A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

09/01/2017

Eusébio é Messi e Ronaldo Ao Mesmo Tempo

09/01/2017 + 4 Comentários API
MESSI E RONALDO SÃO DOIS GRANDES FUTEBOLISTAS. EUSÉBIO VALE O DOBRO DELES. PORQUE FAZIA MELHOR O QUE CADA UM DELES FAZ BEM.



Querem a parte de Eusébio que Ronaldo tenta ser? Ei-la:





E mais....


E mais...embora nem Ronaldo ou Messi conseguissem fazer sequer metade!



E mais....




Querem a parte de Eusébio que Messi tenta ser? Ei-la:

NOTA1: Não tendo meios para retalhar este filme deixo a temporização da montagem de cenas num filme de ficção que é muito fraco. Mas as imagens captadas de jogadas de Eusébio são esclarecedoras. Estas imagens mostram como jogava Eusébio. Não pode ser comparado a Ronaldo nem a Messi, embora seja mais como este. Mas Eusébio jogava muito mais que Messi e era melhor finalizador que Ronaldo. E não "acampava" na grande-área adversária. Pelo contrário marcava pontapés-de-canto e até lançamentos laterais porque conseguia colocar a bola, com as mãos, na grande-área adversária. Quem quiser pode perceber que Eusébio era muito mais, muitíssimo mais, que um grande finalizador eficaz ou um driblador eficiente. Era ambas.

 


29:13 a 33:13 - FC Porto frente ao Benfica, no estádio das Antas (1971/72; 1.ª jornada; V 3-1)
Eusébio centrocampista e avançado (dois em um): 1. A distribuir jogo para as alas; 2. Possante a conquistar a bola no meio-campo a transportá-la para a grande-área; 3. Fazer de extremo-esquerdo ultrapassando o defesa-direito portista; 4. Lançamento lateral da bola; 5. Marcar dois golos o primeiro de ângulo "impossível"; 6. Assistir Artur Jorge para o terceiro golo; 7. Tabelar até aparecer na zona de finalização; 8. Jogar com os dois pés; 9. Fintar como um habilidoso, rematar com potência e precisão.  

37:16 a 39:45 - Sporting CP frente ao Benfica, no estádio Nacional (1970/71; Final da Taça de Portugal; D 1-4)
Eusébio centrocampista e avançado (dois em um): 1. A marcar "bolas paradas"; 2. A vir buscar jogo junto dos centrais do Benfica e empurrar o jogo para a grande-área adversária; 3. A cabecear (embora o seu ponto mais fraco, mas sendo exímio com os pés percebe-se); 4. A lutar em qualquer zona do campo para recuperar a bola.

56:18 a 58:03 - Benfica frente ao Arsenal FC, no estádio do SLB (1971/72; Festa de homenagem a José Torres e estreia de Victor Batista, Rui Rodrigues e Artur Correia; 31 de Julho de 1971)
Eusébio rematador: de cabeça (e golo), com o pé esquerdo, com o pé direito, em jeito ou em força. Eusébio é incomparável. Único.

NOTA2: Há ainda outros registos de jogos vários (a preto-e-branco) a dar mais destaque aos golos bem como imagens a cores da sua festa de homenagem na Saudosa Catedral, entre 01:15:19 e 01:23:42.

Jogava em todo o campo. Desde a nossa grande-área à do adversário. 80 metros de jogador. Messi joga em 50 metros e Ronaldo em 30 metros!

Quatro golos ao Sporting CP, campeão nacional, não é ao Kuwait




E mais...Eusébio marcava os pontapés de canto. Ronaldo jamais marcou um canto. A não ser à malha lateral da baliza a tentar um golo!




EUSÉBIO É ÚNICO. OS EXTRACTOS DO FILME (cerca de oito minutos) - MESMO DIMINUTOS FACE AOS 59 939 MINUTOS QUE JOGOU COM O "MANTO SAGRADO" - SÃO ESCLARECEDORES. MOSTRAM QUE CONSIDERÁ-LO ÚNICO NÃO É DEMAGOGIA!

Alberto Miguéns

DEZ NOTAS FINAIS: 

1: Eusébio marcava e fazia dos avançados a seu lado goleadores. Tanta assistência que fez! Já escrevi sobre isto neste blogue em  6 de Janeiro de 2014 (clicar);


2: Eusébio marcou golos de toda a maneira e feitio como já foi publicado neste blogue em 6 de Janeiro de 2014 (clicar);

3: Eusébio a jogar, entre os anos 60 e meia-década de 70, 
num clube como o Real Madrid CF, o AC Milan, FC Barcelona ou FC Inter conquistava dez "Bolas de Ouro" ou o "O Melhor" praticamente consecutivas (se a forma de votação fosse a actual e Pelé não jogasse num clube europeu);

4: Eusébio com a assistência médica, "artilharia/maquinaria" clínica que há na actualidade e o número de jogos elevado por temporada marcava mais de mil golos;

5: Eusébio fez mais de três centenas de assistências (só no Benfica) para golos de José Águas, José Torres, Vítor Baptista, Artur Jorge ou Jordão, entre outros. Há vedetas a jogar à bola muito egoístas. Eusébio jogava para a equipa, por isso não "secava" o Clube de títulos;

6: Eusébio só numa fase final de um Campeonato do Mundo fez nove golos em seis jogos. 


7: Eusébio não foi a mais fases finais de Europeus e Mundiais pois só o primeiro classificado de cada grupo de apuramento tinha lugar assegurado. E não jogava contra Gibraltar, Andorra, São Marino, Far-Oé, Ilhas Fidji ou a Nova Guiné Papua!;

8: Comparar Ronaldo ou Messi a Eusébio é estar a inventar o que não tem pés nem cabeça. Só não percebendo como Eusébio jogava e fazia jogar;

9: Eusébio merecia que o Benfica mostrasse muito mais o grande jogador que foi. Principalmente o modo como foi. O Clube fez muito por Eusébio enquanto pessoa mas fez muito pouco para mostrar o que foi Eusébio como futebolista. O modo como "futebolava" de modo ímpar. O resto é conversa. É preciso mostrar a realidade para além do Mito;

10: O Estádio Nacional devia ter o seu nome. É uma injustiça Portugal ter um dos cinco melhores futebolistas do Mundo e ter um estádio nacional - que a maior parte dos países não tem - sem nome.

4 comentários
comentários
  1. Ao pe dele so o seu idolo Di Stefano.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo9/1/17 14:11

    Quem são, em sua opinião, os cinco melhores jogadores de todos os tempos? E quanto aos guarda-redes?
    Arnaldo Simões

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Arnaldo Simões

      Isso é muito difícil de fazer!

      Mas como nunca viro a cara às dificuldades vou pensar nisso e na forma de responder. A maior dificuldade é em escolher a definição: pelo que se ouviu/leu ou uma escolha pelo que se viu. Quanto ao Benfica consigo definir melhor porque vi e li à exaustão. A nível mundial sou pouco fiável porque não me considero especialista. E para mim considerar mais de 150 anos de História do Futebol é muito mais importante que os últimos 40, ou seja, desde os meus 15 anos.

      Últimos 40 anos

      Futebolistas:

      Eusébio
      Messi
      Maradona
      Ronaldo
      Cruiff

      Guarda-redes

      Maier
      Preud'homme
      Buffon
      Neuer
      Bento

      Vou pensar em relação ao que li para os 150 anos de Futebol!

      Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Tenho várias mágoas Benfiquistas mas nenhuma é uma derrota do SLB. No SLBenfica até as mágoas devem ser positivas. Por isso talvez a minha maior mágoa é nunca ter visto jogar Eusébio ao vivo. Aliás toda aquela equipa de 1961-1962: Costa Pereira, Mário João, Germano, Ângelo e Cruz; Coluna e Neto; José Augusto, José Águas, Eusébio e Simões. Deuses absolutos do Benfiquismo. Ninguém, nada os igualarão. Ninguém, nada poderá alguma vez agradecer como deram alegria aos Benfiquistas do seu tempo e aos que vieram depois.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail