A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/11/2013

Na Bélgica Fomos Benfica

28/11/2013 + 1 Comentários
OPINIÃO

1-1 por Matic (Golo-rioso n.º 12 580)
 

2-1 por Gaitán (Golo-rioso n.º 12 581)
(também pode ser autogolo. Decisão final da UEFA)


3-2 por Rodrigo (Golo-rioso n.º 12 582)



Quem joga para o empate arrisca-se a perder (parte II). Ontem, em Bruxelas, parecia o "segundo lado" do jogo da Liga Zon Sagres com o SC Braga. Os belgas necessitavam de vencer para poderem ter acesso à Liga Europa, mas limitaram-se a jogar para o empate, procurando num "golpe de sorte" vencer o jogo. Mesmo jogando no seu território. Mesmo beneficiando disputar o encontro em "casa". Mesmo contando com mais adeptos do seu lado. Foram penalizados. Num jogo que esteve a maior parte do tempo empatado (50 minutos) a existir um vencedor teria de ser o Benfica (25 minutos em vantagem e 15 minutos em desvantagem).

     TEMPO DE VANTAGEM
Res.
RSCA
E
SLB
0-0
18’
0-1
15’
1-1
19’
2-1
24’
2-2
13’
3-2
01’
Total
15’
50’
25’

O "Glorioso": prefiro o "assim" ao "assado"
Obrigado a adaptar-se à estratégia belga foi um jogo muito sofrido, mas é preferível jogar "assim" e vencer em vez de jogar "assado" como no Pireu e perder!

RSC Anderlecht: clube que parece de Portugal!
Uma equipa do maior e mais prestigiado clube belga, muito defensiva. Fiquei com a ideia que estavam a jogar com quatro defesas centrais e mais uns médios defensivos. O RSC Anderlecht é treinado pelo Jesualdo Ferreira?

E agora?
Esperar um "milagre" e um grande jogo. Um milagre grego (os belgas conseguirem vencer ou empatar) e um jogo na "Catedral", entre o Benfica e o PSG FC, num encontro entre os dois melhores plantéis do grupo, com o "Glorioso" a derrotar a equipa do clube parisiense.

Oitava vitória (em 15 jogos)
A equipa do Benfica ontem, frente aos belgas, no seu país, reforçou a Gloriosa História do Clube. Em 15 jogos, oito vitórias (53 por cento), com 20 por cento de empates (três) e 27 por cento de derrotas (quatro). Três estreias a marcar frente ao RSC Anderlecht elevando para 21 os marcadores com o "Manto Sagrado". Para os 24 golos, 21 marcadores: Eusébio com três golos, Cannigia com dois tentos e 19 futebolistas a marcarem os restantes... 19.

15 JOGOS FRENTE A EQUIPAS DO RSC ANDERLECHT
Época
Com
S.
V
E
D
Marcadores (minutos)
60/61
Tor
N
3-2


Eusébio (29) / José Augusto (75) /José Águas (87)
68/69
Par
F


2-3
Jaime Graça (23) / José Torres (77)
72/73
Tor
N
2-1


Eusébio (26) (55)
82/83
TU
F


0-1
-
TU
C

1-1

Shéu (31)
86/87
Par
C
2-1


Manniche (6) / Carlos Manuel (65)
87/88
TCE
C
2-0


Magnusson (15) / Chiquinho (19)
TCE
F


0-1
-
94/95
LC
C
3-1


Cannigia (26) (40) / Tavares (72)
LC
F

1-1

Edilson (81)
04/05
LC
C
1-0


Zahovic (12)
LC
F


0-3
-
11/12
Tor
N

2-2

Saviola (16) / Urreta (55)
13/14
LC
C
2-0


Djuricic (4) / Luisão (30)
LC
F
3-2


Matic (33) / Gaitán (52) / Rodrigo (89)
NOTA: O golo de Gaitán está dependente da decisão final do árbitro do jogo (pode ser um autogolo)

Em 15 jogos...
Apenas três jogos em "branco". Sempre a arriscar. Com qualidade. Para poder arriscar. É o Benfica. Por isso é um Clube Mítico do Futebol Mundial.

O Benfica em terras dos belgas
Num país sem torneios de futebol, pelo menos conhecidos internacionalmente, nem forte comunidade de emigrantes portugueses, os jogos do "Glorioso" na Bélgica resumem-se a encontros frente a equipas de clubes belgas. O jogo de ontem foi o 18.º, com oito vitórias, quatro empates e seis derrotas, 31 golos marcados e 25 tentos sofridos. Destes 18 jogos - seis - são frente ao maior clube da Bélgica, o RSC Anderlecht (D 2-3, D 0-1, D 0-1, E 1-1, D 0-3 e V 3-2).


JOGOS DO BENFICA NA BÉLGICA
Época
Cmp
Adversário
Estádio
Local
V
E
D
61/62
Par.
RFC Liégeois
Rocourt
Liége
1-0


FC Antuérpia
Bosuil
Antuérpia
3-1


68/69
Par.
RSC Anderlecht
Parc Astrid
Bruxelas


2-3
73/74
Par.
FC Brugge
Albert Dygmark
Brugges
3-2


74/75
Par.
Racing White DM
Edmont Machtens
Bruxelas
5-1


78/79
Par.
Racing White DM
Edmont Machtens
Bruxelas

1-1

82/83
TUE
KSC Lokeren
Daknam
Lokeren
2-1


RSC Anderlecht
Heysel
Bruxelas


0-1
87/88
TCE
RSC Anderlecht
Parc Astrid
Bruxelas


0-1
88/89
TUE
RFC Liégeois
Rocourt
Liége


1-2
94/95
TCE
RSC Anderlecht
Parc Astrid
Bruxelas

1-1

95/96
TUE
K Lierse SK
Herman Vander.
Lier
3-1


97/98
Par.
R. Standard Liége
Sclessin
Liége


1-3
00/01
Par.
K Lierse SK
Herman Vander.
Lier

1-1

03/04
TUE
RAA Louviére
Pays Charleroi
Charleroi

1-1

04/05
LC
RSC Anderlecht
Parc Astrid
Bruxelas


0-3
TUE
KSK Beveren
Freethiel
Beveren
3-0


13/14
LC
RSC Anderlecht
Parc Astrid
Bruxelas
3-2


TOTAIS (18 J - 8 V - 4 E - 6 D ; 31/25)
8
4
6
NOTAS: TUE - Taça UEFA, na actualidade Liga Europa;
                 TCE - Taça dos Clubes Campeões Europeus, na actualidade Liga dos Campeões (LC);
                   Par. - Jogos em competições não-oficiais

Domingo, em Vila do Conde, disputa-se o jogo mais importante em 110 épocas de futebol do Benfica! Porquê? Por que é o próximo! Os outros já são passado. E o próximo é sempre para vencer!

Alberto Miguéns

NOTA FINAL: Vi o jogo num canal televisivo comentado em inglês (apenas com um comentador, que serviu e bem o futebol). Tenho a mesma opinião. O golo deve ser atribuído a quem o procura, rematando à baliza, e não a quem inadvertidamente toca na bola. Se a UEFA confirmar o 2-1 como autogolo está a penalizar o futebol. Primeiro: destrói uma jogada colectiva, anulando o trabalho de Perez (assistência), a simulação e jogada intencional de Gaitán (remate). Deixa de existir uma assistência e um remate vitorioso. Segundo: penaliza excessivamente a actuação de um defesa - a quem é contabilizado o autogolo - com um "ferrete" desproporcionado para a sua acção. O futebolista tenta defender a sua baliza, mas a bola tabela nas pernas, mudando apenas ligeiramente uma trajectória que dirigia o esférico para a baliza. Não há um desvio intencional da bola, mesmo que inadvertidamente, alterando uma trajectória da bola não direccionada para a baliza em direcção a esta. Só com repetições e análises ao pormenor se percebe que uma bola "cortada em curva para dentro", pelo pé esquerdo de Gaitán toca num adversário antes de entrar na baliza.


Próximo texto no EDB (previsão): Pela meia-noite de 29 para 30 (de sexta-feira para sábado): Só cá faltava este (este é o pipas Josué)
1 comentários
comentários
  1. FORÇAAAAAAAAAAAAAAAA ALBERTOOOOOOOOOO

    FORÇAAAAAAAAA GLORIOSOOOOO

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail