A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

02/07/2013

O Tempo da Demagogia

02/07/2013 + 11 Comentários API
OPINIÃO

NOTA INICIAL: Significado de Demagogia? É um termo de origem grega - demo + gogia - que significa "arte ou poder de conduzir o povo": demo (povo) + gogia (dirigir). É uma forma de actuação na qual existe um claro interesse em agradar às populações, incluindo promessas que muito provavelmente não serão realizadas, visando prioritariamente  a manipulação das pessoas.



Estava eu, anteontem (domingo), contente (como dei nota no texto de ontem, segunda-feira) e despreocupado com os assuntos desportivos, saboreando o último dia do defeso Benfiquista (agora chama-se férias do futebol), quando vagueando pelas televisões deparo-me com um debate entre ex-antigos e ex-futuros dirigentes do Sporting CP. Ainda bem que estava sentado, pois "ouvejo" o "moderador" Paulo Garcia, na SIC - Notícias, a dizer o seguinte (que transcrevo com agradecimento aos serviços MEO que permitem visionar o "passado recente").

Paulo Garcia (que devia estar como moderador e não parte interessada) dixit: «O Sporting que tem o segundo maior horizonte de adeptos deste país com quase 4 milhões de adeptos (3 milhões e 800 mil)»

Onde é que ele foi buscar estes números?
Nós estamos habituados - faz parte da retórica política desde a Grécia de Péricles - aos políticos serem demagogos. Depois cada um que acredite ou não! Mas o discurso jornalístico tem regras deontológicas próprias e restritas onde não pode haver demagogia. Só que entre os jornalistas a demagogia tem-se propagado como peste. É uma doença. Vai sendo cada vez mais difícil separar o que é "peça jornalística" e "discurso interesseiro". Às vezes entrelaçam-se como foi o caso com Paulo Garcia. Repito o que ele disse, em 30 de Junho de 2013: «O Sporting que tem o segundo maior horizonte de adeptos deste país com quase 4 milhões de adeptos (3 milhões e 800 mil)». Isto é mentira (pelo menos em relação a qualquer uma das sondagens "acerca da popularidade dos clubes de futebol" divulgadas publicamente, entre 1987 (a primeira) e 2002 (a última). Não há uma sondagem que dê, sequer, uma aproximação aqueles valores. Paulo Garcia inventou os números para agradar aos sportinguistas, aos convidados e, muito provavelmente, ao próprio Paulo Garcia.

Quando se fala de números é necessário perceber onde os foram recolher.

NOTA INTERMÉDIA: O facto de ter andado desde há algumas horas à procura da papelada onde tenho os registos de TODAS as sondagens publicadas em Portugal e fazer as respectivas digitalizações para publicação "decente" aqui no EDB, inviabilizou a elaboração completa dos textos. Conto acabar o texto nas próximas horas, mas deixo já as digitalizações. Está terminado. Como se poderá perceber o assunto não é fácil de explicar, espero tê-lo conseguido, pelo menos obtido os "mínimos"!

Resumo das sondagens
Infelizmente não é possível - por ser ilegível - colocar aqui sondagem a sondagem, todas as oito, entretanto realizadas em Portugal. Consegui uma digitalização que as resume, se bem, que não as coloque por ordem cronológica, mas a primeira é de 1987 (Euroexpansão/Expresso) e a última de 2001 (que por ser a "última") terá desenvolvimento exaustivo aqui no EDB.



Como se percebe, mesmo extrapolando indevidamente para dez milhões de portugueses, o Sporting CP o máximo que teve numa sondagem são 23,6 por cento, ou seja, 2 360 000 simpatizantes. Mas em termos técnicos, são muito menos, como mais à frente (mais abaixo em "linguagem blogada") vamos mostrar.

A última sondagem (de 2001, publicada em 2002)
Na última sondagem (Jorge de Sá e Luís Reto) o universo de inquiridos é o mais vasto, com 8 169 entrevistas.

Nesta sondagem, tal como nas outras, não há transformação das percentagens em valores numéricos per capita por que não tem rigor científico transformar em "pessoas" valores referentes a totais de população que não são reais. Trocado por "miúdos": as sondagens só podem transformar percentagens em números se o universo sondado for total (100 por cento), como no caso de eleições, porque a maioridade (18 ou mais anos) corresponde ao total de potenciais votantes.  Quem tem mais de 18 anos obrigatoriamente está recenseado, por isso é votante e potencial escolha - pode ser candidato - para o universo de votantes. Há sempre quem não cumpra a lei, não estando recenseado, mas são considerados valores, por serem residuais, muito baixos, por isso sem expressão.

Especificidade para valores numéricos que englobem menores de idade
Isso não acontece quando se fazem sondagens referentes ao total da população por que só se podem fazer inquéritos a maiores de idade. Para menores de idade, é necessário fazer extrapolações, que ainda tornam os números mais abstractos. No caso de simpatia por clubes ainda é mais complexo, porque há classes etárias que não podem contar. Por exemplo as crianças não assumem todas um clube com a mesma idade. Os bebés não têm clube e, mesmo, as crianças "não assumem em definitivo" simpatia por clubes. Por ser tão complicado, os autores, para não serem ridicularizados (com razão), pelos seus pares, só colocam percentagens.







Interpretação (particular) de sondagens referentes a "simpatias clubísticas"
Mas é possível fazer extrapolações (são da minha responsabilidade):

População residente em Portugal, em 2001 (Censo do INE): 10 356 117 pessoas
População, em 2001, com maioridade (18 ou mais anos) recenseada: 8 366 515 pessoas
População, em 2001, que afirma ter simpatia por um "clube de futebol": 7 697 194 pessoas (8 por cento - 669 321 pessoas, geralmente de idade mais avançada - dos maiores de idade não tem simpatia por nenhum dos "clubes de futebol")
Transformação das percentagens da sondagem publicada no Vox Populi em "pessoas" (NOTA: Os simpatizantes de SLB, FCP e SCP representam 85 por cento do total da população maior de 18 anos, ou seja, há 15 por cento que não tem preferências por qualquer clube ou tem por outro emblema que não um dos "três grandes")
SLB - 3 871 689 Benfiquistas;
FCP - 1 778 051 portistas;
SCP - 1 731 869 sportinguistas;
Outros - 315 585 pessoas

Restam os menores de idade
0/ 10 não são considerados, por imprevisibilidade;
11/17 - 994 801 pessoas
Extrapolando as percentagens da classe etária "mais próxima", 18 a 29 anos temos: SLB - 52 %, FCP - 29 % (27 em 18/29 anos), SCP - 18 % (20 em 18/29 anos) e Outros - 1%.
SLB - 517 297 Benfiquistas;
FCP - 288 492 portistas;
SCP - 179 064 sportinguistas;
Outros - 9 948 pessoas

TOTAIS (em 2001 segundo Censo INE):

SLB -                     4 388 986 Benfiquistas;
FCP -                     2 066 543 portistas
SCP -                     1 910 933 sportinguistas
Crianças (0/10 anos): 1 004 749 pessoas
Sem clube -               669 321 pessoas sem "clube de futebol"
Outros clubes -           315 585 outros clubes
TOTAL:                  10 356 117 pessoas residentes em Portugal

Mesmo "esticando" os valores o máximo possível
... ficamo-nos por cerca de 9 milhões de portugueses, por que não é possível saber a simpatia de bebés e mesmo em crianças, até 10 anos, é "arriscado". Os sportinguistas nem dois milhões são, quanto mais os 3,8 milhões da propaganda de Paulo Garcia.

O "Caso Paulo Andrade"
Nem dá para acreditar, às 23:22 horas, eis Paulo Andrade no seu "melhor": «A gente não se pode esquecer que nós sportinguistas há muitos anos que andamos insatisfeitos com os resultados. Isso por um motivo muito simples! A nossa dimensão exige-nos ser campeão. Não nos chega os 2.ºs  lugares, as tacinhas, nós queremos ser campeões. E o que não deixa de ser curioso é que ao mesmo tempo que aparece este Sporting, estes sócios do Sporting todos na ânsia de ser campeões e a lutar para o título, o que nós verificamos é que no Benfica que ganha muito menos do que nós, que têm tantos campeonatos como nós, que têm menos duas Taças do que nós - nos últimos 15 anos -, que têm menos três Supertaças do que nós e que só têm é a tacinha das reservas, que aí vão ganhando alguma coisa, o que não há  dúvida nenhuma é que aí estão todos satisfeitos. E portanto a dimensão do sportinguista é também isto! Nós não estamos satisfeitos! E queremos melhor! E acreditamos que é possível!» Asseguro que não é mentira! Está gravado! Transcrevi, apenas corrigindo a má dicção do Paulo Andrade e trocando "noutros clubes" por Benfica. Um verdadeiro sportinguista andrade!

QUESTÕES DE DIMENSÃO
Competição
Resul.
SLB
SCP
Dif
Campeonato Nacional
Campeão
32
18
+ 14
Taça de Portugal
Finais
38
36
+ 2
Vencedor
27
19
+ 8
Supertaça
Presenças
15
8
+ 7
Vencedor
4
7
- 3
Taça da Liga
Finais
4
2
+ 2
Vencedor
4
0
+ 4
Taça de Honra Lisboa
Finais
28
20
+ 8
Vencedor
18
11
+ 7

Taça Latina
Presenças
3
4
- 1
Finais
2
1
+ 1
Vencedor
1
0
+ 1
Taça dos Clubes Campeões Europeus/ Liga dos Campeões
Presenças
30
14
+ 16
Finais
7
0
+ 7
Vencedor
2
0
+ 2
NOTA: O melhor do SCP na TCCE/LC é uma presença dos quartos-de-final em 1982/83! Grande Clube Europeu Pequenino!

Para amanhã já há "assunto"
Voltarei a este assunto...



Para os Paulos, Garcias e Andrades, deste mundo mundinho português uma canção interpretada por Lena de Água, com dedicatória EDB:



Deixem de inventar. Colocar o Sporting CP e os sportinguistas a viver no engano é pior. Apesar de parecer melhor!

Alberto Miguéns

NOTA FINAL: Penso ser ilegal a reprodução de partes (neste caso páginas) de obras publicadas com direitos de autor. Peço desculpa aos autores Jorge de Sá e Luís Reto, bem como à Bertrand Editora. Digitalizei a capa do livro e sete páginas por dois motivos: a obra encontra-se esgotada, por isso, divulgar a sua existência não permite a aquisição; são páginas fundamentais para "ilustrar" o texto que fiz para o EDB.

Estou disponível para pagar os direitos de autor que a lei prevê para este tipo de divulgação.

11 comentários
comentários
  1. Jose Albuquerque2/7/13 08:57

    Enormerrimo Alberto Miguens, Companheiro,

    Sempre que aqui te escrevo (e e tao raro), tenho de comecar por te agradecer, por te felicitar e por te estimular a que continues este teu 'servico publico Benfiquista' que da pelo nome de EMDEFESADOBENFICA: recebe, assim, o meu mais intense Aplauso e o meu mais fervoroso Muito Obrigado.

    Passo, agora, ao motive deste comentario ...

    Comento para te pedir uma ajuda!
    Uma ajuda para tentar entender o que eu nao consigo compreender (e olha que sigo tentando) ha ja bastantes anos: este 'fenomeno' do (pelo menos aparente) anti Benfiquismo.

    Este fenomeno que passa pela extrema agressividade com que tantos nao Benfiquistas (mesmo que coloquemos de lado a osgalhada e os andruptos) passaram a encarar o Nosso Clube.
    Este fenomeno que, na minha humilde opiniao, tem 10 anos, ou pouco mais que isso.

    Eu tenho tentado algumas 'explicacoes', mas considero-as todas insuficientes, para nao dizer pior (ahahah). Tao insuficientes que nem as vou sintetizar, porque preferia ter a tua opiniao inicial.

    Se achares o tema interessante, venha de la um 'post' sobre o assunto.
    Se o achares pouco pertinente, havemos de o guardar para melhor oportunidade.

    Bem Hajas!

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro José Albuquerque

      Para mim também é um assunto complexo, porque envolve conhecer bem os adeptos de outros clubes - que não os do SCP e do FCP (anti-benfiquistas "lógicos") - e eu conheço mal os adeptos de clubes que não sejam do SLB, SCP e FCP. Melhor os do SLB pior os do FCP.

      Se fosse "obrigado" a dar a minha opinião, dou três explicações:

      1. O SLB assumir oficialmente pelos dirigentes do Clube que o Benfica é o maior (em vez de deixar isso para as habituais discussões entre adeptos). Em termos sociais alguém afirmar-se superior aos outros é sinal de arrogância;

      2. O FCP declarar-se inimigo do SLB, mas depois fazer políticas de apoio a clubes por todo o país, dando a entender que presta auxílio - contratações, cedência de jogadores, de treinadores conotados com o FCP, até de dirigentes (veja-se o que se está a passar no Belenenses) - tornando-se simpático perante os adeptos desses clubes, mesmo que haja hipocrisia e que seja tudo "treta". Mas passam essa imagem. Não sei o que se passa a norte e centro, mas no sul os adeptos dos clubes - até com simpatia pelo Benfica - dizem que o FCP apoia os "pequenos" e o Benfica não!;

      3. A ideia que o FCP passa e consegue fazer passar nos media "que o SLB é o culpado dos clubes locais serem pequenos" - ou seja, o facto do SLB ter adeptos em todo o País, faz com que os clubes locais não sejam mais fortes porque há benfiquistas "a mais" por todo o lado (veja-se o caso de Braga). Há Casas do Benfica onde se questiona: Por que apoiam o Benfica (que é rico e está em Lisboa) quando o clube local é que necessita de ajuda para ser melhor que o clube vizinho. Ou que o clube da terra vizinha só é melhor porque lá não há Casa do Benfica!

      Deixo estas três ideias, mas tenho poucas certezas.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Viva o Benfica!

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. Bruno Paiva2/7/13 14:51

    O Rui tem razão. O problema aqui não é o Sporting CP ou o Paulo Andrade.
    O que ele disse são estatísticas e as estatísticas podem ser facilmente manipuláveis, na medida que ele apenas contou os últimos 15 anos.
    E de facto nesses últimos 15 anos, o Sporting tem mais Taças de portugal e mais Supertaças que nós. E sinceramente isso só nos tem é que fazer mais fortes. Queremos mais e melhor e eles, pois os pequeninos, também têm o mesmo número de finais europeias que nós nesses últimos 15 anos.

    Portanto nós só temos é que vingar-nos destas estatísticas para o ano e começar a ganhar o campeonato para termos mais que os 2 que eles têm nos últimos 15 anos e conquistarmos a Taça de Portugal para apenas menos uma que eles!

    E depois aí já nós podemos entrar no jogo e dizer-lhe que nos últimos 10 anos nós temos mais Campeonatos, mais Taças de Portugal que eles e a Taça da Liga porque é uma competição oficial e que não merece ser desrespeitada por um clube que diz que entra sempre para ganhar!!!

    Isto é futebol e cada adepto vai sempre puxar a brasa à sua sardinha! O inimigo sabemos quem é. Nunca o Sporting e Benfica, juntos, ganharam tão pouco como agora. Sabemos bem que é por causa deste polvo que domina tudo e todos, no entanto ainda não vejo ninguém com uma solução para esse (sim) problema!

    ResponderEliminar
  3. belo trabalho, como sempre! só um reparo: vi aqui ao engano. pelo título, pensei q o tema fosse lfv...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Simon

      Uma coisa de cada vez

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. Tens toda a razão! Desculpa. Só vim ao engano, nada mais! abraço!!

      Eliminar
    3. Caro Simon

      Não tem de pedir desculpa. Eu é que devo esclarecer equívocos. E ser eu a pedir desculpa se for caso disso.

      Questione sempre!

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  4. Acho engraçado que até há dois anos a conversa ´dos lagartos era "nos últimos 10 anos ganhámos o mesmo número de campeonatos que vocês!". A contabilidade era feita para incluir os únicos dois campeonatos que ganharam em 30 anos. Não era há 5 anos, nem era há 15 ou 20, era há 10. Este ano, como já não podem usar os 10 anos (foram campeões pela última vez há 2001/2002, logo, há 11 anos), já mudaram para 15 anos. Um bocado patético, mas se eles são felizes assim e não lhes custa tanto, que seja!

    ResponderEliminar
  5. Pequeno comentário mas que julgo ser de enorme importância. A extrapolação para a faixa etária 10-17 poderá ser bastante enganadora. O estudo foi feito em 2001, o que significa que esses cidadãos nasceram entre 1984 e 1991. Recordo que o fcp foi campeão europeu em 1987 e passou a ser dominador a partir de 1992. Esta é uma das minhas maiores preocupações relacionadas com o SLB.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João Tomaz

      A minha opinião é a mesma. Mexer com números é sempre complicado. Não quis que as minhas opiniões influenciassem os resultados, mas penso que dificilmente o Benfica terá 50 por cento nessa classe. Só "mexi" nas percentagens entre FCP e SCP (mais 2 e menos 2 por cento) que são um dado adquirido (até devem ser mais).

      O que me faz "mais confusão" é terem passado dez anos e não haver uma sondagem - pelo menos ser pública - depois dessa, feita em 2001 e publicada em 2002. Nunca em Portugal, desde 1987, houve um hiato tão grande!

      É "urgente" fazer uma sondagem, para perceber os efeitos da hegemonia do FCP, a partir de 1994/95, na população mais jovem.

      A demografia é o factor mais dinâmico da história. Dez anos é muito tempo, porque significa mudar, em Portugal, cerca de um milhão de pessoas (em valor abosoluto) e, em valor relativo, dois milhões de pessoas (um milhão que morre e um milhão que nasce). No caso das sondagens, um milhão que atinge a maioridade.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  6. Caro Alberto Miguéns, mais uma vez, excelente trabalho, muito bem, não me farto de aconselhar a leitura do EDB aos meus amigos, mesmo os "anti", continue com o seu trabalho que pela parte que me toca vou continuar a divulgá-lo, pois é uma excelente ferramenta para nós benfiquistas!!!OBRIGADO!!!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail