A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

05/08/2011

CARTA ABERTA ÀS DIANAS E IGNORANTES

05/08/2011 + 21 Comentários
                  CARTA ABERTA ÀS DIANAS E IGNORANTES




Cara Diana Maia:



 Começo por registar a forma elegante, mas também imprecisa e ignorante,além da não compreensão de se apresentar o assunto neste Blogue.Retenho uma frase sua importante: -Eu desconheço a história,apenas me baseio naquilo que vou "ouvindo"...é um assunto menor...por iso não dou importância.

E de tão impreciso,ficou-se por um comentário de cultura vegetativa, sobre este tema. A noticia surge num jornal de Lisboa, "O Diário Ilustrado" e não no Jornal de Notícias, no dia 28 de Setembro de 1893 e trata-se de um repto lançado ao Clube Lisbonense, que mais não é que uma selecção lisboeta dos melhores praticantes do futebol naquela época.Era assim que os poucos e desorganizados grupos de praticantes, marcavam as pelejas desportivas. Ora, pense um bocadinho e responda se for capaz. Então um jornal de Lisboa anuncia a fundação de um clube no Porto e a data de fundação é no dia da própria notícia? A fundação foi de manhã e o jornal saiu à tarde? Avisaram por telefone: Fomos fundados à bocadinho, publiquem lá isso!Avisaram por SMS? Pela NET?
Mesmo assim seria impossivel,porque o "Diário Ilustrado" era matutino, o que mudaria a data da fundação,pelo menos para o dia anterior. Ridiculo!
Se a notícia fosse, do dia 28 a dizer: - Fundou-se no passado dia tal, um clube... ainda se podia engolir, mas no mesmo dia ,num jornal de outra cidade a 300Km, em 1893?
Então e não há noticia em nenhum jornal do Porto?
Claro que não há. E pode procurar,porque não encontrará.E sabe porquê? Porque naquela altura era assim que os grupos, geralmente expontâneos, praticantes da modalidade se desafiavam. Por isso publicavam o "desafio" no jornal das cidades, que tinham praticantes. foi assim que nasceu a expressão " Desafio de Futebol". E durante esse tempo, encontrará nos jornais da cidade do porto, desafios lançados pelo Ocriket Clube do Porto e do Velo Clube do Porto, onde António Nicolau de Almeida praticava remo, ténis e o jogo do pau. Clube de que sempre foi sócio até morrer em 1948. Nas duas histórias escritas por Rodrigues Teles, aparecem cartões de sócios, desde 1906, com o timbre da data de fundação, 2 de Agosto desse mesmo ano e cartões de fundadores, mas do Sr. Almeida, nem referência, quanto mais o cartão.

Motivado por esse desafio lançado num jornal da capital,realizou-se esse jogo sim, em 1894, com a presença do Rei D. Carlos e da Rainha D.Amélia, jogo entre praticantes de vários grupos das duas cidades, tendo os de Lisboa jogado com as cores com que até hoje jogam as selecções regionais (triângulos brancos e pretos) e os do Porto todos de branco.Tratou-se,sim de um jogo de selecções das duas cidades, que os "alfacinhas" venceram.
Não jogou nenhum futebol clube do porto,porque não existia e a equipa nortenha foi composta por jogadores do Velo e do Ocriket, a lisboeta, por jogadores do Carcavelos,Lisbonenese e Cruz-Quebrada. (Em Setembro, dia do embuste de 28,publicaremos documentos da época com a formação das equipas).

Mas, se o seu desconhecimento histórico, sobre assuntos do seu clube é atroz, em relação ao Benfica é,isto sim um destilar de idiotice e de "ouvir" falar. Falar mentiras convenientes e que visam as novas gerações, porque os mais velhos...chapéu.

Nasceu com o nome Sport Lisboa a 28 de Fevereiro de 1904,e aglutinou-se com o Grupo Sport Benfica, em 13 de Setembro de 1908,acrescentando ao nome Benfica, daí o nome Sport Lisboa e Benfica. (chama a isto um nome bem diferente?)

Muitos destes homens eram sócios de um de outro, por isso a vontade lógica de se aglutinarem. Mas, as cores do Sport Lisboa, o seu símbolo maior a Águia, bem como a comemoração da data de fundação, nunca sofreram, nem nunca foi hipótese sofrerem alteração. Ou seja o grupo Sport Benfica não reclamou nenhuma data de fusão, aceitou (pois se eram quase todos os mesmos) tudo o que já estava estabelecido pelo Sport Lisboa, juntando apenas ao emblema a roda de bicicleta que era o seu emblema.

Mas, como sabe, a data verdadeira de fundação do seu clube, tal como do meu, tem uma acta, como qualquer reunião que visa o princípio associativo seja desportiva, cultural ou de outra qualquer natureza. Na "astuciosa e nada inocente" data falsa, inventada há 21 anos, não existe acta, apenas uma notícia de interpretação provadamente desvirtuada, de um jornal, imagine-se "Mouro". " O Diário Ilustrado". Que ironia! E se é uma "reactivação" como defendem, porque razão não é feita nenhuma referência ao facto, aquando dessa mesma "reactivação", na acta de 1906? Já lá não estava ninguém de 1893? Ninguém faz um agradecimento ao pretenso fundador? Ninguém lamenta a sua ausência?

Será possível  que achem que enganam quem pensa? Não, mas sabem que enganam os que falam de "ouvir dizer" e a exemplo de outras mentiras e aleivosias, vão repetindo falsidades e fazendo encenações, até se instalarem como verdades.
E porque motivo, tendo o emblema do seu clube sido, desde 1906 uma bola de futebol ( a bola que Monteiro da Costa trouxe de Inglaterra) e apenas em 1922, por ideia de um ex-jogador (Simplício) terem sobreposto as armas da cidade do Porto, só em 1985 se lembraram de se intitular "dragões"? Não tinham visto bem as armas da cidade? Gostava que me arranjassem uma referência a "dragões", referentes ao clube, antes de 1984. Na comunicação social ou qualquer documento oficial do clube. Não arranjam.
Não há. Ainda irão dizer que é uma expressão,"recuperada de uma digressão à China, em 1873, vinte anos antes da falsa fundação.

Quanto às preocupações da data da fundação do seu clube, é outro equivoco seu. Não é uma preocupação com o facto em si,é uma preocupação com a verdade, com a lisura, com a verticalidade de caracter. Saberão o que é? Nós sabemos que os dirigentes, que num país sério já não o seriam, não sabem. Por isso é uma preocupação e vigilância, com as aldrabices, as corrupções, a veniaga ,os tráficos de influência provados e comprovados, para os quais, não tem argumentos para negar, restando-lhe "apenas", o laxismo de um país, onde as provas, por maiores que sejam, por mais que se vejam e ouçam, são atiradas para o limbo dos pecados, que passam impunes e revoltam todos os que estão à mercê de gentalha sem coluna vertebral. E não falo só de futebol. Vivemos num país onde a "justiça" é forte com os fracos e frouxa e impotente com os poderosos.

Quanto aos anos 60, investigue, com a mesma seriedade com que nós investigamos a história dos clubes portugueses desde o nascimento até hoje. Investigue os anos 10,20,30,40,50,60,70,80 até hoje. Vai ver que não faltam motivos e acontecimentos para fazer do Benfica o Maior e Melhor clube português. No plano desportivo, social, cultural, ético e humano.
Aproveite para encontrar  fotos e outros documentos e ver como é fácil desmontar mais uma das "estratégicamente pensadas" mentiras, quando vir muitos dos seus presidentes à volta de Salazar, em apoio politico, não em eventos desportivos (Angelo César, Cesário Bonito, Pires de Lima, Urgel Horta) mas, no governo, na assembleia, em artigos de jornal e na PIDE.(Garanto-lhe que não encontra nem um dos presidentes do Benfica). É que felizmente já havia fotografias e filmes, ao contrário de 1893 onde nem telemóveis, nem Net, para dar "noticias de fundações de clubes" no próprio dia da dita "fundação".
A ignorância, é sempre arrogante e atrevida e essa sim, consegue, mesmo sem provas ou base cientifica , destilar, idiotices. Mas ignorância, não é crime. Crime é teimar em querer ser ignorante. Espero, sinceramente que não seja o caso.

Em 28 de Setembro, voltaremos a falar sobre o embuste da falsa fundação, mostrando os documentos referentes ao assunto.
Mas, azar dos azares, serão documentos de histórias oficiais do Futebol Clube do Porto, que o seu Presidente, silenciosa e astutamente mandou tirar de circulação. A chatice é que existe uma Biblioteca Nacional e um Alberto Miguéns que ajudado por António Melo criaram este Blogue, que não vos deixa outra alternativa, senão insultar (não foi o caso da Diana), porque argumentos que é bom, NÃO TÊM.
Também com um sorriso nos lábios se toleram os dislates de quem fala sem saber, e com base nas mentiras que lhe interessam.
Cara Diana, espero que nos visite a 28 de Setembro, mantendo o nivel. Se o conseguir será certamente uma nota diferente e positiva, no universo dos adeptos do seu clube....Bem haja

P.S. Para melhor compreensão do texto, ler o comentário ao trabalho "QUEM RENEGA OS SEUS"
Calorosas saudações benfiquistas
                                                                      António Melo
                                                                           

21 comentários
comentários
  1. Anónimo5/8/11 10:49

    CLAP, CLAP, CLAP, + 3 vénias

    ResponderEliminar
  2. Anónimo5/8/11 12:17

    Simplesmente fabuloso. Quer pelo conteúdo,quer pela linguagem e essencialmente pelos argumentos documentados.
    Uma delícia este tipo de escrita.
    Parabéns e continue o bom trabalho na defesa do Glorioso e na defesa da verdade.

    SLB4ever Braga/Famalicão.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo5/8/11 14:05

    Ora bem!!!
    Um alfacinha que nunca passou da Amadora, que não faz a mínima idéia de onde fica Campanhã ou Massarelos, nem sequer sabe quem foi o arquitecto que projectou a Ponte Dom Luís, com mania que sabe mais da vida do clube com mais títulos em Portugal que os próprios portuenses.

    Quando fizer pesquisa, faça à sério, com isenção, para que fico tudo devidamente esclarecido, e não uma pesquisa onde vários dados históricos foram devidamente omitidos, dados estes que comprovam a verdade de 1893.

    Um clube fundado numa farmácia tem mesmo a ver, já que Nuno Assis e mais 3 atletas das modalidades lampiónicas foram pegos no dopping ao largo dos anos.

    Professor de História João Ribeiro Tomás ao seu dispor para qualquer dúvida.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo5/8/11 14:12

    Não vejo qualquer menção ao portuense Jornal do Commercio, um dos mais antigos do país e da Europa, que data bem antes de 1893.

    Se calhar, não havia interesse em descobrir lá alguma coisa que desmentisse o imenso post que deve ter levado dias a fazer.

    Prof. João Ribeiro Tomás.

    ResponderEliminar
  5. Grande António Melo, fantástico post, apenas com factos e chamando os bois pelos nomes. É de pessoas assim que eu gosto. Um grande abraço benfiquista.

    ResponderEliminar
  6. António Barreto5/8/11 21:16

    Pois É: A cara Diana, tal como a maioria dos adeptos do FCP, anda enganada, mas, aposto que gosta!

    ResponderEliminar
  7. Boas noites, caríssimos,

    Srs. António de Melo e Alberto Miguéis.

    Mais uma bomba. E das grandes. Isto sim e fogo que arde...

    E, com uma profunda emoção e alegria, que com ao ler este texto didáctico se pode dizer que foi escrito para ser lido e relido por qualquer catedrático do mundo, vocês merecem um Nobel, vocês são inigualáveis servidores da verdade desportiva em Portugal, por isso mesmo me curvo perante as vossas pessoas
    obrigada... A ambos pois pelo vosso esforço e dedicação...

    Muito obrigada e continuem a grande aventura de dizer sempre a verdade mesmo que doa a quem doer.


    Viva o S.L.Benficaaaaaaaaaaaaa Sempre

    ResponderEliminar
  8. Anónimo6/8/11 15:34

    Já foste pesquisar ao jornal commercio do porto?
    não??
    eu sabia!!!

    prof de história.

    ResponderEliminar
  9. Meu caro, António

    Tanta cera gasta com tão ruim defunto ...!

    Gabo-lhe a pachorra.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo7/8/11 23:33

    Porra, que enorme patada na andrade.
    Enorme texto, enorme blog.
    Saudações Benfiquistas!

    ResponderEliminar
  11. Para o historiador de "estorias", segue copia do DL que deu ao seu clube, em 1928, o estatuto de "Instituiçao de Utilidade Publica, muito antes de qualquer outro clube em Portugal, em virtude dos "excelentes contactos" entre os seus dirigentes fascistas e os dirigentes fascistas do pais de entao. O Benfica, Sporting e Belenenses so o foram em 1960!!


    "Cópia do Dec/Lei de 13/3/1928
    MINISTÉRIO DA INSTRUÇÃO PUBLICA
    Secretaria Geral

    Considerando que o Foot-Ball Club do Pôrto, fundado em 1906, com sede no Pôrto, tem prestado relevantes serviçõs à causa da educação física;
    Considerando que o mesmo Foot-Ball Club do Pôrto tem vivido e continua vivendo sem que tenha carácter de exploração comercial ou industrial, estando, portanto, ao abrigo das disposições a lei nº 1:290, de 15 de Julho de 1922;

    Considerando a conveniência reconhecida pelo Estado, de dar às instituições com tais características todo o apoio, a fim de lhes facilitar o desempenho da sua patriótica missão:

    Hei por bem decretar, sob propostra dos Ministros da Finanças e da Instrução Pública, e nos termos da referida lei nº 1:290, que seja considerada instituição de utilidade pública o Foot-Ball Club do Porto, podendo assim gozar de todos os benefícios que a legislação em vigor confere a tais intituições e muito especialmente os que consigna a lei nº 1:728 de 5 de Janeiro de 1925.

    Os Ministros das Finanças e da Instrução Pública assim o tenham entendido e façam executar. Paçoes do Governo da República, 13 de Março de 1928 – ANTÓNIO ÓSCAR FRAGOSO CARMONA – Manuel Rodrigues Junior – José Alfredo Mendes de Magalhães".


    Nao me diga que isto e inventado, falso ou foi feito por alguem que nao conhece a "anatomia" da cidade do Porto.

    "Professor e historiador da mula russa" e o que e o senhor.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo9/8/11 20:59

    Oh Prof. João Tomás, então mostre lá a "notícia" do "Comércio do Porto" de 28 de Setembro de 1893. Para Prof. de "história(s)" deve ser fácil encontrar tal documento, e já agora mande publicar como adenda à própria história reinventada em 88 pelo seu clube, porque até nessa, a única digitalização da tal notícia é a do "Diário Ilustrado" de Lisboa.
    Quanto adiscorrer sobre os meus conhecimentos sobre a geografia da cidade do Porto é uma trivialidade bacoca, porque você nem me conhece.
    Quando há ponte D. Luís, aproveite os parafusos que caiem diáriamente, como nas várias obras de Teófilo Seyrig e ponha pelo menos um na cabeça. Beba chá para ao menos passar por gente educada e deixe a prosápia de "professor" e de "catedrático".
    Não confunda portuenses com portistas, os tais que com tanta "pesquisa", ignoraram a história pesquisada e escrita por um historiador a sério , o portista Rodrigues Teles, que é bem claro sobre a verdadeira fundação do clube.
    Quando vocês negam as próprias escutas e o seu conteúdo, está tudo dito.
    Vá fazendo a sua pesquisa caro "Prof", mostre documentos dos tais factos que diz termos omitido e espere por dia 28 de Setembro para ver a nossa pesquisa, que está feita há muito e escalpelizada com documentos, rigor,honra e a verticalidade, que dúvido, agora, após o seus 3 posts, seja capaz de ter.

    Se não encontrar nenhum aproveite um parafuso da Ponte D. Maria.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo9/8/11 23:37

    Eh pá, este blog está a ficar fantástico. Até já atrai profs de Massarelos com parafusos a menos!

    Doutor Miguel Vilhena, PhD VTF (prof)

    ResponderEliminar
  14. Que a data de fundação do Futebol Clube do Porto levanta dúvidas é para mim, como adepto Portista, ponto assente. O ano real deveria ser 1906, o ano da criação do nome do clube.

    No entanto o do SL Benfica também não fica isento de dúvidas e questões. Meus caros, quer queiram quer não e se quiserem ser coerentes com o que afirmam em relação ao FC Porto, a data de fundação deveria ser 1908 a data real de criação do clube com nome Sport Lisboa e Benfica.

    Se o clube surge da junção de outros dois grupos, porquê escolher a data de fundação do mais antigo ? O clube criado em 1908 surge da junção de dois grupos, o emblema é modificado, o nome é modificado, o universo de sócios é modificado, são acrescentadas novas modalidades, ou seja é um novo clube para todos os efeitos.

    ResponderEliminar
  15. Comentário interessante (e pertinente)que faz sentido.

    Só que aquando da junção foram estabelecidas nove normas e na n.º 2 ficou acordado que "Os dois grupos de sport não perderão a sua individualidade, passando a denominar-se SPORT LISBOA E BEMFICA"

    Por isso sempre se comemoraram os aniversários referentes ao clube SPORT LISBOA que cedeu TODOS os futebolistas, as cores VERMELHO E BRANCO e o principal do emblema ESCUDO, LEGENDA e SÍMBOLO ÁGUIA. Em 1909 comemoraram o 5.º aniversário e assim sucessivamente até hoje. Nunca ninguém se atreveu a alterar uma norma instituída em 13 de Setembro de 1908. Nunca ninguém, no Benfica, quis fazer revisionismo histórico.Eles decidiram em 1908, concordando-se ou não ficou (para sempre) decidido.

    Aliás, em 13 de Setembro de 2011, neste EDB vamos colocar documentos de 13 de Setembro de 1908 que ilustram o que se decidiu há 103 anos.Para que não haja dúvidas.

    NOTA: Nesse dia 13 de Setembro de 2011, completa-se o 10.º aniversário da estreia do Futsal. Já temos duas efemérides a evocar no EDB.

    Obrigado

    Alberto Miguéns

    ResponderEliminar
  16. Diana Maia28/9/11 14:31

    É com imenso lisonjeio e alguma graça que reparo, ao cabo de quase 2 meses, que tive direito a um post a mim dedicado. Peço desculpa, mas tenho mais que fazer da minha vida do que consultar as vossas "teorias" caros "amigos". Daí que, apenas hoje e por coincidência através de um amigo benfiquista tenha sido chamada à atenção do perfeito "altar" que me foi aqui erguido. Ele coitado, pensando que isso me iria afectar quase demarcou a bandeira despregada este post, que com muito gosto e piadola li de fio a pavio.

    Nada mais digo do que isto: é absolutamente sintomática esta obsessão quase doentia e convenientemente enviesada por tudo o que se possa "pegar" relativamente ao FCPorto, com uma selectividade argumentativa e de opinião que já nem me choca vinda da facção de onde vem.
    Sendo que essa obsessão da data de fundação não é por mim partilhada relativamente ao seu clube (e reitero que não sei, nem estou interessada em saber concretamente o porquê de assumirem a data de fundação de um clube que nem o mesmo nome tinha), não entendo estas mesquinhices como nada mais que ódio gratuito e com um motivo perfeitamente identificado: o FCPorto ganha muito cá dentro e no estrangeiro e isso deixa muita gente com a garganta arranhada.

    Para um bloque com a denominação "Em defesa do benfica", acho que mereciam um nível um pouco mais elevado acima do anti-portismo pré-histórico. Mas enfim, isto é como tudo e apenas emito a minha opinião que aqui estou consciente de que servirá de muito pouco.

    Agradeço mais uma vez toda a atenção despendida sobre a minha pessoa e prometo que amiúde tentarei arranjar tempo para me rir um bocadinho em vossa companhia que é sempre relaxante. Cumprimentos

    ResponderEliminar
  17. Caro Jorge,

    As coisas não acontecem por acaso. Ninguém acorda em 2010 a dizer como foram as coisas em 1900 sem ligar ao contexto do último ano.

    Como diz Alberto Miguéns, o que importa é o que ficou decidido em 1908.

    "Se o clube surge da junção de outros dois grupos, porquê escolher a data de fundação do mais antigo ? "

    > Belém e Casa Pia têm um papel fundamental no desenvolvimento do futebol em Portugal.
    O Sport Lisboa era a equipa de futebol, já com bastante prestígio na cidade e arredores. Sobretudo depois de baterem o Carcavelos, em Fevereiro de 1907, então a melhor equipa em Portugal e invencível no século XX, e que estará na origem popular do adjectivo "glorioso". Cosme Damião e amigos jamais deixariam cair o clube que tanto lhes custou a levantar. Ficou o motto, as cores do equipamento, o símbolo, etc. Ficaram as raízes do clube.

    "O clube criado em 1908 surge da junção de dois grupos, o emblema é modificado, o nome é modificado, o universo de sócios é modificado,

    > A palavra correcta é acrescentado.
    Foi acrescentado ao Sport Lisboa diversas componentes do GS Benfica.
    Aliás (e é precisamente neste ponto que faz toda a diferença), o clube continuou a ser popularmente conhecido e chamado de Sport Lisboa durante muito muito tempo. O jornal do clube, as casas e delegações, foram todas chamadas de Sport Lisboa. É que o Sport Lisboa era um dos muitos clubes casapianos de Belém, mas acima de tudo era um clube que queria manter a sua origem e dar conta de ter conseguido sobreviver. As raízes dos clubes é que criam as suas diferenças, e um grupo desportivo conseguir sobreviver (no SLB e em todos os outros, salvo as diferenças) concede-lhes aquelas palavras e adjectivos que faz com que as pessoas gostem ora de um ora ou de outro.

    Também em finais dessa década, há notícias de celebração dos 5º e 6ºs aniversários do clube, não do primeiros ou segundos.

    A partir do momento em que o SLB começa a perder as suas origens de Belém, e começa a subir literalmente por Lisboa, Sete Rios, Benfica, Amoreiras, Campo Grande, e sobretudo com a criação do Belenenses nos anos 1920 (que é fundamentalmente uma cisão pró-Belém dentro do SLB)o Sport Lisboa clube começa a cair em favor do Benfica clube. Portanto podemos dizer o SLB é um clube 2 em 1.

    " são acrescentadas novas modalidades, ou seja é um novo clube para todos os efeitos."

    > O eclectismo faz parte do desporto em Portugal no início do século XX. Um futebolista era atleta, ciclista, nadador, etc. Até podia ser esgrimista. Mas é claro que o clube de futebol era a jóia da coroa.
    Não é um "novo" clube. É um clube "melhorado".


    Esta resposta vale também para a Diana Maia.
    "porquê de assumirem a data de fundação de um clube que nem o mesmo nome tinha"

    Viva o Sport Lisboa. É que o Sport Lisboa é o futebol, o Benfica é a "base".

    Faz lembrar de certa forma o Real Madrid.
    Ah, pois, quando foi fundado em 1902 chama-se Madrid Football Club, e no seu símbolo não tinha coroa nenhuma. "Acrescentaram-na". No entanto, a equipa de futebol manteve-se... o mesmo aconteceu com o SL. Manteve tudo... Acrescentou um nome. Acrescentou um símbolo.

    Não vislumbro outras alterações de fundo. É que não as há.

    O que faz comichão é chamarmos ao clube "Benfica". Como se não estivesse lá o "Sport Lisboa", silencioso, dos seus egrégios fundadores.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito boa esta explicação, porque além de bem interpretada, respeita em 2013, a ideia de 1908.

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  18. Consultem aqui a página 3 do diário ilustrado, a parte onde diz SPORT:

    http://purl.pt/14328/1/j-1244-g_1893-09-28/j-1244-g_1893-09-28_item2/j-1244-g_1893-09-28_PDF/j-1244-g_1893-09-28_PDF_24-C-R0150/j-1244-g_1893-09-28_0000_1-4_t24-C-R0150.pdf

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada de novo. Isso já se sabia "desde sempre" na cidade do Porto e em Portugal. Tanto Ricardo Ornelas como José Rodrigues Teles nos seus livros falaram da tentativa de fazer um clube em 1893 que não resultou. Só que não havendo ligação não foi considerado o FCP actual, como é evidente. Até que em 2 de Agosto de 1906 José Monteiro da Costa fundou o FCP (actual e verdadeiro).

      Foi "explicado" aqui no EDB em 2011: 3 de Agosto, 30 de Setembro e 12 de Outubro.

      Os portistas podem gostar de ser estúpidos, não queiram é fazer dos outros estúpidos.

      Há quatro pontos que mostram a farsa:

      1. Só em 1987 se "descobriu" a fundação correcta em 1893 como se não se soubesse dessa data até 1987. Mentira! Na História do FCP (1956) e na História dos Desportos em Portugal (1940)escreveu-se acerca dessa data;

      2. O FCP desde a morte de Monteiro da Costa (em 1911) prestou sempre, todos os anos, homenagem ao seu "fundador" como está documentado em todos os jornais da cidade em 2 ou 3 de Agosto de cada ano. Nicolau de Almeida morreu em 1948. Durante 36 anos - trinta e seis anos, repito - nunca repôs a "verdade"! Era "modesto", coitado e mentiroso. Pelo menos pactuava com essa "mentira": fundara o FCP em 1893 e deixava para Monteiro da Costa a fundação em 1906. Pinto da Costa provavelmente em 1982 continuou o clube de 1893. O FCP de Monteiro da Costa, entre 1906 e 1982, morreu com a eleição de PdC. o FCP dos honestos e leais. Em 1982 renasceu o FCP dos mentirosos e corruptos.

      3. O sócio n.º 3 (António Martins) na História do FCP, publicada em 1933 (Nicolau de Almeida estava vivo e certamente leu a História publicada em 1933) esclarece que para o Grupo do Destino o futebol era um desporto desconhecido. Em 1906! Mas o clube já existia desde 1893! Só que ninguém sabia. Nem do clube, nem de futebol. Deixem de ser parvos. Se quiserem ser é convosco, mas não queiram fazer dos outros imbecis;

      4. A data de fundação do FCP (28 de Setembro de 1893) é a data em que saíu uma notícia num jornal. O FCP de PdC, todos os santos anos, nesse dia não comemora a data de fundação, mas a data em que saíu uma notícia num diário de Lisboa! Nos jornais da cidade do Porto, onde pretensamente o clube foi fundado, não saíu nada! Trapalhões!

      Alberto Miguéns

      NOTA: Eu não quero ser andróide (adeptos do FCP de PdC e Nicolau de Almeida, que não tem culpa que uns palermas o tenham feito fundador daquilo que nunca fundou). Já em relação ao FCP de Monteiro da Costa, não me importava de ser portista. Por que não sou aldrabão!

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail