A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

01/07/2015

Concordo

01/07/2015 + 4 Comentários API
AO CONTRÁRIO DO QUE TENHO LIDO A MEDIDA DO MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA (MAI) PARECE-ME ACERTADA.




Tendo em conta que percebo pouco de Leis e Tramas processuais rejo-me pelos valores de Cidadania e Urbanidade.

Eis o comunicado do MAI:




Quando li uma notícia acerca deste assunto no semanário Expresso do passado sábado (27 de Junho; página 31) fiquei preocupado. 

Até escreveram que poucos dias antes da vergonha lhe tinham proposto um louvor e que foi o seu trabalho e investigação que permitiu desmantelar uma rede de droga. E que a PSP nos últimos dois anos expulsou treze elementos mas nenhum por agressão a cidadãos detidos.

O que se percebe é que o subcomissário Filipe Silva foi de uma incompetência extrema por isso vejo-a como atitude de anti-Benfiquista. Não consigo encontrar outra explicação. Para mim não conseguiu ser profissional separando a deontologia do ódio clubístico. 

Porquê?

Se fosse cuspido (este acto é uma injúria) que o Benfiquista agredido sempre negou, deveria dar ordem de prisão.

O que fez? Agrediu um cidadão.

Se o cidadão resistisse à detenção (e não o fez) o polícia só poderia usar o bastão longo de borracha para o controlar e imobilizar.

O que fez? Usou-o para bater.

Se o pai do adepto tentasse impedir a detenção do filho (e não o fez) o polícia está impedido de usar qualquer técnica de impacto, apenas imobilizá-lo.

O que fez? Deu-lhe dois murros.

Se o cidadão utilizasse algum objecto contundente (e não o fez) o agente poderia trocar o bastão longo de borracha (usado para imobilizar agressores) pelo bastão extensível de aço (usado para partir vidros de automóveis e em situações de grande violência pré-utilização de armas de fogo).

O que fez? Já com o cidadão em desequilibro, imobilizado no chão e "bastonado" ainda leva duas bastonadas com um bastão que pode ser uma arma letal (por isso até os agentes estão proibidos de o utilizar em pontos vulneráveis do corpo).

Mesmo que o cidadão fizesse o que o subcomissário Filipe Silva diz que fez (e as imagens mostram que não o fez) era excessivo. Então é muitíssimo excessivo o que fez, num comportamento inadmissível para um profissional, que não dignifica a PSP.  


Tento fazer sempre crítica positiva. Nunca me escondo. Escrevo contra quando penso isso e a favor quando assim considero. E engano-me algumas vezes. Não sei o desenvolvimento, mas como penso que o MAI esteve bem, aqui deixo esta nota que vale apenas a minha opinião e chegará aos leitores deste blogue. Se critiquei o que pensava ser negativo agora elogio o que me parece positivo. Até por que...

Não acredito que tudo termine com o subcomissário Filipe Silva a receber um louvor. Antes pelo contrário.

Alberto Miguéns
4 comentários
comentários
  1. Caro Alberto, este selvagem, pois animal não lhe posso chamar, porque não quero ofender a classe, tinha uma foto sua, no facebook, fardado e em serviço, em que o mesmo estava virado para a uma claque do Sporting e com a seguinte legenda: "os meus dois amores", portanto nem vale a pena esclarecer mais nada, creio eu!!!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo1/7/15 18:51

    ...SR DR ALBERTO....Permita-me não falar do tema.....Vou apenas (porque sempre acompanhei nesta sua página o alertar por parte do SR DR para que este infeliz caso não fosse esquecido)..repito vou apenas falar(escrever) do que hoje aqui escreve.....li e reli atentamente o que aqui escreve após "algum" desenvolvimento dos passos dados pela justiça no referido caso....Nunca duvidei e por isso mesmo permita-me pois que aqui LHE AGRADEÇA A SUA NOBREZA DE CARÁCTER......abraço

    ResponderEliminar
  3. Anónimo1/7/15 19:55

    alguém disse:

    Amigo Alberto Miguéns mais uma vez fez jus aos seus comentários DOUTOS. Parabéns.
    No que diz respeito ao acontecido em Guimarães e Também com gravidade no Marquês de Pombal, tem que existir algo mais Grave e que tem que ser feito em prol da Segurança dos Cidadão e neste caso dos Benfiquistas, porque tudo demonstra e leva a crer que SÓ AGRIDEM INDISCRIMINADAMENTE Benfiquistas e porquê ???
    Será que vamos ter "Justiça à Porto" nestes dois casos e em especial no Marquês, onde simples Adeptos/Sócios, só porque ali estavam a Comemorar o Bi-Campeonato Foram barbaramente Agredidos ???!!!
    E porquê no Marquês já não existem IMAGENS das Agressões ou as Mesmas, como outras coisas FORAM BRANQUEADAS ???!!!
    É que sem imagens OS AGRESSORES refugiam-se nas aldrabices e anonimato cobarde!!!!
    O Agressor em Guimarães disse o que disse e todas as imagens demonstram o contrário e no Marquês ????!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  4. Caro Alberto

    Em face do teor do comunicado do MAI, conclui-se que como consequência das imagens públicas que todos visionámos foi instaurado um processo de inquérito e que no decurso deste foram carreados para os autos elementos de prova suficientes que permitiram à Ministra da tutela determinar a abertura de processo disciplinar contra o energúmeno, lamentavelmente oficial de polícia, bem como a aplicação de uma medida cautelar de suspensão de funções por 90 dias, prazo que não deverá ser ultrapassado.
    Após a conclusão do processo disciplinar ora criado por parte do instrutor nomeado é que, se a matéria apurada confirmar a prática por parte do dito subcomissário de actos que constituam infracção e tenho sérias dúvidas que assim não seja, pois um dos elementos probatórios cruciais são as inequivocas imagens, será aplicada a pena entendida por conveniente, embora me cheire que se isso ocorrer o individuo não se conforme e acabe por chegar ao competente tribunal administrativo.
    Por outro lado e noutro âmbito, não devemos esquecer que deverá estar a decorrer também um processo crime contra o desequilibrado, pois a vitima disse que iria apresentar a devida queixa criminal, pelo que, muito sinceramente, não vejo como, quer num processo quer noutro, tal individuo sairá impune dos actos cometidos. Bem pelo contrário, afigura-se-me que dificilmente não será condenado com penas severas e a ser verdade que estivesse proposto para receber um louvor, duvido seriamente que isso venha a suceder.
    Eu sei o que vi, ninguém me contou e espero bem que ele coma pela medida grande, até como meio de prevenção para o futuro, porque se a sua conduta não tivesse sido visionada, como não é boa parte dos abusos cometidos por polícias de igual calibre, aí sim, teria passado impune.

    Grande abraço benfiquista e parabéns pela defesa escorreita e leal do Benfica

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail