A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/09/2016

A Minha Última Vez Em Nápoles

28/09/2016 + 3 Comentários
E O “GLORIOSO” EM ITÁLIA PARA O JOGO 35!


Pela terceira vez em Nápoles, a segunda para as competições da UEFA e a primeira para um jogo na fase de grupos da Liga dos Campeões. A primeira vez foi para uma pré-eliminatória (ultrapassada) na última edição da Taça UEFA (na época seguinte passaria a Liga Europa) e a segunda para um troféu de pré-época que vi, ao vivo, nas bancadas do estádio de San Paolo (São Paulo). E que já contei neste blogue em 7 de Setembro de 2013 (clicar).


A convocatória é a esperada
Os 19 disponíveis da lista "A" (de 24) e mais dois jovens da lista "B", entre eles um defesa-central pois Jardel (mas também Samaris) encontra-se lesionado e num encontro destes convém ter um central no banco nunca se sabendo, em quatro, se não há lesões e impedimentos de última hora. Convocar apenas três seria arriscado. Com cinco futebolistas fundamentais lesionados espera-se superação, para disputar aquele que, teoricamente, é o jogo mais complicado dos seis desta fase de grupos na Liga dos Campeões. Acredita Benfica!

VINTE E SEIS FUTEBOLISTAS (24 + 2) EM 2016/17
Previsão pessoal (tendo em conta o critério* de Rui Vitória):
Titulares; Suplentes; Convocados não utilizados
* Que tem sido coerente e melhor que isso...óptimo!

NOTA: Minutos jogados; Titular; Suplente utilizado; Suplente utilizado substituído; Suplente não utilizado; Convocado não utilizado; L - Lesionado; F – Férias; NC – Não convocado; A – Assistências para golo; G – Golos


Agora uma história que ilustra o fanatismo peculiar dos adeptos do clube napolitano
Uma história passada num único dia. 9 de Agosto de 2013.



Uma bandeira de Itá...Benfica ali mesmo a jeito para levar a Nápoles
Pelas 15.15 horas tinha o comboio no estação Central de Milão para chegar a Nápoles pelas 19:55 pois o "Glorioso" defrontava o SSC Nápoles pelas 21:00 horas. Valia ter ali o comboio mais rápido de Itália, o Freccia Rossa - Flecha Vermelha - belo nome para chegar a Nápoles para ver jogar o Benfica! Um esticão de 800 quilómetros em quatro horas e meia com quatro paragens intermédias... Como chegava a Milão vindo de Nice deparei-me na estação ferroviária fronteiriça - França/Itália - de Ventimiglia com oferta de bandeiras dos bairros (deve ser isso...) de Siena numa promoção à célebre corrida de cavalos (Palio) que teria lugar a 16 de Agosto. Olhei para as bandeiras mas nenhuma me agradou, a não ser a de Itália. Olhei e vi a bandeira do Benfica. Bastava enrolar o verde junto ao pequeno mastro de madeira e tinha uma bandeira do "Glorioso" para apoiar o Benfica em Nápoles. Para "fixar" o verde enrolado é que deu "luta". Vale-nos o lado feminino do Mundo, que é metade dele, andar sempre com uma mala onde cabe o...Mundo. No comboio em pouco tempo (no flecha vermelha é tudo pouco tempo a 335 km/hora) - embora para espanto dos italianos, mas explicado («o Benfica é dois terços de Itália») riam-se -  encontrei uma dama com elásticos ali mesmo a parecer de propósito - e "fiz" uma bandeira do Benfica. Ali por "alturas de Florença". O resto da viagem até correu melhor em tão boa companhia.



Se até partem uma bandeira num jogo de amizade!
Equipei-me da cabeça aos pés - há uma foto aqui (clicar) embora sem o boné da final desse ano em Amesterdão e o cachecol da Casa do Benfica no Porto - e para meu espanto não vi ninguém do Benfica ou com algo que os identificasse como portugueses ou do "Glorioso". Nem alguém se dirigiu vendo-me bem identificado. Impressionante. Nunca me tinha acontecido. Dei uma volta ao estádio e é difícil, pois no topo norte, o estádio encosta em prédios obrigando a percorrer um perímetro maior por ruas habitadas, pois em dias de jogos "gradeiam" a rua junto ao estádio. Lá fui eu para dentro do estádio. Quando Luisão faz o golo do empate, "à beira do intervalo precisamente na minha baliza", desfraldei a gloriosa bandeira. Em "menos de nada" caiu um italiano em cima de mim e traz, traz..."partiu" a bandeira. Disse-lhe que «estava a partir a bandeira de Itália»! «Isso não é a bandeira de Itália é de Milão. Dos fascistas!» «Ouve lá! Esta é a bandeira do Garibaldi, não é de Milão» Para espanto meu ele não sabia quem era Garibaldi! Nem ele nem os amigos dele. Diziam que era a praça de Nápoles. E é! Mas em homenagem ao herói italiano que eles desconheciam. Um português a explicar a um italiano (que ainda falava inglês pior do que eu) nas bancadas do mítico estádio (a sorte é que o golo de Luisão foi em cima do intervalo) quem era Garibaldi é como um italiano a explicar a um português quem foi D. Afonso Henriques.



Depois do golo de Luisão o intervalo redentor
Tudo isto foi possível porque logo depois da "partidela" da bandeira estava junto a nós um brasileiro que falava italiano ou um italiano que falava "brasileiro". E serviu de intermediário no diálogo e na explicação de Garibaldi ao grupo de desventurados. Lá perceberam e acalmaram. Ainda perguntei ao "brasileiro" se era mesmo verdade que pensavam que Garibaldi era "apenas" nome de praça em Nápoles, como se fosse Paulo, Marco, Mário, Júlio, etecetra. Resposta do "brasileiro". «Pensavam! Sabe!? Nápoles não é bem Itália e os napolitanos não são bem italianos! Para muitos, saber falar já é uma proeza!» As generalizações são sempre redutoras mas de facto, conhecendo (talvez seja mais correcto dizer...estando) em cerca de cem cidades europeias, desde 1979, nunca vi tantos "bons malandros juntos" como em Nápoles. E em 2013 superou em "mais alguns bons malandros" os dos anos 80. A única cidade em que podendo comparar, 2013 com os anos 80 (por já ter estado nas mesmas cidades em épocas distintas) percebi isso. Regrediu! A única! Fáceis de fanatizar. Mais uma situação que o SLB terá de contornar hoje!


O que não serão capazes de fazer num jogo da Liga dos Campeões?
Claro que quando Higuaín fez o 2-1 a favor do clube de Nápoles viraram-se para mim a fazer o V de vitória (e de dois golos) e a dizer que o Benfica não valia nada! Tive que lhes dizer - com a preciosa ajuda do "brasileiro" - que aquele jogo não era a final da Liga dos Campeões. Era um jogo de amizade em que o Benfica aceitou o convite dos dirigentes do Nápoles para o clube da cidade se apresentar aos adeptos em 2013/14. E até lhes disse. «Cuidado que para quem não gosta de milaneses ter um presidente De Laurentis não augura nada de bom»! Aí concordaram comigo! 
No final do jogo riam-se e diziam que o Benfica era a pior equipa que alguma vez viram na vida. Eu ainda os avisei. «Quando for um jogo para a Liga dos Campeões, a "cantiga" vai ser outra. O Benfica vem aqui vencer!» Aqui interveio o "brasileiro". Que não acreditava! «Apostamos!» Apostámos! 

Eu bem os avisei
Agora não há nada a fazer. Passados estes anos, hoje, a aposta vai ter o desfecho que está em suspenso desde 9 de Agosto de 2013. Aposto que vou ganhar.

Pronto, Garibaldi! Sabia que um dia iria contar neste blogue a história. Por isso guardei a bandeira do Benfica. Está contada. Já me posso desfazer da bandeira de Itália! Partida por um napolitano!

O "Benfica Transalpino"
O Benfica tem-se "dado razoavelmente bem" nas terras do "Calcio" que é um antepassado do "Foot-Ball Association" inglês. Mais derrotas que vitórias, mas em Itália estão dois clubes míticos do futebol mundial (Juventus FC e AC Milan) e outros que são dos mais poderosos do futebol europeu.

JOGOS DO BENFICA EM ITÁLIA
Época
Cp.
Cidade
Adversário
St
V
E
D
55/56
T.L.
Milão
AC Milan
F

2-4
OGC Nice
N
4-1

61/62
Par
Milão
Sel. Itália
F


1-4
62/63
Par
Milão
FC Inter Milão
F


2-3
63/64
Par
Turim
Torino AC
F
4-1

Tor
Florença
FK Zenit Leninegrado
N

0-1
AS Fiorentina
F
4-1

64/65
TCE
Milão (1)
FC Inter Milão
F

0-1
67/68
TCE
Turim
Juventus FC
F
1-0

Par
Vicenza
AS Lanerossi
F

1-2
71/72
Par
Cagliari
Cagliari AC
F
4-1


Par
Génova FC
Genova FC
F
2-1

Par
Bérgamo
Atalanta BC
F
4-2

72/73
Par
Pádua
Calcio Pádua
F
7-1


82/83
T.U.
Roma
AS Roma
F
2-1

85/86
TVT
Génova
UC Sampdoria
F

0-1
90/91
Par
Roma
AS Roma
F
1-1

T.U.
Roma
AS Roma
F


0-1
91/92
Par
Roma
AS Roma
F


0-2
92/93
T.U.
Turim
Juventus FC
F


0-3
93/94
T.U.
Parma
Parma AC
F


0-1
94/95
LC
Milão
AC Milan
F


0-2
96/97
Tor
Florença
AS Fiorentina
F

1-1
Arsenal FC
N
3-1
TVT
Florença
AS Fiorentina
F
1-0

99/00
Tor
Trieste
AC Milan
N
2-1

02/03
Tor
Palermo
FC Inter Milão
N

0-0

03/04
LC
Roma
SS Lazio
F

1-3
T.U.
Milão
FC Inter Milão
F

3-4
07/08
LC
Milão
AC Milan
F

1-2
08/09
T.U.
Nápoles
SSC Nápoles
F

2-3
13/14
Par
Nápoles
SSC Nápoles
F

1-2
LE
Turim
Juventus FC
F

0-0
LE
Turim (2)
Sevilha FC
N

0-0
Dgp

15/16
LC
Nápoles
SSC Nápoles
F
?


TOTAIS ………….
34 J – 12 V5 E17 D    (54/52)
*30 J – 10 V4 E16 D    (47/49)
NOTA: (1) - Final da 10.ª Taça dos Clubes Campeões Europeus; (2) – Final da Liga Europa
* Apenas jogos frente a equipas de clubes italianos

Carrega BBEENNFFIICCAA

Alberto Miguéns
3 comentários
comentários
  1. Alberto, parabéns pelo blog. Verdadeiro serviço público.

    Ontem, um blog do Sporting voltou ao tema dos Campeonatos de Portugal e até foste referenciado.

    Não se se estás interessado em voltar ao tema mas de qualquer forma, fica aqui o artigo: http://comquemsporting.blogspot.pt/2016/09/o-problema-dos-4-campeonatos-de.html

    ResponderEliminar
  2. Caro PS

    Agradeço as simpáticas palavras.

    Obrigado pela informação que desconhecia.

    Vou pensar no assunto, embora pense que devia ser o Benfica (instituição) a obrigar a FPF a tomar posição. Mas enquanto isso não acontece teremos de ser nós, os Benfiquistas, a estarmos vigilantes.

    Saudações TRIgloriosas

    Alberto Miguéns

    ResponderEliminar
  3. Albertini4/10/16 16:46

    So quem vive por estas terras consegue ter a real noçao do odio (porque em muitos casos é de odio que se trata) que existe entre as gentes do sul e do norte. Nao pense que em Milao (e pelo resto do norte) a coisa é diferente caro Alberto, porque a coisa mais simpatica que lhes ouvi chamar às gentes do sul foi "norte-africanos", a partir dai é sempre a descer (e a ofender).

    Pequeno reparo: o comboio chama-se Frecciarossa, nao Fleccia.

    Grande abraço e que na Catedral se vire este resultado!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail