A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

18/02/2012

BESfiquistas: 21.º Mais Rico! Era Bom… Era

18/02/2012 + 2 Comentários API
OPINIÃO

         
Com a habitual e crónica falta de rigor e promoção da mentira, ou como diria Hugo Gilberto (Rigor? Verdade? Não! Preciosismos) os media decidiram transformar “Receitas” em “Riqueza”, ou seja apadrinhar uma mudança no Dicionário Inglês-Português em que “Revenue” passa a ser “Riqueza” já que provavelmente “Receita” passará a ser “Wealth” ou “Rich”.

“O Glorioso” foi o 21.º clube com mais receitas
Segundo o relatório DML “Money League 2012” da consultora Delloite o Benfica obteve 102 500 000 euros de receitas referentes à época de 2010/11. Recordemos que os relatórios DML não incluem as receitas das transferências dos direitos desportivos dos futebolistas. A cifra coloca o Benfica em 21.º lugar, atrás de duas dezenas de clubes de cinco países (6 do Reino Unido (Inglaterra), 5 de Itália, 4 da Alemanha, 3 de Espanha e 2 de França). Ou seja, o “Glorioso” é o primeiro clube dos chamados “campeonatos intermédios” (Holanda, Portugal, Rússia, Bélgica e Escócia).

O efeito funesto da Delloite
Quem acompanha estes relatórios há muito tempo – eles existem, pelo menos, desde 2005 – percebe que os clubes rivais começaram a ter uma cartilha, um guia para se marcarem mutuamente a nível financeiro. É por isso que aparecem cada vez mais emparelhados: Real Madrid CF/ FC Barcelona; Manchester United FC/ Arsenal FC; AC Milan/ FC Inter Milão; Chelsea FC/ Liverpool FC; Olímpico Marselha/ Olímpico Lião; BV Borússia Dortmund/ Hamburgo SV; por exemplo. É evidente que o FC Porto também quer, daí “cavalgar” (com artigos contratuais sustentados no patrão labrego) os direitos televisivos do Benfica. Percebe-se…

A importância de se chamar Benfica
É perfeitamente normal o Benfica ser o clube – dos campeonatos intermédios - com mais receitas. Não há nenhum clube que tenha a implantação social/ demográfica do Benfica. Nesses países (Holanda, Rússia, Bélgica e Escócia/Reino Unido) os clubes têm, praticamente, implantação regional. Não são clubes nacionais, ao contrário do “Glorioso”. O “Glorioso” é um clube do país, de Portugal e ainda da diáspora portuguesa. E já é assim, desde os anos 20 (pelo menos) e não desde a chegada de Eusébio como se disse na Benfica TV. Na última sondagem (Record/Novadir) feita em Portugal, em 2003, entre os portugueses que admitiam ter simpatia por um clube de futebol, o Benfica era o emblema com mais simpatizantes (44,1 por cento), seguindo-se o Sporting CP (25,6 por cento) e o FC Porto (20, 6 por cento). Não há paralelo na Europa, a não ser na Sérvia com o FK Estrela Vermelha de Belgrado, que tem valores semelhantes aos do Benfica. Depois, seja em que país for, os valores são muito mais repartidos regionalmente (Alemanha, Holanda, Áustria, etc.) ou há dois clubes que os partilham (Espanha, Itália, Inglaterra, Escócia, França, Bélgica, por exemplo). O Benfica é um clube do País.

Relação entre “receitas” e “riqueza”
Ao contrário do que nos querem impingir, os relatórios DML não servem para classificar os clubes em função da riqueza, mas sim da capacidade de gerar receitas, e para os 20 com mais receitas, repartir os milhões de euros segundo a sua proveniência (Direitos Televisivos, Bilheteira e Direitos Comerciais). Um clube pode ter um elevado valor de receitas mas para as conseguir ter, necessitar de gastar muito mais euros do que os que recebe, ou seja, aumentar a despesa. Por isso há clubes que para facturarem 100 milhões de euros têm de ter plantéis e estruturas administrativas que consomem… 110, 125, 150 milhões, etc. Resultado: o passivo é que paga.

21.º com mais receitas! E em que lugar nos mais ricos?
O Benfica ficou em 21.º lugar entre os clubes que obtêm mais receitas. E está em que lugar nos clubes mais ricos? Não sei! Nem sei se alguém saberá! E nem sei se alguém - pelo menos entre os "cartolas" - quererá saber isso! As receitas são fundamentais para se ser... rico. Vamos pôr isto como se os clubes fossem pessoas. Ninguém pode ser rico sem ter receitas. Mas para ser rico não pode ter mais despesas que receitas. Isso não é ser rico. É fazer passar-se por rico! E não venham com a conversa de "não haver passivos sem activos". Os passivos são reais, porque contabilizados em dívidas, controladas até cada cêntimo do euro. Os activos são virtuais, porque assentes em expectativas, valores de "Mercado", avaliados a cada milhão de euro. Quando "alguém" decide "fazer contas" é que se percebe quanto vale o património ou os activos. Às vezes vale "uma treta" como o "fair-play". O "Glorioso" até pode estar, entre os clubes mais ricos, e numa posição acima do 21.º lugar. Não parece. Mas pode. Oxalá esteja. Era um grande sinal, um valor extraordinário, de progresso, sustentabilidade e futuro radioso. Os amanhãs que cantam.

 Crónica(s) de falência(s) anunciada(s)
Na lista da DML 2012 há muitos clubes sobre endividados e muitos à beira da falência (bancarrota). Com a crise das dívidas soberanas dos países europeus estão à beira do abismo. Um “toquezinho” e lá vão eles. O que os vai safando são as transacções (entre eles) dos passes desportivos dos futebolistas. Em cinco/seis anos o panorama do futebol europeu deve ser completamente diferente.

E o Benfica?
O nosso querido clube vive tempos de definição, em particular com a negociação dos direitos televisivos, muito baixos para um clube que gera tantas audiências (recordemos: 44 por cento de adeptos, tanto quanto os outros dois mamarrachos juntos). Se os outros recebem, por junto, 35 milhões por ano da “chularia nacional” ou Olivedesportos, o “Glorioso” nunca poderá receber menos. A menos que queira continuar a aumentar o passivo que já vai (ou ia…) em…379 milhões de euros.

Jornal de Notícias (página 4) 14 de Fevereiro de 2012


Muita água vai correr debaixo da ponte
O EDB voltará ao assunto até porque o actual contrato televisivo termina em Maio de 2013, havendo eleições para os Órgãos Sociais do Benfica em 26 de Outubro de 2012, ou seja, seis meses antes da entrada em vigor do novo contrato! Qualquer negociação terá impacto nas receitas da próxima gerência. O Conselho Fiscal do Benfica deve saber disso…

A Comunicação Social portuguesa é muito má (e co-responsável, a par dos políticos) pela mediocridade de Portugal
Com tanta gente a fazer ruído nos media, por vezes numa cacofonia sem sentido, causa espanto porque é que ninguém esclarece e põe os “pontos nos iis” acerca destes (e de outros assuntos…) similares.

Portugal e os portugueses não têm só problemas na matemática e contas, na leitura e iliteracia. Há também dificuldades com a língua inglesa e sua tradução (e já agora com o Clube de Futebol da Cidade de Manchester…)

Há cada vez menos pachorra para tanto lixo nos media. Acabem com as cunhas para facturar à grande nos órgãos de comunicação social, cheia de babosos e lambe-botas. Empreguem competentes.

Alberto Miguéns

NOTA FINAL: No Benfica, seguindo a terminologia do enorme Ferreira Bogalho havia dois tipos – agora há três - de adeptos do Benfica: os Benfiquistas (os que servem o Clube, que defendem e auxiliam o Benfica) e os BenfiQuistos (os que se servem dele, que se fazem passar por benfiquistas para “sacar”). Com as SAD’s passou a haver outro tipo, os BESfiquistas. Estamos à “rasca”… vamos ao BES.

OUTRA NOTA (ESTA É MESMO A ÚLTIMA): Como se previa a Imprensa Tuga já está a limpar Bruto Alves. Porquê? Porque Bruto Alves é jogador da Selecção e eles precisam de jogadores mediaticos para lhes encherem as páginas de jornais/ revistas e espaços das televisões e rádios. Directores de jornais, rádios e tv's? Lambe botas...




2 comentários
comentários
  1. Outro soberbo poste do nosso Miguéns.

    ResponderEliminar
  2. Caro Miguéns
    Excelente artigo mas no entanto falta averiguar o seguinte...
    A-quais as fontes de financiamento dos corruptos que mesmo sem a Champions continuam a gastar "á tripa forra"?

    B- Como podem continuar a manipular as Transferências de jogadores, nomeadamente dos representados por Juan Figer?

    C- Será que o FCP já se tornou noutro Clube Atletico Rentistas e já está ás ordens de Juan Figer?

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail