Se Esta Posta Aparecer... - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

29/09/2018

Se Esta Posta Aparecer...

29/09/2018 + 8 Comentários
É PORQUE A 408.ª ASSEMBLEIA GERAL DO SPORT LISBOA E BENFICA AINDA NÃO TERMINOU.



O assunto é este:




Os desenvolvimentos e notas pessoais do que foi esta assembleia geral serão colocados neste espaço durante a hora a seguir ao seu final.

NOTAS (são 01:10 horas da matina e a AG terminou há meia hora).

PRÉVIAS

1. Sou a favor - sempre fui  que as assembleias gerais deviam ser públicas. Actualmente devia ser transmitidas em directo pela BTV. Nada há de secreto nelas que tenha de ser escondido. Habituei-me durante anos a ler nos Jornais o relato do que se tinha passado nas AG's do SLB. Depois li muitas AG's desde a fundação em jornais desde a primeira em 22 de Novembro de 1906 até 6 de Abril de 1979 quando assisti - ou seja fiz parte - da mesma como associado ainda sem direito a voto. Até há poucos anos havia sempre quatro mesas na sala da AG: Mesa da Assembleia Geral, Direcção, Conselho Fiscal e Comunicação Social. Nos anos 70 até havia uma bancada reservada para público "não sócio" que quisesse assistir e acompanhar a AG. Não percebo o secretismo actual mas tenho de respeitar por isso apenas farei umas NOTAS BREVES ainda que não exista nenhuma obrigatoriedade, nem escrita nem de compromisso verbal, de descrever o que se passa nas AG's. Era o que mais havia de faltar. Soube da história do Clube muito pelas AG's lidas na Imprensa até 1979 e depois assistidas.

Vem de longe o relato das nossas Gloriosas Assembleias Gerais:



2. Há um erro na convocatória - e pareceu-me logo que assim seria quando a li no dia 14 ou 15 deste mês de Setembro - pois realizou-se no pavilhão n.º 1 e não no n.º 2 como está escrito no texto. Desde aquela AG em convulsão (há um ano) que as AG's passaram para o pavilhão n.º 1 com a organização a ter outra disposição evitando confusões. Poucas pessoas nas cadeiras colocadas no piso do pavilhão e quase todas nas duas bancadas - a de fundo oposta às das três mesas dos Órgãos Sociais e a lateral que confina para a "Catedral". Já não há possibilidade de haver confusão (como cadeiras pelo ar) e ainda bem.

3. Como não se respeita e executa o Regulamento Geral do Clube aprovado pelos associados em 1968 - e que já podia (e devia) ter sido revisto - o presidente da Mesa da Assembleia Geral incorre no erro de deixar ler discursos na AG. Não faz sentido. Os discursos até podem ser feitos por outras pessoas (que nem associados ou Benfiquistas são) e depois debitados por um associado em plena AG. Numa AG deve falar-se sempre de improviso. Só este garante a autenticidade de quem o faz e serão sempre de quem usa a palavra as palavras com que se dirige à assembleia. Ninguém - desde os Órgãos Sociais aos associados - devia poder ler discursos. Sempre de improviso pois só este garante autenticidade a quem se pronuncia. Mas o presidente Luís Nazaré deixa e depois há quem abuse...

CURTAS

O Relatório e Contas
Foi apresentado pelo vice-presidente Nuno Gaioso (Ribeiro) como é habitual, praticamente não foi discutido (o que não é habitual) e aprovado por quase 80 por cento dos votos contabilizados (o que é habitual desde que há voto electrónico).




Ainda uma Nota
Fiquei estupefacto quando o vice-presidente Nuno Gaioso (Ribeiro) afirmou que este é o segundo melhor relatório, em termos financeiros na História do Clube. Caramba. Já houve 114 Relatórios e Contas desde 28 de Fevereiro de 1904! Será que ele os conhece e comparou todos?! Depois consegui informar-me. Não! Ele queria dizer desde que ele faz parte da Direcção. Esta mania que cada um tem de considerar o início do Clube quando cada um se inicia como dirigente do SLB devia ter um final. Feliz.

A habitual meia-hora que depois dura duas horas
E que é o que todos ou quase todos querem. O habitual "pingue-pongue" com muitos dos habituais associados nas últimas assembleias gerais quase todos com discurso escrito o que não me parece correcto. Inscreveram-se 16 associados mas (e bem) o presidente da Direcção iniciou este período com um discurso lido (o que é incorrecto) bem estruturado onde apontou o dedo a quem tenta enxovalhar o Clube.

Prós e contras
Depois foi o rol habitual com muitos associados a fazerem críticas ao que consideram estar mal ou seja indicar outro rumo e outros a fazerem críticas ao que consideram estar bem, ou seja elogios.


Não havia necessidade
Do meu lugar percebi que enquanto os 16 - depois alguns "desapareceram" e não fizeram a intervenção para a qual se inscreveram - dizia eu que durante as intervenções em que os associados expunham as suas ideias, o presidente da Direcção, Luís Filipe Vieira ia lendo várias folhas A4. Pensei. Será o discurso final. E era! Mas eis que o presidente decidiu improvisar e "estragou tudo" pois incendiou a assembleia geral com, pelo menos, três tiradas (mas houve mais uma ou duas que eu não percebi com clareza e por isso não vou escrever frases semelhantes àquilo que me pareceu ouvir). Eis apenas as de que tenho a certeza:

«Vão ter que levar comigo muitos anos»
Ao que parte da bancada respondeu a cantar: «O BENFICA É NOSSO NÃO É TEU!» Não satisfeito "subiu a parada":


«Vocês não merecem este Benfica»
Ao que parte da bancada respondeu: «Este não o queremos que foi por ti colocado na lama». Não satisfeito "ainda subiu mais a parada": 


«Trabalhei muito para fazer do Benfica o maior clube de Portugal»
Foi o caos com muitos a gritarem. «O Benfica já era o maior clube de Portugal antes de tu chegares". E acabou em polvorosa a 408.ª assembleia geral do Sport Lisboa e Benfica! Não havia necessidade.



Com tantos doutores e engenheiros
Entre os 19 dirigentes repartidos pelos três Órgãos Sociais não se percebe como não há um que consiga fazer o presidente entender que tem de ter mais calma e aceitar tanto os elogios como os reparos pois ambos são críticas ou seja tomadas de posição acerca de determinado assunto. O presidente vai perdendo-se em faltas de respeito e depois não é respeitado como merecia ser - por ser presidente da maior instituição portuguesa - por falta de carisma. É tolerado quando vence e odiado quando perde. Não por todos mas por sócios que têm o direito - mesmo que não o façam educadamente - de ser tidos em conta. É do presidente da Direcção do SLB que estamos a falar. E é ele a falar. Tem de saber dar-se ao respeito mesmo que não o respeitem. A má educação ficaria sempre do lado dos associados mal-educados. Assim não. É o próprio presidente da Direcção a ter a iniciativa de baixar o nível da discussão. Intolerável.  


Bom ou nem isso...são 02:14 horas da matina
Está na hora. Chichi e cama. A sorte é que amanhã (hoje) é sábado!

Vamos, Benfica!

Alberto Miguéns
8 comentários
comentários facebook
  1. Antigamente, os mais humildes iam com a sua melhor roupa, as vezes um casaco, um fato, muitas vezes uma gravata com um nó muito mal dado.

    Mas quando mais humilde eram as origens, mais respeitadoras eram e mais defensoras e conscientes eram da dignidade do clube e dos seus órgãos.

    Hoje tivemos as "barracas" á solta na bancada e na mesa da direcção. Uma bancada que insulta todos de tudo e achincalha quem lhe apetece. A resposta? Uma direcção que resolve responder, não da mesma forma,mas com os.mesmos resultados.

    Dignidade zero.

    ResponderEliminar
  2. Salvaguardo que não estive na Assembleia Geral mas isso não impede que considere que uma afirmação "Vocês não merecem este Benfica" é indigna de ser proferida por um Presidente do Sport Lisboa e Benfica. Se o Sr. Presidente tem algo contra o comportamento de algum associado tem com certeza canais adequados dentro do Clube para manifestar esse desagrado. Afirmações deste tipo em nada prestigiam o Sr. Presidente, os Orgãos Sociais e o Clube. É certo que todos temos momentos irreflectidos mas este tipo de episódio - por não ser caso virgem - deveria merecer um cuidado, uma sensibilização ao Sr. Presidente por quem quer que ele ainda oiça.

    O Sr. Presidente está em exercício. O Sr. Presidente merece respeito mas está também obrigado a respeitar mesmo quem não concorda com ele. O Sr. Presidente NÃO é o dono do Clube. Não é aliás um facto adquirido que venha a ficar tantos anos quanto pensa. Esse aliás é outro exemplo de falta de humildade e realismo. A arrogância é traída frequentemente pelas fragilidades impostas quer pela Biologia quer pelas vontades alheias. O Sr. Presidente deveria ser humilde e realista, percebendo que ESTÁ Presidente e que não É Presidente.O SLB não é nada sem os seus sócios, pensem ou não como o Sr. Presidente. O SLB são os sócios. É essa a força-maior que nos distingue em Portugal e assegura o poder (transitório) ao Sr. Presidente.

    O Clube já existia e existirá quando sair do cargo. O Clube já era o maior Clube Português quando o Sr. Presidente nasceu. Já muitos outros Presidentes, dirigentes, sócios e simpatizantes cá tinham andado, construindo o SLB nas suas vertentes desportivas, associativas e infra-estruturais. Mais importante, esses nossos antecessores ajudaram a definir e respeitar o IDEAL do Clube. Sim, há um Ideal Benfiquista. O Sr. Presidente deveria de vez em quando reler esse Ideal. É sua obrigação perceber em cada momento que deve mais ao Clube do que o Clube lhe deve a ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amen! É por estas e outras que defendo a limitação de mandatos e uma maior fiscalização para a direcção do nosso clube.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  3. Obrigado pela sua descrição dos acontecimentos, uma das poucas em que se possa confiar na sua autenticidade.

    Como não me foi possivel estar presente assim estou a par do que aconteceu.

    A classe não é o forte do nosso presidente, e nem todos têm estofo para perceber que são seres sujeitos a criticas, mas também existem sócios que se esquecem que estão a falar do presidente do nosso clube, logo merece o mesmo respeito que exigem.

    No Benfica, deveria ser ponto de honra por parte do presidente da Mesa da AG a manutenção de uma das maiores qualidades do Benfica, a postura democrática, a transparência e a integridade.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  4. Não pude estar presente mas, com o relato de Miguéns, pessoa que me merece TODA A CREDIBILIDADE, fiquei a saber da vergonhosa actuação da pessoa que está DE Presidente. Ele pensa que é O Presidente...é no que dá termos um inculto ao leme. E vamos então aguenta-lo durante muitos anos...

    ResponderEliminar
  5. Depois de ler o Salmo do Miguéns, foi como se estivesse na A.G.

    Se realmente Vieira julga que ele é que é o Benfica... então eu não mereço este Benfica.
    Nesse ponto o homem está certo.

    ResponderEliminar
  6. Para o Vieira, ele está acima do S.L.Benfica e isso tem que acabar!

    ResponderEliminar
  7. Também estive na Assembleia e concordo com quase tudo o que diz. A Direcção deveria influenciar o Presidente e garantir a tranquilidade e a calma das suas intervenções. Acho no entanto as apresentações bem preparadas de Nuno Gaioso foram um enorme progresso nas assembleias dos últimos anos (e não sou economista mas percebo qualquer coisa do que é dito), até por comparação com o desastre que era Rui Cunha. E também sem conhecer os Relatórios todos do Clube não me parece que tenha havido resultados contabilísticos maiores do que os dos últimos anos, não desconsidero o Gaioso a esse ponto, mas se não for verdade também gostaria de ser informado. Acho que as assembleias deveriam passar em directo na BTV para todos os sócios conhecerem e avaliarem o que lá se passa. Não concorda?

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue