A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

08/10/2016

Regresso a Vila Belmiro: 60 Épocas Depois

08/10/2016 + 1 Comentários
O "GLORIOSO" VAI JOGAR PELA SEGUNDA VEZ NO "ALÇAPÃO". DEPOIS DE LÁ TER ESTADO EM 23 de JULHO DE...1957!


Estes futebolistas permitem fazer um onze com classe para discutir o jogo frente a um clube considerado o quinto mais importante do século XX - com o Benfica em 12.º lugar - numa votação feita com a responsabilidade da FIFA (clicar)

(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)

Previsão pessoal (tendo em conta o critério de Rui Vitória):
Titulares; Suplentes
  
Apesar de Paulo Lopes não ser anunciado na convocatória não acredito que não siga para o Brasil. Nenhum clube - nem nos Distritais - arrisca deslocar-se apenas com dois guarda-redes quando um deles até pode lesionar-se a um minuto de iniciar-se um jogo!

Santos FC: um clube que teve década-e-meia dourada com Pelé
Mas que continua a ser um emblema dos mais importantes do futebol sul-americano. O palmarés mais importante diz tudo: 


(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)


No começo do período áureo do clube de Santos (arredores de São Paulo)
O Benfica realizou um único jogo no estádio Urbano Caldeira ou Vila Belmiro ou "Alçapão" pois nenhum ( ou raramente...) um clube saía de lá com a vitória. O "Glorioso" na digressão em final de temporada (1956/57) conseguiu jogar três encontros consecutivos no estádio Maracanã e não perder nenhum, um feito único para um clube estrangeiro segundo a imprensa brasileira.


   A DIGRESSÃO AO BRASIL EM 1957
Clube
Cidade
Estádio
St
V
E
D
CR Flamengo
Rio Janeiro
Maracanã
F

1-1

CR Flamengo
Rio Janeiro
Maracanã
F

0-0

América FC (R. J.)
Rio Janeiro
Maracanã
F

1-1

Santos FC
Santos
Vila Belmiro
F


2-3
SE Palmeiras
São Paulo
Pacaembu
F
3-0


EC Bahia
Salvador
Fonte Nova
F


1-4
EC Bahia
Salvador
Fonte Nova
F
2-1


Santa Cruz FC
Recife
Arruda
F

1-1

Tuna Luso Comercial
Belém
Evandro Almeida
F
3-1



Um jogo complexo - o Santos era Bicampeão Paulista - mas em que o Benfica frente a um emblema poderoso mostrou Ser Benfica
O Santos FC utilizou 14 futebolistas, alinhando apenas com seis não internacionais pelo Brasil: Manga, Fioti, Ivan, Brauner, Mourão e Dorval, embora este fosse internacional em 1959. No Mundial de 1958 (Suécia) Zito, Pelé e Pepe sagraram-se campeões do Mundo. Quatro anos depois, no Chile, em 1962 foram Bicampeões Mundiais. E em 1970 seria ainda Pelé, Tricampeão Mundial, no México. Neste período o Brasil de "Pelé e Companhia" só falhou o Mundial de 1966 eliminado por Portugal. Deste plantel do Benfica, em 1957, nove anos depois, em 1966, apenas Coluna jogou (e capitaneou) essa selecção que eliminou a brasileira e conquistou o terceiro lugar, em Inglaterra.




Neste jogo Pelé marcou o seu "primeiro golo internacional" pelo Santos FC
Ao jogo 39.º como profissional (sénior) o golo n.º 29. Pelo Santos FC ao jogo .º 33...o golo n.º 21. O primeiro com a camisola do Santos FC a um clube não brasileiro. Ao "Glorioso"! O primeiro de nove.

(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)

Depois de 1957, o Benfica só voltou a jogar com o Santos FC, no Brasil, em 1962
Mas foi no início da temporada de 1962/63, no Rio de Janeiro, no estádio Maracanã. Na primeira mão da Taça Europa/América do Sul ou Intercontinental, entre o vencedor da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1961/62 e o vencedor da Taça Libertadores da América de 1962. Um resultado - derrota por um golo - que deixava boas perspectivas para o jogo da segunda mão, na "Saudosa Catedral".


Espero que o Santos FC jogue para a vitória tal como o Benfica. E que o SLB vença!
Não sei se o Santos FC está desfalcado com futebolistas nas várias selecções, mas os futebolistas brasileiros, em regra (generalizações são sempre redutoras, são matreiros. Espero que por receberem um Benfica muito desfalcado não comecem a brincar se perceberem que são muito superiores. No futebol perder por goleada não é humilhação. Humilhação é uma equipa começar a "gozar" com a outra recreando-se em "modo circense" em vez de jogar futebol. Já vi equipas de clubes brasileiros fazerem isso. Vergonhoso. O Santos FC como clube Mítica deverá tentar marcar o maior golos possível. O Benfica como Clube Mítico deverá tentar marcar o maior número de golos possível e tentar controlar o jogo para não os sofrer, pois está a jogar no "Alçapão". É difícil? É! É possível? É! Podemos vencer? Queremos vencer!



VENHAM ELES! 
Pelas 20:05 horas. A de Portugal Europeu/Madeira. A que interessa!



  JOGOS DO SL BENFICA FRENTE AO SANTOS FC
Época
Cp.
País
Cidade
Estádio
St
V
E
D
56/57
Par
Brasil
Santos
Vila Belmiro
F


2-3
60/61
Tor
França
Paris
Parque Príncipes
N


3-6
62/63
TIC
Brasil
Rio Janeiro
Maracanã
F


2-3
Portugal
Lisboa
Luz
C

2-5
66/67
Tor
EUA
Nova Iorque
Randall’s Island
N


0-4
68/69
Tor
Argentina
Buenos Aires
La Bombonera
N


2-4
Par
EUA
Nova Iorque
Yankee
N

3-3

16/17
Par
Brasil
Santos
Vila Belmiro
F



TOTAIS………
7 J – 0 V – 1 E – 6 D        (14/28)
 NOTAS: Em 1961/62, no Torneio Internacional de Paris; em 1962/63, na Taça Intercontinental; em 1966/67, no Torneio Internacional de Nova Iorque; em 1968/69, no Torneio Pentagonal de Buenos Aires

CARREGA BENFICA!

Alberto Miguéns
1 comentários
comentários
  1. O 4º lugar do Santos FC mostra que se trata de uma equipa forte.
    Não acompanho o futebol Brasileiro e talvez por isso só conheço Ricardo Oliveira.
    Provavelmente os brasileiros conhecerão Júlio César, Luisão, Ederson, Danilo, Lisandro, Salvio e talvez Cervi, Carrillo e Cellis. Estarão pois de sobreaviso. Esperemos que quando o jogo acabar conheçam mais alguns.
    Carrega Benfica!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail