Querida Milú - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

05/11/2018

Querida Milú

05/11/2018 + 5 Comentários
DEZ ANOS DE SAUDADE.


Em 15 de Março deste ano, foi feita uma evocação desta Benfiquista pioneira. A par de Beatriz Costa (embora nesta tudo seja de desconfiar...) que eu saiba foi a primeira mulher - não estando ligada ao desporto ou sendo familiar de um dirigente do "Glorioso" - a afirmar o seu Benfiquismo. Em 1943. Há 75 anos.  Mesmo em Portugal nenhuma mulher tinha feito tal por qualquer clube. O texto denomina-se «Se o Benfica Olhasse seria Por Estes Olhos» (clicar). Aqui está a ser cumprida a promessa de assinalar uma década do seu falecimento. O fotografia que abre este texto foi retirada do último filme em que participou: «Kilas, o Mau da Fita» realizado em 1980 por um enorme Benfiquista, José Fonseca e Costa. Milú tinha 54 anos. Viveria mais 28 primaveras. Faleceu, em 5 de Novembro de 2008, há dez anos.  



Poucas mulheres em Portugal
Devem ter feito tantas capas de revistas.


Uma das portuguesas mais belas de sempre
Deslumbrante certamente houve outras mais belas, mas eu não lhes conheço registos fotográficos ou de imagens em movimento. Mas a actriz/cantora Milú ia muito para além de saber não desafinar e não tropeçar nos adereços. Era uma dama. E alguma mulher com tudo isto junto muito menos.




Uma das mulheres mais belas do seu tempo (no Mundo)
Quando se comparam as fotografias ou o desempenho cinematográfico de Milú com outras vedetas "internacionais" contemporâneas desta Benfiquista ela está bem entre as melhores.Tão elegante como as mais elegantes do seu tempo.


Uma senhora com classe e postura
Sempre com identidade. Sempre com doçura. Sempre com desenvoltura. Milú Benfiquista. Serás eterna.


Uma actriz de nível superior
Ainda uma criança na «aldeia da Roupa Branca» (num desempenho curto e mal captado), adolescente nos filmes seguintes que foram sucessos populares e no último filme que serve de mote a este texto. 


José Fonseca e Costa (1933/2015)
Nascido em Angola (Caála/Huambo, a 27 de Junho de 1933) faleceu em Lisboa (1 de Novembro de 2015, há pouco mais de três anos). Um dos maiores realizadores do cinema português. Tão bom que, incrivelmente, parece que nunca existiu. Embora quando faleceu e foi sepultado as televisões tivessem dito o habitual: »Portugal ficou mais pobre»! Não parece! Nunca parece!



António-Pedro Vasconcelos (1939)
Fez um notável filme-documentário-homenagem, em 2007, já bem próximo do falecimento desta Benfiquista. O mais notável nos realizadores Benfiquistas - João César Monteiro, A-P Vasconcelos, JF e Costa e Fernando Lopes, por exemplo (João Botelho é mais comedido) - é a vertigem que têm para colocar adereços do "Glorioso" ou levar o Benfica para os guiões. A imagem que abre este texto é um exemplo, entre dezenas nas cinematografias de uma boa meia dúzia dos melhores cineastas portugueses. A-P Vasconcelos até no filme "Jaime" (rodado no Grande Porto) coloca uma bandeira do "Glorioso" num escritório de uma fábrica! 



Milú e José Fonseca e Costa. Dois Benfiquistas que já estão no «Quarto Anel».

Alberto Miguéns

NOTA: Quem é que não gostava de ter uma namorada assim...


5 comentários
comentários facebook
  1. Encantador artigo, que mais se lhe pode dizer. Benfica rima com alegria mais do que com vitória.

    ResponderEliminar
  2. Quem não gostaria?

    Acerca deste assunto, não sei se tem conhecimento se Beatriz Angelo, que foi uma defensora dos direitos das mulheres e 1ª mulher a votar em Portugal, casada com um presidente do nosso clube, alguma vez fez referencias a ser ou não Benfiquista.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      Não tenho conhecimento.

      Carolina Beatriz Ângelo já teve dois textos aqui no blogue (ver Tópicos) além daqueles em que foi referida como esposa de Januário Barreto (também dois tópicos, talvez os mesmos...)

      Quando ficou viúva de anuário Barreto este era presidente do Conselho Fiscal do sporting CP.

      Gloriosíssimas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Já fui ler esses textos, obrigado.

    Tinha já ouvido de um amigo meu, também interessado em conhecer a história do nosso clube, que havia um antigo presidente do nosso clube que tinha sido dirigente do Sporting.

    Pensei que se inseria naquelas historietas do género de Cosme Damião já ter jogado pelo Sporting, só por ter uma camisola Stromp vestida, num misto, salvo erro de jogadores de Lisboa, contra uma equipa estrangeira.

    Nunca acreditei até ler isso aqui.

    Ao menos que tenham aprendido alguma coisa :-)

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  4. MILU, foi uma excelente artista e Benfiquista de eleição.
    Na minha vida militar em Angola, passei vezes sem conta os filmes dela com uma máquina de 16m/m

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue