Parem Com Isso - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

22/07/2018

Parem Com Isso

22/07/2018 + 6 Comentários API
NÃO FAZ PARTE DA CULTURA DEMOCRÁTICA E MUITO MENOS DA CULTURA DO BENFICA QUE TEM SIDO SEMPRE DEMOCRÁTICO.


Nos últimos anos temos assistido a uma adulteração dos princípios de tolerância e construtivismo no Clube.

Ao contrário do "Mundo" e de Portugal que não podem dizer SEMPRE. O Benfica foi sempre democrático. Sempre. Desde 28 de Fevereiro de 1904
E isso implica haver "massa critica" e tolerância para quem tem opiniões a favor de alguém/determinado assunto ou decisões e contrárias a outros, sejam assuntos, decisões ou pessoas. Foi sempre assim e assim terá de continuar a ser.

Só num clube grande
Há sempre muitas opiniões. Isso não é divisionismo. É interesse. É preocupação. Benfica-se muito porque o Benfica merece que se Benfique muito com ele. Se há algo que o Benfica não causa é desinteresse e despreocupação. Para quem é Benfiquista, para quem não é e para os anti-benfiquistas primários, até secundários.   

Ou então a Gloriosa História está errada
Não podendo trazer para este texto decisões, criticas e discordâncias trago aquilo que ficou registado. As várias candidaturas eleitorais. entre elas a dos Dourados Anos 60. Os Benfiquistas que nesse tempo disputavam actos eleitorais com dirigentes que se propunham a reeleições eram uns anti-benfiquistas que só queriam o mal do Clube por inveja aos que estavam?! Não! Eram Benfiquistas que consideravam que existiam outras possibilidades de criar Futuro no Clube. Que não havia só o caminho que estava a ser feito. Candidatavam-se porque amavam o clube e estavam disponíveis a oferecer os seus conhecimentos em prol do crescimento do Benfica.


Ser do Benfica não é fazer parte de um rebanho
É perceber que num Clube Mítico há sempre muitos modos de ver e sentir. Sempre baseado na matriz que fez do Benfica o clube que é. No clube que se construiu e tornou. Benficar o suficiente para ir sempre mais longe, mais alto e ser mais forte.

Aliás qualquer instituição só tem a ganhar com ter ideias acerca dela
Não ideias de aproveitar todo e qualquer pretexto, mesmo pormenores, para colocar tido em causa. Mas ideias em como podendo fazer-se diferente pode ser-se melhor. a indiferença e o desinteresse é que empobrecem uma instituição. Não é a ânsia de fazer diferente. aliás muitos dos líderes que dizem: Sigam-me cegamente, são depois aqueles que dizem: Não devia ter feito assim, ter seguido este caminho. Pois é... e muitas vezes chegam mais depressa a este "rebate de consciência" porque foram "avisados" pelos "críticos" impedindo estancar o passa antes do abismo ou de algum tropeção mais violento e penalizador.

Se há quem não pode querer calar as críticas (ou os elogios que também são críticas a favor) são os Benfiquistas
Pois a essência maior do Clube que o fez Glorioso foi nunca estar contente. Nunca estar acomodado. sentir que com tantos e tão bons é sempre possível fazer mais e melhor. Mesmo que em Idealismo. Mas o Benfica não passa de um Ideal. Uma Ideia que se transformou num Ideal Imorredouro. Há mais responsabilidade em ser crítico e tolerante no Benfica que no País. Portugal já foi muitas vezes governado por Ditaduras que não admitiam criticas, por isso censuravam e torturavam. O Benfica foi sempre sinónimo de Democracia, por isso de espírito crítico, vontade de ser maior e tolerância para quem pensa diferente e igual. 

O mais infantil que existe - no Benfica, numa instituição ou até em Portugal - é a frase imbecil dirigida a quem critica afirmando que algo está mal ou que se tomou uma decisão com que não se concorda.
Se não concordas vai fazer melhor. Arranja uma lista e concorre às eleições. Se fosses tu a tomar as decisões eram todas certas. Etecetra. Isto não tem pés nem cabeça. Era como criticar um político e este dizer. Organizem-se, façam um partido, concorram às eleições, convençam os eleitores, ganhem e mostrem que sabem fazer melhor. Ou seja, ninguém poderia criticar pois isso só revela falta de coragem. Numa situação do dia-a-dia era ir comprar pão e dizer que não se gosta do pão. O padeiro só teria de dizer. Sabe lá a dificuldade em fazer pão. venho você fazê-lo.  

Há mais de 20 anos que conheço António Melo
E a propósito deste assunto cito uma frase dele acerca da intolerância, ânsia de pensamento único e fazer de conta que está tudo sempre bem quando é sempre possível fazer melhor (mesmo que em teoria, mas o que seria de nós sem fazermos o concreto e possível, sonhando com o Ideal como Utopia. «Que Benfiquistas estamos a deixar ao Benfica?»  

Intolerância é a doença do Benfiquismo

Alberto Miguéns

NOTA: A Capital do Benfiquismo hoje é em Braga. Venham os títulos mais saborosos dos inúmeros que o Atletismo faz disputar.


TÁBUA CRONOLÓGICA/ DIÁRIO DO SLB/ Julho.2018
Dia SLB
N.º
JUL
Dia
Acontecimento
41 783
21
FUT
17:05
18:05
Jg 5260 ESmFt; V 1-0; Sevilha FC; Particular; Est. Letzigrund St. Jakob (Zurique/Suíça); N
ATL
19:55
22:20
EqMasATL; 10 das 21 especialidades; Campeonato Nacional de Pista (Ar Livre); Estádio 1.º de Maio (Braga); N
SLB lidera com 72 pontos, mais cinco que o segundo classificado (67)
ATL
19:50
22:40
EqFemATL; 11 das 21 especialidades; Campeonato Nacional de Pista (Ar Livre); Estádio 1.º de Maio (Braga); N
SLB em terceiro lugar com 56 pontos, a 29 pontos do primeiro lugar (85)
41 784
22
ATL
16:45
19:20
EqMasATL; 11 das 21 especialidades; Campeonato Nacional de Pista (Ar Livre); Estádio 1.º de Maio (Braga); N
ATL
17:15
19:30
EqFemATL; 10 das 21 especialidades; Campeonato Nacional de Pista (Ar Livre); Estádio 1.º de Maio (Braga); N


41 785
23


41 786
24


41 787
25


41 788
26
FUT
01:05
 18:05
Jg 5261 ESmFt; O 0-0; BVB 09 (Dortmund); 6.º Torneio  "Taça Internacional dos Campeões Europa/América do Norte"; 1.º jogo; Est. Heinz Field (Pitsburgo/Pensilvânia/EUA); N





6 comentários
comentários
  1. Estou totalmente de acordo. Mas quem crítica também pode ser criticado. Não é por os críticos serem criticados que há falta de democracia. Nem é pela opinião dos críticos não ser aplaudida que não há democracia.

    O pior para a democracia é a manipulação da verdade por mentiras e ocultação de factos. E isto serve para os dois lados.

    ResponderEliminar
  2. Gostaria de saber a que proposito vem ist.Nao consigo saber o que sepassou com o Antonio Melo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro José Santos

      Neste blogue tanto se pode comentar a actualidade (embora quando parece espuma dos dias se espera para saber se desaparece ou não) como escrever acerca de assuntos que fazem parte da Cultura e História do Clube. São intemporais. É o caso deste tema. Quando no futuro sentir que alguém com responsabilidades no Clube está a sentir-se incomodado ou a incomodar com assuntos acerca da essência do Benfica e do Benfiquismo este texto serve para tomar posição acerca disso. Nunca li dirigentes Benfiquistas até meados dos Anos 90 a criticar os Benfiquistas que tinham opinião diferente em assuntos do Benfica.

      Gloriosas Saudações

      Alberto Miguéns

      NOTA: Com o António Melo não se passa nada. Passámos simplesmente o sábado a Benficar durante duas horas!

      Eliminar
  3. A crítica construtiva é condição do desenvolvimento de qualquer organismo social; uma estratégia de gestão indispensável, associada ao processo de criação de sinergias internas. Cativar e canalizar a capacidade crítica disponível é um ato gerador de valor económico e humano. No caso do nosso Benfica, nota-se total falta de diversidade na nossa BTV. Temos imensa gente com boas ideias sem possibilidade de as exprimir. Compreendo que tal, gera, por vezes, desconforto, mas tal não deve fazer deslizar as instituições para o unanimismo paralisante. Já diz o velho aforismo: "Casa que não é ralhada não é governada". Nem 8 nem 80.

    ResponderEliminar
  4. A intolerância é a doença do Benfiquismo??????
    Benfiquismo não tem doença, conforme menciona no restante texto, o Benfica é um Ideal!!
    Esta ultima frase foi infeliz...num texto com o qual concordo!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista

      Por entender que Benfiquismo não rima com Intolerância é que só posso entender esta como doença no sentido de enfraquecer o que é forte e perene.

      Saudações Gloriosas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Subscrever este blogue