A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

29/08/2012

Nada de Extraordinário

29/08/2012 + 15 Comentários

OPINIÃO

Apesar de já não ser a primeira vez, nem a segunda mas para aí a enésima vez que um dos paineleiros de “A Bola” inventa aldrabices com o intuito de denegrir o Clube, não (nem nunca) vamos "encolher os ombros" ou calar. Mas nem só o paineleiro da página 38 é responsável.

"A Bola"; página 38; 28 de Agosto de 2012


Paineleiros activos de “A Bola”
Como se prova pela digitalização seguinte, publicada em Agosto pelo jornal, o citado Amoreirinha nunca jogou na equipa júnior do “Glorioso” como o Sousa Tavares p’ra Miguel pretende… porque lhe dá guisa. Que bom ter um jogador expulso frente ao Benfica antigo júnior do Benfica referenciado pelo dito no passado como jogador violento.
Quando Amoreirinha em 2004/05, jogou no Benfica, tinha 20 anos (completados em 5 de Agosto de 2004) por isso já estava nos séniores do FC Alverca  - de onde se transferiu para o “Glorioso” - desde… 2002/2003. Aliás o futebolista em 1999/2000 (aos 15 anos) já jogava no clube de Alverca. Seu Miguel deixe de ser tão aldrabão.


Paineleiros passivos de “A Bola”
Mas não é só o dito Miguel que é responsável pelas aldrabices, até porque o referido nem sequer é intelectualmente honesto. Raramente não inventa mentiras para fazer crer que o Benfica está ao nível dos andróides na vigarice. Quem o protege, lhe dá a mão e não o quer emendar - com uma simples NR (Nota de Redacção) como se faz na Imprensa responsável e digna – pactua com a mentira, sendo conivente e cúmplice. Tratando-se “A Bola” de uma publicação histórica, como segundo jornal desportivo mais antigo de Portugal, a vergonha é a multiplicar, pois conspurca a memória dos seus fundadores e pioneiros que certamente nunca se iriam rever nesta forma de fazer “A Bola”.

«… com um adversário caído no chão e o jogo a decorrer, ele passara pelo adversário e, sem os árbitros estarem a ver, pisou-o, deliberadamente e com violência, na cabeça.» Será que o dito Miguel não estará equivocado com uma visão de Bruto Alves?! Não! Não! Bruto Alves tinha, recorrentemente, esse comportamento, mas fazia-o com os árbitros a ver! 


Alberto Miguéns
15 comentários
comentários
  1. Alberto Miguéns; Guardião do nosso TEMPLO !!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. Caro Miguéns,
    o que o MST disse não foi que o Amoreirinha jogou pelos juniores do Benfica mas que era um jogador do Benfica que ele já tinha visto na seleção de juniores.
    Convém frisar que o dito podia jogar nessa altura pela seleção de sub-21 que erradamente MST podia chamar de "juniores".

    Não que MST não seja um aldrabão de primeira, bem ao estilo da identidade que o seu clube criou, mas não é este o caso.

    Sobre o episódio em si, não me lembro, mas imagino que tenha sido sem querer, porque já vimos vários acidentes dos nosso jogadores serem julgados em praça pública como agressão planeadas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Luís

      MST gosta de escrever com ambiguidade para fazer de conta. Mas desta vez foi à pressa, por isso não se safa: "... reclamava uma punição exemplar para um jogador do Benfica que tinha visto actuar pela selecção nacional de juniores..." Se reclamou foi "na hora" pois não fazia sentido reclamar um ano ou dois depois. Lembro-me da jogada e da brutalidade. Foi na selecção Júnior e o Amoreirinha era futebolista do FC Alverca.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      NOTA: Vou tentar saber (não é difícil) se foi em 2001 ou 2002.

      Eliminar
    2. Johnny Rook30/8/12 15:11

      Ó facto relatado pelo filho da corrupção, nascido para os lados de Palermo do Douro, é verdadeiro. Eu lembro-me de ter visto esse lance porque foi em jogo televisionado. Agora, o rapaz é que ainda estava longe de vir a ser jogador do Benfica.

      Eliminar
  3. Mas ainda alguém lê as crónicas dessas palermoide.
    Quanto ao Jornal aBola perdeu todo o simbolismo e isenção de antigamente, por causa do seu actual director e de alguns jornaleiros de meia tigela que impregnaram o jornal.

    P.S.: Reparem na palavra "palermoide", foi só para não descer ao mesmo nível desse asno.

    ResponderEliminar
  4. Já há mais de um ano que resolvi respirar ar puro deixando de ler esse escriba faxioso que usa umas palas azuis que o impedem de ser o mínimo obrigatório para ser credivel.
    Este sugeito tem por hábito defender tudo ou quase tudo que não tem defesa - a corrupção, fumar em público, a caça e possivemente outras coisas que ainda não tivessem vindo a público.

