já nos anos 10.




Em cima: Eis a irmã (Vila Ventura) do outro lado. E em baixo: A sua construção em 1909.



E já pronta a estrear em 1910.


Alberto Miguéns

NOTA1: Já sei que o Master Groove vai ficar possesso: Lá estás tu a encher o blogue de fotografias e notícias! Um blogue não é para isso. Limita-te a escrever meia dúzia de frases! Mas ele diz isto com boa intenção! Com sinceridade.

NOTA2: Ao lermos a notícia pode ficar-se com a ideia que ia aparecer um novo clube. Estamos em finais de 1908 e a informação não circulava como hoje. Sabia-se que o Sport Lisboa juntara-se ao Sport Clube de Benfica, mas pouco mais. Daí o "aparecerem". Eram todos do "Glorioso" Sport Lisboa. TODOS. Depois, também todos os que "estavam de fora e por fora" viram que o antigo Sport Lisboa era o Benfica. Passando de SL (Sport Lisboa) a SL e Benfica. Exactamente os mesmos jogadores e exactíssimamente (uma palavra Orneliana) os mesmos equipamentos. As famosas "flanelas vermelhas"

Uma equipa de 1907 numa foto feita num dos muros, com um portal, nas Terras do Desembargador, às Salésias (em Belém)


Uma equipa fortíssima da 2.ª categoria em 1906/07. Será fundamental para responder à deserção para o SCP em Maio de 1907. Foi inscrita como 1.ª categoria em 1907/08.De cima para baixo. Da esquerda para a direita. Alinhados com a táctica do jogo. Em cima, os dois defesas e o guarda-redes: Henrique Teixeira, João Persónio e José Netto; Ao meio, os cinco avançados: Félix Bermudes (cap.), Eduardo Corga, Leopoldo Mocho, António Meireles e Carlos França; Na frente, os três médios ou meia-defesa (half-backs): Luís Vieira, Cosme Damião e Marcolino Bragança 
Fotografia semelhante a outra - com menos qualidade - publicada na página 51, do volume I, da História do SL Benfica 1904-1954, de Mário de Oliveira e Rebelo da Silva;  1954; Lisboa; edição dos autores

Uma equipa de 1908 numa foto tirada no lado oeste do campo da Feiteira, em Benfica


A equipa do "Glorioso".De cima para baixo. Da esquerda para a direita. Alinhados com a táctica do jogo. Em cima, os cinco avançados: Félix Bermudes (cap.), António Costa, António Alves,  Eduardo Corga e António Meireles; Ao meio, os três centrocampistas ou meia-defesa (half-backs): Luís Vieira, Cosme Damião e Marcolino Bragança; Na frente, os dois defesas e o guarda-redes: Leopoldo, João Persónio e Alfredo Machado  
Fotografia digitalizada da página 55, do volume I, da História do SL Benfica 1904-1954, de Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; 1954; Lisboa; edição dos autores
NOTA3: Um dia, em breve, este blogue irá dar o merecido destaque a esta espectacular entrevista de um dos nossos pioneiros, Francisco Pereira, irmão de Artur José Pereira, considerado o melhor futebolista português de sempre até ao aparecimento (e afirmação) da nossa Glória, Vítor Silva



NOTA4: Os últimos são os primeiros. Agradecimento afectuoso ao Benfiquista Mário Pais. Uma espécie de enviado especial do "Em Defesa do Benfica" na Hemeroteca Municipal de Lisboa a "rapar" digitalizações e informações

0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail