Faltam 57 Pontos Para o P3N7A - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

03/01/2018

Faltam 57 Pontos Para o P3N7A

03/01/2018 + 0 Comentários API
NÃO É DECISIVO MAS É QUASE!


O Benfica tem de vencer o Sporting CP pois necessita de igualar pontualmente o adversário e manter os três pontos (ficar a uma vitória) de desvantagem para o FC Porto. O jogo é muito mais decisivo para o Benfica que para o Sporting CP que terá de receber o "Glorioso" na penúltima jornada desta 84.ª edição do campeonato nacional. E só não é decisivo para o Benfica porque falta toda a segunda volta, incluindo ainda um FCP a receber o SCP e o "Glorioso" com o FC Porto na "Catedral". 



Escolhidos os 20 resta saber quem serão os dezoito que vão a jogo
De fora devem ficar Grimaldo, pois não acredito que esteja a "cem por cento" para um jogo com esta intensidade depois de tanto tempo sem jogar e a treinar limitado com Luisão e Lisandro (há sempre a polivalência de Samaris).

Numa de aposta para o 11 + 7
Aqui vai:



Surpresa
Diogo Gonçalves deixou de ser convocado - depois de 16 convocatórias consecutivas, embora ultimamente no banco ou na bancada - em detrimento de João Carvalho. Douglas, Filipe Augusto e Gabriel Barbosa são "cartas fora do baralho". Eliseu espero que não seja só pela deficiente condição física de Grimaldo. O grande capitão Luisão está lesionado. 

      ASSIM VAI O PLANTEL DE 31 GLORIOSOS
NOTAS: Minutos jogados; TitularSuplente utilizado;  Suplente não utilizadoConvocado não utilizado; L - Lesionado; S - Suspenso (processos disciplinares); A – Assistências para goloG – Golos; NI – Não inscrito na Liga dos Campeões

Vamos “Glorioso”
Os jogos com o FC Porto provocam ansiedade. Os encontros com o Sporting CP envolvem expectativa. Quando é no terreno deles é ansiedade ou expectativa a dobrar. Na "Catedral" é esperar a habitual vitória. Nas últimas épocas o domínio do Benfica é inequívoco. Contando apenas as últimas oito (desde 2009/2010) são seis vitórias, um empate e uma derrota. Mesmo para outras competições registam-se duas vitórias (uma por competição: Taça da Liga e na Taça de Portugal).

OS ÚLTIMOS 23 SLB vs Sporting CP
Jogo
N.º
Época
Comp
Sit
V
E
D
404
2009/
2010
CN
F
0-0
405
TL
F
4-1
406
CN
C
2-0
407
2010/
2011
CN
C
2-0
408
CN
F
2-0


409
TL
C
2-1
410
2011/
2012
CN
C
1-0
411
CN
F
0-1
412
2012/
2013
CN
F
3-1
413
CN
C
2-0
414

2013/
2014
TH
N
1-2
415
CN
F
1-1
416
TP
C
4-3
417
CN
C
2-0
418
2014/
2015
TH
N
0-1
419
CN
C
1-1
420
CN
F
1-1
421
2015/
2016
ST
N
0-1
422
CN
C


0-3
423
TP
F


1-2
424
CN
F
1-0
425
2016/
2017
CN
C
2-1


426
CN
F

1-1

427
2017/
2018
CN
C



428
CN
F



TOTAIS
23 J - 12 5 - 6 (33/21)
NOTA: Em destaque jogos no terreno do "Glorioso" para o campeonato nacional

As diferenças no Dérbi de Lisboa
Nos totais o que se espera. Em 426 jogos, mais 15 vitórias (177/162) e mais 27 golos (712/685). A grandeza pode medir-se. Mesmo com um jogo que se repete há 110 anos (1 de Dezembro de 1907-2017).

   JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO com Sporting CP
Competição
Títulos e
Troféus
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS*
SLB
SCP
426
177
87
162
712
685
Campeonato Nacional
36 (+18)
18
166
78
42
46
286
225
Taça de Portugal
29 (+ 9)
20
41
17
3
21
72
85
Supertaça
7
(+ 1)
5
1
1
3
4
8
Taça da Liga
(+ 7)
-
3
2
1
-
7
3
Campeonato Regional
10
18 (+ 8)
83
31
15
37
138
140
Taça Honra Lisboa
18 (+ 5)
13
29
13
4
12
42
39
Torneios**
-
-
46
13
10
23
67
78
Particulares
-
-
53
22
11
20
96
107
NOTAS: *Mais três vitórias do "Glorioso" por falta de comparência do Sporting CP; ** Inclui torneios oficiais organizados pela AFL (Taça da AFL, por exemplo) e pela FPF (Taça da Federação em 1976/77, por exemplo)

Benfica "esmagador" nos seus estádios
São mais do dobro das vitórias em relação às derrotas (mais 44 que as 23 do adversário). Em 15 competições, seis oficiais, oito torneios e encontros particulares é no campeonato nacional que o "Glorioso" faz valer o garrido do "Manto Sagrado". Mais 31 vitórias - 46 do SLB e 15 do SCP - com os 46 sucessos a suplantarem em nove os 37 insucessos (22 empates e 15 derrotas). É o Benfica! Quando se diz que no Dérbi o que está pior é favorito ou que num Dérbi o resultado é incerto devem ter sido alguns sportinguistas a inventar estas "tretas".

JOGOS NOS ESTÁDIOS DO "GLORIOSO" POR COMPETIÇÃO com Sporting CP
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
167
87
37
43
322
235
Campeonato Nacional
83
46
22
15
166
104
Taça de Portugal
13
7
3
3
28
19
Supertaça
2
1
-
1
2
4
Taça da Liga
1
1
-
-
2
1
Campeonato Regional
34
17
5
12
65
52
Taça Honra Lisboa
7
2
2
3
10
13
Torneios (8)
13
6
2
5
17
16
Particulares
14
7
3
4
32
26

O que está pior é que vence? 36 títulos para 46 vitórias
O "paralelo" é notável. É possível colocar em 47 as vitórias para conquistar 37 títulos de campeão nacional. Em nossa casa mandamos nós. É só comparar as cores das classificações com as cores dos resultados numa das "Catedrais". E mesmo em terreno alheio geralmente o bom resultado é do Benfica. Em 83 campeonatos são 36 títulos (43 por cento). Em "casa", em 83 jogos, são 46 sucessos (55 por cento) e 37 insucessos (22 vitórias e 15 derrotas). No terreno do Sporting CP, são 52 sucessos (32 vitórias e 20 empates que num jogo com tanta rivalidade penso poder ser considerado sucesso pelo facto do "Glorioso" jogar fora) e 31 insucessos (apenas 37 por cento). A menos que alguém acredite que o Benfica estava geralmente atrás do SCP e depois deste jogo é que "assalta" a liderança, dizer que o que está pior é o que vence trata-se de uma aldrabice. Até estes números globais indicam que essa "teoria" é uma impossibilidade. Geralmente ganha o Benfica, quer esteja pior ou melhor e em regra está melhor quando os dois clubes se encontram, para o campeonato nacional, desde 1934/35.

83 CAMPEONATOS NACIONAIS
ÉPOCA
Melhor
Pior
CASA
FORA
1934/35
2.º
3.º
1-1
1-3
1935/36
1
3.º
3-1
4-2
1936/37
2
3.º
5-1
4-1
1937/38
3
3.º
3-2
2-2
1938/39
2.º
3.º
1-4
1-0
1939/40
2.º
4.º
1-3
1-3
1940/41
1
4.º
2-4
2-1
1941/42
4
2.º
4-3
4-1
1942/43
5
2.º
2-1
2-3
1943/44
2
2.º
5-4
0-1
1944/45
6
2.º
4-1
2-0
1945/46
2.º
3.º
7-2
3-4
1946/47
3
2.º
3-1
1-6
1947/48
4
2.º
1-4
3-1
1948/49
5
2.º
3-3
1-5
1949/50
7
2.º
2-3
2-1
1950/51
6
3.º
1-3
2-2
1951/52
7
2.º
2-3
3-2
1952/53
8
2.º
2-3
1-3
1953/54
9
3.º
0-2
2-3
1954/55
8
3.º
1-1
1-0
1955/56
2.º
4.º
3-0
3-1
1956/57
9
4.º
1-1
0-1
1957/58
10
3.º
2-0
0-2
1958/59
2.º
4.º
4-0
1-2
1959/60
10
2.º
4-3
1-1
1960/61
11
2.º
1-0
1-1
1961/62
11
3.º
3-3
1-3
1962/63
12
3.º
4-3
3-1
1963/64
13
3.º
2-2
1-3
1964/65
14
5.º
3-0
2-2
1965/66
12
2.º
2-4
2-0
1966/67
15
4.º
3-0
1-1
1967/68
16
2.º
1-0
1-3
1968/69
17
5.º
0-0
0-0
1969/70
13
2.º
1-1
0-1
1970/71
18
2.º
5-1
1-1
1971/72
19
3.º
2-1
3-0
1972/73
20
5.º
4-1
2-1
1973/74
14
2.º
2-0
5-3
1974/75
21
3.º
1-1
1-1
1975/76
22
5.º
0-0
3-0
1976/77
23
2.º
2-1
0-3
1977/78
2.º
3.º
1-0
1-1
1978/79
2.º
3.º
5-0
1-0
1979/80
15
3.º
3-2
1-3
1980/81
24
3.º
1-1
1-1
1981/82
16
2.º
1-1
1-3
1982/83
25
3.º
1-0
0-1
1983/84
26
3.º
1-1
1-0
1984/85
2.º
3.º
3-1
0-1
1985/86
2.º
3.º
1-2
0-0
1986/87
27
4.º
2-1
1-7
1987/88
2.º
4.º
4-1
1-1
1988/89
28
4.º
2-0
2-0
1989/90
2.º
3.º
2-1
1-0
1990/91
29
3.º
1-1
2-0
1991/92
2.º
4.º
 2-0
0-0
1992/93
2.º
3.º
1-0
0-2
1993/94
30
3.º
2-1
6-3
1994/95
2.º
3.º
2-0
0-1
1995/96
2.º
3.º
0-0
0-2
1996/97
2.º
3.º
1-0
0-1
1997/98
2.º
4.º
0-0
4-1
1998/99
3.º
4.º
3-3
2-1
1999/00
17
3.º
0-0
1-0
2000/01
3.º
6.º
3-0
0-3
2001/02
18
4.º
2-2
1-1
2002/03
2.º
3.º
1-2
2-0
2003/04
2.º
3.º
1-3
1-0
2004/05
31
3.º
1-0
1-2
2005/06
2.º
3.º
1-3
1-2
2006/07
2.º
3.º
1-1
2-0
2007/08
2.º
4.º
0-0
1-1
2008/09
2.º
3.º
2-0
2-3
2009/10
32
4.º
2-0
0-0
2010/11
2.º
3.º
2-0
2-0
2011/12
2.º
4.º
1-0
0-1
2012/13
2.º
7.º
2-0
3-1
2013/14
33
2.º
2-0
1-1
2014/15
34
3.º
1-1
1-1
2015/16
35
2.º
0-3
1-0
2016/17
36
3.º
2-1
1-1
2017/18





Casa:  083 J – 46 V 22 E15 D     166/104
Fora:  083 J – 32 V20 E – 31 D     120/121
Total:  166 J – 78 V42 E46 D    286/225
                                   (+ 32 V)                       (+ 61 GM)

NOTAS: Há três resultados (dois em casa: 1951/52 e 1994/95 e um fora: 1951/52) "diferentes" do que o Almanaque tovariano e o portal www.zerozero.pt registam e depois copiados para a generalidade dos media que estão "explicados" no texto de ontem que contém este último quadro

Em jeito de conclusão
Chegar primeiro, pensar primeiro, ajudar primeiro, desmarcar-se primeiro, defender primeiro, atacar primeiro e marcar primeiro eis a receita "fácil" para se vencerem os "Derbies"!

Carrega Benfica!

Alberto Miguéns
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail
Apoio de:

ranking