A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

17/12/2012

48 936

17/12/2012 + 1 Comentários
OPINIÃO

AVISO PRÉVIO: Texto longo com duas notas finais nas quais se desmascaram duas mentiras, uma de Rui Santos e outra de Godinho Lopes.

Cardozo é um goleador de excelência. No “Glorioso” e em Portugal.

Cardozo já não é apenas “mais um” (números e mais números para quem gosta deles...)
Nestas 79 edições - 1934/35 a 2012/13 (12.ª jornada) - do campeonato nacional jogaram-se 2 180 jornadas, com um total de 16 921 jogos (deviam ser 16 922, mas falta um jogo, o tristemente adiado encontro de Setúbal), marcando-se 48 948 golos. Foram 4 893 futebolistas os jogadores que marcaram golos (incluindo autogolos). Cardozo marcou frente ao CS Marítimo o seu golo 99 (48 935 no total da competição), 100.º (48 936) e 101.º (48 937) no jogo 16 918 dos 79 campeonatos nacionais. Para o “Glorioso” os golos 5 377, 5 378 e 5 379 na 2 180.ª jornada do 79.º campeonato nacional, com 1 470 vitórias, 421 empates, 289 derrotas, com 5 380/1 969 em golos, marcados e sofridos. Números e mais números.

Cardozo faz parte de um restrito grupo
Não sei quantos futebolistas jogaram nas 79 edições do campeonato nacional, mas foram certamente mais de 50 mil. Destes menos de 5 mil marcaram pelo menos um golo. Também não sei (tenho os marcadores mas nunca fiz os somatórios) quantos marcaram 100 ou mais golos. Uma “coisa” eu sei. Cardozo faz parte desse grupo. Mas também sei outra “coisa”. A lista apresentada pela imprensa portuguesa (ou melhor pelo jornal Record), e copiada pelos outros jornais, televisões e rádios, não está certa. Falta lá pelo menos um goleador, Francisco Rodrigues que marcou 114 golos. Que mal terá ele feito para ser ignorado?!

MELHORES MARCADORES CAMPEONATO NACIONAL
(vêr NOTA no final deste quadro)
N.º
SLB
FCP
SCP
Outros
Golos por clubes
1
Peyroteo
331
2
Eusébio
320
SL BENFICA
SC Beira-Mar
317
3
3
Gomes
318
FC Porto
Sporting CP
288
30
4
José Águas
289
5
Nené
264
6
Manuel Fernandes
243
GD CUF
Sporting CP
Vitória FC (S.)
16
189
38
7
Matateu
218
CF “Belenenses”
Atlético CP
209
9
8
José Torres
217
SL BENFICA
Vitória FC (S.)
GD Estoril-Praia
152
52
13
9
Jordão
215
SL BENFICA
Sporting CP
Vitória FC (S.)
62
141
12
10
Arsénio
211
SL BENFICA
GD CUF
152
59
11
Vasques
192
Sporting CP
Atlético CP
191
1
12
Jardel
186
FC Porto
Sporting CP
SC Beira-Mar
130
53
3
13
Julinho
167
Académico Porto
SL BENFICA
15
152
14
Artur
Teixeira
163
SL BENFICA
Vitória SC (G.)
FC Porto
SC Braga
6
17
133
7
15
Artur Jorge
159
FC Porto
As. Ac. Coimbra
SL BENFICA
CF “Belenenses”
1
72
72
14
16
José Augusto
158
FC Barreirense
SL BENFICA
45
113
17
Nuno
Gomes
154
Boavista FC
SL BENFICA
SC Braga
23
125
6
18
Hernâni
136
FC Porto
GD Estoril-Praia
127
9
19
Bentes
134
As. Ac. Coimbra
134
20
Martins
134
21
Rogério
133
SL BENFICA
Cl. Oriental Lis.
127
6
22
Lourenço
132
As. Ac. Coimbra
Sporting CP
37
95
23
Jesus Correia
131
Sporting CP
GD CUF
130
1
24
Araújo
121
25
Rui Águas
121
Portimonense SC
SL BENFICA
FC Porto
CF Estrela Amad.
10
77
30
4
26
Albano
118
27
Iaúca
117
CF “Belenenses”
SL BENFICA
85
32
28
João Pinto
117
Boavista FC
SL BENFICA
Sporting CP
SC Braga
22
64
28
3
29
Liedson
116
30
Francisco
Rodrigues
114
Vitória FC (Set.)
SL BENFICA
68
46
31
Figueiredo
114
Sporting CP
Vitória FC (Set.)
111
3
32
Manuel António
113
As. Ac. Coimbra
FC Porto
82
31
33
Correia Dias
110
34
Custódio Pinto
109
FC Porto
Vitória SC (Gui.)
79
30
35
Oliveira
107
FC Porto
FC Penafiel
Sporting CP
70
10
27
36
Patalino
106
SL Elvas // “O Elvas” - CAD
106
37
Domingos
105
38
Yazalde
104
39
João Tomás
101
As. Ac. Coimbra
SL BENFICA
Vitória SC (G.)
SC Braga
Rio Ave FC
8
19
3
31
   40
40
Cardozo
101
NOTA: Esta listagem pode não estar completa. São pelo menos 40, mas podem ser mais. Para elaborar este quadro, utilizei a recolha do jornal Record, corrigi os erros no número de golos, indexei os golos por clube (para quem tenha marcado por mais de um emblema) e acrescentei o nome de Francisco Rodrigues.

Porquê Francisco Rodrigues e não outro…
Sei que Francisco Rodrigues tem mais de cem golos (114) por que como o excelente avançado-centro vestiu o “Manto Sagrado” e tendo o seu registo no “Glorioso” (46 golos) quando quis saber mais sobre o futebolista fui ver o antes e o depois, sempre no Vitória FC de Setúbal, cidade onde nasceu. Foi necessário ver jornada-a-jornada do clube sadino para saber quantos golos Francisco Rodrigues marcara pelo clube de Setúbal. Foram 68 tentos, repartidos por cinco temporadas, num período de oito épocas, pois em três temporadas, F. Rodrigues (era assim que aparecia registado na imprensa da época) competiu na divisão inferior (II Liga ou II Divisão) pelo facto do Vitória FC de Setúbal não ter conquistado o campeonato regional de Setúbal, cabendo ao FC Barreirense apurar-se, como campeão regional, para a I Liga ou I Divisão.
Assim, nada me diz que não haverá um ou mais futebolistas, que tenham mais de 100 golos. Que tenham jogado no “Glorioso” não há mais nenhum. Agora em qualquer outro clube ou clubes já não arrisco. E também não me interessa. Saber isso é pura perda de tempo. Saber de futebolistas do Benfica é apenas ocupar (deliciosamente…) o tempo.

A lista do Record (11 de Novembro de 2012)
O jornal da Cofina foi o primeiro a publicar uma lista dos goleadores com 100 ou mais golos no campeonato nacional. Genericamente até é uma lista que não sendo muito rigorosa, cumpre. Mas também do Record não se pode esperar muito, se bem que tenham andado por lá dois dos melhores “pesquisadores” que conheci, infelizmente falecidos: Henrique Parreirão e José Guilherme, curiosamente um do CF “Os Belenenses” e outro do Sporting CP. Há valores que não estão certos, mas aproximam-se, o pior são as ausências. De Francisco Rodrigues, pelo menos. Além disso o 32.º não se chamava Correia Dinis, mas sim Manuel Belo CORREIA DIAS. Dias e não Dinis!


A lista de O Jogo (27 de Novembro de 2012)
Duas semanas depois, à portuguesa, O Jogo copiou a informação do Record, não o referiu, simplificou-a e, trapalhões, acrescentaram um erro, também no 32.º que continuou Correia Dinis (até os portistas de O Jogo adulteram a sua história, mas isso está-lhes no sangue azul, ou não viciassem eles, em 1987, a história da fundação, recuando 13 anos (de 1906 para 1893) e enxovalhando a memória do fundador, José Monteiro da Costa. Quanto a Correia “Dinis”, este futebolista do FC Porto, passou a ter 114 golos, apesar do 31.º (Manuel António) continuar com 113 golos… menos um! E reduziram ao “estudante” o número de jogos: de 247 passou para 113!


A lista de A Bola (2 de Dezembro de 2012)
Estes ainda fizeram pior. Copiaram a lista do O Jogo (e os seus erros) e criaram mais um, se bem que “inocente”: adulteraram o nome de Peyroteo transformando-o em Peyroteu. Os três diários desportivos, pelo menos, não deslustram o ditado popular português: “Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto”. Nem que seja para pior. Originalidades!

Os media portugueses não são sérios, por isso não têm credibilidade
A imprensa desportiva portuguesa devia ter em atenção que o primeiro objectivo que justifica a sua existência é informar. Só que a sua preocupação é mais influenciar. Por isso são arrogantes e manipuladores, como demonstra a fobia que têm em quererem ser eles (os media) a decidir, por exemplo, quem marca os golos. Os media só têm que registar as informações oficiais. Podem opinar acerca de quem consideram ter marcado o golo, criar prémios da treta para tudo e mais alguma coisa. Mas não podem manipular as informações oficiais. Não são eles que organizam as competições, é a LPFP (Liga Zon Sagres, Segunda Liga e Taça da Liga), FPF (Taça de Portugal e restantes competições nacionais) e UEFA (Liga dos Campeões e Liga Europa). O resto é conversa. Nunca fará história. Durará enquanto durarem essas publicações.

As trapalhadas de A Bola (ainda mais…)
A Bola nem acerta em informações básicas, mas querem mudar os registos oficiais. Tristes!

NOTAS:     Bruno César tem 13 jogos: 6 na Liga ZON Sagres, 5 na Liga dos Campeões e 2 na Taça de Portugal;
                   André Almeida tem 11 jogos: 5 na Liga ZON Sagres, 4 na Liga dos Campeões e 2 na Taça de Portugal;
                   Garay tem 2 cartões amarelos: aos 68’ da 4.ª jornada da Liga ZON Sagres (Ass. Académica Coimbra vs Benfica) e aos 56’ da 6.ª jornada da Liga dos Campeões (FC Barcelona vs Benfica);
                   Melgarejo tem 2 cartões amarelos: aos 55’ da 4.ª jornada da Liga ZON Sagres (Ass. Académica Coimbra vs Benfica) e aos 77’ da 5.ª jornada da Liga dos Campeões (Benfica vs Celtic FC);
                   Gaitán tem 1 cartão amarelo: aos 90’ + 4’ da 5.ª jornada da Liga ZON Sagres (FC Paços Ferreira vs Benfica)     

As trapalhadas de Record (ainda mais…)
Como se pode ver no texto do EDB publicado em 9 de Dezembro de 2012 o Record acumulava erros atrás de erros nos somatórios de inúmeros futebolistas do plantel do “Glorioso”. 



E foram ampliando os erros até à edição publicada na manhã do “Dérbi de Lisboa” (10 de Dezembro de 2012). Mas eis que na edição de 12 de Dezembro de 2012 (a primeira depois dos “3 a 1”) os erros aparecem corrigidos. Até Witsel que já cá não está desde Setembro de 2012, tem finalmente os seus valores corrigidos. E não foi, certamente, pelo reparo do EDB que o Record corrigiu. Foi pela sua competência. Ainda bem. O que se quer – o que os leitores e pagantes querem – é receber informação correcta. É para isso que pagam e gastam tempo.

Pode ser que se lembrem de, voltando a ser correctos, emendarem os minutos jogados por Bruno César. O EDB vai deixar aqui a justificação, para a trapalhada Record, mesmo sabendo que não é pelo EDB indicar os valores correctos que eles emendam. É porque eles têm muita competência. De quando em vez…descuidam-se. Mas pode ser que, ao colocarmos os valores correctos, a “metafísica” trespasse para a verdade.

MINUTOS BRUNO CÉSAR
JOGOS EM COMPETIÇÕES OFICIAIS
Jogos
CN
LC
TP
1.º
62/-
-/20
-/33
2.º
Snu
45/-
89/-
3.º
Snu
64/-
4.º
45/-
-/16
5.º
Snu
Snu
6.º
-/11
-/28
7.º
-/25
8.º
-/17
9.º
-/60
10.º
Snu
11.º
Snu
12.º
NC
Tp
6
220’
5
173’
2
122’
Total
13 J      //      515’
Snu – Suplente não utilizado;
NC – Não convocado

Ah! E já agora, emendem também os golos do Cardozo. O CARDOZO TEM – tinha - 14 GOLOS. CATORZE! Suas aventesmas.

A caminho de ser, pela 3.ª vez, o melhor marcador?
Com 101 golos marcados no campeonato nacional e com 18 jornadas para disputar, em 2012/13 (podendo ser mais nas épocas seguintes…) Cardozo tem grandes possibilidades de em Maio de 2013 chegar perto dos 120 golos (faltam 15) o que lhe daria cerca de 28 nesta temporada, mostrando que não havendo lesões ou situações anómalas (sempre possíveis no “Futeluso” com futebolistas com o “Manto Sagrado”) é perfeitamente possível, pois Cardozo tem registos passados de grande qualidade. Em 2009/10 marcou 26 golos. O seu registo na 12.ª jornada dessa edição era de 14 golos (em 2012/13 cifra-se nos 13 golos). Vale o que vale…

CARDOZO NO CAMPEONATO NACIONAL
Época
Golos
Jogos
Minutos
Média
Class. MM
2007/08
13
29
 2 286
 176'
2.º
(a 11 golos)
2008/09
17
26
 1 889
 111'
2.º
(a 3 golos)
2009/10
26
29
 2 372
 91'
1.º
(+ 1 golos)
2010/11
12
22
 1 766
 147'
4.º
(a 11 golos)
2011/12
20
29
 2 480
 124'
(1.º)
(ex-aequo)
2012/13
13
10
(f. 18)
 853
 66'
(1.º)
(+ 3 golos)
TOTAIS
101
145
 11 646
 115'
Média – Número de minutos necessários para marcar um golo;
Class. MM – Classificação na lista dos melhores marcadores
(valores oficiais da LPFP, que são os que contam!)

Vários craques na mira
Com 101 golos, quando faltam 18 jornadas para terminar o 79.º campeonato nacional – o mais importante (e fundamental) é o “Glorioso” conquistar o 33.º título - estão ao seu alcance vários nomes consagrados no futebol português: Yazalde, Domingos (este com vários golos irregulares, ou seja, duvidosos era conhecido pelo Vidoso), Patalino, Oliveira, Custódio Pinto, Correia Dias, Manuel António, Figueiredo, Francisco Rodrigues, Liedson, João Pinto, Iaúca e Albano.

Podem estar descansados…
… que o EDB assinalará, devidamente, cada ultrapassagem, comparando as cifras e médias de Cardozo com cada um desses goleadores. A próxima paragem é aos 105 golos (faltam quatro) na ultrapassagem a Yazalde. Os leitores do EDB serão informados na “hora exacta”. Depois seguem-se paragens aos 106, 107, 108, 110, 111, 114, 115 (serão dois), 117, 118 (serão mais dois) e 119. Como se percebe em fila indiana. Chegar aos 122 (ultrapassando Rui Águas e Araújo) será mais difícil… esta época! Vamos estar atentos! Até aos golos legais que lhe vão anular.

Aperta com eles…Cardozo

Alberto Miguéns (até à próxima, ou seja, até à meia-noite de 19 para 20 de Dezembro de 2012)

NOTA1: Na época natalícia o EDB fará um texto acerca de Francisco Rodrigues, homenageando um dos melhores goleadores do futebol português. Injustamente ignorado! Uma vergonha! Mais uma!


NOTA2 (à 01:39): A ver em directo o programa Trio d’Ataque (ao Benfica), porque andava por lá o Godinho Lopes, coloquei a gravar na Meo o Dia Seguinte. Ainda estava pasmado com a mentira, porque é recorrente em Godinho Lopes (por isso estava à espera dela e ela lá surgiu (ver NOTA3) eis que vou ver a gravação do Dia Seguinte na SIC-Notícias.  Numa primeira apreciação fiquei deliciado (e até surpreendido) com Rui Santos a colocar o dedo na ferida a propósito do adiamento do jogo em Setúbal. Só que “às páginas tantas” o Rui Santos tinha que voltar a ser Rui Santos. Ou seja a ser perito em ludibriar quem o estava a ver, protegendo o FC Porto (tirar o dedo e por pomadinha na ferida). Eis as suas palavras (que serão facilmente) desmentidas pelos calendários. Disse ele: «… os jogos adiados no decurso da primeira volta têm de ser realizados obrigatoriamente no decurso das quatro semanas que se seguirem à data inicialmente fixada para o jogo, salvo casos de força maior devidamente comprovados e reconhecidos por deliberação da Comissão Executiva da Liga (acabou de ler o Regulamento). Agora vai dissertar. O que é que está aqui em causa agora! Olhando para o calendário! Portanto, o jogo seria (ele deve querer dizer esteve) para se realizar a 14 de Dezembro, o que significa perante os regulamentos que teria de se realizar até 14 de Janeiro. Ora, o Porto tem um jogo no dia 19 de Dezembro (com o Nacional, no Funchal, para a Taça da Liga), tem um outro jogo com o Estoril, para a Taça da Liga, no dia 30. E depois tem em Janeiro um jogo com o Nacional, para o campeonato, no dia 6; no dia 9 com o Vitória de Setúbal, para a Taça da Liga e no dia 13 com o Benfica. Ora, perante os Regulamentos de competições, não há espaço para o jogo ser realizado antes do dia 13. Ora, não estão reunidas as condições para se cumprir o Regulamento. Não há espaço no calendário a não ser no dia 23 ou 26 mas os jogadores vão de férias de Natal. As datas que restam é a de 16 e a de 23 de Janeiro.»
Estamos perante uma mentira! Há espaço! Rui Santos quer enganar-nos ou mostra-se ignorante, que num programa de dissertação (homilia) vai dar ao mesmo! O FC Porto pode jogar, cumprindo-se o Regulamento em 2 de Janeiro, uma quarta-feira. Dia 2 é antes de 14 (prazo limite das 4 semanas). É este o dia em que devia ser jogado o jogo da vergonha de 14 de Dezembro. O FC Porto joga a 30 (domingo) e depois só no outro domingo (6 de Janeiro). Pode jogar a 2 (quarta-feira) ou a 3 (quinta-feira). Pode mas não quer. E o Vitória de Setúbal? É uma marionete nas mãos dos portistas! Porque não quer o FCP o jogo a 2 ou 3 mas apenas a 23? Para jogá-lo depois do Clássico com o Benfica! Tem toda a vantagem. Menos desgaste, pois em terrenos pesados no Inverno, 90 minutos desgastam “mais” que em terrenos secos. Diminuição das probabilidades de lesões ou castigos antes do Clássico. Menor desgaste em viagens. Acautelar o resultado. A vitória em Setúbal está certa (é o jogo oficial mais amigável que há em Portugal), resta saber por quantos. E para isso jogar depois do Clássico só trás vantagens. Oh! Rui Santos deixa de enganar os telespectadores! Ou no teu calendário a primeira semana de Janeiro não conta!?

JOGOS POR COMPETIÇÃO ATÉ MEADOS DE MARÇO DE 2013
Dia
Jorn
SL Benfica
Dif
FC Porto
Adversário
S
Res
Adversário
S
Res
19/12
TL (1.ªJ)
SC Olhanense
F

--
CD Nacional
F

23/12
Paragem para comemorar o Natal
26/12
30/12
TL (2.ªJ)
Moreirense FC
F

--
GD Estoril-Praia
F

02/01
TP (1/8)
CD Aves
C

--
-----------------
--
------
06/01
13.ª CN
GD Estoril-Praia
F


CD Nacional
C

09/01
TL (3.ªJ)
Ass. Ac. Coimbra
C

--
Vitória FC Setúbal
C

13/01
14.ª CN
FC PORTO
C


SL BENFICA
F

16/01
TP (1/4)
?
?

--
------------------
--
------
20/01
15.ª CN
Moreirense FC
F


FC Paços Ferreira
C

23/01





12.ª J//Vitória FC
“F”

27/01
16.ª CN
SC Braga
F


Gil Vicente FC
C

30/01
TP (1/2)
?
?

--
------------------
--
------
03/02
17.ª CN
Vitória FC (Set.)
C


Vitória SC Guimar.
F

06/02








10/02
18.ª CN
CD Nacional
F


SC Olhanense
C

14/02
LE(1/16)
?
F

--



17/02
19.ª CN
Ass. Aca. Coimbra
C


SC Beira-Mar
F

21/02
LE(1/16)
?
C

--
LC (1/8)
C

24/02
20.ª CN
FC Paços Ferreira
C


Rio Ave FC
C

27/02
1/2.F TL
?
F

--
?
C

03/03
21.ª CN
SC Beira-Mar
F


Sporting CP
F

07/03
LE(1/8)
?
?

--



10/03
22.ª CN
Gil Vicente FC
C


GD Estoril-Praia
C

14/03
LE(1/8)
?
?

--
LC (1/8)
F

17/03
23.ª CN
Vitória SC Guimar.
F


CS Marítimo
F





NOTA3 (às 02:33): A mentira tantas vezes repetida e nunca desmentida pelos jornalistas do presidente do Sporting CP. Godinho Lopes voltou a fazer a seguinte afirmação: «Estamos a seis pontos da Europa, onde o Sporting sempre esteve! Não sei se sabe que é o único clube nacional que desde que entrou na Europa sempre esteve. Outros entraram e saíram!»
Ele diz esta mentira (e já não é a primeira nem a segunda vez), e os quatro momos do programa nada dizem, em particular dois que têm mais responsabilidades por que sendo jornalistas (João Gobern e Hugo Gilberto) têm obrigação de saber e de esclarecer. O SCP na temporada de 1976/77 (já para não falar de 1956/57, 1957/58, 1959/60 e 1960/61) não participou em qualquer uma (e havia três) competições da UEFA, depois do 5.º lugar no campeonato e eliminados nas meias-finais da Taça de Portugal em 1975/76. Parem com as mentiras! Já chega de andar a enganar as pessoas!

           As participações na UEFA do Sporting entre 1955/56 e 1988/89






1 comentários
comentários
  1. Adorei o F entre aspas. Eu vivo nessa cidade e estou 100% de acordo com o caro amigo.
    Já agora pode acrescentar que na Liga Europa vamos jogar primeiro na casa do adversário e na taça da liga, caso cheguemos à meia-final, vamos jogar também na casa do adversário, que virá do grupo do Sp.Braga.

    Abraços Gloriosos

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail