A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

11/12/2015

Futuro Promissor

11/12/2015 + 4 Comentários
DEZ ANOS SÃO MUITOS ANOS EMBORA PASSEM DEPRESSA.


A propósito do negócio dos direitos televisivos entre o Benfica e a NOS não me vou pôr com grandes considerações até porque não gosto de falar do que não domino, o que não quer dizer que por vezes não o faça. Mas será sempre por ser inadvertido.

Há para mim duas limitações neste negócio para escrever acerca de minudências
Bem chamar minudências a 400 milhões de euros quando eu dificilmente numa vida de trabalho (40 anos) ganharei mais de 600 mil euros! Já é começar mal. Não vou ser muito objectivo por dois motivos:
1.  Não conheço os pormenores do negócio na plenitude. O antes e o depois;
2. Mesmo que conhecesse, analisar 400 milhões a dez anos, numa média de 40 milhões por ano, mesmo de forma progressiva (dá a ideia de um acréscimo de milhão por época) é muita ma$$a.

Escreverei como Benfiquista
O Benfica vai, com certeza, receber mais dinheiro do que receberia se mantivesse o modelo actual (jogos na BTV com sinal codificado). E, de certeza, vai receber mais do que receberia se tivesse mantido o anterior modelo (contrato com a Sport TV).

Quanto mais próximo, melhor
Os clubes que são costumeiros nos quartos-de-final da Liga dos Campeões têm orçamentos muito superiores aos do “Glorioso”. E parte dessa diferença vem dos valores que recebem dos operadores que transmitem os jogos. Ficaremos mais perto. Este acréscimo que deve ser superior em 2016/17, em cerca de 35 por cento ao que será em 2015/16 é um bom motivo para reflectir.

Já no tempo em que escrevia regularmente no nosso Semanário "O Benfica"
Sempre me pareceu, quando comecei a ler os relatórios da Deloitte, que o Benfica deveria ter cerca de 40 por cento do total das receitas (para 100/120 milhões) provenientes das receitas televisivas. Quando a Benfica TV passou a transmitir os jogos sempre acreditei que seria estratégico, porque temporário. Aqui não me enganei. Os grandes clubes têm canais de televisão, mas sem transmitirem os seus jogos. O que têm são valores bem pagos - boas receitas contratadas - para serem televistos (clicar) para ver o último relatório da Deloitte que será em breve - Janeiro de 2016 - o penúltimo.



Certeza
1. A BTV vai voltar a ser a Benfica TV no que teve de melhor. Sinal aberto, dando valor (mostrando a um universo muito maior) o nosso eclectismo e futebol jovem;
2. Vou deixar de engolir um sapo todos os meses. Sempre me fez confusão estar a pagar a clubes ingleses (esta temporada também a franceses e italianos) para depois eles com o “meu dinheiro” darem a volta à cabeça dos nossos futebolistas e levarem-nos as Glórias para os seus clubes. Quando penso que contribuí para isso o sapo fica do tamanho de um elefante;
3. Vou ver mais gente boa na “Catedral”. Pelo menos alguns dos que se habituaram a viver no sofá, com mantinha e botija de água quente em vez de vir gritar para as bancadas!

Desejos
1. Que uma parte do dinheiro (a mais) sirva para nos aproximar da capacidade competitiva dos emblemas que são nossos pares no Mundo do Futebol;
2. Que a outra parte sirva para reduzir o passivo que considero muito elevado, embora eu, em matéria de dinheiro seja sempre muito cuidadoso. Ao contrário da relação que tenho com os elásticos.

Confiança
Se há alguém em quem confio dentro do “Glorioso” a nível de ma$$a$ no Benfica é quem domina este assunto como poucos. E estando ele – Domingos Soares de Oliveira - de acordo, faz-me ter confiança no “Acordo”. Ele nunca me desiludiu em conseguir resolver situações que envolvam finanças, também não acredito que seja desta vez. O que eu mais gosto é de acordar sempre sem sobressaltos em relação ao Benfica! De acordo!?

Que o “Acordo para um decénio” faça um Benfica em 2026 ainda maior que o de 2016. E ele já é tão grande!

Sempre foi!


Alberto Miguéns

4 comentários
comentários
  1. ...SR DR ALBERTO.....(já não existem adjetivos)...mais uma vez o SR DR não só, é claro na SUA analise e opinião, bem como por arrasto presta um SERVIÇO aos BENFIQUISTAS, que(como eu)aqui vêm diariamente (na SUA PÁGINA)em busca de CONHECIMENTO(S)...permita-me DR MIGUÉNS, que aqui deixe vincada a minha esperança:1º-com o" regresso" da BENFICA TV A CASA,"ALGUEM" tenha o BOM SENSO de humildemente reconhecer o ERRO,e o REPARE,COM O REGRESSO DO SR DR ALBERTO MIGUÉNS A UMA CASA QUE É SUA POR DIREITO PROPRIO E QUE OS BENFIQUISTAS ASSIM O DESEJAM...2ºQUE, AGORA LIBERTA DE CONSTRANGIMENTOS INERENTES AO "NEGOCIO" A BENFICA TV VOLTE A SER UM LANÇA CONTRA OS CALHORDAS (JORNALISTAS E AFINS)QUE DIÁRIAMENTE ATACAM O BENFCA VIL E COBARDEMENTE.....abraço

    ResponderEliminar
  2. Benfiquista11/12/15 16:47

    Acho que foi um bom negócio, mas não gostaria que os jogos em casa da equipa principal de futebol do Benfica voltassem a ser transmitidos pela sporcosTV pelos motivos óbvios, que são um contínuo e profundo desrespeito pela nossa Instituição.

    E gostava, algo ingenuamente, que grande parte desse dinheiro servisse para ajudar a abater o passivo de vez: ficávamos com a "cara lavada" e seríamos um dos únicos clubes do Mundo a conseguir tal feito.

    Temos agora condições para isso, assim haja vontade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro,

      Abater o passivo de vez como?

      Todas as épocas o Benfica para garantir um plantel com um mínimo de qualidade (e não aumentar o passivo) necessita de fazer 40 milhões em transferências de futebolistas contando com os actuais 25 milhões de receitas de TV!

      Passar de 20/25 para 40 milhões significa ter mais 20/15 milhões. Não significa ter mais 40 milhões!

      Esses 15/20 milhões podem ser gastos a abater o passivo de cerca de 400 milhões mas vai levar 15/20 anos! Fazendo outro contrato (igual) de mais cinco anos até 2020! Mas isso obrigará a continuar a transferir futebolistas todas as temporadas por 40 milhões.

      O Benfica não tinha zero de receitas televisivas para agora passar a ter 40 milhões!

      Mais dinheiro significa mais margem de manobra e desafogo financeiro. Pouco mais do que isso.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. Bruno Paiva13/12/15 13:40

      Benfiquista o consóscio Alberto Miguéns, tem toda a razão.

      Infelizmente teremos que conviver com este passivo mais uns bons anos. Se nestes próximos 10 anos conseguirmos descer em pelo menos 100M o passivo financeiro exigível já seria fantástico.

      O acordo com a NOS não fará milagres. Ajuda-nos financeiramente mas não veremos desaparecer o nosso passivo nos próxims tempos. Em relação às mais-valias que necessitamos também é verdade e por isso é que para desagrado de muitos continuaremos a ver futebolistas a serem vendidos a outros clubes mais abastados e por isso é que a CFC é tão importante. Possibilita-nos adquirir jogadores muito mais baratos e ao vendê-los ter mais-valias maiores.

      Ao contrario de outros não temos perdoes de juros da nossa vida, nem outras vantages. Somos cumpridores e temos que pagar o que devemos.

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail