A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

24/08/2014

Que o Resultado Não Seja Sintético

24/08/2014 + 2 Comentários API
JANOS ou JOÃO BIRI. É DE QUEM ME LEMBRO QUANDO ME LEMBRAM QUE EXISTE O BOAVISTA FC.


Para não deixar isolar os líderes do 81.º campeonato nacional, mesmo que numa fase inicial da competição, o Campeão Nacional de Portugal só pode jogar, do primeiro ao derradeiro minuto para somar três pontos e ficar mais próximo de juntar mais um título aos 33. E que valerá um quarto Bicampeonato a acrescentar os três que já fazem parte da História do Futebol Mundial.  


Vamos ao que interessa... mais! Tudo por tudo pela vitória frente ao Boavista FC
O histórico de confrontos serve "apenas" para comparar grandeza entre clubes, nunca equipas, pois estas se mudam de jogo para jogo, alteram-se muito mais entre épocas e abissalmente entre decénios. Em termos de clubes, comparando SLB e Boavista FC, nem são necessárias análises aos resultados para "medir grandezas". Mas podem-se quantificar.
Em 124 jogos, mais 52 vitórias (72 triunfos, contra 20 derrotas e 32 empates) e mais 176 golos (292 marcados e 116 consentidos). Nem há comparações.

  JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO com Boavista FC
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
 124
72
32
20
292
116
Campeonato Nacional
 102
57
30
15
227
83
Taça de Portugal
 10
7
-
  3
42
19
Torneios
 2
2
-
-
6
1
Particular
10
6
  2
  2
17
13

Podemos dividir a "relação" entre o Benfica e o Boavista em três fases: Anos 20/30 (casuísticos), Anos 40/50 (esporádicos) e Anos 70 e seguintes (constantes)
Apesar do Boavista FC ser um clube mais antigo que o "Glorioso" pois foi fundado em 1 de Agosto de 1903, decorreram muitos anos até ser jogado o primeiro Benfica - Boavista FC. Este clube do Porto era muito elitista e tinha relações privilegiadas com o Sporting CP havendo vários jogos, no Porto e Lisboa, entre os dois clubes, até que houvesse um Boavista frente ao SL Benfica. É que o SLB tinha mais afinidade com o FC Porto porque sociologicamente os adeptos eram mais semelhantes. Esta situação começa a mudar no início dos anos 30 quando ocorre o chamado "Caso dos Andrades" num conflito grave entre dirigentes (irmãos) um do Sport Progresso (com campo no Ameal) e outro do FC Porto. Os pequenos clubes da cidade e arredores - Gaia e Matosinhos, por exemplo - solidarizam-se com o pequeno Sport Progresso passando a odiar o FC Porto. Como era o Benfica o clube que derrotava mais o FC Porto passaram a ser, também, do Benfica (a nível nacional) e dos seus clubes a nível local. Os dirigentes do Benfica perceberam isso. Perceberam que havia muito Benfiquismo entre os portuenses. Não é por acaso que a primeira Casa do Benfica foi inaugurada na cidade do Porto em 1 de Janeiro de 1950 (já motivo de texto em 1 de Janeiro de 2012). Mas nunca desprezaram o FC Porto.  Por isso o FCP convidou o SLB para inaugurar o estádio das Antas (28 de Maio de 1952) pois o Benfica já estivera na inauguração do campo da Constituição (1 de Fevereiro de 1913). E o Benfica retribuiu a gentileza e honra convidando o FC Porto para a inauguração da Saudosa Luz (1 de Dezembro de 1954). Com Pinto da Costa tudo mudou. Principalmente após a eleição de João Santos/ Jorge Brito em 27 de Março de 1987 derrotando nas urnas o presidente em exercício Fernando Martins. É que nesta gerência o Benfica ainda foi convidado para inaugurar o "rebaixamento" do relvado (17 de Dezembro de 1986).


Foi assim que o Boavista FC equipou ao emancipar-se dos ingleses que fundaram o clube em 1 de Agosto de 1903. Camisola preta e calção branco. Foi esta a equipa que defrontou o Sporting CP na época em que se sagrou, pela única vez, em 34 edições, campeão regional do Porto, em 1913/14
Anos 20/30
Os primeiros jogos do Benfica frente ao Boavista FC foram encontros particulares nas habituais deslocações à cidade do Porto onde o Benfica era bem recebido desde a primeira em 28 de Abril de 1912 (ver em 1 de Janeiro de 2012). A estreia com o Boavista FC ocorreu no campo deste, o Bessa - ainda que com outra orientação e pelado com bancadas de madeira - em 31 de Dezembro de 1922, por 3-2.

O Boavista FC continuava a equipar de preto e branco quando defrontou pela primeira vez o Benfica. Eis a equipa em 1923

E assim continuaram os jogos do "Glorioso" frente ao Boavista FC durante os anos 20 e início da década de 30. 



Uma equipa famosa, já com o equipamento de "transição" mas que durou uma década. Em 1933 com uma formação que encerra um dos capítulos mais tristes do Futebol Português. O Boavista FC foi banido da competição regional. Por serem profissionais entre amadores (como alegou o FC Porto) ou por serem os melhores (como alegavam os boavisteiros). O "nosso" Julinho iniciou-se no futebol a jogar com este equipamento: riscas finas verticais branco-e-preto

Até que chegaram as participações do Boavista FC no Campeonato de Portugal (actual Taça de Portugal) e campeonato da I Liga (depois campeonato Nacional da I Divisão). Com Janos Biri na baliza dos boavisteiros (que ainda não eram axadrezados). Biri que no Benfica seria João Biri pois naturalizou-se português.


"Os Sports"; página 5; 4 de Maio de 1936
Anos 40/50
Nos anos 40 e 50 ficaram garantidos encontros entre os dois clubes com as onze presenças do Boavista FC em vinte edições do campeonato nacional: 1940/41; 1945/46, 1946/47, 1947/48 e 1948/49; 1950/51, 1951/52, 1952/53, 1953/54 e 1954/55; e 1959/60. Até 1946/47 o apuramento foi conseguido através do Regional do Porto: apuravam-se o primeiro e o segundo para a I Liga/ I Divisão e os restantes para a II Liga/ II Divisão. Depois, a partir de 1947/48, o Boavista FC ficou sujeito ao sistema de promoções e despromoções. E o Benfica começou a eliminar o Boavista FC na Taça de Portugal.

Nos anos 60 o Boavista FC vai caindo de Divisão até ficar na III Divisão de onde será resgatado.


O plantel em 1935/36 (com Biri) que participou pela primeira vez no campeonato português (ainda designado campeonato da I Liga). Ao contrário daquilo que é dito - até por "historiadores encartados" - o Boavista FC não foi sempre axadrezado. Só o foi quando começou a ser possível fazer estampagens no algodão. Era impossível, por ser desagradável, jogar com camisolas com quadrados cosidos. Disse-o Julinho!

Anos 70 e seguintes
Com a vinda do "Capitão Batatas" Valentim Loureiro da Guiné, o Boavista FC ascende em duas temporadas da III Divisão até ao principal escalão onde ficará 39 temporadas consecutivas (1969/70 - 2007/08) até ser despromovido para a divisão secundária por corrupção da família Loureiro que conseguiu colocar o Boavista como um dos principais emblemas do futebol português, apenas inferior ao Benfica, FC Porto e Sporting CP.

O Boavista FC nos anos 40. Assegurou cinco presenças - quatro consecutivas - no campeonato nacional da I Divisão e debutou nele uma das Glórias do Benfica e do futebol português: Fernando Caiado

Valentim Loureiro tinha razão em 2009
Em 2014/15 regressa ao principal escalão por questões administrativas. Em Fevereiro de 2013, na sequência de uma decisão judicial, o Conselho de Justiça da FPF decidiu dar provimento ao recurso do Boavista, com fundamento na prescrição do procedimento disciplinar que ditou a descida de divisão do clube, sem analisar o mérito dos procedimentos disciplinares aplicados. Ou seja, deixaram prescrever os processos! Justiça à Portuguesa! O FC Porto é o maior motor da corrupção em Portugal. Por isso têm ganho tanto.


Jornal A Bola; Página 32; 2 de Janeiro de 2009

    TODOS OS 124 SLB vs Boavista FC
Jogo
N.º
Época
Comp
Sit
V
E
D
01
22/23
Par
F
3-2


02
24/25
Par
F
4-2


03
25/26
Par
N

0-0

04
32/33
Par
F

0-4
05
33/34
Par
C
3-2


06
34/35
CP
C
8-3


07
F
6-2


08
35/36
IL
C
8-2


09
F
2-2

10
40/41
CN
F

1-1

11
C
6-1

Entretanto várias épocas depois...
105
99/00
CN
C
1-1

106
F

1-1
107
00/01
CN
F

0-1
108
C
0-0

109
01/02
CN
F

0-1
110
C
2-1


111
02/03
CN
F
0-0

112
C
1-1

113
03/04
Tor
F
2-0


114
CN
F
0-0

115
C
3-2


116
04/05
CN
C
4-0


117
F
1-1

118
05/06
CN
C
1-0


119
F
2-0


120
06/07
CN
F

0-3
121
C
0-0

122
07/08
CN
C
6-1


123
F
0-0

124
08/09
Par
F

0-1
125
14/15
CN
F


126
C




TOTAIS


124 J - 72 - 32 - 20 (292/116)
NOTA: IL - I Liga continuou como CN - Campeonato Nacional;
CP - Campeonato de Portugal continuou como TP - Taça de Portugal

Em Defesa do Benfica respeita a decisão do Congresso do Futebol, em 1939, depois vertida para o Relatório da FPF. A alteração das designações: os Campeonatos da I e II Liga a Campeonato Nacional da I e II Divisão e do campeonato de Portugal a Taça de Portugal

Carrega Benfica! O futuro é nosso!

Alberto Miguéns

NOTA FINAL: Há clubes que nunca mudam. Antes mude o Mundo!




Plano para Agosto
(Previsão sempre à meia-noite)
De 24 para 25: Era uma vez um jogo com o Boavista FC;
De 25 para 26: Tanta e Tanta Glória Glorioso (o 47 mil);
De 26 para 27: Centenário da Gloriosa Natação (parte III);
De 27 para 28: Sorteios, Sorteamentos e Sortelhas;
De 28 para 29: Era uma vez um grupo da Liga dos Campeões;
De 29 para 30: Mil e Cem de Cem em Cem (parte II);
De 30 para 31: Que Dérbi de Lisboa;
De 31 para 01: Era uma vez um jogo com o Sporting CP;
De 01 para 02: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 02 para 03: Mil e Cem de Cem em Cem (parte III)
2 comentários
comentários
  1. Até estava a ser um trabalho interessante.. mas no fim, uma inverdade: o Boavista não foi acusado de corrupção, mas sim de coacção em 3 jogos.. e que não ganhou nenhum.. quando se preparava para se defender de tais factos ridiculos (comparem com o sporting o ano passado), uma reunião ilegal desceu o clube, sem qualquer análise dos argumentos de defesa.

    ResponderEliminar
  2. Reunião ilegal, ou reunião em que o presidente da mesa abandonou a reunião de forma a que a decisão de descida não fosse valida.

    Outra coisa, o Boavista não foi inocentado em nenhum tribunal, deixaram foi prescrever o caso.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail