A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

18/05/2016

Jonas? Que Jonas?

18/05/2016 + 4 Comentários
AINDA NEM ACABOU 2015/16 E JÁ PENSO EM 2016/17! COMO SERÁ O JONAS DA PRÓXIMA TEMPORADA?!



Jonas "obrigou" Rui Vitória a jogar com dois avançados, ou seja, À Jorge Jesus, pois poucos são os treinadores que em países com este nível de futebol jogam com quatro médios em vez de cinco centrocampistas. Rui Vitória bem tentou (na Supertaça) mas deu o "braço a torcer" e manteve dois avançados: Mitroglou + Jonas ou Jonas + Raúl. 

Antes do Benfica
Pelo que me contam, porque eu antes dele assinar nem sabia que existia, tal a importância e jogos que vejo além do Benfica e que são zero. Talvez uma vez por outra uma final de qualquer competição importante. Mas consegui contactar, através de uma associação "privada" de amantes das estatísticas do futebol um "amante" que o conhecia bem dos tempos de Espanha e que diz ou dá a entender o seguinte: Jonas deve ter-se "apaixonado" pelo Benfica. Ao que me disseram - porque eu não o vi jogar nem um segundo antes de se estrear com o "Manto Sagrado" - Jonas não mostrava a disponibilidade que mostra no Benfica. Estava muito longe de ser um futebolista líder. Um jogador do colectivo como no "Glorioso". Era um avançado que esperava mais que lhe passassem a bola que ir à procura dela. Muito estático para aquilo em que se transformou. No Benfica é incansável. Aliás esta é uma forma de dizer o modo como se dedica ao jogo. É "cansável". Viu-se bem, ainda no último jogo, que no final "já não podia com uma gata pelo rabo"! 

No Benfica (2014/15 e 2015/16)
Em 2014/15 Jonas caiu no plantel como "peixinho na água". Dispensado do Valência CF, por ser pouco produtivo e envolver-se pouco na dinâmica do colectivo, o Benfica interessou-se por ele. Com Lima a fazer o trabalho trapalhão de correr por todo o sector atacante, frente a clubes com equipas de maior capacidade, funcionando até como médio, Lima libertava a criatividade e forma certeira de Jonas que passou a fazer uma dupla temível com Lima fazendo compensações que eu nunca vira. Mérito de Jorge Jesus. Eram dois avançados que se complementavam com o "Glorioso" a tirar muito proveito disso. Com Jonas inscrito na Liga dos Campeões o Benfica dificilmente ficaria em 4.º lugar no grupo. Mas a sua chegada tardia inviabilizou essa possibilidade. Hoje ninguém fala disso porque não é politicamente correcto. Interessa é enxovalhar o anterior treinador. Interessa lá agora se tinha ou não tinha Jonas. Ficou em quarto esse judas traidor enjeitado dos inocentes!

Em 2016/17
O que vai fazer Rui Vitória na próxima temporada?! Eh pá! Nunca mais chega o dia 1 de Julho de 2016. Para perceber/saber o que vai ocorrer! Vai manter Jonas no plantel obrigando-se a jogar em 4.4.2 à Jorge Jesus!? Ou vai "despachar" Jonas dando a entender que ele é que não podia recusar uma proposta "milhãonária" da China para poder jogar no seu confortável 4.5.1!? Mantendo Mitroglou e Raúl. Só jogando um. Com um plano B contemplando os dois.

Não comecem já com invenções e a fazer "filmes" (ao ler este texto)
Nada tem contra Rui Vitória nem a favor de Jorge Jesus. Nem um por cento dos Benfiquistas fizeram em blogues ou na BTV o que eu fiz, embora não mereça uma medalha nem ser "Águia de Ouro" (e fui muito criticado por isso) por criticar Jorge Jesus quando ele treinava o "Glorioso". Eu fi-lo neste blogue (clicar: NOTAFINAL4: JJ não é adepto... e deve comportar-se como treinador e clicar: JJ é uma nuvem passageira), pelo menos duas vezes, enquanto outros colocavam paninhos quentes, como o famigerado Pedro Guerra que disse na BTV que JJ fez bem em ser adepto em Guimarães e até o considerou - mas não foi só ele, é "giro" ver as listas e ouvir agora alguns dos que fizeram essas listas - 17 como "Segundo Melhor Treinador", 35 como "Terceiro" e no global 52 como "Terceiro Melhor" da História do Benfica no livro "Plantel Glorioso" numa listagem enviada para os autores do livro no início da temporada de 2014/15, ou seja, antes dele conquistar a Supertaça, Bicampeonato e Taça da Liga! Quando me perguntaram. Então? Para si, Jorge Jesus nem nos três primeiros? Eu até respondi. «Nem sei se nos sete primeiros quanto mais nos três primeiros!» Escândalo! O quê? Como pode não dar valor ao nosso grande treinador? Tive que ter paciência de Benfiquista e responder: «É a minha opinião. E em matéria de opiniões acerca do Benfica nunca as dou de ânimo leve! Pelo contrário.» Os livros e os registos visuais e sonoros são tramados. Deixam rasto...

Plantel Glorioso: 26 jogadores e 3 treinadores que marcaram a história do SL Benfica; João Tomaz e Fernando Arrobas; Lisboa; Prime Books 1.ª edição; Novembro de 1914

Regressando ao que interessa
Que Jonas e Rui Vitória para 2016/17? Estou cá com uma vontade que chegue a pré-época de 2016/17!

Jonas só há um. O nosso e mais nenhum!
Com 67 golos em 6 872 minutos consegue, em média, concretizar um golo a cada 103 minutos. Para um goleador tudo o que for abaixo de 90 minutos é um valor de exclusividade. Entre 90 e 120 minutos é um valor de excelência.

GOLOS DE JONAS
Épocas
2014/15
(31)
2015/16
(36)
Competições
CN
TP
TL
LC
CN
TP
TL
ST
Tor
Trf
P
TOTAIS
67
20
6
5
2
32
0
1
0
1
0
-
CD Nacional
8
1
1

3
2
1
Moreirense FC
7
1
2
1

1






2
CF
“Os Belenenses”
6
2



2






2
CS Marítimo
5
2

1

2






FC Arouca
4
1

1

1






1
SC Braga
4
1
1
1
1
GD Estoril Praia
4
2



2






Ass. Acad. Coimbra
4
2



2






SC Covilhã
3

3









Vitória FC
 Setúbal
3


1

1






1
FC Paços
Ferreira
3




2






1
CD Tondela
3




1






2
FC Penafiel
2
1










1
Boavista FC
2
1



1






Rio Ave FC
2




2






CF União Madeira
2




2






Vitória SC Guimarães
1
1
Gil Vicente FC
1
1
PSG FC
1
1
Galatasaray AS
1
1
FC Zenit
1



1

NOTAS: Golos em casa (43); Golos fora (22); Golos em terreno neutro (02)

Vá lá Jonas
O CS Marítimo está mesmo a pedi-las. Só cinco golos aos maritimistas? Os outros madeirenses - CD Nacional - já levaram com oito "batatas". Não custa nada. Em Coimbra é empurrar lá para dentro como poucos sabem fazer tão bem como tu!

Querido - apanhei o vício com o Pedro Proença - Jonas! Em 2016/17, vamos ao 36. Em títulos e golos?


Alberto Miguéns
4 comentários
comentários
  1. Uma das imagens que mais me ficaram na retina do jogo com o Nacional foi uma cavalgada de Jonas a recuar para a nossa área a tentar neutralizar um contra-ataque adversário. Ao meu lado várias pessoas fizeram notar que também repararam.

    Os Benfiquistas sabem.

    Jonas está mesmo apaixonado pelo Sport Lisboa e Benfica. Mas infelizmente o amor e uma cabana não perduram. No futebol tudo se move.

    Temo que Jonas vá partir. Temo porque a sua forma de jogar me enche as medidas e porque a sua paixão pelo Benfica é real e produtiva.

    Estou certo que no final da sua carreira dirá - como muitos outros - que o Sport Lisboa e Benfica foi a mais apaixonante passagem da sua carreira. Isso estou certo. Da sua partida já este ano ainda não.

    Que parta - pois é inevitável - mas não neste nem sequer no próximo ano. Que fique. Para o seu e o nosso deleite.

    Que parta mas que, quando o fizer, já deixe o 36 nesta bela cabana. A cabana que os Benfiquistas tão apaixonadamente partilham há 112 anos.

    Obrigado Jonas que tanto nos deste neste Gloriosíssimo campeonato.

    ps: Muito pertinente e justo este destaque que o Alberto dá a Jonas. É bom, é merecido o reconhecimento a este jogador de excepção. Um jogador que sabe ser jogador de equipa e um homem que percebe a cultura do Clube onde está.

    ResponderEliminar
  2. Lembro-me da questão dos 3 treinadores e do plantel Alberto...

    Pessoalmente, sempre tive algo contra jj e RV. Tenho um texto publicado há cerca de um ano, referente ao jogo em Guimarães que acabou por nos consagrar campeões nacionais, que...

    RV queria fazer algo à sua medida (treinador de equipas pequenas que querem sobreviver). Mas não dava. Concordo absolutamente contigo Alberto! RV teve de engolir e respeitar a dinâmica anterior... Teve de ouvir o gozo e continuar! E conseguiu construir uma dinâmica própria, parecida com a de jj mas em algumas coisas diferente:

    1 Em termos tácticos: Sem extremos puros (Sálvio lesionado e a ter de jogar com dois avançados) encontrar um médio direito que fosse o mais idêntico possível a Gaitán (em termos de execução, posicionamento e imaginação).

    2 Em termos humanos: Honestidade, fraternidade e coragem.
    RV, com a ajuda da massa adepta, consegue também por mérito próprio ir unindo as pontas soltas e fortalecer os alicerces interiores do grupo de trabalho. Dou-lhe mérito por isso... As duas eliminatórias da champions são o espelho da nova cara do clube: Tudo a remar para a mesma direcção - RV trata do que está humanamente disponível; o departamento médico trata do que está indisponível; os jogadores mantêm a sua individualidade mas colocam-na ao dispor do grupo; a direcção continua lá no seu canto a fazer o que sempre fez mas desta vez fala pouco - tiveram sorte talvez ;-))).

    Boa questão a que colocas. Nem quero pensar nessa possibilidade Alberto: O que vai RV fazer com Jonas... "Vai manter Jonas no plantel obrigando-se a jogar em 4.4.2 à Jorge Jesus!? Ou vai "despachar" Jonas dando a entender que ele é que não podia recusar uma proposta "milhãonária" da China para poder jogar no seu confortável 4-5-1."

    Nem quero pensar que isso seja uma possibilidade Alberto. É terrível e revelador de mau caracter! RV já nada tem a provar perante a massa adepta (que é o verdadeiro juiz de um treinador/jogador/dirigente). RV já venceu e tem de desprezar as bocas do chiclas, tal como o fez durante esta época! Mantendo este "modos operandi" (melhorando o plantel), RV pode estar daqui a um ano a celebrar o primeiro tetra.

    Saudações Gloriosas e Parabéns pelo TRInta e Cinco!

    ResponderEliminar
  3. Caro Alberto Miguéns,

    Primeiro gostaria de lhe agradecer por todo o conhecimento sobre a história deste nosso Glorioso clube, que periodicamente partilha connosco.

    Se um dia pensar em lançar um livro com a história correcta do Benfica pode contar comigo para o comprar ou para participar num eventual crowdfunding.

    Quanto ao Jonas, concordo consigo que tem sido um jogador fundamental no Benfica e qualquer um dos treinadores conseguiu aproveitar as suas características e potencia-lo para este patamar do melhor goleador brasileiro na Europa.

    Tenho no entanto de discordar de si quando se refere a eventual saída dele. Acho que fara mossa, mas também sinto que a conseguimos superar, como superamos as saídas de outros goleadores da nossa gloriosa história. Eu só venderia pela cláusula, mas aceito que nesta fase da carreira um contracto milionário faria qualquer um pensar!

    Obrigado por partilhar o seu conhecimento.

    Cumprimentos,
    Nuno Santos

    ResponderEliminar
  4. Jonas é um dos grandes responsáveis pelo 35º campeonato, não só pelos golos (32),não só pelas assistências (11?), mas sim por todo o jogo que demonstrou, quantas vezes vimos Jonas ao lado de Fejsa/Samaris a buscar e criar jogo, a tocar a bola com classe e trocar com classe as voltas aos adversários em qualquer parte do campo.

    O amor que demonstrou pelo clube, a injustiça da Bola de Prata 2015(este ano ainda sonhei com a Bola de Ouro), a força, o empenho e a determinação merecem ser elevados. (como deveriam ser todos, não cá guerrinhas).

    Este TRIcampeonato é de todos os Benfiquistas, mas temos de dar mérito a quem o merece e Jonas, é Jonas!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail