A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

15/07/2017

Ainda um Benfica Curto

15/07/2017 + 1 Comentários API
SEGUNDO JOGO, PRIMEIRA DERROTA.

1-0 por Jonas Golo-rioso 13 025


Falta a "artilharia pesada" que ainda está de férias, tirando os entretanto transferidos: Ederson, Nelson Semedo e Lindelöf. Pizzi não tem substituto a um nível semelhante, tal como Luisão (ai, ai a idade), além de Salvio, Mitroglou e Raúl, por exemplo. E que dizer de Grimaldo e Eliseu? Além de Zivkovic e Samaris.

Má e mau comportamento dos adeptos
Que não souberam comportar-se num jogo de futebol. Até parece que tinham medo de mais golos do adversário "queimando" tempo. Não havia necessidade. O Benfica é muito mais do que um jogo de futebol.

Primeira parte
A equipa-base do torneio contou de oito futebolistas. Do primeiro para o segundo jogo alterou-se Fejsa em vez de Augusto (médio-centro mais defensivo), Augusto em vez de Chrien (médio-centro mais ofensivo) e Rafa em vez de Cervi (médio-ala-esquerdo). Teoricamente um onze mais forte mas que teve muita dificuldade em ultrapassar o jogo mais colectivo do adversário. O empate ao intervalo era um bom resultado.

Segunda parte
As três alterações ao intervalo trouxeram pouco ao colectivo: Bruno Varela em vez de Júlio César, Pedro Pereira (defesa-direito) em vez de Hermes passando André Almeida para defesa-esquerdo e Cervi para sair Diogo Gonçalves, passando Rafa para a ala direita e Cervi para onde jogava Rafa, na ala esquerda. A segunda leva de substituição mudaram o cariz do jogo até aí dominado pelo clube de Berna. E não há Benfiquista que não se esqueça de Berna e daquele mágico 31 de Maio de 1961! Mas sofrer o terceiro golo menos de dez minutos depois das quatro substituições "mataram" a nossa vitória. A terceira leva com três substituições liquidaram o colectivo. Mas estes jogos são para dar "ritmo competitivo" a todo o plantel.

Adversário com bom "andamento"
Mais treinos, mais jogos e em fase final de pré-época a caminho de uma pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Mereceu vencer o jogo. Foi mais equipa e teve a atitude correcta. Felicidades para os jogos de 2017/18.


Arbitragem
Estes chamados "jogos amigáveis" quando os árbitros não condescendem no aspecto disciplinar - e foi o que ocorreu na quinta-feira e sábado - são muito mais "verdadeiros" que os chamados "jogos oficiais" que nem existem. São todos jogos de futebol. As competições é que podem ser, ou não, oficiais! Esteve bem em terminar o jogo aos 90 minutos evitando atitudes acriançadas dos adeptos do "Glorioso".

A força do futebol helvético
Está nos cantões de língua alemã o que não é de estranhar. Além de serem 70 por cento do território são ainda mais ricos. Até o principal clube de Genebra, o A. Servette se eclipsou.

CLASSIFICAÇÕES DOS DOIS ESCALÕES EM 2016/17 E NÚMERO DE TÍTULOS DE CAMPEÃO NACIONAL DA SUÍÇA



Quinta-feira há mais...
Frente a um emblema mais poderoso, o Real Bétis Balompié (Futebol à espanhol) de Sevilha. A classificação na temporada anterior conta muito pouco. Se assim não fosse repetiam-se indefinidamente as classificações época após época. Ora, todos sabemos que há clubes que são despromovidos depois na temporada anterior classificarem-se no topo da tabela e o contrário também é realidade.


Segundo jogo, primeira derrota
Numa temporada que se pretende com mais jogos que a anterior que teve 61 encontros pois isso significará juntar à Taça de Portugal a conquista da Taça da Liga e a Liga dos Campeões.

TEMPORADA 2017/18
Competições
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
2 (64)
1
-
1
3
5
Primeira Liga
- (34)
-
-
-
-
-
Liga dos Campeões
- (13)
-
-
-
-
-
Taça de Portugal
- (7)
-
-
-
-
-
Taça da Liga
- (5)
-
-
-
-
-
Supertaça
- (1)
-
-
-
-
-
Torneios
2 (2)
1
-
1
3
5
Troféus
- (1)
-
-
-
-
-
Particulares
- (1)
-
-
-
-
-
NOTA: Entre parêntesis os jogos que faltam disputar em 2017/18 contando que o "Glorioso" atinge as finais das competições a eliminar

Começar sem conquistar o troféu
Não vai ser, não poderá ser, o lema para 2017/18.

CALENDÁRIO DE JOGOS (PRÉ-TEMPORADA)
Mês
Dia
Adversário
Competição
Local



J
U
L
H
O
02
DOM
05
QUA
09
DOM
13
QUI
V 2-0
LIII Torneio "Taça Uhren".1
Grenchen/Suíça/N
14
SEX
15
SÁB
D 1-5
LIII Torneio "Taça Uhren".2
Biel/Suíça/N
19
QUA
20
QUI
Real Bétis Balompié
II Troféu "Futebol Algarve".1
Algarve/Neutro
21
SEX
22
SÁB
Hull City FC
Jogo particular
Algarve/Neutro
26
QUA
29
SÁB
Arsenal FC
IX Torneio "Taça Emirados".1
Londres/Fora
30
DOM
RB Leipzig FC (Alem)
IX Torneio "Taça Emirados".2
Londres/Neutro

Glória ao Benfica! Parabéns ao BSC Young Boys.
                           
Alberto Miguéns
1 comentários
comentários
  1. Caro Alberto,

    Em primeiro lugar, as mais cordiais saudações benfiquistas, neste início de época futebolística, que todos desejamos venha a ser de múltiplas conquistas e alegrias.
    As pré-épocas do Benfica têm vindo a tomar rumos que me parecem totalmente despropositados, contribuindo para prejudicar a imagem da instituição e desrespeitando - na minha modesta, mas sincera, opinião... - os adeptos e a nação benfiquista.
    Eu sou benfiquista nos jogos oficiais e nos não-oficiais, e tanto me dói o insucesso naqueles como nestes. Por isso, não aceito que os jogos não-oficiais sejam o que têm sido nos últimos tempos. E muito mais frequentemente do que seria uma excepção...
    Para preparar uma época, há o trabalho diário do treino. E mesmo que se entendesse necessário ensaiar esquemas tácticos ou testar soluções e jogadores a actuar em posições diversas, poderiam acontecer jogos entre equipas constituídas com o plantel, que até é bastante extenso.
    Porém, marcar e anunciar jogos, aceitar participar em torneios, cativar a atenção e a presenças dos sócios, adeptos e simpatizantes, e depois "sair-se" com uma exibição deprimente como foi a de hoje com o Young Boys, é um desrespeito à instituição e à nação benfiquista!
    Talvez pela minha provecta idade, habituei-me a que as vitórias e os sucessos do Glorioso começassem nas pré-épocas. Que orgulho e alegria senti pelas vitórias em prestigiados torneios, como os Teresa Herrera ou os Rámon de Carranza...
    Infelizmente, nos últimos anos, até na Eusébio Cup temos sido "maus demais para ser verdade"...
    Talvez seja um sinal dos tempos, mas este não é o "meu" Benfica. Nas pré-épocas do "meu" Benfica, não podiam ocorrer, em público, experiências que expõem a pobreza de alguns dos atletas que contratamos - e de outros que mantemos... - e, por isso, não nos colocávamos "a jeito" para sermos ridicularizados nem humilhados por equipas de dimensão muito inferior. E atendendo ao que temos visto e aos compromissos que se assumiram, parece-me que, infelizmente, vamos ter mais daquilo que tivemos esta tarde, na Suiça.
    As minhas desculpas pelo longo desabafo.
    E as mais sentidas saudações benfiquistas!

    Dias Pereira

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail