Viva 2018! Venha o P3N7A! - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

01/01/2018

Viva 2018! Venha o P3N7A!

01/01/2018 + 0 Comentários
QUE É BEM-VINDO.





Há cem anos há muitas Gloriosas Datas:



Com 14 anos o Benfica, em 1918, era já um clube possante. No Futebol, a modalidade que se impunha perante os portugueses e a crítica desportiva, desde que os ingleses de Carcavelos perderam a hegemonia (em 1909/10 para o SLB), o "Glorioso" em 1917/18 conquistou o segundo Tricampeonato Regional e o sétimo título em nove épocas, apenas perdendo em 1910/11 (CIF) e 1914/15 (Sporting CP). A nível de instalações tinha uma Sede magnífica, desde 1916, na avenida Gomes Pereira que lhe permitia atingir um nível social de grande classe como o Sporting CP, o Internacional (CIF) ou o Ginásio Clube Português. Mas tinha algo que estes não tinham. Era um clube popular, não elitista, com esse valor consagrado nos Estatutos de 1917 publicados em 1918:



O Benfica era popular como os pequenos clubes de bairro, com muita popularidade nacional devido às quatro categorias de futebol serem muito fortes (com orientação de Cosme Damião) e com uma organização de requinte e bom gosto, superiormente conduzido por um artista (dramaturgo) Bento Mântua, profissionalmente também alto responsável pela Fazenda Pública/ Finanças (chegou a ser Director Geral). Um clube que já trilhava um percurso muito próprio distinguindo-se dos restantes.

Se no início o Clube confundia-se com a equipa de Futebol e era desta modalidade que "saíam" atletas para outros desportos o eclectismo afirmava-se como um dos pilares do seu crescimento. Além do Atletismo e da Ginástica, a prática do Hóquei em Patins, da Patinagem e do Ténis (de Campo) estiveram muito activos em 1918. Os desportos aquáticos - Natação e Pólo Aquático - regrediram, bem como o Ciclismo. Três modalidades apenas com actividade recreativa em 1918 não entrando o Clube em qualquer competição.

Há 100 anos, o "Glorioso" era já um «embrião bem desenhado» no qual adivinhavam-se nos pormenores o que seria, em 2018! Um gigante amado! Estava à vista! 

JANEIRO
EM 27 A VITÓRIA, POR 2-1, FRENTE AO SPORTING CP, ABRINDO CAMINHO PARA MAIS UM TRICAMPEONATO REGIONAL.



FEVEREIRO
EM 28 O 14.º ANIVERSÁRIO. UM CLUBE AINDA TÃO JOVEM E JÁ TÃO AMADO E POPULAR.


A Sede inaugurada em 1 de Dezembro de 1916 (assinalado neste blogue - clicar) tornou-se o epicentro do Benfiquismo. À popularidade que o Futebol trouxe para o Clube, a Sede e os dirigentes de final dos anos 10 elevaram o Clube para uma outra dimensão: a classe de excelência na sociedade lisbonense. Um clube forte a todos os níveis. Preparado para o Futuro

MARÇO
EM 21 INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO AOS ASSOCIADOS DOS SEGUNDOS ESTATUTOS DO CLUBE. DEPOIS DOS PRIMEIROS EM 1912. 



ABRIL
EM 15 A FAMOSA ACTRIZ ILDA STICHINI DEDICA A SUA FESTA ANUAL AO BENFICA INTEGRANDO-A NAS COMEMORAÇÕES DO 14.º ANIVERSÁRIO DO CLUBE.



MAIO
EM 19 BANQUETE DE HOMENAGEM AOS DOIS PLANTÉIS DE FUTEBOL CAMPEÕES REGIONAIS PELA 7.ª VEZ, EM 1917/18. A 1.ª CATEGORIA CONSAGROU-SE COM O TRICAMPEONATO REGIONAL E A 2.ª RECUPEROU O TÍTULO PERDIDO PARA O VITÓRIA FC SETÚBAL EM 1916/17. A 3.ª E A 4.ª CATEGORIA ESTIVERAM MAL DURANTE 1917/18.  



JUNHO
EM 11 UM TORNEIO DE TÉNIS NOS CAMPOS JUNTO AO CAMPO DE FUTEBOL E O RINQUE NAS TRASEIRAS DA SEDE.



JULHO
EM 28 ELEIÇÕES PARA OS ÓRGÃOS SOCIAIS COM A REELEIÇÃO DE BENTO MÂNTUA COMO PRESIDENTE DA DIRECÇÃO, CONTINUANDO A PATROCINAR O II CAMPEONATO DE PATINAGEM E HÓQUEI EM PATINS.



AGOSTO
EM 10 O "GLORIOSO" CONTINUOU A ORGANIZAR COMPETIÇÕES DE ATLETISMO NUM TEMPO EM QUE DEVIDO À GRANDE GUERRA NEM AS "ENTIDADES OFICIAIS" SE ATREVIAM. O ATLETISMO PORTUGUÊS "DEVE MUITO" AO BENFICA!


SETEMBRO
EM 8 NA "TAÇA DE HONRA" DE HÓQUEI EM PATINS, VITÓRIA POR 5-1, COM O HC CARCAVELOS.


Ilídio Vaquinhas  está sentado, no chão, ao meio; o miúdo António Adão em cima à direita; e Rogério Futsher (capitão) está apoiado no joelho esquerdo, à direita (na fotografia)

OUTUBRO
SEM CONHECER (POR AGORA) EFEMÉRIDES QUE MEREÇAM DESTAQUE, EMBORA UM MÊS COM JOGOS DE FUTEBOL INTERESSANTES. 

NOVEMBRO
EM 10 SAI O PRIMEIRO NÚMERO DE UM JORNAL FEITO POR ASSOCIADOS, "O VERMELHO".



DEZEMBRO
EM 29 NO INÍCIO DO CAMPEONATO REGIONAL UMA VITÓRIA, POR 3-1, FRENTE AO SPORTING CP.


No nosso campo de Benfica, inaugurado em 11 de Novembro de 1917 (que foi assinalado neste blogue - clicar) uma Gloriosa Equipa orientada por Cosme Damião. De cima para baixo. Da esquerda para a direita: António Ribeiro dos Reis (capitão), José Pimenta, Fernando Jesus, António Pinho, Alfredo Mengo e Carlos Sobral (que teria uma «vida inacreditável» - clicar); Herculano Santos, Artur Augusto, Clemente Guerra, Vítor Gonçalves e Jesus Crespo  


Alberto Miguéns

NOTA1: Em todas as passagens de ano revisitar o "Glorioso" neste blogue, a cada cem anos, desta vez 1918, é um prazer sem igual. Embora 2018 seja o ano mais importante na História do SLB porque o clube faz-se de presente e Futuro, mas viajar no tempo é perceber como o Benfica já era gigante há mais de cem anos. E poder mostrar essa grandeza dá tanto gosto como ver os jogos na actualidade. Em 1918, recordo o miúdo António Adão (hoquista e futebolista e muitas outras benfiquices) que conheci na Secretaria (rua Jardim do Regedor) quando entrei para associado e pagava as quotas, em 1979. Infelizmente nesse tempo não sabia a importância dele na Gloriosa História. António da Câmara Adão faleceu em 1980;



NOTA2: A quota mínima de 50 centavos ($50) por mês permitia comprar 25 jornais pois custavam 2 centavos ($02).







0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Subscrever este blogue