A Oeste Nada de Novo - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

05/03/2018

A Oeste Nada de Novo

05/03/2018 + 1 Comentários
SÃO E SERÃO SEMPRE OS MESMOS "SUSPEITOS DO COSTUME" A VENCER COMPETIÇÕES LONGAS COMO OS CAMPEONATOS NACIONAIS EM PORTUGAL.



Dificilmente a cada campeonato o SL BENFICA, FC Porto e Sporting CP não se classificam nos três primeiros lugares. Em 83 edições apenas em cinco edições o Benfica ficou fora dos três primeiros luares, o Sporting CP em 17 e o FC Porto em 18 edições. 

Apenas cinco clubes - para lá desses três - conseguiram ocupar o segundo lugar (nove vezes)
Quando se "aperta" a classificação numa espécie de duas cadeiras para três clubes só em nove edições (onze por cento) um clube sem representatividade nacional conseguiu classificar-se em 2.º lugar e apenas dois foram campeões nacionais: CF "Os Belenenses" (1945/46) e Boavista FC (2000/01) sendo também estes que conseguiram por três vezes classificar-se em segundo lugar. O CF "Os Belenenses" até meados da década de 70 (1936/37, 1954/55 e 1972/73) e o Boavista FC depois de meados dos anos 70 (1975/76, 1998/99 e 2001/02). Restam três clubes com um segundo lugar cada um: Associação Académica de Coimbra (1966/67), Vitória FC Setúbal (1971/72) e SC Braga (2009/10).


Ninguém consegue ir "contra" o processo histórico 
Não há G15 ou qualquer G que inverta o que a História do Futebol português moldou muito menos quando até países que já tiveram campeonatos mais "abertos" estão a ter competições mais fechadas (sempre os mesmos nos lugares mais cimeiros).


O SC Braga pretende inverter o que os adeptos construiram
A pretensa liderança da "Revolta dos Pequenos" não é mais que uma tentativa condenada ao fracasso depois de um longo processo de crescimento natural, com mais de cem anos - 84 em competição nacional a pontuar a duas voltas - a nível nacional de três clubes.

Também é bom não esquecer o passado
Todos os clubes que actualmente não têm possibilidades de rivalizar com outro clube em cada cidade só é realidade porque esses clubes destruíram - intencionalmente ou naturalmente - os outros clubes da(s) cidade(s). O "Dérbi do Minho" é uma invenção estúpida soletrada por ignorância, pois dérbi é o jogo mais importante de uma cidade e não consta que Guimarães e Braga sejam bairros ou áreas de qualquer cidade, pode ser sim o "Clássico do Minho". A cidade de Braga chegou a ter cinco clubes de futebol em simultâneo. A cidade de Guimarães chegou a ter três clubes de futebol a rivalizarem. Tudo isto no início dos Anos 20. 


A razia nas rivalidades citadinas
São poucas as cidades em Portugal - tirando Lisboa e Porto - que não permitiram a destruição do tecido histórico futebolístico, muitas vezes por opção política dos Municípios como em Elvas, Leiria ou Santarém, por exemplo. Quando ainda há, pelo menos, dois clubes em Évora e Portalegre com futebol sénior é de enaltecer. Até em Coimbra o «velhinho» União acabou por sucumbir. É bom que os dirigentes de grande parte dos clubes do G15 percebam que só existem como clubes «unicitadinos» porque outros dirigentes antes deles se encarregaram - alguns de forma premeditada - de aniquilar clubes rivais na cidade. Pode já não haver Memória, mas há sempre História para contar como foi!


Em 2015/16
O "Glorioso" vindo de trás surpreendeu à 25.ª jornada e passou a liderar para conquistar o TRIcampeonato35.

CAMPEONATO NACIONAL 2015/16
Jorn
RES
Sit
Adversário
SCP
FCP
01
V 4-0
C
GD Estoril Praia
=
=
02
D 0-1
F
FC Arouca
- 1
-1
03
V 3-2
C
Moreirense FC
- 1
-1
04
V 6-0
C
CF “Os Belenenses”
- 1
-1
05
D 0-1
F
FC Porto
- 4
- 4
06
V 3-0
C
FC Paços Ferreira
- 2
- 2
07
E 0-0
F
CF União Madeira
- 4
- 4
08
D 0-3
C
Sporting CP
- 7
- 5
09
V 4-0
F
CD Tondela
- 7
- 5
10
V 2-0
C
Boavista FC
- 7
- 5
11
V 2-0
F
SC Braga
- 7
- 5
12
V 3-0
C
Ass. Académica Coimbra
- 7
- 5
13
V 4-2
F
Vitória FC Setúbal
- 7
- 5
14
V 3-1
C
Rio Ave FC
- 4
- 5
15
V 1-0
F
Vitória SC Guimarães
- 4
- 2
16
V 6-0
C
CS Marítimo
- 4
=
17
V 4-1
F
CD Nacional
- 4
=
18
V 2-1
F
GD Estoril Praia
- 2
+ 3
19
V 3-1
C
FC Arouca
- 2
+ 3
20
V 4-1
F
Moreirense FC
- 2
+ 3
21
V 5-0
F
CF “Os Belenenses”
=
+ 6
22
D 1-2
C
FC Porto
- 3
+ 3
23
V 3-1
F
FC Paços de Ferreira
- 3
+ 3
24
V 2-0
C
CF União Madeira
- 1
+ 3
25
V 1-0
F
Sporting CP
+ 2
+ 6
26
V 4-1
C
CD Tondela
+ 2
+ 6
27
V 1-0
F
Boavista FC
+ 2
+ 6
28
V 5-1
C
SC Braga
+ 2
+ 9
29
V 2-1
F
Ass. Académica Coimbra
+ 2
+ 12
30
V 2-1
C
Vitória FC Setúbal
+ 2
+ 12
31
V 1-0
F
Rio Ave FC
+ 2
+ 12
32
V 1-0
C
Vitória SC Guimarães
+ 2
+ 15
33
V 2-0
F
CS Marítimo
+ 2
+ 15
34
V 4-1
C
CD Nacional
+ 2
+ 15
NOTA: As diferenças não são em tempo real, pois não contemplam adiamentos ou antecipações de jogos

Em 2017/18
Terá de ser pela 30.ª jornada aquando do "Clássico de Portugal" para ser P3N7Acampeão nacional.

CAMPEONATO NACIONAL 2017/18
Jorn
RES
Sit
Adversário
FCP
SCP
01
V 3-1
C
SC Braga
=
=
02
V 1-0
F
GD Chaves
=
=
03
V 4-0
C
CF “Os Belenenses”
=
=
04
E 1-1
F
Rio Ave FC
- 2
- 2
05
V 2-1
C
Portimonense SC
- 2
- 2
06
D 1-2
F
Boavista FC
- 5
- 5
07
V 2-0
C
FC Paços de Ferreira
- 5
- 3
08
E 1-1
F
CS Marítimo
- 5
- 3
09
V 3-1
F
CD Aves
- 5
- 3
10
V 1-0
C
CD Feirense
- 5
- 3
11
V 3-1
F
Vitória SC Guimarães
- 5
- 1
12
V 6-0
C
Vitória FC Setúbal
- 3
- 1
13
E 0-0
F
FC Porto
- 3
- 3
14
V 3-1
C
GD Estoril Praia
- 3
- 3
15
V 5-1
F
CD Tondela
- 3
- 3
16
E 1-1
C
Sporting CP
- 5
- 3
17
V 2-0
F
Moreirense FC
- 5
- 3
18
V 3-1
F
SC Braga
- 5
- 3
19
V 3-0
C
GD Chaves
- 5
- 1
20
E 1-1
F
CF “Os Belenenses”
- 5
- 3
21
V 5-1
C
Rio Ave FC
- 5
=
22
V 3-1
F
Portimonense SC
- 5
=
23
V 4-0
C
Boavista FC
- 5
=
24
V 3-1
F
FC Paços de Ferreira
- 5
=
25
V 5-0
C
CS Marítimo
- 5
+ 3
26
C
CD Aves
27
F
CD Feirense
28
C
Vitória SC Guimarães
29
F
Vitória FC Setúbal
30
C
FC Porto
31
F
GD Estoril Praia
32
C
CD Tondela
33
F
Sporting CP
34
C
Moreirense FC
NOTA: As diferenças não são em tempo real, pois não contemplam adiamentos ou antecipações de jogos



Faltam cinco jogos para o "Clássico de Portugal"
Pois esperemos...

Que tenhas muita sorte e engenho Benfica!

Alberto Miguéns

1 comentários
comentários
  1. E o Ennio Morricone a musicar as arbitragens dos senhores que apitaram em Valongo?! Daria um, a propósito dos Óscares,'Era Uma Vez em Valongo'. "Nada de novo", mesmo!
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue