A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

09/04/2013

És Tão Grande... Grande Benfica

09/04/2013 + 2 Comentários
OPINIÃO

AVISO: Se não gosta de estatísticas e da história do Benfica não leia

MOTE1: O Benfica deve jogar para conquistar todas as competições em que participa ou deverá ter provas prioritárias;
MOTE2: Com 4 950 jogos aproxima-se a notável marca, estatística, dos 5 mil jogos. Faltam 50! Ou seja, será de certeza em 2013/14, certamente já na "parte" de 2014 da próxima temporada

                 Equipa dos jogos n.º 3, nº 4, nº 5 e n.º 7
Equipa (onze titular) com estreia em 19 de Fevereiro de 1905, num jogo particular, na vitória por 3-0 frente ao Gilman SC (ou Sacavém FC) no campo das Terras do Desembargador, às Salésias de Belém.
Da esquerda para a direita. De cima para baixo: José Cruz Viegas, Manuel Mora, Fortunato Levy, Albano Santos, António Couto e Emílio Carvalho; António Rosa Rodrigues, Silvestre Silva (capitão com a bola do jogo), Cândido Rosa Rodrigues, José Rosa Rodrigues (presidente do Clube) e Carlos França. Resultados totais desta equipa (onze) "orientada" por Manuel Gourlade:  4 jogos, 4 vitórias, 9 golos marcados e 2 sofridos: V 3-0, V 1-0, V 2-0 e V 3-2

Folha do diário de um dos nossos futebolistas (também um dos 24 fundadores), referentes ao primeiro jogo desse onze, do qual ele fazia parte

O EDB tem vindo a preparar uma série de onze partes acerca da capacidade histórica de um "Clube Glorioso Que Nunca Foi Pequeno". Serão doze partes com fotografias e informação de competições, títulos, grandes futebolistas, treinadores e dirigentes. E com base nos dois motes acima definidos. O texto de hoje é uma espécie de parte I (Introdução).

             Equipa do 4 949.º jogo

Equipa (onze titular) com estreia em 4 de Abril de 2013, num jogo da Liga Europa (1.ª mão dos quartos-de-final), na vitória por 3-1 frente ao Newcastle United FC, de Newcastle upon Tyne, Inglaterra, Reino Unido, no estádio do SLB, em Lisboa/ Portugal.
Da esquerda para a direita. De cima para baixo: Artur, Cardozo, Garay, André Gomes, Matic, André Almeida e Luisão (capitão); Ola John, Gaitán, Melgarejo e Rodrigo. Resultados totais desta equipa (onze) "orientada" por Jorge Jesus:  1 jogo, 1 vitória, 3 golos marcados e 1 sofrido: V 3-1 (com a temporada a decorrer ainda pode voltar a ser utilizado)

O Benfica joga sempre, e desde sempre, para ganhar
Como se pode observar a percentagem de vitórias, média de golos marcados por jogo e superioridade de golos marcados em relação aos sofridos foi sempre elevada, nestas 109 temporadas a jogar futebol.
O rendimento é sempre superior a 60 por cento, variando entre 61 por cento (2.º decénio) e 76 por cento (7.º e 8.º decénios). Espectacular, pois mesmo no decénio mais difícil, o número de vitórias (123) é superior ao somatório dos insucessos (107 = 33 + 74);
A média de golos marcados foi sempre superior a "golo e meio" por jogo, variando entre 1.8 (10.º decénio) e 3.4 (4.º e 5.º decénios). Sempre cerca de dois ou três golos por jogo, em média. Sempre equipas de ataque! Em 109 anos;
O coeficiente entre golos marcados e sofridos é sempre superior a 1.5, variando entre 1.7 (2.º e 3.º decénios) e 2.9 (7.º, 8.º e 9.º decénio). Ou seja, marcamos sempre, em média por jogo, o dobro ou o triplo dos golos que sofremos. Isto é MESMO ser Glorioso!

RENDIMENTO DAS EQUIPAS DE HONRA DE FUTEBOL DO SPORT LISBOA E BENFICA (POR DECÉNIO) DESDE A FUNDAÇÃO
Épocas
J
V
(R%)
E
D
GM
(MG)
GS
(GA)
1904/05
1913/14
147
90
(67)
16
41
361
(2.5)
173
(2.1)
1914/15
1923/24
230
123
(61)
33
74
625
(2.7)
374
(1.7)
1924/25
1933/34
341
188
(64)
60
93
948
(2.8)
568
(1.7)
1934/35
1943/44
427
283
(72)
53
91
1 441
(3.4)
708
(2.0)
1944/45
1953/54
470
309
(73)
65
96
1 615
(3.4)
730
(2.2)
1954/55
1963/64
495
333
(75)
78
84
1 429
(2.9)
562
(2.5)
1964/65
1973/74
564
379
(76)
95
90
1 527
(2.7)
534
(2.9)
1974/75
1983/84
548
366
(76)
102
80
1 241
(2.3)
421
(2.9)
1984/85
1993/94
616
390
(74)
133
93
1 269
(2.1)
444
(2.9)
1994/95
2003/04
576
316
(67)
135
125
1 064
(1.8)
573
(1.9)
2004/05
2012/13
(1)
536
323
(71)
115
98
996
(1.9)
482
(2.1)
109
4 950
3 100
(72)
885
965
12 516
(2.5)
5 569
(2.2)
NOTAS:
(R%) - Valores para cálculo do rendimento, em percentagem: Vitória = 2 pontos; Empate = 1 ponto; Derrota = sem pontos;
(MG) - Média de golos por jogo (GM/J);
(GA) - "Goal-average"/ Média de golos marcados/sofridos (GM/GS)
(1) - Nove temporadas (falta a próxima, em 2013/14 para completar o 11.º decénio do futebol do "Glorioso")

Jogar sempre para ganhar não é o mesmo que não estabelecer prioridades
Jogar sempre para ganhar e conquistar troféus não quer dizer que se ganhe sempre! Mas deve-se tentar ganhar e conquistar sempre!
Os futebolistas devem honrar o "Manto Sagrado" entregando-se ao jogo como se fosse o último! Só assim é que tem sido possível conseguir estes valores estatísticos.
Os treinadores têm obrigação de utilizar os futebolistas que dêem a garantia de conquistar os títulos e troféus que têm maior significado no enriquecimento do palmarés e dignificação da história do Clube.

BENFICA! Às vezes tenho a sensação que até há muitos Benfiquistas (mais Benfiquenses e Benfiquistos que Benfiquistas) que não "percebem" a tua grandeza!

Alberto Miguéns (até à próxima, ou seja, até à meia-noite de 10 para 11 de Abril de 2013)
NOTA ÀS 00:35 (Depois de visionar os programas da SIC-N e TVI24 não posso deixar de fazer à meia-noite de amanhã um texto cujo título será:

Para Memória Futura

NOTA: Por ser imprevisível, devido à falta de tempo para concluir e dar dignidade Benfiquista aos textos publicados, não será possível colocar ainda o calendário das onze partes. Mas serão sempre anunciadas com, pelo menos uma semana de antecedência. Aquando das "comemorações no EDB" do jogo cinco mil, está previsto, que este "trabalho" seja feito época-a-época, ou seja em 110 partes (em vez destes onze decénios, que servirão de "ensaio")
2 comentários
comentários
  1. Benfiquista de Gaia9/4/13 06:12

    Excelente trabalho, como sempre!
    Votos de muitos e produtivos anos de internauta para ti!

    Só uma proposta:sabendo eu, que o que importa acima de tudo é olhar para o Benfica em si, os seus números, títulos e figuras maiores, gostaria de ver um dia uma cronologia das últimas três décadas(e trocos), com registos de texto, imagem e vídeo, de todos os lances espoliados ao Glorioso.

    Conheço a maioria, vi muitos deles em directo, mas creio que faz falta um documento organizado(se já existe o mesmo, desde já me retrato), e os únicos que penso serem capazes de orquestrar a obra seria o EDB ou o anti-benfica.com.

    Sei que é um trabalho titânico, mas aqui fica apenas o intento.

    Um pouco de humor, sou só eu que acho que o Carlos França é um antepassado do Bruno Nogueira?=)


    Avante pelo Benfica!

    ResponderEliminar
  2. Foi precisamente a sua Grandeza que permitiu resistir a uma série de maus dirigentes e ao "Sistema" e estar agora a recuperar a olhos vistos. 30 anos estão quase a acabar. FORÇA BENFICA! Em honra aos teus fundadores e seus ideais!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail