A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

21/05/2017

TETRA e Seis na Invicta

21/05/2017 + 4 Comentários
SEM ARGUMENTOS PARA JOGAR BEM FUTEBOL QUANDO SE APRESENTA ONZE JOGADORES EM VEZ DE UMA EQUIPA.

1-2 por Mitroglou. Golo-rioso 13 019



2-2 por Kalaiça. Golo-rioso 13 020



O Boavista FC é um clube de segundo nível. A estorieta de não deixar entrar adereços do "Glorioso" numa última jornada que nada decidia (a não ser o resultado) é barraqueira!

Nortada?
Não passou de uma brisa!

CAMPEONATO NACIONAL 2016/17
Jorn
RES
Sit
Adversário
FCP
SCP
01
V 2-0
F
CD Tondela
=
=
02
E 1-1
C
Vitória FC Setúbal
- 2
-2
03
V 3-1
F
CD Nacional
+ 1
-2
04
V 2-1
F
FC Arouca
+ 1
-2
05
V 3-1
C
SC Braga
+ 3
+ 1
06
V 2-0
F
GD Chaves
+ 3
+ 1
07
V 4-0
C
CD Feirense
+ 3
+ 3
08
V 2-0
F
CF “Os Belenenses”
+ 3
+ 5
09
V 3-0
C
FC Paços de Ferreira
+ 5
+ 7
10
E 1-1
F
FC Porto
+ 5
+ 5
11
V 3-0
C
Moreirense FC
+ 7
+ 5
12
D 1-2
F
CS Marítimo
+ 4
+ 2
13
V 2-1
C
Sporting CP
+ 4
+ 5
14
V 1-0
F
GD Estoril Praia
+ 4
+ 8
15
V 2-0
C
Rio Ave FC
+ 4
+ 8
16
V 2-0
F
Vitória SC Guimarães
+ 6
+ 8
17
E 3-3
C
Boavista FC
+ 4
+ 8
18
V 4-0
C
CD Tondela
+ 4
+ 10
19
D 0-1
F
Vitória FC Setúbal
+ 1
+ 7
20
V 3-0
C
CD Nacional
+ 1
+ 10
21
V 3-0
C
FC Arouca
+ 1
+ 10
22
V 1-0
F
SC Braga
+ 1
+ 10
23
V 3-1
C
GD Chaves
+ 1
+ 10
24
V 1-0
F
CD Feirense
+ 1
+ 12
25
V 4-0
C
CF “Os Belenenses”
+ 1
+ 12
26
E 0-0
F
FC Paços de Ferreira
+ 1
+ 10
27
E 1-1
C
FC Porto
+ 1
+ 8
28
V 1-0
F
Moreirense FC
+ 1
+ 8
29
V 3-0
C
CS Marítimo
+ 3
+ 8
30
E 1-1
F
Sporting CP
+ 3
+ 8
31
V 2-1
C
GD Estoril Praia
+ 3
+ 8
32
V 1-0
F
Rio Ave FC
+ 11
33
V 5-0
C
Vitória SC Guimarães
+ 5
+ 14
34
E 2-2
F
Boavista FC
?
?
NOTA: As diferenças não são em tempo real, pois não contemplam adiamentos ou antecipações de jogos

Ponto prévio
Sem entrosamento é impossível jogar futebol a alto nível. O futebol joga-se num espaço enorme. Pelo que sei o relvado no estádio do Bessa tem 105 metros por 70 metros. Ora isso quer dizer que tem 7 350 m2. Cada um dos dez futebolistas tem cerca de 735 m2, em média, para ocupar, embora não seja bem assim porque o Futebol joga-se num espaço mais curto, entre as "linhas" de fora-de-jogo. É preciso muita concentração, mas essencialmente, qualidade individual e treino colectivo para saber ocupar o espaço e "esticá-lo" para lá da "linha" de fora-de-jogo contrária e encurtar espaços na nossa "linha" de fora-de-jogo!


Primeira parte
Pouco Futebol. Não se passou de trocar a bola e tentar que o Boavista FC, mais equipa, não aproveitasse o facto de o Benfica ser pouca equipa e por isso permissível na defesa e previsível no ataque à baliza contrária. 

Segunda parte
O Benfica conseguiu equilibrar e soube aproveitar a melhor qualidade individual (com Rafa e Raúl) aproveitando alguns adversários muito desgastados depois de 34 jornadas.

Adversário valoroso a jogar
Futebolistas do Boavista FC muito melhor em campo que os dirigentes nas bancadas

Arbitragem rigorosa
Embora os quatro cartões amarelos se justificassem pois o Benfica teve dificuldade em defrontar o Boavista FC que conseguiu "ligar melhor" as jogadas.

Estatísticas (I)
Primeira parte. A posse de bola foi feita a trocar a bola entre as alas (no futebolês moderno, corredores laterais). Nem um remate à baliza transformaram o guarda-redes visitante num espectador privilegiado.


Estatísticas (II)
Segunda parte. Cem por cento de aproveitamento. Dois remates à baliza, dois golos. Também era impossível fazer pior que o que ocorreu na primeira parte. A entrada de Rafa e Raúl melhoraram a equipa e o que era uma desvantagem na primeira parte (entrosamento por falta de jogarem juntos e falta de "ritmo competitivo") depois tornou-se importante (melhor condição física por menos desgaste ao longo da época).


Vamos Benfica! O TETRA e seis já está…e a “dobradinha” no Jamor…é já ali!
Mais 18 vitórias (39) que os 21 insucessos (13 + 8) e mais 78 golos marcados (126) em relação aos que já se sofreram (48). A 18 golos do que seria o triplo (144 golos). Falta um jogo para terminar a temporada!

TEMPORADA 2016/17
Competições
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
60 (1)
39
13
8
126
48
Primeira Liga
34
25
7
2
72
18
Liga dos Campeões (OF)
8
3
2
3
11
14
Taça de Portugal
6 (1)
5
1
-
22
7
Taça da Liga (MF)
4
3
-
1
8
3
Supertaça
1
1
-
-
3
0
Torneios
2
1
1
-
4
0
Troféus
1
-
1
-
1
1
Particulares
4
1
1
2
5
5
NOTA: Entre parêntesis o jogo que falta disputar em 2016/17

No próximo domingo a final da Taça de Portugal
O “Glorioso” vai estar presente na 40.ª final tentando a 29.ª conquista.

CALENDÁRIO DE JOGOS EM ABRIL E MAIO.2017
Mês
Dia
Adversário
Competição
Local
A
B
R
I
L
01
SÁB
E 1-1
Primeira Liga.27
Casa/ SLB
05
QUA
E 3-3
Taça Portugal.MF- 2.ª
  Casa/ SLB
09
DOM
V 1-0
Primeira Liga.28
Fora/ M. Cónegos
12
QUA



14
SEX
V 3-0
Primeira Liga.29
Casa/ SLB
19
QUA



22
SÁB
E 1-1
Primeira Liga.30
Fora/ José Alvalade
26
QUA



29
SÁB
V 2-1
Primeira Liga.31
Casa/ SLB
M
A
I
O
03
QUA



07
DOM
V 1-0
Primeira Liga.32
Fora/ Vila Conde
10
QUA



13
SÁB
V 5-0
Primeira Liga.33
  Casa/ SLB
17
QUA



21
DOM
E 2-2
Primeira Liga.34
  Fora/ Porto
24
QUA



28
DOM
 Vitória SC Guimarães
Taça Portugal. FINAL
 Neutro/ Jamor
31
QUA



JUN
03
SÁB




Glória ao Benfica!
                           
Alberto Miguéns


NOTA FINAL: Nunca percebi porque é que um treinador que quer fazer de um guarda-redes campeão deixa para o final a sua substituição. Deve ser logo titular. Se a partir dos 63 minutos - depois das duas substituições realizadas - algum futebolista se lesionasse (como ocorreu com Salvio em 2014/15) é evidente que Paulo Lopes não se estreava. Valeu a Rui Vitória não ter tido o azar que Jorge Jesus teve!
4 comentários
comentários
  1. "Sem argumentos para jogar bem futebol quando se apresenta onze jogadores em vez de uma equipa", foi o que escreveu em título. Quero aplaudir a sua - obviamente, naturalíssima... - clarividência e a comprovada honestidade intelectual.
    Permito-me aproveitar a ocasião para referir que acho uma enormíssima falta de respeito ao Benfica - no fundo, a todo o universo benfiquista!... - colocar a jogar atletas que nunca alinharam como titulares da equipa, em jogos do campeonato, apenas para que possam, mais tarde, dizer que "foram campeões". Campeões, já eles são, pelo simples facto de pertencerem aos quadros da equipa campeã, nada obrigando a que tenham de entrar em campo para o serem.
    Como referi, discordo em absoluto do facto de se pôr em primeiro lugar o plano do indivíduo, em prejuízo objectivo do colectivo. Para mim, primeiro está o Benfica, depois o Benfica, e no fim de tudo... o Benfica.
    O resultado dessa "palermice" foi que hoje apresentámos um desempenho colectivo miserável, alicerçado numa série de desempenhos individuais de muito fraca qualidade. Daquela linha defensiva, há-de aproveitar-se o Kalaica... daqui a uns aninhos. O Pedro Pereira - parece-me... - nunca será lateral do Benfica, porque não tem a qualidade indispensável para o lugar. Poderá sempre acontecer-lhe como ao Eliseu, e ele ir dando para uns remendos, mas será apenas isso. Júlio César mostrou o que já se sabia, ou seja, já acabou para o futebol jogado há muito tempo. Para mim, Paulo Lopes teria de ser sempre preferido em relação a Júlio César...
    Dos habituais não titulares que hoje jogaram, aproveita-se André Horta. Dos outros, foram em média muito pobres as suas prestações. De tal forma, que se poderia bem dizer que jogámos quase o jogo todo com menos 4 jogadores (Júlio César, Pedro Pereira, Lisandro Lopes e Hermes)!
    Para "ajudar à festa", tivemos um Mitroglu quase ao nível da "indigência futebolística"(além do golo que marcou, nada mais...) e um Rafa quase sempre "desaparecido", salvando-se Zivkovic e, a espaços, Samaris e Filipe Augusto.
    Para a final da Taça vai ser preciso muito mais do que "isto", sob pena de sofrermos uma dura desilusão...
    Saudações Tetra-Gloriosas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Dias Pereira

      Eu penso sempre no que digo mas depois digo sempre o que penso e não faço «números» do tipo. Deve-se dizer isto para que outros pensem que se acredita nosso. Quando todos sabem que não passam de palavreado.

      Como digo sempre o minha opinião também aceito opiniões contrárias pois cada um é livre de pensar e dizer. O que é ridículo é em vez de dar opinião policiar a opinião dos outros como se não se pudesse ter opinião.

      Obrigado pelo comentário que fez pois mostra que teve preocupação em colaborar com o texto que fiz.

      TETRAsaudações Gloriosíssimas

      Alberto Miguéns

      NOTA: Aliás a Cultura Benfiquista é de tolerância. E ser tolerante é respeitar opiniões contrárias. Não é concordar com opiniões semelhantes, como é óbvio!

      Eliminar
  2. Foi um jogo fraco do ponto vista técnico e táctico mas de muito valor pelo aspecto colectivo.
    A opção de Rui Vitória foi muito correcta. Alguma perda competitiva pontual mas que deu prémio justo a quem durante a época se esforçou para jogar e contribuiu para a competitividade interna que garantiu a boa forma dos que jogaram. O plantel é um todo e existe mais vida para além dos 34 jogos.

    Não achei que o Benfica tivesse menos ambição ou displicência competitiva neste jogo. Faltaram automatismos nas trocas de bola, no sentido posicional, nas marcações defensivas. Algum erro na inclusão de algum jogador? Possivelmente sim. No entanto ficou patente o enorme espírito de grupo, de conquista e solidariedade. Rui Vitória é um homem justo. Lidera homens de grande personalidade e soube ser justo.

    Foi importante ter recuperado e evitado a derrota. Teria sido bem mais frustrante se tivesse-mos perdido a vantagem. Se tivesse-mos feito um caminho oposto na marcha do marcador. E quem viu aqueles festejos depois do golo do miúdo percebe a força do balneário e a identificação que este plantel tem com a História e a massa adepta do Clube. Aquele miúdo vai ser importante num futuro próximo. Aquele golo significou muito para ele e para a confiança e respeito que ele tem dentro do plantel.

    Foi pena não ganhar mas valeu pela união e ambição colectiva.

    Agora preparar o último jogo. É sempre especial ganhar no Jamor. Carrega Benfica!

    ResponderEliminar
  3. Eu sou do norte, distrito de Viseu, e garanto que ser do norte, não é o que apregoa essa gente. (Aliás, não o é sequer, para muita gente, ser da cidade do Porto.) A maior parte de nós, por aqui, é benfiquista, como se sabe, desmedida, louca e apaixonadamente benfiquista.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail