A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

10/04/2015

Invenções À Pressão

10/04/2015 + 1 Comentários
JÁ FOI O COLO E O MEDO DE IR À FRENTE, ENTRE OUTRAS. ACABAM DE INVENTAR A ÚLTIMA. OS DIAS DE AZAR!


O dia 11 de Abril até é um Glorioso Dia, uma das datas mais importantes na história do Clube e do Benfiquismo, pois em 1912, logo na estreia do Benfica a jogar neste dia do ano venceu pela primeira vez um jogo internacional. O adversário era um clube francês (de Bordéus) conceituado: La Vie Au Grand Air Du Médoc. Os seis Gloriosos Golos foram marcados por: Luís Vieira (2), Artur José Pereira, Álvaro Gaspar, Cosme Damião e Virgílio Paula. Em 14 de Março de 2013 houve notícia aqui no EDB.


História do SL Benfica 1904-1954; I volume; Página 200; Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; Edição dos autores; Lisboa; 1954
Vamos primeiro à Grande Efeméride Benfiquista no dia 11 de Abril
Este dia ficará, para sempre, como a primeira referência da força do futebol Benfiquista e do carácter vibrante do Clube na data (em 1912) em que obteve a primeira vitória num jogo frente a um emblema de um país estrangeiro. E que vitória! Seis-a-um!
O adversário gaulês era um clube muito respeitado em Portugal. No ano anterior (1911) tinha defrontado o melhor clube da cidade do Porto, o FC Porto, em 23 de Abril de 1911. O FC Porto recrutou na cidade os melhores futebolistas ingleses apresentando um onze integral com onze britânicos (parece-me que pelos nomes havia por lá alguns escoceses e quem sabe irlandeses e galeses, também em onze!) Mesmo assim os franceses venceram, por 1-0, deixando uma aura de classe. Não foi difícil convencê-los a deslocarem-se no ano seguinte a Lisboa. E coube ao Internacional/CIF o convite! Era "só" apanhar, em Bordéus, o comboio (Sud-Express) que saía de Paris, mudar de bitola em Irún e descer no Rossio, em Lisboa. Para três jogos, todos no campo do CIF, nas Laranjeiras, em Lisboa, como era óbvio, pois a iniciativa de trazer a Lisboa os franceses partiu, por conta e risco, dos dirigentes do Internacional. Mas os franceses chegaram com dez futebolistas tendo de recorrer sempre a um português para jogarem com onze!
Em 7 de Abril de 1912 (domingo de Páscoa) o Internacional derrotou-os por 1-0. O tal português foi Borja Santos, o melhor futebolista do CS Império. Logo no dia seguinte (segunda-feira), a selecção da AFL (cinco do Sporting CP, quatro do Internacional e dois Benficas: Henrique Costa (defesa à direita) e Artur José Pereira, meio-defesa à esquerda) venceu por 5-0. Borja Santos voltou a "ser francês" por hora-e-meia! Coube ao SLB defrontá-los no terceiro jogo. Pelos franceses alinhou um dos melhores futebolistas portugueses desse tempo, Carlos Sobral, do Internacional, que tinha alinhado no jogo da selecção como meio-avançado à esquerda! Após o apito final do inglês Charles Etur, futebolista do CS Império e ex-capitão do SCP, o jogo saldou-se a favor do Benfica, com uma espectacular vitória por 6-1. A primeira - ao segundo jogo contra equipas estrangeiras - do "Gloriosíssimo" em jogos internacionais. Como se previa, mesmo numa quinta-feira, foi o jogo com mais público e o que deu mais receita. O Benfica permitiu ao CIF não ter prejuízo. Por isso o SLB era sempre convidado fosse quem fosse que organizasse estes jogos frente a adversários vindos do outro lado das fronteiras! Pudera! Era o "abono de família" dos outros clubes. Mudou pouco o Futebol Português em cem anos!
Os franceses não regressaram de imediato a Bordéus. Passaram pelo Porto (16 de Abril de 1912) onde, no campo da rua da Rainha, empataram a três golos com o FC Porto. Para completar a equipa recorreram a um jogador, Américo Pacheco, do Leixões SC para jogarem com onze.

Era assim o Futebol em Portugal na segunda década do século XX. Com o Benfica já na vanguarda! 

Registos de classe neste dia
O Benfica nos sete jogos iniciais neste dia 11 de Abril, entre 1912 e 1950, apenas obteve vitórias. E manteve-se invicto onze encontros, entre 1912 e 1998. O último registo é um empate a um golo, mas com sabor a vitória, para a Liga Europa, em Newcastle, na 2.ª mão dos quartos-de-final em 11 de Abril de 2013, depois da vitória por 3-1 na "Catedral".

Em 14 jogos... dez vitórias
São dez vitórias para dois empates (3-3 e 1-1) e duas derrotas (0-3 e 0-1). Os Gloriosos Futebolistas marcaram 40 golos e sofreram apenas 14!

JOGOS DIA 11 DE ABRIL
Época
(N.ºJ)
Res.
Adversário
Comp
Estádio
Local
Sit
11/12
89
V 6-1
La Vie au Gand Air
Particular
Laranjeiras
Lisboa
N
19/20
262
V 1-0
Vitória FC Setúbal
Campeonato
Regional Lx
C.º Grande
Lisboa
N
21/22
316
V 1-0
C. Sports Madeira
Particular
Almirante
Reis
Funchal
F
36/37
850
V 5-1
Sporting CP
Campeonato
I Liga
Amoreiras
Lisboa
C
42/43
1091
V 4-2
FC Porto
Campeonato
Nacional
Constituição
Porto
F
47/48
1312
V 6-1
Lusitano FC
VRSA
Campeonato
Nacional
Tapadinha
Lisboa
C
49/50
1413
V 4-0
FC Barreirense
Particular
D. Manuel
de Melo
Barreiro
F
53/54
1605
E 3-3
CF "Os Belenenses"
Particular
Tapadinha
Lisboa
N
75/76
2781
V 5-1
GD CUF
Barreiro
Campeonato
Nacional
Luz
Lisboa
C
91/92
3710
V 2-0
SC Braga
Campeonato
Nacional
Luz
Lisboa
C
97/98
4072
V 2-0
SC Salgueiros
Campeonato
Nacional
Vieira de
Carvalho
Maia
F
07/08
4643
D 0-3
As. Académica
Coimbra
Campeonato
Nacional
SLB
Lisboa
C
08/09
4696
D 0-1
As. Académica
Coimbra
Campeonato
Nacional
SLB
Lisboa
C
12/13
4951
E 1-1
Newcastle UFC
Liga Europa
St. James
Parque
Newcastle
F
14/15
5079
?
As. Académica
Coimbra
Campeonato
Nacional
SLB
Lisboa
C


O 4.º melhor marcador deste dia 11 de Abril com dois golos ao Sporting CP, na V 5-1, em 1936/37, para o Campeonato Nacional (I Liga); Logo na jornada seguinte, ainda em Abril (1936/37), no dia 18, marcou dois golos à equipa da Associação Académica de Coimbra, no seu campo de Santa Cruz! Terceiro melhor marcador nos jogos em Abril frente à equipa da Associação Académica de Coimbra! Grande, enorme, Guilherme Espírito Santo. No Futebol e no Atletismo. Uma Glória do "Quarto Anel" (30 de Outubro de 1919 - 25 de Novembro de 2012)
Quando os Benfiquistas querem... o Mundo do Futebol altera-se!
E querem que às 19:00 horas de amanhã, sábado, 11 de Abril de 2015 a lista que se segue esteja mais longa. Mais golos marcados que os actuais 40 e mais futebolistas que os actuais 26 (embora Salvio possa "chegar-se" aos do topo até Julinho) elevando para 13 os clubes com Golo-riosos sofridos, em 11 de Abril.

MARCADORES NO DIA 11 DE ABRIL
N.º Golos
(40)
Futebolistas
(26)
Adversários
(12)
5
JULINHO
Lusitano FC VRSA (3); FC Porto (1);
FC Barreirense (1)
3
MANUEL COSTA
FC Porto (3)
3
JOSÉ ÁGUAS
CF "Os Belenenses" (3)
2
LUÍS VIEIRA
LVAGA du Médoc (2)
2
GUILHERME ESPÍRITO SANTO
Sporting CP (2)
2
ARTUR TEIXEIRA
FC Barreirense (2)
2
NENÉ
GD CUF Barreiro (2)
1
ARTUR JOSÉ PEREIRA
LVAGA du Médoc
1
ÁLVARO GASPAR
LVAGA du Médoc
1
COSME DAMIÃO
LVAGA du Médoc
1
VIRGÍLIO PAULA
LVAGA du Médoc
1
ALBERTO AUGUSTO
Vitória FC Setúbal
1
JOAQUIM BELFORD
CS Madeira
1
ROGÉRIO SOUSA
Sporting CP
1
VALADAS
Sporting CP
1
LUÍS XAVIER
Sporting CP
1
ARSÉNIO
Lusitano FC VRSA
1
ROGÉRIO CARVALHO
Lusitano FC VRSA
1
VÍTOR BAPTISTA (anos 40)
Lusitano FC VRSA
1
RUI GIL
FC Barreirense
1
JORDÃO
GD CUF Barreiro
1
CÉSAR BRITO
SC Braga
1
IZAÍAS
SC Braga
1
JOÃO PINTO
SC Salgueiros
1
BRIAN DEANE
SC Salgueiros
1
SALVIO
Newcastle United FC
2
Autogolos
GD CUF Barreiro (2)

Em Abril, vitórias "mil"
O Benfica vai defrontar pela 21.ª vez a equipa da Associação Académica de Coimbra no mês de Abril. O primeiro encontro, em Abril, jogou-se em 1932/33, a 14, numa vitória por 4-0, ainda nem existia o campeonato nacional, cuja primeira edição realizou-se em 1934/35 com o nome de Campeonato da I Liga. O 20.º (e último jogo) entre os dois clubes, neste mês, disputou-se em 18 de Abril de 2010, numa vitória por 3-2. Nestas duas dezenas de jogos, mais 13 vitórias (15 do "Glorioso" e duas do adversário com mais três empates) e mais 34 golos (52 marcados para 18 sofridos). As duas vitórias, ambas em 11 de Abril, da equipa da Associação Académica de Coimbra são excepção!

JOGOS EM ABRIL COM A EQUIPA DA ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE COIMBRA (AAC)
Época
(N.ºJ)
Dia
Res.
(52/18)
Comp
Estádio
Local
Sit
1940/41
1008
6
V 3-0
Campeonato
I Divisão
Lumiar
Lisboa
C
1934/35
753
7
V 4-1
Campeonato
I Liga
Amoreiras
Lisboa
C
2007/08
4643

11
D 0-3
Campeonato
I Divisão
SLB
Lisboa
C
2008/09
4696
D 0-1
Campeonato
I Divisão
SLB
Lisboa
C
1932/33
664

14
V 4-0
Particular
Amoreiras
Lisboa
C
1984/85
3267
V 2-1
Campeonato
I Divisão
Municipal
Coimbra
F
1954/55
1647
17
V 7-3
Campeonato
I Divisão
Municipal
Coimbra
F
1936/37
851

18
V 3-1
Campeonato
I Liga
Santa Cruz
Coimbra
F
2009/10
4762
V 3-2
Campeonato
I Divisão
Municipal
Coimbra
F
1935/36
799

19
V 3-1
Campeonato
I Liga
Amoreiras
Lisboa
C
1958/59
1829
V 3-2
Particular
Luz
Lisboa
C
1957/58
1784
20
V 1-0
Taça de
Portugal
Luz
Lisboa
C
1967/68
2312

21
E 1-1
Campeonato
I Divisão
Municipal
Coimbra
F
1973/74
2664
V 5-0
Campeonato
I Divisão
Luz
Lisboa
C
1941/42
1051



26
V 4-1
Campeonato
I Divisão
Campo
Grande
Lisboa
C
1958/59
1830
V 3-0
Particular
Municipal
Coimbra
F
1986/87
3386
E 0-0
Campeonato
I Divisão
Municipal
Coimbra
F
1957/58
1785
27
V 2-0
Taça de
Portugal
Municipal
Coimbra
F
1977/78
2884

30
V 3-0
Campeonato
I Divisão
Municipal
Coimbra
F
1987/88
3453
E 1-1
Campeonato
I Divisão
Luz
Lisboa
C

Um dos marcadores nos jogos em Abril frente à equipa da Associação Académica de Coimbra! Um golo, em 17 de Abril de 1955, numa espectacular vitória, por 7-3, no campo da AAC em jornada do campeonato nacional da I Divisão! Dedicado como futebolista e râguebista mais umas incursões no atletismo. Francisco Calado. Dedicadíssimo como dirigente. Um dos Grandes Benfiquistas (22 de Fevereiro de 1927 - 5 de Fevereiro de 2005)
Ora aqui está mais um quadro para ser "destrambelhado"
Têm a palavra (com o pé, cabeça ou corpo) os Gloriosos Futebolistas. Às 17 horas de amanhã (sábado) têm 90 minutos para passar a fazer parte dele. No caso de Ruben Amorim para trepar até ao topo! Chegam dois!

MARCADORES EM ABRIL (com AAC)
N.º Golos
(52)
Futebolistas
(32)
Datas
(20 jogos/ 12 dias)
Épocas
7
José Águas
17; 27; 19; 26
54/55 (3) ; 57/58 (1);
58/59 (2+1)
6
Valadas
7; 19; 18; 26
34/35 (2) ; 35/36 (1);
36/37 (1); 41/42 (2)
2
Rogério Sousa
14; 7
1932/33; 1934/35
2
Carlos Torres
19
1935/36
2
Guilherme Espírito Santo
18
1936/37
2
Joaquim Teixeira
6; 26
1940/41; 1941/42
2
Coluna
20; 27
1957/58 (1+1)
2
José Luís
30
1977/78
2
Nené
21; 30
1973/74; 1977/78
2
Weldon
18
2009/10
1
Vítor Silva
14
1932/33
1
Eugénio Salvador
14
1932/33
1
Augusto Dinis
14
1932/33
1
Fernando Cardoso
7
1934/35
1
Álvaro Pereira
6
1940/41
1
Miguel Lourenço
6
1940/41
1
Francisco Rodrigues
26
1941/42
1
Francisco Calado
17
1954/55
1
Arsénio
17
1954/55
1
Zézinho
17
1954/55
1
Caiado
17
1954/55
1
Mendes
19
1958/59
1
Serra
26
1958/59
1
Salvador
26
1958/59
1
Jacinto Santos
21
1967/68
1
Vítor Baptista
21
1973/74
1
Toni
21
1973/74
1
José Pedro
21
1973/74
1
Manniche
14
1984/85
1
Pietra
14
1984/85
1
Vando
30
1987/88
1
Ruben Amorim
18
2009/10
1
Autogolo
21
1973/74

Carrega Benfica

Alberto Miguéns

NOTA1: Ao elaborar estes quadros e alinhavar os textos lembrei-me de dois Gloriosos Futebolistas - Guilherme Espírito Santo e Francisco Calado - que me chegaram a confidenciar (no caso de Chico Calado foi quase um lamento) que depois de morrerem nunca mais ninguém se lembraria deles. Eu bem os "avisei". Então vocês quiseram jogar no Benfica para depois serem ou ficarem esquecidos! Arranjaram foi uma bela maneira de serem imortais! Com o Benfica vão continuar a ser falados pela eternidade fora! Centenas de anos depois de morrerem. Mas quando lhes disse isto (ou algo semelhante) nunca imaginei que fosse por motivos destes. Para escrever acerca da pressão colocada até com os rebuscados "Dias de Azar"!

NOTA2: Apanhado desprevenido apenas consegui publicar, numa primeira fase construída pela hora de almoço, os dois primeiros quadros - materiais que tinha elaborado e arquivado. Pelas 20.00 horas consegui completar mais dois quadros - Jogos e Marcadores (desde sempre) com a equipa da Associação Académica de Coimbra em Abril. Estes sim são os valores que interessam ao Benfica. Os nossos jogadores têm é de entrar para a lista dos melhores marcadores. Para o "Glorioso" acrescentar mais uma vitória e somar mais três pontos que já têm um destino traçado: o Bicampeonato!
1 comentários
comentários

Em Defesa do Benfica no seu E-mail