A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

05/03/2012

Substituição de Jorge Jesus

05/03/2012 + 16 Comentários
OPINIÃO

Record, domingo, 4 de Março de 2012 (página 9)

A resposta acima transcrita – e que os outros jornalecos ignoraram – da conferência de imprensa do Zé Mota, apesar de estar aligeirada (em relação a tudo o que o Zé ex-do-Boné disse) ilustra muito bem o tipo de personalidade dos actuais treinadores das I e II Ligas do “Futeluso”.

Se não fazes parte do grupo estás f... “lixado”
O Zé não perdeu a oportunidade para vergastar um Sá Pinto(zeco) que ainda não tem estatuto – ao contrário do Choramingos. É que este, apesar de ser dos mais conceituados dentro do grupo, valoriza os restantes enquanto adversários com aquelas afirmações labregas que todos conhecemos: o adversário é uma equipa bem orientada, que coloca dificuldades, que tem nuances interessantes, que joga tacticamente a um nível elevado, que isto, aquilo e o outro. Entre todos sobressai Jorge Jesus (que é dos mais burgessos) com tiradas do tipo – os treinadores portugueses são os melhores do mundo… e arredores (acrescento eu). Para a ralé dos treinadores tugas ter um português, num clube do topo, a elogiá-los (e valorizá-los) é um êxtase. Ridículo? Pois… mas “eles” vivem de e disso!

Pessoas muito mal formadas
Os treinadores portugueses mais “conceituados” – os que estão mais tempo no activo, nas últimas 3 ou 4 épocas – são do piorio que existe no futebol português. São traiçoeiros, cobardes, manipuladores, reles e arrivistas. Mesmo abaixo do nível de muitos futebolistas e até de grande parte dos dirigentes, que como todos nós sabemos, são intelectualmente “labregos”.

Gente rasca
Os treinadores portugueses, tal como os árbitros, têm grande rivalidade entre eles, só que o fazem internamente, dentro da “classe”. Para o exterior funcionam - dão uma imagem - em “bloco” para se protegerem. Encobrem a mediocridade individual com a força do grupo. Instinto natural de protecção. Os treinadores portugueses – tal como os árbitros e dirigentes - são gente de nível intelectual medíocre e categoria pessoal muito baixa, mas que sabem (e bem) sobreviver e enriquecer num mundo onde há muita paixão e irracionalidade.

O senhor que se segue
Quando Jorge Jesus sair (e vai sair a mal) é preciso cautelas redobradas, pois poucos treinadores servem para lhe suceder. Ele é uma espécie de mal menor. E há poucos porquê?

1.     Os melhores treinadores, ou são estrangeiros ou é o José Mourinho, aos quais o Benfica não tem acesso, por questões financeiras e porque eles nunca quereriam trabalhar numa piolheira como o “Futeluso”;

2. Os bons treinadores estrangeiros, que aceitariam treinar o Benfica, nunca teriam hipóteses em Portugal, porque os treinadores portugueses depressa lhe “fariam a cama”. Se foi assim com os últimos (anos 90 e primeira década do século XXI) quando o nível dos treinadores a trabalhar em Portugal até era mais elevado do que hoje, então na actualidade seria um suicídio;

3.    Quanto aos portugueses, a maior parte está controlada pelo FC Porto através do professor universitário José Neto do ISMAI (Instituto Superior da Maia). Para ter sucesso no “Futeluso” é necessário ser subserviente ao Fruta Corrupção e Putedo e ter a “bênção” do José Neto, formatador dos medíocres treinadores portugueses;

4.    Resta Paulo Bento. Onde nós (Benfica e Portugal) chegámos!  

Para melhor está bem! Para pior já basta assim!

Alberto Miguéns

NOTA:

Se tivesses vergonha e fosses honesto mudavas de profissão.


A Bola 19 de Dezembro de 2011
ENGOLE!

16 comentários
comentários
  1. RUI VITÓRIA A TREINADOR !!!!
    ------------

    A BOLHA onde escreve este ranhoso Freitas, está feita numa sanita, onde defecam os escribas androides

    ResponderEliminar
  2. Em caso de substituição(vai sair e a mal????)eu apostava no Paulo Benro.Quem consegui pôr o Sporting sempre á frente do Benfica e ter sido quase campeão com "aquelas" equipas, para além das taças e supertaças-o sporting ganhou mais titulos que o Benfica com PB,só pode ter valor.Para além disso, algo que valorizo muito:um homem vertical, que defende os seus até á morte, nem que tenha de castigar a "estrela" da equipa.Com ele nunca teriamos uma desculpabilização como a que o JJ fez ao Carniceiro de Leninegrado!!Pode não ser o mestre da tactica mas será um mestre a gerir seres humanos.
    Saudações caro Alberto, permita que o trate assim, sinto-me sempre mais acompanhado no meu benfiquismo quando aqui venho.Mas deixo uma questão-para onde caminhamos com este status quo dentro e fora do Glorioso?
    saudações benfiquistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista

      Acredito que como clube democrático(com candidaturas plurais e eleições livres) e demográfico (muitos simpatizantes e associados) vamos conseguir regressar ao lugar que merecemos pelo amor que temos ao clube). Somos incomparáveis - em qualidade e quantidade - em relação aos andróides.

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Ó Miguéns... hoje não percebi o alcance da coisa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Carlos Alberto

      Se não percebeu foi porque eu não me fiz entender. Culpa própria.Peço desculpa. Como não consigo "traduzir" o meu texto, deixo-lhe o que me fez escrevê-lo:

      1. Há muita indignação entre os Benfiquistas, acerca do JJ;
      2. O JJ não vai ser eternamente o treinador do "Glorioso";
      3. Um dia - num futuro próximo ou longínquo, não sou bruxo - vai ser substituído;
      4. Quando isso ocorrer, que haja cuidado (pés assentes no chão)para não ficarmos... pior.

      Obrigado pelo interesse pelo EDB

      Viva o BENFICA

      Alberto Miguéns
      4.

      Eliminar
  4. Eu também voto no Rui Vitória. Certamente apostaria mais nos portugueses e também nos jovens, como fez muito bem no Paços de Ferreira. E ainda por cima o homem é benfiquista.

    ResponderEliminar
  5. Antes de mais, os meus cumprimentos.

    Já o afirmei, caso falhemos o campeonato, teremos que substituir o Jorge Jesus, que é um grande treinador mas vamos precisar de ar fresco e motivação tanto dos adeptos como dos próprios jogadores.

    Rui Vitória é o meu preferido, mas é certo que dado o seu estatuto, à primeira derrota seria posto em causa.

    Uma segunda opção, mais improvável e irrealista seria um italiano do calibre de Marcelo Lippi ou Fábio Capello, raposas com muitos anos disto e tacticamente consistentes. Gostaria de ver os Motas desta vida a passar-lhes a perna.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo5/3/12 02:55

    finalmente foi preciso cheagr a essa hora pa ler uma opiniao igula a minha os treinadores portugueses sao horrorosos reles e rafeiros eu corria ja com o jj se fosse presidente do benfica jj e um mentecapto sem categoria nenhuma e o unico treinador portugues bom e o paulo bento sem medo dos tripeiros o unico treinador portugues sem medo dos tripeiros agora os melhores treinadores do mundo sao os estrangeiros claro menos os portugues sem duvida odeio patriotismos bacocos treinador italiano a trap porke nao o mancini o benitez ou algum da escola holandesa tipo adriennse nao o proprio mas outro e o otmar hitfielz ke ganhou tudo como treinador enfim kem nao arrisca nao petisca ou o otto rehagel pelo menos sabe ganhar a portugal epa mas tudo menos treinadores brasileiros tambem

    ResponderEliminar
  7. Anónimo5/3/12 03:14

    Quando o JJ for substituído no final da época, espero que o seja por um treinador estrangeiro. Treinadores portugueses só há um com qualidade, chama-se José Mourinho e não temos hipótese de o ter cá.

    O meu preferido era o Hiddink, mas como ele é impossível, era capaz de apostar num Raijkaar. Que apesar de tudo é incomparavelmente superior ao medíocre que lá temos agora.

    ResponderEliminar
  8. Caro Miguens: estou em total desacordo consigo. O problema não é o treinador. Coloquem o treinador que quiserem e do outro lado o roupeiro do FCP que a probablidade do roupeiro ser campeão é maioritaria... E este é o problema, logo deixem estar o JJ e concentrem-se na resolução do problema...O problema tb não é o FDP do Proença, são a totalidade dos arbitos em Portugal, logo o problema só se resolve com arbitros estrangeiros...è necessária uma mudança ao nivel da direcção e neste caso ou LFV MUDA OU OS SOCIOS DO SLB MUDAM DE LFV, ou de Presidência melhor dito... Conforme tenho dito LFV deixou de ter qq possibilidade de assinar contrato com a OLIVEDOSPORCOS, visto que isso era a sua sentença de morte...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro consócio

      Eu não escrevo uma única vez que o JJ deve sair. O que eu escrevo (e digo) é que quando o JJ sair (amanhã, em Maio, em 2013,14, quando for) deve haver mais "preocupações" e reflexão do que é habitual.

      Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  9. Jonny8Forever5/3/12 14:19

    Eu sei ver as falhas do Jorge Jesus, mas como é que é possivel falar-se na sua substituição quando ele acabou de mostrar o melhor futebol praticado na liga portuguesa? E boas performances europeias? Sim eu quero é títulos mas o primeiro passo para isso (se excluirmos as particularidades do Futeluso) é manter um treinador competente e que deu provas disso, não é voltar às experiências. O Trapatoni foi campeão, a equipa não jogava um terço do que esta joga e o "terceiro anel" fez-lhe mau ambiente, o JJ foi campeão, fez e ainda faz a equipa jogar à Benfica e mal as coisas correm mal, lá volta o "terceiro anel" a dramatizar. Eu nem quero ir buscar o exemplo do Wenger que não ganha nada há muito muito tempo. Se calhar se viesse para cá o Wenger, ao segundo ano nem durava 3 meses. Vamos a pensar bem nas coisas e ganhar amanhã, nem que seja a jogar mal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista

      Que o JJ fique muitos anos... a ganhar. Há algum Benfiquista que não queira!?

      Qual a margem de insucessos para um treinador do Benfica? Conquistar um CN todos os anos, ano sim/ano não, de três em três anos, etc.?

      Se os Benfiquistas que nos antecederam não fossem exigentes, não se disponibilizassem para auxiliar o Clube e não assumissem a grandeza, pode crer que o Benfica não tinha 32 CN, 27 TP, 2 TCCE, 1 TL, por exemplo.

      Viva o "Glorioso"

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  10. FranciscoB5/3/12 18:06

    É o "Boné Dourado"... e a "Caneta Dourada"...

    ResponderEliminar
  11. Anónimo5/3/12 19:47

    Amigo Miguéns, sou um grande apoiante de JJ, mas acima de tudo sou, tal como o senhor, um benfiquista. Quero que o Benfica ganhe com qualquer treinador, mas acho que JJ está no sítio certo e ainda vamos ganhar muita coisa com ele.

    P.S. - Rui Vitória ?? Anda tudo maluco ou são masoquistas ?? Leiam por favor as palavras do Sr Alberto Miguéns (por altura do PF 1-5 SLB da época passada) neste mesmo site e abram os olhos de uma vez por todas.

    P.P.S. - temos um excelente treinador, apoiem-no.

    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
  12. Caro Miguéns, não se esqueça de incluir no grupo dos não subservientes e que até têm capacidades o José Peseiro.

    Saiu a mal do Sporting por manobras de bastidores de alguém que hoje almejou um quase sucesso e neste momento tem feito uma carreira estável em "low profile"

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail