A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

13/06/2014

Duas Anedotas. Uma Séria e a Outra... Também!

13/06/2014 + 8 Comentários API
VOLTAR ÀS TRAPALHADAS DE QUEM QUER COBRAR UNS COBRES COM A HISTÓRIA DO SLB MAS TEM POUCO JEITO PARA TAL



Depois do texto de ontem acerca de incorrecções publicadas recentemente o EDB recebeu vários comentários, desde compreensão até desdém pela referida publicação ou pedido de esclarecimento.

Em Defesa do Benfica é para isso, melhor isto mesmo. Lutar pela dignificação do Benfica incluindo  o seu passado principalmente "defendendo" os que já não se podem defender como é o caso de Vítor Gonçalves falecido em 7 de Março de 1965.

Pela última vez (a propósito deste assunto)
O EDB não é errata, nem gratuita, nem que quisessem, paga! E eu não gastei, melhor ocupei (porque se trata da História do Glorioso) milhares e milhares de horas para minimizar os erros procurando que a História do SL Benfica seja dignificada, honrando os ases que nos honraram o passado para agora - sem necessidade - ocupar (neste caso é mesmo gastar, e gastar mal) minutos ou horas a corrigir o que não necessito. Apenas o faço para alertar os leitores do que se passa e ficar de bem comigo por honrar os que nos honraram o passado. Por isso escolhi, quase ao acaso uma página da tal publicação trapalhona de "A Bola" para exemplificar um tipo de erro vulgar nessa publicação.

O Ano de Ouro da Águia; Livro Oficial; Época 2013/14; A Bola; Página 214

De facto não são 14 os futebolistas do "Glorioso" que participaram na conquista das Taças de Portugal, desde que esta competição iniciada como Campeonato de Portugal passou a ter esta designação, ou seja, desde a temporada de 1938/39. Não são 14 como propagandeia "A Bola" mas sim 13! E com 3 Taças não são 25 mas sim 26!

Onde estão os "uólis"?!
São três erros tipo desta publicação. Às dezenas, talvez quase duas centenas, por que não vou gastar tempo a ver ao pormenor fiquei-me por uma leitura na "diagonal"! Uma repetição de um nome (penso eu de que!), uma falsidade e um ignorado. Ao que parece Joaquim Marques e Jacinto Marques conquistaram para o Benfica quatro troféus nas mesmas épocas. Com nome semelhante só conheço um futebolista, um grande e brilhante defesa com o "Manto Sagrado": Jacinto do Carmo Marques (1921 - 2000). Não consta um "Jaquim" ou "Quim"! De onde vem o erro? Não sei, tal é a trapalhada!
E o outro erro?! Não aparece nos vencedores de três Taças de Portugal o futebolista Jorge Calado que participou nas conquistas em 1961/62 (270 minutos em 3 jogos), 1963/64 (180 minutos em 2 jogos com 1 golo) e 1969/70 (90 minutos num jogo). Nem sei se ele aparece "noutro lado"! Também não vou à procura!
E ainda o outro? (às 02:23 horas. Vá lá que hoje é Feriado Municipal em Lisboa!)
Este sub-texto foi feito depois de reler o texto original e perceber que afinal há mais um erro: Humberto Fernandes não esteve em 4 Taças de Portugal mas em 3! Na de 1969/70 devem estar a fazer confusão com Domingos Fernandes. É cansativo mas ainda vou ter de fazer um texto depois de conseguir uma digitalização de "A Bola" desse jogo em 1969/70. Darei notícias!

O que fazer?!
Ir denunciando. Mas a nível de jornais, federações e outras entidades, até clubes há um desinteresse pela verdade e defesa do passado que é notório, mesmo que sejam jornalistas como Arons de Carvalho (ver NOTA FINAL) a serem rigorosos e a quererem repor o que deve estar correcto.

Uma alegoria "Dia das Prisões"
Lembrei-me agora, por isso não sei se vai ser perceptível ou até atingir o objectivo, visto serem 23:10 horas e eu quero que o texto seja programado para ser editado, como habitualmente, pela meia-noite. Mas pode-se construir uma estorieta à volta desta desfaçatez e ligeireza com que as entidades atrás citadas lidam com o rigor, fazendo uma espécie de encolher de ombros, porque não têm argumentos para dizer que é mentira. Mas até dão a entender que vão apreciar o "caso" ou "casos". Então não vão!

Havia em tempos um preso que ansiava pelo Dia das Prisões. Nesse dia, o único dia em cada ano, o Director Geral dos Prisioneiros visitava todas as celas e falava com os presos, um a um. O preso n.º 13 estava à espera do Senhor Director. Em situação desesperada e sentindo-se injustiçado o preso recordava-se do último diálogo com o Senhor Director como se tivesse ocorrido há dez minutos. E entretanto passara um ano! Precisamente há um ano, no Dia das Prisões, o preso dissera ao Senhor Director: «Houve um erro! Eu não devia estar preso!» Ao que inesperadamente o Senhor Director respondeu: «Eu sei desde o primeiro dia que o preso n.º 13 não devia estar preso!». «E então!?» retorquiu o preso. «Temos de ver isso!» respondeu o Senhor Director e seguiu caminho. Em direcção a outro preso!
Desta vez tinha a sensação que o imbróglio ia ser resolvido. O Senhor Director, como há um ano, vinha pelo mesmo caminho. Ao aproximar-se da cela, o preso n.º 13 levantou-se da cama e encostou-se às grades onde já estava o Senhor Director. O preso tomou a palavra: «Houve um erro! Eu não devia estar preso!» Ao que inesperadamente o Senhor Director respondeu: «Eu sei desde o primeiro dia que o preso n.º 13 não devia estar preso!». «E então!?» retorquiu o preso. «Temos de ver isso!» respondeu o Senhor Director e seguiu caminho. Em direcção a outro preso! O preso n.º 13 ficou pasmado. E ficou a pensar em como devia abordar o mesmo assunto dali a um ano, no Dia das Prisões do ano seguinte, no único dia em cada ano, no qual o Director Geral dos Prisioneiros visitava todas as celas e falava com os presos, um a um!

Isto é um pouco de Portugal, não é!? Um pouco como funcionam os funcionários superiores em Portugal, não é!?

Trapalhadas!

Alberto Miguéns


NOTA FINAL: Manuel Arons de Carvalho como conhece alguns dos assuntos aqui tratados também não tem dúvidas acerca da Taça de Portugal ser a continuação do Campeonato de Portugal, do número de troféus na Taça de Honra de Lisboa estarem mal contados e da incrível ideia de transformar dois campeonatos nacionais de hóquei em patins em duas Taças de Portugal. E tem feito esforços - até mais do que eu - para mudar. "Era o mudas" digo eu! Ele também sofre da Síndrome da alegoria "Dia das Prisões"


O Benfica; 6 de Junho de 2014; página 11

8 comentários
comentários
  1. Bem, faço parte dos "patos" que compraram a referida publicação.
    Guardo da minha meninice uma imagem completamente diferente do jornal A Bola.
    Jornal de referência com um painel de jornalistas de excepção, capazes de produzir crónicas rigorosas e elevada qualidade ortográfica, estética, literária e mais importante de tudo, factual.
    Já não compro o jornal há bastantes anos mas vou lendo sempre com um grão de sal o que publicam na internet.
    Estou ciente que hoje o padrão é muito inferior.
    Comprei esta revista à semelhança do último título nacional ganho pelo Sport Lisboa e Benfica.
    Comprei-a para guardar um registo jornada a jornada do campeonato 2013-2014.
    É lamentável saber que tem tantos lapsos. É lamentável constatar mais uma vez que o padrão hoje em dia é bem inferior.
    Mas também, em termos mais generalistas, o que dizer de uma comunicação social "empresariada" e que afasta seniores mais qualificados, forjados noutro tempo e noutras exigências apenas porque são não são dóceis e obedientes?

    Bem, vou guardar a revista e também uma nota mental para não ligar aquela última parte.
    Pelo menos estéticamente é bonita.

    Não desista e vá arranjando paciência para lhes morder os calcanhares com essas incómodas verdades.

    Saudações Benfiquistas

    VJ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Victor Carocha

      O livro graficamente está bem conseguido e arrumado. O problema é não terem noção que os conteúdos estatísticos, se os querem incluir, têm de estar correctos (pode haver um ou outro erro) mas nunca cerca de 200. É uma "barbaridade". Depois de ler o texto até descobri mais um, mas só vou fazer um texto - se bem que nem me apeteça, mas também se me meti no assunto agora tenho de sair dele "limpo". Não foi Humberto Fernandes que jogou na Taça de 1969/70. Foi Domingos Fernandes. Este "tem 1 TP" e Humberto Fernandes tem 3 TP. Ou seja, futebolistas com 4 TP não são 14, mas também não são 13. São 12. Trapalhada. Vou arranjar a notícia de "A Bola" do dia seguinte a esse jogo para provar que não foi Humberto Fernandes, mas sim Domingos Fernandes! Não vou fazer a notícia sem ter uma prova física. O trabalho que estes trapalhões dão!

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. Vou, dentro do meu conhecimento, ler com "melhores" olhos a dita publicação.

    Já agora Alberto, e se me permite, gostava que opinasse em relação a este meu último post.

    http://aminhachama.blogspot.pt/2014/06/titulos-e-trofeus-uma-grande.html

    Digamos que é um post à Alberto Miguéns... Aliás, os links de referência estão direccionados para o EDB.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Minha Chama

      Está bom. Nunca ninguém viu a tal declaração da FIFA a pronunciar-se acerca da Taça Latina e da Taça Intercontinental.

      Há uma diferença entre títulos e troféus. as Supertaças são troféus. Ninguém é titular da Supertaça. Tanto que nem é título que estes têm de ser disputados no território português e os troféus não. A Supertaça já foi em Paris e pode ser na Antártida.

      Até breve

      Alberto Miguéns

      NOTA: Não insista muito com o assunto. É dar importância a quem não tem e faz tudo, até caracóis, para ter...

      Eliminar
    2. Certo Alberto.

      Saudações Gloriosas

      Eliminar
    3. Sim, caro Alberto, foi mesmo por causa desses rumores sem sentido que enviei um email à FIFA, e a resposta que me deram até foi a que esperava.

      Conheço a história da UEFA e da Taça Latina, até já o corrigi na data de fundação da UEFA, ;) sei que não vale a pena perguntar a uma instituição que não tinha sido fundada se considera oficial uma competição que não lhe diz respeito. Tal como não reconhecem e bem a Taça das Cidades com Feira (que inicialmente era uma competição rival da Taça dos Campeões e até chegou a ter alguns participantes em comum) não iriam reconhecer a Taça Latina; nem lhes compete, compete sim às federações que a organizavam.

      Saudações Benfiquistas

      Eliminar
  3. Sobre a Taça Latina tenho um email que me enviaram da FIFA, onde dizem para perguntar sobre isso à UEFA porque não é uma competição da FIFA. O que faz sentido, eles não se vão pronunciar sobre uma competição que não é deles, era organizada por 4 Federações nacionais.

    A Taça Intercontinental era organizada pela UEFA e pela CONMEBOL, chamava-se Taça Europeia-Sul Americana, a UEFA conta esses jogos como jogos de competições europeias. Por acaso, a parte inglesa da Wikipedia tem uma história da competição muito bem explicada e organizada, com ligações para outras fontes. Falando dos conflitos que tiveram com a FIFA e com as outras confederações, especialmente a CONCACAF.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Paulo Jorge

      Mas têm feito circular a ideia que a FIFA não reconhece a competição como oficial. A UEFA dificilmente a poderá reconhecer pois foi disputada a partir de 1949 (pré-UEFA).

      A Taça Latina era uma competição de 4 Federações que não podendo disputar um minicampeonato de 4 Nações "inventaram" uma competição em que eram representadas pelos seus clubes campeões nacionais ou se estes recusassem pelos classificados seguintes. Os clubes recebiam uma réplica, pontuavam a favor da sua Federação e o original, a cada ciclo de 4 edições, era entregue à Federação vencedora. Os dois troféus originais estão na Sede da RFEF (estavam nos anos 80 quando as vi, agora não sei)!

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail