Táctica Para Vencer o Mundial? Não Tem Nada Que Saber! - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

15/06/2018

Táctica Para Vencer o Mundial? Não Tem Nada Que Saber!

15/06/2018 + 1 Comentários API
BERNARDO SILVA E MAIS DEZ.


Confesso a minha ignorância em assuntos muito concretos da selecção portuguesa/equipa da FPF. Tanto não percebo que só o facto de Bernardo Silva ser o n.º 11 e João Mário o n.º 10 chega para mostrar que não "pesco nada" de futebol das selecções. Se fosse no "Glorioso", com a maturidade que me dizem já ter no seu actual clube, Bernardo Silva seria sempre o n.º 10. Mas não! Por isso não vejo jogos da selecção nem das selecções...e devia pois assim poderia fazer estes textos aqui no blogue.    

Mas confesso
Só fiz este texto para encher pois não tive tempo para terminar o que queria publicar com o nome: «Adeus Aos Empréstimos Obrigacionistas Anuais Que Deixaram de Ser (e Bem) Uma Obrigação». Fica para a próxima! 


E se não o fiz nada teve de preguiçoso
Não quis ser "escravo do blogue" dando prioridade a ir até ao cinema ver o primeiro filme da retrospectiva António-Pedro Vasconcelos, de seu nome «Perdido Por Cem" que tem 117 minutos começando às 21:30 horas. Ora entre o meu emprego e a Cinemateca ainda vai bem uma-horita o que quer dizer que mais vale fazer este texto já às dez da manhã de 14 de Junho e deixá-lo programado para publicação pela meia-noite. Melhores dias/noites virão


Para saber o dia e hora dos filmes podendo falar com António-Pedro Vasconcelos (do Benfica também...) pois a Cinemateca Portuguesa informa que ele estará presente em todas as sessões clicar para a programação da Cinemateca. Neste excerto é uma "pena" cortar a cena inicial naquele momento pois o condutor do Porsche (Rui/José Nuno Martins) vai dizer qualquer coisa do tipo: «Paris é uma mina, pá. Já foste a Paris, pá. Aquilo é só emigrantes, pá. Querem música e Benfica, pá».



Perdido Por Cem, Perdido o P3N7A! 

Alberto Miguéns

NOTA: Também é verdade que as representações desportivas de países, seja em que competição for diz-me muito pouco. Se os países querem competir uns com os outros e mostrar que são Povos que esmagam ou vencem outros, gabando-se de ser melhores, devia ser aqui que se fazia a competição (clicar para wikipédia). Espanha em 27.º lugar e Portugal em 41.º na qualidade de vida que oferecem aos seus cidadãos. Espanha está a ganhar o "jogo que interessa ganhar". E para irritar os Nacionalistas Ferrenhos eis a minha proposta. todos diferentes, todos iguais:







De pé, ó vitimas da fome!
De pé, famélicos da terra!
Da ideia a chama já consome
A crosta bruta que a soterra.
Cortai o mal bem pelo fundo!
De pé, de pé, não mais senhores!
Se nada somos neste mundo,
Sejamos tudo, oh produtores!


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional

Messias, Deus, chefes supremos,
Nada esperemos de nenhum!
Sejamos nós que a conquistemos
A terra mãe livre e comum!
Para não ter protestos vãos,
Para sair deste antro estreito,

Façamos nós por nossas mãos
Tudo o que a nós diz respeito!


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional

Crime de rico a lei cobre,
O Estado esmaga o oprimido.
Não há direitos para o pobre,
Ao rico tudo é permitido.
À opressão não mais sujeitos!
Somos iguais todos os seres.
Não mais deveres sem direitos,
Não mais direitos sem deveres!


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional

Abomináveis na grandeza,
Os reis da mina e da fornalha
Edificaram a riqueza
Sobre o suor de quem trabalha!
Todo o produto de quem sua
A corja rica o recolheu.
Querendo que ela o restitua,
O povo só quer o que é seu!


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional

Nós fomos de fumo embriagados,
Paz entre nós, guerra aos senhores!
Façamos greve de soldados!
Somos irmãos, trabalhadores!
Se a raça vil, cheia de galas,
Nos quer à força canibais,
Logo verrá que as nossas balas
São para os nossos generais!


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional

Pois somos do povo os activos
Trabalhador forte e fecundo.
Pertence a Terra aos produtivos;
Ó parasitas deixai o mundo
Ó parasitas que te nutres
Do nosso sangue a gotejar,
Se nos faltarem os abutres
Não deixa o sol de fulgurar!


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional


Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional
1 comentários
comentários
  1. Alberto Miguens,

    Concordo consigo neste momento a seleção não me diz nada. Bons tempos eram aqueles em que Portugal alinhava com:

    José Henrique
    Artur,Humberto Coelho,Messias e Adolfo
    Jaime Graça, Toni e Peres
    Jordao, Eusebio e Dinis (os lagartos enganaram-nos com o Inguila)

    Treinador : José Augusto


    ResponderEliminar

Subscrever este blogue