    ResponderEliminar
  5. Caro Alberto, o que o senhor faz não é apenas um serviço ao Benfica e à verdade, mas serviço público. Esse senhor troca a constituição americana pela carta da independência, cita penaltis que nunca existiram, diz que o treinador x prefere o fcp ao Benfica sem ele nunca ter passado por lá e continua a escrever como se nada se passasse...

    Puxei isto para o meu blog, porque tem de ser divulgado, com as devidas referências. um abraço

    tiago pinto
    benficadependente.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. O "indivíduo" escreve "um jogador do Benfica". E depois escreve "seguiu a sua carreira no Benfica". Mas quando este "senhor" escreveu isto (o primeiro e/ou o segundo texto) o Amoreirinha era jogador do Benfica?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Seismilhõesum

      Era do FC Alverca. Apenas um ano ou dois depois veio meia-época para o Benfica.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  7. você Alberto Miguéns arrasou o androide corrupto das torres das antas e escriba covarde nas horas vagas ...

    O castelo azul construído sobre “inverdades” não passa de “inverdade” maior.

    carrega Benficaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderEliminar
  8. Águia Eterna29/8/12 23:49

    Esse EXECRÁVEL miguel LIXÍVIA-LAVA-MAIS-BRANCO sousa tavares é um REPELENTE anti-BENFICA, que diz essas ababoseiras -campeoníssimo na arte de manipular e mentir - porque come muita, muita, kilos, toneladas de MERDA que o bibmo da bosta DEFECA.
    A esse EXECRÁVEL miguel LIXÍVIA sousa tavarres desejp quie MORRA ESMAGADO VIVO e por morte lenta.
    BENFICA, SEMRPEEEEEEEEEEEEEEE... O MAIOR E O MELHORRRRRR.

    ResponderEliminar
  9. Caro Alberto Miguéns,

    Boa tarde,

    Deparei-me hoje com um artigo de opinião do lagarto Carlos Barbosa da Cruz no Record (a edição online não tem a totalidade da mesma mas tem o que 'nos' interessa aqui ao caso - http://www.record.xl.pt/opiniao/cronistas/o_canto_do_morais/interior.aspx?content_id=775721).

    Por ter algumas dúvidas acerca do que lá vem escrito, nomeadamente na passagem em que ele refere a "cedência" dos direitos do campo do Campo Grande 412 ao Benfica. Julgava eu que o campo era pertença da autarquia, e que o Sport Lisboa e Benfica o tinha alugado numa altura em que o mesmo já nada tinha com o clube do Lumiar.

    Sabendo-o de férias, solicitava-lhe os esclarecimentos possíveis (e quando possível) sobre esta situação.

    Saudações Benfiquistas

    Sérgio V.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      Tem razão. Essa é uma mentira muitas vezes repetida pelos sapóides para se fazerem superiores e altruístas. Vou ler o texto (desde já obrigado pela informação) e depois (se existirem incorrecções graves, e acredito que sim) fazer um texto com a explicação dos acontecimentos e documentação que ilustrem o que se passou entre 1939 e 1941.

      Explicação breve.

      1. O SCP teve o campo alugado entre 1917 e 1936. Depois alugou o Estádio do Lumiar, onde esteve entre 1937 e 2002, se bem com grandes obras por duas vezes, em 1946/47 e 1955/56;

      2. O campo chamado CampoGrande412 (n.º de entrada na quinta onde estava construído o campo)foi abandonado em 1936, sendo os terrenos expropriados pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) aos proprietários (que tinham alugado, entre 1917 e 1936) o espaço ao SCP) pois esses terrenos ficavam na área de construção de uma circular rodoviária (que seria a Segunda Circular);

      3. Em 1939, quando o Ministério das Obras Públicas (MOP) e a CML expropriaram os terrenos do "Glorioso" nas Amoreiras(comprados pelo SLB entre 1923 e 1925)o MOP solicitou à CML que facilitasse um terreno para o Benfica, com a indemnização construir um campo;

      4. Como a CML tinha em 1939 (pela expropriação) um espaço onde há 3 anos ainda se jogava futebol, cedeu o terreno ao Benfica, provisoriamente até começar (prevista para final dos anos 40) a construção da circular rodoviária, com um aluguer mensal do terreno que o Benfica pagava à CML;

      5. O SLB com a indemnização recebida pela expropriação do campo e terreno das Amoreiras fez bancadas de madeira (a célebre Estância de Madeiras) e criou uma conta para nunca haver problemas com o pagamento do aluguer à CML;

      6. O SLB nunca recebeu nada do SCP, pelo "simples" motivo que o SCP nunca foi proprietário desse campo! Nem pagou a nenhum privado pelo facto dessse espaço já estar expropriado pela CML.

      7. O resto é treta. Em breve haverá documentação digitalizada acerca deste assunto.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. Anónimo2/9/12 00:24

      Tal como eu suspeitava.
      Obrigado pelas explicações.

      Forte Saudação Benfiquista

      Sérgio V.

      Eliminar
  10. boas
    quem sabe, sabe ponto final
    saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail