A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/06/2016

Futebol. 2015/16. Parte I de IV. TRInta e Cinco

28/06/2016 + 7 Comentários
TEMOS À PORTA A ÉPOCA 113 DO GLORIOSO FUTEBOL E AINDA NÃO SE FEZ AQUI O HABITUAL BALANÇO DA 112! IMPERDOÁVEL.



Estou à vontade. Já fiz um registo mais institucional salientando os aspectos que devem ser valorizados para o Clube. Sem soberba, nem falsa humildade. À Benfica. Ilustra o que senti ter sido a temporada. Pode ser consultada em Época 2015/16 (clicar). Mas tenho a minha ideia como adepto que é mais apaixonada. Como deve ser a relação de um adepto com o clube do qual é associado.

Foi o segundo título em que tivemos mais sorte em vencer
Aliás não é bem sorte, por que para ter sorte durante 34 jogos dá muito trabalho. Diria de outro modo. Foi o segundo campeonato, dos 35 conquistados, em que nos colocámos mais à mercê de o perder. O primeiro continua a ser o imbatível de 1954/55. Fomos campeões a quatro minutos do seu final, ou seja, quando o avançado-centro Martins do Sporting CP empatou o jogo, na 26.ª jornada (e última), a dois golos, depois do CF “Os Belenenses” estar em vantagem no jogo e no campeonato durante largos minutos. E liderou a competição desde a 23.ª jornada. Dificilmente haverá outro campeonato conquistado pelo Benfica desta forma. Por quatro minutos! Passámos de segundo classificado com um ponto de desvantagem para o primeiro lugar em igualdade pontual mas com vantagem no confronto directo (V 2-1 no estádio das Salésias e E 0-0 na “Saudosa Catedral”)!



Primeiro as contas
Em termos de vantagem pontual  foi o oitavo título conquistado com dois pontos de avanço para o segundo classificado, embora dois pontos até 1995/96 significassem uma vitória e depois da edição dessa temporada, nem isso! Além disso as vantagens pontuais “escondem” realidades distintas. Há campeonatos conquistados pelo Benfica em que nas últimas jornadas aumentou a vantagem e noutras em que foi reduzida mas o Clube já se sagrara campeão. O caso mais flagrante foi em 1959/60 com o Benfica a conquistar o título invicto na 25.ª jornada (quatro pontos de vantagem) e a perder a invencibilidade, na “Saudosa Catedral”, na última jornada frente ao…CF “Os Belenenses”.  

VANTAGENS PONTUAIS
Pon
tos*
N.º títulos
Épocas
=
2
37/38; 54/55;
1
4
35/36; 36/37; 42/43; 56/57;
2
8
59/60; 68/69; 75/76; 79/80; 86/87; 90/91; 93/94; 15/16
3
4
44/45; 66/67; 70/71; 83/84;
4
4
41/42; 60/61; 67/68; 82/83;
5
4
74/75; 04/05; 09/10; 14/15
6
4
49/50; 62/63; 63/64; 64/65;
7
2
88/89; 13/14;
8
-
-
9
1
76/77;
10
1
71/72;

18
1
73/73;
NOTA: Vantagem pontual para o segundo classificado

O Benfica chegou a parecer ter perdido o controle
Depois da “tareia” frente ao Sporting CP (D 0-3 na oitava jornada) sem este ceder pontos durante cinco jornadas, ficar a sete pontos e ainda mais cinco de atraso para o FC Porto parecia que a má programação e escolhas da pré-temporada matariam o sonho do Tricampeonato. Depois foi aproveitar os falhanços alheios, fazer os ajustes necessários e ser competente nas dez últimas jornadas não permitindo ceder pontos para o segundo lugar. Desde a 25.ª jornada (incluída) pairou continuadamente o espectro de um empate. Perder dois pontos significaria, quase de certeza, entregar ao Sporting CP o seu 19.º título. Felizmente o “Glorioso” foi-se safando. Por vezes à justa com uns sustos à mistura! Convém não repetir a dose em duas temporadas consecutivas. Ou seja, em 2016/17. Pode dar mau resultado.

CAMPEONATO NACIONAL 2015/16
Jorn
RES
Sit
Adversário
SCP
FCP
01
V 4-0
C
GD Estoril Praia
=
=
02
D 0-1
F
FC Arouca
- 1
-1
03
V 3-2
C
Moreirense FC
- 1
-1
04
V 6-0
C
CF “Os Belenenses”
- 1
-1
05
D 0-1
F
FC Porto
- 4
- 4
06
V 3-0
C
FC Paços Ferreira
- 2
- 2
07
E 0-0
F
CF União Madeira
- 4
- 4
08
D 0-3
C
Sporting CP
- 7
- 5
09
V 4-0
F
CD Tondela
- 7
- 5
10
V 2-0
C
Boavista FC
- 7
- 5
11
V 2-0
F
SC Braga
- 7
- 5
12
V 3-0
C
Ass. Académica Coimbra
- 7
- 5
13
V 4-2
F
Vitória FC Setúbal
- 7
- 5
14
V 3-1
C
Rio Ave FC
- 4
- 5
15
V 1-0
F
Vitória SC Guimarães
- 4
- 2
16
V 6-0
C
CS Marítimo
- 4
=
17
V 4-1
F
CD Nacional
- 4
=
18
V 2-1
F
GD Estoril Praia
- 2
+ 3
19
V 3-1
C
FC Arouca
- 2
+ 3
20
V 4-1
F
Moreirense FC
- 2
+ 3
21
V 5-0
F
CF “Os Belenenses”
=
+ 6
22
D 1-2
C
FC Porto
- 3
+ 3
23
V 3-1
F
FC Paços de Ferreira
- 3
+ 3
24
V 2-0
C
CF União Madeira
- 1
+ 3
25
V 1-0
F
Sporting CP
+ 2
+ 6
26
V 4-1
C
CD Tondela
+ 2
+ 6
27
V 1-0
F
Boavista FC
+ 2
+ 6
28
V 5-1
C
SC Braga
+ 2
+ 9
29
V 2-1
F
Ass. Académica Coimbra
+ 2
+ 12
30
V 2-1
C
Vitória FC Setúbal
+ 2
+ 12
31
V 1-0
F
Rio Ave FC
+ 2
+ 12
32
V 1-0
C
Vitória SC Guimarães
+ 2
+ 15
33
V 2-0
F
CS Marítimo
+ 2
+ 15
34
V 4-1
C
CD Nacional
+ 2
+ 15
NOTA: As diferenças não são em tempo real, pois não contemplam adiamentos ou antecipações de jogos

Sustos
Recordo estes três. A falta de habilidade dos adversários foi o nosso passaporte para o êxito! Se bem que no golo de Jonas depois da falta de classe do central do Boavista FC ao ter deixado um dos jogadores mais baixos em campo ganhar-lhe uma bola de cabeça poucos futebolistas no Mundo conseguiam naquele momento do jogo (já no seu final com uma pressão tremenda) ter o discernimento e a capacidade técnica para rematar "de primeira". Se tem tentado dominar a bola o outro central boavisteiro "caía-lhe em cima"!





Agora que começa a 113
Que não se repitam nesta temporada os erros da 112. Que o TETRA e seis seja menos cardíaco!

Continua…

Alberto Miguéns

PLANO DE PREVISÕES PARA OS PRÓXIMOS TRÊS DIAS:

  II. As más escolhas da pré-época;
III. Pior a emenda que o soneto;
IV. Renato Sanches e mais dez
7 comentários
comentários
  1. Não contava ver este blog a desvalorizar uma conquista absolutamente brilhante do Sport Lisboa e Benfica, com 88 pontos. 88 pontos e 88 golos marcados, um recorde!

    E os golos de balizar aberta que o Benfica falhou? Nesse caso não foi sorte dos adversários? E as lesões, como a do do Nélson Semedo? Foi sorte? E a não suspensão do Slimani? Quem teve sorte aí? E a longa caminhada na Liga dos Campeões? E a vitória em Alvalade?

    Não sei como é possível afirmar que houve menos mérito neste campeonato do que houve em 2004-2005, por exemplo. Isso é que foi um título caído do céu aos trambolhões, nem sequer há comparação possível.

    Analisar um campeonato é fácil, quanto mais pontos se fazem maior o mérito. E se duas equipas fazem muitos pontos então ainda maior o mérito de quem ganha, pois reduz-se a margem de erro.

    Não faz qualquer sentido dizer que o Benfica "se meteu a jeito" ignorando completamente que o Sporting deu imensa luta, ou seja, que obrigou o Benfica a jogar muito, a marcar muito, e a sofrer pouco. Nem sequer diz que o Sporting abdicou de todas as competições, para se concentrar exclusivamente no campeonato, enquanto o Benfica jogava para ganhar em tudo. Nem sequer se mencionam as lesões que existiram. Foram sorte para quem?

    Como benfiquista não me revejo nesta desvalorização de uma conquista carregada de mérito, astúcia e humildade, com maior ou menor dificuldade. Campeonatos fáceis, onde se ganha sem fazer o mínimo esforço, e sem ter qualquer dúvida do princípio ao fim, é na Grécia, ou em França.

    Se alguém se meteu a jeito de certeza que não foi o campeão nacional, que nunca baixou os braços e sempre teve a humildade suficiente para saber que nada estava ganho.

    Muito orgulho nesta equipa e neste treinador, ganharam exclusivamente por mérito próprio, ou não tivessem vencido, fora, o Sporting, tendo depois feito uma recta final absolutamente perfeita, como se exigia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo

      Está a tirar conclusões precipitadas. Ainda nem foi falado o que se foi passando.

      O Benfica meteu-se a jeito até à 13.ª jornada. Isso é inegável. Deixou de depender dele para dois clubes. Podia ter vencido os dois jogos da 2.ª volta que se SCP e FCP vencessem os outros no final o SLB ficaria a 4 do SCP e dois do FCP que não seria tal e qual pois eles teriam de jogar entre si.

      Os campeonatos entre 1984/85 e 2004/05 não têm comparação pois o FCP fazia tráfico de influências. O SLB raramente não era prejudicado num jogo.

      Todos os 35 campeonatos nacionais foram conquistados com mérito. Até o de 1954/55 pois o Benfica nunca baixou os braços (nem encolheu as pernas) mesmo sabendo que dependia do Sporting CP para sr campeão.

      Esta é a I de IV partes e será acerca de toda a época. Irei escrever acerca de todas as competições e dos adversários, pois o SLB não jogou sozinho.

      Além disso é a minha opinião. E cada um tem a sua.

      E como vê pode colocá-la aqui neste blogue. E eu nunca o criticarei por ter uma visão - mesmo que seja completamente diferente da minha - pois cada adepto sentiu a temporada e modo diferente.

      Para mim o SLB esteve mal ao ter dado avanço impensável ao SCP e ao FCP. E há razões para isso ter ocorrido. Depois esteve muito bem em ter recuperado desse atraso, não ter falhado no "jogo chave" (25.ª jornada) e ter tido a capacidade para nas nove jornadas finais ter feito 27 pontos. Alguns em circunstâncias quase dramáticas mas fez. Por isso foi campeão.

      É uma análise em quatro partes de toda a época. Do jogo 1 ao 57.º sem ser exaustiva.

      O Benfica teve mérito? Muito. O Benfica cometeu erros? Cometeu. Não há uma temporada, em 112, em que isso não tenha ocorrido. Quando os erros são superiores ao que foi positivo o Benfica até perdeu. Há épocas em que perdemos por os outros serem melhores ou por terem melhores condições. Em 112 tenho a minha opinião acerca de todas desde 1904/05. E campeonatos nacionais são 82. O SLB perdeu 53 e conquistou 35.Dos 53 que perdeu houve alguns que teve demérito e outros em que os adversários tinham mais qualidade e mereceram vencer. Mas se for ver a opinião dos adeptos, até da Imprensa (críticos) nesses 53 o Benfica só não ganhou porque foi roubado, ou por isto e aquilo. Quando acaba qualquer campeonato, o sentimento é que devíamos ter ganho todos os campeonatos, para não falar das outras épocas até 1933/34 sem campeonato.

      Isso de dizer que não tivemos mérito em vencer este título é conclusão sua, não há uma única vez em que diga tal no texto. Porque considero que não há nenhum dos 35 campeonatos em que o SLB não tivesse mérito. Se tal acontecesse era porque teria havido vigarice. Foram todos ganhos com mérito, uns com mais facilidade (fomos mais fortes e/ou cometemos menos erros) e outros com mais dificuldade (fomos mais fracos e/ou cometemos mais erros). É impossível saber o que "pesou" mais.

      Agora que o Benfica, em relação ao campeonato que é uma parte (34 em 57 jogos) da temporada nas primeiras jornadas cometeu muitos erros é inegável. Se tal não tem acontecido não tinha sucedido o que o quadro mostra. Teve foi a capacidade de os corrigir.

      TRIsaudações a caminho do desejado TETRA

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. "Cada adepto sentiu a temporada e modo diferente".

      Sem dúvida que é sempre assim. Sempre o disse que nos anos negros da História gloriosa (Damásio-Azevedo), houve uns dois a três campeonatos em que não tivemos a mínima hipótese mas que na restante parte (maior) os do norte eram ajudados por aqueles "factores".

      Esta época, aconteceu um misto do que atrás escrevi. Penso que as mudanças globais no Benfica e as ajudas extra ao sporting criaram uma clivagem classificativa que só com esforço e perseverança da nossa parte, foi paulatinamente encurtada e depois ultrapassada.

      Duas das derrotas iniciais no campeonato, foram na minha perspectiva, resultado de pouco Benfica e muitos erros contra o Benfica... uma coisa não ajuda a outra...

      Saudações TRIGloriosas

      Eliminar
  2. O inicio atribulado podia ter deitado por terra as pretensões da conquista do tricampeonato, felizmente que a partir da derrota com o Sporting na Luz houve um cerrar de fileiras.
    Off-topic, o Alberto sabe algo sobre o novo consultor de comunicação do Benfica, um tal de Luis Bernardo?
    Saudações Trigloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Rui Ferreira

      Não sei. Só aquilo que aparece nas redes sociais. Que esteve no SCP e foi assessor do primeiro-ministro José Sócrates. Penso que é verdade!

      Mas já me disseram que João Gabriel fica na sombra. Vai ser ele a coordenar mas dará menos "nas vistas". E quem me disse sabe pois conhece bem a comunicação do Benfica. Vamos esperar.

      Gloriosíssimas TRisaudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. O JG fica na sombra? É só rir... Tudo na mesma Alberto, afinal em equipa que ganha não se mexe... Se bem que o JG não fez muito para que o Benfica se tenha sagrado TriCampeão Nacional, a não ser o silêncio! E o ordenado?

      Eliminar
  3. Uma radiografia perfeita sobre o TRI do nosso contentamento!!!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail