A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

17/09/2016

Quando os Benfiquistas São Heróis

17/09/2016 + 3 Comentários API
SÓ ADEPTOS EXCEPCIONAIS SUPORTAM ESTA EXCEPCIONALIDADE DE TRATAMENTO.


O GD Chaves ainda conseguiu ir mais longe do que se pensava. E pensava-se que já estava resolvido o problema da sobre-exploração dos Benfiquistas aquando dos jogos no terreno do adversário. Estabeleceu o valor  de 80 euros para bilhetes na bancada central coberta e depois quando foi confrontado com a ilegalidade, pela Liga Portugal, escapou-se com a argumentação que eram bilhetes para acompanhantes. Só se for para acompanhantes de luxo. Como já não vou à agradável Flávia Augusta há um bom par de anos, presumo que o  estádio do GD Chaves deve ser um dos melhores do mundo, talvez como os do Catar. A catar sabem eles como fazer aos Benfiquistas. 


Primeira "sobreposição", constatação evidente
No próximo domingo (18 de Setembro) o FC Porto desloca-se a Tondela, na 5.ª jornada. O "Glorioso" esteve na simpática urbe beirã na 1.ª jornada (13 de Agosto). As diferenças são assinaláveis na exploração dos Benfiquistas e do Benfiquismo. Mais dez euros em duas bancadas e mais 15 euros no bilhete mais caro. São heróis os Benfiquistas, mesmo os Benfiquistas associados do CD Tondela.



A gota que fez transbordar o copo...
Eu há muito que desisti de «contribuir para este peditório». Foi em Leiria. Há mais de vinte anos (5 de Maio de 1996)! Como o tempo passa. Como não hei-de estar velho. Paguei um balúrdio (três contos de réis) comparado com bilhetes na "Saudosa Catedral", fiquei mal instalado (atrás de uma baliza tendo ainda uma pista de atletismo entre a bancada e o relvado) e ao intervalo fui "aconselhado" por um habitué daquela bancada: Onde fica a casa de banho? Vá ali atrás dos pinheiros que é mais rápido e limpo. Eles só abrem esta bancada uma vez por época (quando cá vem o Benfica) e esquecem-se de vistoriar as casas de banho. São poucas e porcas! Para "cereja no topo do bolo" ao sair do estádio, depois do final do encontro, enquanto perguntava quanto tinham pago os adeptos do UD Leiria ainda fui enxovalhado (e já o tinha sido enquanto vítima da arbitragem durante 90 minutos): Não pagámos nada. Foi de borla para quem tem as quotas em dia. E mais? Sabe quanto pagamos de quota por mês. Cem escudos! Vocês pagam dez vezes mais, não é! Sabe, quando o Benfica vem a Leiria, o dinheiro que vocês pagam, dá para nos baixar o preço das quotas! Para a história ficou o meu último bilhete para ver o "Glorioso" num jogo no terreno do adversário. Há mais de vinte anos! Como o tempo passa. Como não hei-de estar velho.



Para mim acabou-se. Fora da "Catedral" só em finais (campo neutro) ou no estrangeiro! 

Só uma massa de adeptos apaixonados suportam esta iniquidade!

Alberto Miguéns
3 comentários
comentários
  1. A liga em vez de fazer regras patéticas, com a imposição dos jogos em casa contra os chamados grandes serem no mesmo local/estádio, se queria legislar, que fizesse isso com os preços dos bilhetes, não em função do clube, mas possivelmente em função da classificação e condições dos estádios, aí sim, não havia benesses.

    ResponderEliminar
  2. Paguei 25 Euros!!!! Na Figueira da Foz para ver o Benfica, na primeira vez que jogou na Figueira para o Campeonato. Na altura nem pensei que era demasiado caro. A vontade de ver o Benfica ao vivo, para quem mora longe de Lisboa, que nem pensei no preço dos bilhetes. Agora ao ao ler este artigo estou a pensar que paguei para assistir ao jogo numa bancada de madeira onde nem me podia sentar porque estava molhada naquela noite fria. Na altura fiquei feliz, ver o Benfica e uma excelente vitória.
    Há ainda quem não percebeu porque é que os estádios deste país estão quase vazios. Naval, UD Leiria... em que campeonato jogam e como lá foram parar.
    Saudações Benfiquistas.
    Jorge Gomes

    ResponderEliminar
  3. Por isso, defendo, que os sócios e simpatizantes do Glorioso, não deveriam encher os estádios dos adversários. Fazemos isso e ainda por coima somos insultados e enxovalhados, Braga, é um de vários exemplos. Institucionalmente é uma coisa, fazermos de palhaços é outra.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail